Gato

Curiosidades sobre gatos: 100 comportamentos dos bichanos domésticos que vão te surpreender

Publicado - 18 Julho 2022 - 12h01

Atualizado - 21 Abril 2024 - 12h50

Curiosidades sobre gatos e cães sempre chamam a nossa atenção. Mesmo que a gente conviva diariamente com esses bichinhos, sempre tem coisas que a gente não sabe ou nunca parou para refletir. Você já se perguntou, por exemplo, por que os gatos escondem as fezes? Ou por que esses animais gostam tanto de escalar os móveis da casa e se esconderem? Pois acredite: tudo isso tem um motivo. Nada é por acaso, e conhecer bem o seu gato - personalidade e instintos, principalmente - faz diferença na convivência.

Afinal, são tantas curiosidades sobre gatos que a gente nem imagina! Se você se interessa pelo universo felino e quer entender melhor o comportamento dos nossos amigos de quatro patas, não tem com o que se preocupar. O Patas da Casa reuniu abaixo alguns fatos impressionantes sobre os hábitos, instintos e personalidade de um gato. Confira!

100 curiosidades sobre gatos que você não tinha ideia

1) A personalidade dos gatos pode variar de acordo com a raça dos bichanos.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

2) Algumas raças de gato carinhosos são o gato Persa, Maine Coon e Birmanês.

3) Algumas raças de gato mais independentes são o Scottish Fold, Chartreux e Maine Coon.

4) Algumas raças de gato que amam brincar são o Sphynx, Siamês e Balinês.

5) Algumas raças de gato mais sociáveis são o Angorá, Persa e Maine Coon.

6) Algumas raças de gato que amam ficar no colo são o Ragdoll, Sphynx e Ragamuffin.

7) Algumas raças de gato consideradas mais preguiçosas são o Selkirk Rex, Scottish Fold e gato Persa.

8) Algumas raças de gato que se dão bem com crianças são o Siamês, Maine Coon e Angorá.

9) Algumas raças de gato que se dão bem com idosos são o gato Persa, Ragdoll e Birmanês.

10) Algumas raças de gato mais inteligentes são o Angorá, Bengal e Abissínio.

11) Os felinos são super inteligentes, intuitivos e treináveis.

12) Adestrar gato é uma possibilidade. Você pode ensinar o bichano a sentar, dar a pata e muito mais.

13) O processo de aprendizagem dos gatos é diferente dos cachorros.

14) Como os bichanos foram domesticados bem depois dos cães, eles podem demorar um pouco mais a responder aos comandos passados.

15) O motivo pelo qual os gatos nem sempre aprendem de primeira é porque eles têm maior tendência de seguir os próprios instintos.

16) Mesmo com a domesticação, vários instintos selvagens dos gatos permaneceram.

17) O gato arranhando, por exemplo, é um hábito que acontece instintivamente, embora também possa ter ligação com outros fatores.

18) A necessidade de afiar as garras antigamente era direcionada para árvores, troncos de madeira e pedras que os gatos encontravam pelo caminho.

19) Outra explicação para esses arranhões nas superfícies é quando o felino quer marcar território, uma vez que a pata de gato tem glândulas que liberam um odor específico.

20) O comportamento dos gatos arranhando também é uma forma de exercitar e melhorar o bem-estar do pet, diminuindo o estresse e a ansiedade.

21) Para suprir a necessidade de afiar as unhas, o arranhador para gatos é um acessório indispensável.

22) Para fazer o gato parar de arranhar o sofá, também existem modelos de arranhadores próprios para proteger o móvel.

23) Outro item importante na casa dos bichanos é a caixa de areia para gatos, onde eles fazem as necessidades fisiológicas.

24) Nem todo gato precisa “aprender” onde fazer xixi e cocô, pois eles recorrem à caixinha instintivamente.

25) Os gatos escondem as fezes como mecanismo de defesa, camuflando seus rastros de possíveis predadores.

26) Animais que deixam as fezes expostas é porque querem marcar território.

27) Os felinos podem ter preferência por um tipo específico de areia para gatos.

28) Esses animais são super exigentes com hábitos de higiene, e se a caixa de areia estiver suja eles podem se recusar a utilizá-la corretamente.

29) A má localização da caixinha também pode fazer com que o gato não use o acessório. É importante evitar deixá-la em lugares muito barulhentos e movimentados.

30) Outro motivo que explica o gato fazendo xixi e cocô no lugar errado é quando o animal está estressado ou ansioso.
 

comportamento dos gatos: gato recebendo carinho
<strong>O comportamento dos gatos com a família geralmente é marcado por afeto e companheirismo</strong>

31) Muitas coisas podem deixar o gato estressado, mas a principal delas é a mudança de rotina.

