close
Cuidados

Cuidar de gato: qual é a média de gastos mensais com um felino?

Atualizado · 10 de junho de 2020 · 15h16

Publicado · 26/04/2020 · 14h42

Para cuidar de gato, é importante saber que alguns custos são necessários para manter a qualidade de vida do animal
Para cuidar de gato, é importante saber que alguns custos são necessários para manter a qualidade de vida do animal

Ter um gatinho em casa vai muito além da parte divertida. Isso porque, na prática, adotar um gato requer uma série de responsabilidades e cuidados com o seu novo amigo de quatro patas. Afinal de contas, você quer que ele tenha uma boa qualidade de vida, certo? Por isso, para cuidar de gato, alguns custos devem fazer parte do seu orçamento mensal. Para saber mais sobre isso e te ajudar a se planejar financeiramente, preparamos um guia com os principais gastos mensais de um gato. Confira!

Ração de gato: standard, premium ou super premium?

Para cuidar de gato, é fundamental oferecer uma alimentação adequada para o felino, né? E, dentre as várias opções de ração para gato, a gente sabe que muitas vezes fica até difícil saber qual é a melhor escolha para o seu amigo de quatro patas. Mas fique tranquilo, a gente te explica as principais diferenças entre elas e quanto custa, aproximadamente, cada uma.

Começando pela mais básica, a ração standard (ou econômica) é a opção mais barata do mercado e, um pacote com 20kg, costuma ficar na faixa de R$ 150. Ela é feita com uma mistura de ingredientes, como o farelo de soja, trigo, milho e arroz, e com baixa porcentagem de proteína animal, tendo um valor nutricional bem reduzido se comparado a outras rações.

Já a ração premium possui uma qualidade melhor e, além de ser rica em proteína animal, também dispõe de proteína vegetal em sua composição. No entanto, é uma ração que não costuma matar a fome do gato se oferecida em pouca quantidade. O preço de um pacote de 1kg costuma ficar na faixa de R$ 25. Já a ração super premium é a melhor de todas, com um alto valor nutricional e que tem a proteína animal como principal ingrediente, sendo de alta qualidade. Esse tipo de alimento é um pouco mais caro que os demais e um pacote com apenas 400 gramas custa em torno de R$ 25, o mesmo preço de um pacote de ração premium de 1kg.

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    O valor da ração para gatos pode variar. Escolha uma opção que atenda às necessidades nutricionais do seu bichano
    O valor da ração para gatos pode variar. Escolha uma opção que atenda às necessidades nutricionais do seu bichano

    Mais Lidas

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente.

    Quanto tempo vive um gato?
    Cuidados dos animais

    Quanto tempo vive um gato?

    Afinal, um gato vive quantos anos? Não é mistério que a companhia de um bichano muda a vida de qualquer pessoa para melhor, e, se dependesse de nós, nossos gatinhos viveriam para sempre. No entanto, isso não é possível e muitos tutores têm dúvidas quando o assunto é a expectativa de vida. Gato, querendo ou não, é como se fosse um filho, e é muito fácil se apegar a esses animais no dia a dia. 

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    Ração de gato: veja qual é a melhor opção para cada fase da vida

    1) Ração para gato filhote 

    Nas primeiras semanas de vida, a principal fonte de nutrição do gato filhote é o leite materno. Entretanto, se isso não for possível por qualquer motivo, o tutor pode encontrar fórmulas artificiais de leite em pet shops, próprias para essa fase da vida do felino. Basta conversar com um veterinário e verificar qual é a mais recomendada para o seu amigo. 

