É difícil resistir a tentação de fazer carinho quando a gente se depara com um gato de barriga para cima. Mas será que isso realmente é um convite para carícias, ou essa posição tem um outro significado? Uma coisa é certa: tentar compreender o comportamento felino é dever de todo tutor. Para não haver falhas na comunicação, você precisa saber como funciona a linguagem dos gatos e o que eles querem dizer com o movimento do corpo - e isso inclui um gato deitado de barriga para cima.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Ah, e não se preocupe: o Patas da Casa te ajuda nessa missão! Continue a leitura para desvendar o que significa a posição dos gatos quando eles deixam a barriga mais exposta e quais são os melhores lugares para fazer carinho no pet.

Posições de gato: o que significa quando o bichano dorme de barriga para cima?

Todo pai de pet de primeira viagem sempre se pergunta por que os gatos dormem tanto e se esse é um comportamento normal. Para começar, é bom entender que as horas de sono dos felinos são bem diferentes das nossas: eles têm instintos noturnos, e por isso tendem a dormir mais durante o dia, enquanto ficam mais dispostos e ativos durante a noite. Por isso, é muito comum encontrar um gato dormindo de manhã ou à tarde - e, nessas horas, as posições de gato sempre chamam a atenção.

Se você já flagrou um gato deitado de barriga para cima enquanto dorme, saiba que esse é um ótimo sinal! A barriga é uma das regiões mais vulneráveis e os felinos tentam protegê-la a todo custo. Se ele fica com essa parte do corpo mais exposta durante os cochilos, significa que o seu gatinho confia muito em você e se sente seguro ao seu lado! A confiança é tanta que ele resolve abandonar os próprios instintos selvagens, e relaxa completamente.

Gato de barriga pra cima pode ser um pedido de carinho?

Ao contrário do que muita gente pensa, a maioria dos gatos não gosta de carinho na barriga. É claro que isso vai depender muito da personalidade e manhas de cada pet, mas se você encontrar o gato de barriga pra cima, acariciá-lo e notar que ele não gostou, não insista. É na região do tórax e da barriga que estão localizados os órgãos vitais do animal, e mesmo que os felinos se sintam confortáveis o suficiente para deixar essa parte mais exposta, muitas vezes isso não é um convite para carinho.

Então por que os gatos rolam e às vezes ficam deitados com a barriga para cima? Além de ser um sinal de confiança, uma pesquisa desenvolvida pela Universidade de Cambridge, no Reino Unido, concluiu que esse comportamento do gato está ligado à submissão. O estudo foi feito com duas colônias de gatos semi-selvagens ao longo de 18 meses, e foi observado que o gato com a barriga pra cima e rolando de costas acontece com certa frequência. Em 79% dos casos, a postura foi tomada na frente de outro gato e não houve qualquer vocalização. Muitas gatas no cio adotaram o comportamento na frente de machos, mas, curiosamente, 61% dos animais que fizeram isso eram machos mais jovens na frente de machos mais velhos. Isso levou a crer que o gato deitado de barriga para cima pode significar submissão entre os felinos.


Gato dormir com a barriga exposta indica confiança e segurança no ambiente
Gato dormir com a barriga exposta indica confiança e segurança no ambiente

Saiba onde fazer carinho em gato!

Como já deu para perceber, não são todas as áreas que são “liberadas” para fazer carinho no gato. Tanto a barriga quanto o rabo e as patas são partes muito sensíveis e que podem deixar o seu amigo incomodado se forem acariciadas, então é bom evitar. Por outro lado, o topo da cabeça, bochechas e queixo são lugares super indicados para isso e os bichanos amam! Você também pode fazer carinho nas costas dele e, dependendo do nível de intimidade, até na base do rabo (o “popô” do pet).

Outra dica importante é fazer o carinho sempre na direção do crescimento dos pelos. Além disso, se começar a sessão de afagos e perceber que o gatinho não está muito a fim, é bom não insistir.

Redação: Juliana Melo