32) O comportamento dos gatos estressados é marcado por vocalização excessiva, isolamento, lambidas compulsórias e agressividade.

33) Além de mudanças de casa ou de mobília, a chegada de novos integrantes na família também pode causar um quadro de estresse nos pets.

34) O miado de gato é uma forma de comunicação que pode indicar diferentes situações.

35) Quando está feliz, o felino mia de forma mais suave e carinhosa, parece um murmúrio.

36) Miados excessivos podem ser um alerta de fome.

37) Quando o gato mia bravo, o som vem acompanhado de grunhidos e rosnados.

38) A gata no cio tem um miado bem estridente, com um som mais melancólico e que parece um choro.

39) Às vezes o gato miando é uma forma de o animal chamar a atenção do dono para um problema maior, como doenças.

40) Além de miar, estima-se que os gatos conseguem emitir mais de 100 sons diferentes.

41) O gato ronronando, por exemplo, é um som muito comum de ouvir dos felinos.

42) Apesar de ser mais frequente durante as carícias, o ato de ronronar pode ter mais de um significado.

43) Os felinos ronronam quando sentem dor. Isso acontece porque a vibração estimula o sistema defensivo do animal.

44) Outra curiosidade sobre o gato é que a baixa frequência do ronrom pode auxiliar na cicatrização física.

45) Nem todo mundo sabe disso, mas não é todo gatinho que é capaz de ronronar.

46) Acredita-se que o ronrom seja mais presente no comportamento dos gatos que convivem com a mãe e os irmãos durante a fase de filhote.

47) Os filhotes de gato não devem ser separados da ninhada até completarem dois meses de vida. Além do aleitamento, o contato com a mãe e irmãos é importante para o desenvolvimento social do pet.

48) Os gatos normalmente são considerados filhotes até completarem um ano de vida.

49) É entre a fase de filhote e adulto que a personalidade de gato normalmente é definida.

50) Quando os felinos crescem, podem adotar dois padrões de comportamento: vertical e horizontal.

51) Os gatos com padrão de comportamento vertical são aqueles que adoram escalar móveis e não perdem a oportunidade de subirem nas coisas.

52) Os gatos com padrão de comportamento horizontal são aqueles que preferem ficar nos cantinhos mais baixos da casa, como sofás e tapetes.

53) Uma das razões por que os felinos gostam de ficar no alto é porque na natureza eles tinham o hábito de subir em árvores como estratégia de proteção.

54) Alguns brinquedos de gato que cuidam dessa “necessidade” dos bichanos são nichos, prateleiras, camas suspensas, arranhadores com andares, entre outros.

55) Já para os animais horizontais é possível investir em redinhas, arranhadores de rampa, tocas e túneis interativos.

56) Os gatos lambem uns aos outros como demonstração de afeto e para transmitir parceria e proteção.

57) O gato lambendo o dono também é um comportamento marcado por carinho.

58) Os felinos enxergam os humanos como gatos gigantes! Para eles, não há distinção entre as espécies.

59) Os gatos preferem água corrente do que água parada. Esse é o motivo pelo qual eles vivem bebericando água da torneira.

60) Para estimular a hidratação felina, a fonte de água para gatos é um ótimo investimento.

61) Alguns bichanos gostam de “acariciar” a água antes de bebê-las. Isso ocorre graças ao fascínio dos felinos pelo movimento da água, mas também serve para verificar a temperatura.

62) Gato correndo do nada é conhecido como "Períodos Frenéticos de Atividade Aleatória".

63) Os picos de energia acontecem normalmente em momentos específicos do dia, como depois de uma soneca, já que eles acordam mais dispostos.

64) Quando o gatinho te segue pela casa é a reprodução de um comportamento de gatos que o animal tinha com a mãe dele.

65) Ao seguir os humanos, os felinos se sentem mais protegidos e em segurança.

personalidade dos gatos: três gatos no quintal
<strong>A personalidade dos gatos pode sofrer influência da cor da pelagem</strong>

66) Se você já flagrou seu gato dormindo em cima das suas roupas, saiba que isso é sinônimo de confiança e carinho.

67) Por outro lado, quando os gatos se esfregam na gente não tem a ver somente com afeto: essa, na verdade, é uma demarcação de território.

68) Os felinos se esfregando nos humanos também têm um significado espiritual que remete a limpeza energética e proteção.

69) A linguagem dos gatos é muito mais rica do que a gente imagina: olhares, movimento das orelhas, cauda sempre revelam como os pets se sentem.