    A alimentação com leite costuma durar até a 4ª ou 5ª semana, após isso, já é possível introduzir a ração sólida e/ou úmida na dieta do bichano. Mas atenção: a ração para gato filhote contém uma fórmula bastante específica que só é indicada para gatos bebês, e, portanto, não deve ser oferecida para gatos adultos ou idosos, já que ela é mais calórica. A quantidade, por outro lado, vai variar de acordo com os primeiros meses de vida do animal, como você pode ver a seguir:

    - 1 a 2 meses: 4 vezes ao dia

    - 2 a 6 meses: 3 vezes ao dia

    - 6 meses até a fase adulta (1 ano): 2 vezes ao dia

    2) Ração para gato adulto 

    Ao alcançar a fase adulta, por volta de 1 ano de idade, os tutores devem trocar a ração para gato filhote por uma específica para adultos. No entanto, vale destacar que essa transição deve ser feita aos poucos, hein? O seu gatinho precisa se adaptar à nova alimentação, e isso não acontece de imediato. Além disso, ao introduzir a ração para adultos na dieta do seu amigo, o tutor pode optar por dois tipos diferentes de ração: seca ou úmida. Com valores nutricionais bastante parecidos, ambas são muito benéficas para o organismo dos felinos. A diferença está na apresentação da ração, já que a ração úmida é mais pastosa e é uma ótima opção para gatos que não têm o hábito de beber muita água. Ela ajuda a prevenir problemas renais, mas precisa de certos cuidados para não perder o seu valor nutricional. A ração úmida também é mais cara do que a seca.

    3) Ração para gato idoso 

    Após os 7 anos de idade, o gato atinge a terceira idade e, portanto, precisa de uma nova dieta que supra as necessidades desta fase. Por isso, existem rações específicas que ajudam a manter o bichano saudável e nutrido quando a velhice chega. Mas, assim como qualquer mudança na dieta do animal, essa transição também deve acontecer aos poucos e de forma gradual.

    4) Ração para gato castrado

    Depois de castrar um gato, os cuidados com a sua alimentação também são necessários. A ração para gato castrado é diferente das demais, já que a ração “comum” pode acabar provocando o excesso de peso no felino. Já a específica para os animais castrados tem uma composição diferente e com uma menor quantidade de calorias. Mas vale lembrar que, assim como a ração comum, esse tipo de alimentação também varia de acordo com as fases de vida do animal: filhote, adulto ou idoso. É importante ficar atento a esse detalhe na hora de comprar.

     

    Caixa de areia para gatos: um acessório fundamental na rotina do felino

    Todo mundo sabe que os gatos são animais bastante higiênicos. Na hora de fazer suas necessidades fisiológicas, isso não é diferente. Os felinos, diferente dos cachorros, não tem grandes problemas em aprender o local certo para fazer xixi e cocô. No entanto, é importante manter a caixa de areia para gatos sempre limpa, caso contrário o animal pode não se sentir confortável em fazer suas necessidades ali. Por isso, além de comprar uma caixinha, o tutor também precisa trocar a areia do local sempre que ela estiver suja. A areia pode ser de diferentes materiais, como sílica, de madeira ou granulado, e o preço também varia. Um pacote de granulado higiênico, por exemplo, custa em torno de R$ 10, enquanto que a areia sílica pode custar até R$ 25.

    Vacina de gato: saiba quais são as principais e os preços

    Manter o calendário de vacinação do bichano em dia é outra medida fundamental na prevenção de doenças. Por isso, o valor das vacinas devem fazer dos custos fixos de um gato. Logo nos primeiros dias de vida do animal, é necessário levá-lo ao veterinário para saber como proceder, já que as primeiras vacinas para gatos devem ser dadas logo após os primeiros 60 dias de vida do animal. São elas as vacinas quádrupla (V4), que atua contra a rinotraqueíte, calicevirose, clamidiose e panleucopenia, ou quíntupla (V5), que além da V4, também combate a leucemia felina (FeLV). Além dessas vacinas, também existe vacina contra raiva, que deve ser dada a partir do quarto mês de vida do felino.

    Os valores das vacinas costumam variar de acordo com cada região, mas a média dos preços costuma ser de R$60 para a vacina antirrábica, R$ 100 a vacina quádrupla e R$ 120 a quíntupla. O lado bom é que depois das doses aplicadas nos primeiros meses de vida do animal, o reforço será anual. Então, se programa para uma vez no ano atualizar o calendário de imunizações do seu gatinho. Você também pode verificar se existem campanhas de vacinação gratuita na sua cidade. 

