A linguagem dos gatos é cheia de detalhes que, quando percebidos, podem ajudar os tutores a entenderem melhor o que seus pets querem dizer. Os gatos levam a fama de serem animais misteriosos, donos de si e complicados de se compreender. Mas quem tem um bichano em casa há algum tempo sabe que não é bem assim. Basta observar com atenção a forma sutil como eles se movimentam para captar as mensagens que desejam transmitir às pessoas.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O primeiro passo para entender a linguagem de gato é reconhecer o seu estado neutro, ou seja, sua postura mais relaxada. É dessa forma que os gatos passam a maior parte do tempo: deitados de forma bem elegante, com as patinhas dobradas sob o corpo ou então completamente esticados. Seus olhos ficam quase fechados ou piscam com suavidade, enquanto as orelhas ficam levemente curvadas, viradas para a frente. Os bigodes, quando relaxados, podem até mesmo dar a impressão de um sorriso!

A partir dessa posição, vamos começar a analisar as expressões dos felinos, para te ajudar a estabelecer uma relação mais profunda com seu animalzinho de estimação. Preparado?

Linguagem dos gatos: como decifrar o que os sons de gatos querem dizer 

A frequência e a entonação dos miados do gato sempre entrega algo que o gato deseja comunicar. Miar suavemente é algo que faz parte do comportamento da maioria dos gatos e é como uma conversa. Portanto, se seu gato chegar perto de você miando dessa forma, retribua o cumprimento! Ao ganhar um carinho, é bem possível que seu gato ronrone ou murmure, demonstrando satisfação.

Quando um gato entra em modo de caça, visualizando uma presa ou um brinquedo que cumpra essa função, os miados podem se tornar mais curtos e entusiasmados. Já quando o gato se sente ameaçado, o ruído se parece com um bufo ou um sopro.

Fique atento aos miados agudos, que assim como os gritos humanos podem significar medo ou dor.  Esse tipo de miado é mais comum em gatos filhotes. Se o gato mia demais, a causa geralmente é fome: chegou a hora da comida!

Som de gato bravo: é melhor se afastar ao ouvir uivos e grunhidos

Gatos também são capazes de pedirem respeito pelo seu espaço pessoal por meio dos sons. Quando o peludo está bravo e quer que você ou outro animal se afastem, ele vai soltar uivos estridentes. Esse barulho pode anteceder os grunhidos, que também representam estresse elevado. É bom ter cuidado!

 


Até o gato ronronando pode ter diferentes significados
Até o gato ronronando pode ter diferentes significados

O papel das orelhas na linguagem do gato

A orelha de gato se movimenta de formas bem simples de entender. Quando ficam para cima e viradas para frente, é sinal que o bichano está alerta. Se ele mantém a posição ereta, mas vira as orelhas para trás, pode estar se preparando para revidar um ataque (ou iniciar um). Orelhas para baixo, por outro lado, podem significar medo ou tristeza. Quando o gato vira as orelhas separadamente, provavelmente está se sentindo ansioso e busca informações sobre o ambiente onde se encontra.

O movimento e posição do rabo dos gatos também passam mensagens

Assim como acontece com as orelhas, quando o rabo está para cima de uma forma relaxada - com a pontinha virada ou não - significa que o gato está contente e tranquilo. Mas se os pelos eriçarem, cuidado: o bichano está mostrando que sabe se defender. O rabo do gato em uma posição média - nem para cima, nem para baixo, mostra que o gato está desconfiado. Essa posição pode estar acompanhada de movimentos lentos e olhar fixo. Quando a cauda está para baixo, seja parada, entre as patas ou se movendo, é sinal de que o gato está cansado ou passando por um mau dia. Interessante, né?

 

 


O gato com as orelhas para baixo pode estar assustado
O gato com as orelhas para baixo pode estar assustado

A postura é mais uma forma de expressão da linguagem felina

É bem fácil perceber a postura de um gato pronto para atacar: de pé nas quatro patas, ele curva o seu tronco, levanta o rabo, eriça os pelos e mostra seus dentes e garras. Nessa hora é melhor se afastar, já que tentar acalmá-lo pode causar ainda mais irritação. Por outro lado, quando está relaxado, ele vai se deitar de lado ou deixando a barriguinha à mostra: um convite irrecusável para um carinho! Quando sente medo, o gato se retrai, como se quisesse se esconder. Se frustrado, seu gatinho pode começar a caminhar de um lado para o outro, sem objetivo definido. 

Como seu gato interage com você?

Uma das maiores dúvidas dos tutores de gato é saber se estão agradando ou não os felinos quando brincam ou fazem carinho. As demonstrações de amor felinas são pra lá de fofas e bem fáceis de decifrar:

Amassando pãozinho: o gato afofando alguma superfície macia ou até mesmo no corpo do seu tutor quer dizer que se sente feliz e aconchegado. 

Mordidinhas: se o seu gato te morder de leve quando você estiver fazendo carinho nele, não precisa parar os movimentos. É dessa maneira que ele expressa sua gratidão.

Se esfregando em você: com a cabeça, o focinho ou passando entre as suas pernas, esse tipo de linguagem felina representa a marcação de território. Seu gato gosta de você e te vê como propriedade exclusiva!

Lambendo: as lambidas do gato são um sinal definitivo de que ele te ama! Gatos guardam na memória as lambidas que receberam de suas mães quando filhotes e reproduzem o carinho em humanos quando querem demonstrar afeto. Tem coisa mais fofa?

Redação: Mariana Fernandes