70) O olhar de gato fala mais do que mil miados, por isso observe sempre se a pupila está dilatada ou retraída.

71) O gato com pupila dilatada pode significar empolgação ou medo.

72) Já a pupila de gato fica retraída com o animal está tenso, nervoso, perseguindo uma presa ou prestes a atacar.

73) Às vezes os gatos piscam para se comunicar com os humanos.

74) Piscadas lentas são um sinal de confiança. Piscadas muito rápidas são encaradas como ameaça.

75) O movimento da orelha de gato apontada para cima é típica de um animal em alerta e atento aos movimentos externos

76) A orelha de gato para trás ou apontada para os lados indica que o pet está incomodado, e é comum em gatos estressados ou ansiosos.

77) Um movimento clássico de gato medroso ou tenso é quando ele fica com as orelhas para baixo.

78) Orelhas relaxadas e olhos semi-abertos são sinal de um gato feliz!

79) Cada movimento do rabo de gato também tem um significado diferente!

80) Para entender a linguagem corporal dos gatos, é necessário analisar a postura do pet por completo.

81) Os gatos não gostam que as pessoas toquem no seu rabo, pois essa região é uma extensão da coluna vertebral. Ou seja, ela é sensível e pode sofrer lesões facilmente.

82) Da mesma forma, os felinos não gostam quando tocam no bigode de gato.

83) A maioria dos gatos não gosta de colo, e é importante evitar pegá-los à força, ou isso pode irritá-los.

84) O gato com a barriga para cima nem sempre é um pedido de carinho.

85) Os felinos são super protetores com a região do tórax, porque é lá que se concentram os órgãos vitais do animal.

86) A posição dos gatos dormindo pode revelar muito sobre a maneira como eles se sentem em determinado ambiente.

87) Os gatos se escondem quando fatores externos causam algum tipo de estresse, como sons muito altos, a chegada de visitas ou idas ao veterinário.

88) A mordida de gato nem sempre é um sinal de agressividade: às vezes é só a maneira de o animal dizer que quer brincar. Ainda assim, é importante tentar corrigir isso.

89) Em algumas situações, o gato pode morder para interromper sessões de carinho.

90) A cor da pelagem pode ajudar a determinar a personalidade de gato, segundo uma pesquisa da Universidade da Flórida e Califórnia.

91) Os gatos pretos, comumente associados a falta de sorte, na verdade são um verdadeiro amuleto da sorte. São mansos, amáveis, confiáveis e com um temperamento tranquilo.

92) Já os gatos brancos tendem a ser um pouco mais tímidos e independentes. Podem ser desconfiados com estranhos, mas são muito afetuosos com a família.

93) Quando o assunto é personalidade, gato cinza se destaca! Os bichanos dessa cor são super extrovertidos, aventureiros e carinhosos. São animais cheios de atitude e fofura!

94) O gato preto e branco - ou gato frajola - é bem independente e com um jeitinho mais bravo do que os outros. Se ele se irritar, pode até querer fugir, mas são ótimos amigos dos humanos.

95) Assim como o personagem Garfield, o gato laranja é uma mistura de simpatia, dengo e preguiça! São gatos que amam atenção e festa, mas também curtem ficar quietinhos de vez em quando.

96) Os gatos rajadinhos são super amorosos com quem convive com ele. Eles têm uma personalidade dócil e marcada por instintos. Também são muito apegados com os donos.

97) Os gatos bicolores no geral - com exceção do gato frajola - tendem a ser muito estáveis. Eles gostam de atenção, mas às vezes preferem ficar isolados. Ao mesmo tempo, são leais.

98) Os gatos tricolores, que normalmente são fêmeas, costumam ser dóceis, brincalhões e amam estar perto dos humanos. Também podem ser um pouquinho teimosos.

99) O gato escaminha, que tem uma pelagem que lembra o casco de uma tartaruga, normalmente é mais introvertido e tímidos. Perto da família, ama receber carinho!

100) Independentemente do tipo de personalidade, gato merece amor, afeto e atenção! O modo de criação, inclusive, pode ajudar a moldar o comportamento de cada bichano.

Redação: Juliana Melo

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Adoção

8 características do Gato de Pelo Curto Inglês (British Shorthair)

Você conhece o gato de Pelo Curto Inglês? Esse é um felino bastante apreciado por gateiros no geral, principalmente por conta da sua...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Cachorro

Sarna em cachorro: 5 sinais para identificar a doença de pele e opções de tratamento

A sarna em cachorro é uma das doenças mais conhecidas entre os tutores, mas as características dela ainda geram muitas dúvidas. Prov...

Ver todas