    Vermífugo para gatos deve fazer parte da rotina de cuidados

    Os vermes em gatos são problemas incômodos e que precisam de um cuidado especial. Por isso, o vermífugo para gatos precisa ser dado com frequência, mesmo em bichanos que só vivem dentro de casa. O medicamento atual prevenção de diferentes tipos de parasitas e doenças causadas por eles. A frequência precisa ser verificada com um veterinário de confiança. O preço do vermífugo para gatos costuma variar entre R$ 30 e R$ 50.

    Remédio para carrapato e pulga: como esse cuidado entra na rotina do gatinho?

    Ao contrário do que muita gente pensa, não apenas os cachorros têm problemas com carrapatos e pulgas: os gatos também sofrem com isso. Na verdade, esse é um cenário bem comum quando o animal vive em um lugar com quintal ou convive com um cãozinho que passeia na rua. Os parasitas podem causar incômodos e são responsáveis por algumas doenças, por isso, a melhor melhor coisa que você pode fazer é investindo em medidas preventivas. Existem vários remédio para carrapato e pulgas, como o líquido (que custa cerca de R$ 25) e os comprimidos, que podem ser encontrados pela média de R$70. Também é possível encontrar remédios com ação mais longa, cerca de três meses, e com o valor médio de R$120. Além disso, a coleira antipulgas para gatos é uma opção muito indicada: os modelos que oferecem proteção por oito meses custam de R$150 a R$200, enquanto as versões com duração de 30 dias podem ser encontradas entre R$20 e R$50, dependendo da marca e tamanho do gatinho. 

    A caixa de areia para gatos é um acessório indispensável para a higiene do seu amigo
    A caixa de areia para gatos é um acessório indispensável para a higiene do seu amigo

    Outros gastos essenciais para cuidar de gato

    - Cama: não esqueça que seu gatinho também precisa de um lugar para dormir. Existem vários modelos diferentes para acomodar o seu amigo, como a cama iglu ou a cama puff, que são ótimas opções para gatinhos mais tímidos e que gostam de se recolher totalmente. Além delas, existem também as camas suspensas para os mais aventureiros e os almofadões para gatos. O preço pode variar de acordo com cada modelo: as almofadas mais simples e o modelo iglu são encontrados por volta de R$50 a R$100; já os modelos mais elaborados chegam a R$300.

    - Brinquedos para gato: assim como qualquer animal, o gato também precisa de distrações. Portanto, investir em brinquedos para gatos é uma ótima forma de entreter o bichano. Uma das opções mais queridinha dos tutores é o arranhador para gatos (os mais simples podem ser encontrados por volta de R$ 50), mas existem também outros brinquedos como as bolinhas com guizo (R$ 5) e a varinha (R$ 20). 

    - Caixa de transporte: esse acessório facilita (e muito!) a vida dos tutores de gatos. Elas são ótimas para levar o seu amigo de quatro patas ao veterinário ou até mesmo para viajar, e tem um ótimo custo-benefício. O valor costuma variar entre R$ 30 e R$ 50.

    - Escova para gatos: as escovas de pelos são um ótimo investimento para remover a pelagem morta do seu amigo. Elas podem ser utilizadas todos os dias, se o animal tiver pelo médio ou longo. Além disso, existem diversos modelos de escova que auxiliam nesse processo, como a escova furminator, a luva de escovar, a escova dupla-face e os pentes. Os preços variam de R$10 a R$90.

    - Fontes de água e comedouro: por último, o tutor também precisa pensar onde vai ofertar a comida e a bebida para o bichano. O potinho de comida precisa ter a altura adequada ao tamanho do gatinho: o indicado é que fique na altura dos cotovelos do animal. Deve-se evitar também os modelos de plástico, que podem causar a acne felina. As fontes de água são a melhor opção para hidratar o seu amigo, já que os felinos adoram água corrente, limpa e fresca. Elas podem ser de diferentes materiais, e os preços também costumam variar. Por outro lado, existem modelos feitos de barro, porcelana e inox que são mais indicadas. Os preços podem chegar até a R$ 200, dependendo do modelo. Já o mais barato custa em torno de R$ 60.

    Castração de gato é um procedimento que você deve se planejar financeiramente para fazer

    castração de gato é um processo fundamental para cuidar da saúde do seu amigo e evitar crias indesejadas. Isso porque, além de ajudar a manter o controle populacional dos felinos, a castração também atua na prevenção de várias doenças. Muitos tutores, porém, costumam adiar o procedimento por medo do alto custo. Para as fêmeas, o valor costuma ficar entre R$ 200 e R$ 1000. Já para os machos, a castração de gato varia entre R$ 120 e R$ 800. Mas é preciso ter muito cuidado, viu? Nada de castrar seu bichinho em qualquer lugar. Sempre verifique se o ambiente é seguro e se tem recomendações positivas.

    Além do mais, se você não tem condições financeiras de arcar com o preço do procedimento em uma clínica particular, também é possível encontrar locais que oferecem a cirurgia a preço popular ou até mesmo gratuitamente. Ongs, universidades e iniciativas públicas, como o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), por exemplo, são alternativas mais baratas para isso. Basta se informar direitinho onde você pode conseguir esse tipo de castração na sua cidade.

    Redação: Juliana Melo

    Hidratante para patas de gato: o que é, como funciona e qual a indicação?

    Próxima matéria

    Hidratante para patas de gato: o que é, como funciona e qual a indicação?

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino
    Ração

    Meu gato não quer comer, o que devo fazer? Dicas para cuidar da alimentação do felino

    Um dos sinais mais comuns que os gatos demonstram que alguma coisa não vai bem com a saúde é não querer comer ou comer bem pouco. Os motivos podem ser os mais diversos, desde uma leve indisposição a problemas mais graves. Por isso, conhecer bem o comportamento do seu felino e ficar atento aos demais sinais é essencial para agir corretamente e buscar ajuda veterinária a tempo. Para ajudar, vamos tirar algumas dúvidas e dar dicas de como fazer o seu gato voltar a comer.

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Raças

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Ver Todas >

    Hidratante para patas de cachorro: soluções naturais funcionam? Quais as mais indicadas?
    Cuidados dos animais

    Hidratante para patas de cachorro: soluções naturais funcionam? Quais as mais indicadas?

    O hidratante para patas de cachorro não é um produto muito comum em casas com pets. Apesar disso, é algo que pode ser acrescentado nos cuidados com os cães. Os coxins do cachorro são uma parte do corpo exposta, que pode ficar ressecada pelo contato com diferentes superfícies, como pisos mais ásperos, asfalto, terra e areia, além do impacto das altas temperaturas. Por isso, o creme hidratante para patas de cachorro é algo que pode ajudar a dar mais qualidade de vida ao pet. 

    Jornal ou tapete higiênico para cachorro? Veja 5 motivos para preferir a segunda opção!
    Cuidados dos animais

    Jornal ou tapete higiênico para cachorro? Veja 5 motivos para preferir a segunda opção!

    Afinal, o que é melhor: jornal ou tapete higiênico para cachorro? Todo tutor já se perguntou isso alguma vez na vida, e para quem é pai de pet de primeira viagem essa dúvida é ainda mais comum. Apesar de um jornal velho para cachorro ser uma opção prática e barata, não é o mais recomendado para cuidar das necessidades do seu animal de estimação. Isso porque, além de não ser apropriado para absorver o xixi, o material pode causar alergias nos cães.

    Tapete gelado para cachorro funciona mesmo? Veja a opinião de tutores que têm o acessório
    Cuidados dos animais

    Tapete gelado para cachorro funciona mesmo? Veja a opinião de tutores que têm o acessório

    O tapete gelado para cães é um famoso truque que alguns tutores usam para aliviar o calor do pet. O acessório costuma ser muito indicado para o verão, que normalmente atinge altas temperaturas em todo o Brasil. Aliás, esse é um cuidado que não pode ser deixado de lado nos dias mais quentes: fique atento ao comportamento do pet e busque alternativas para aliviar o calor. Mas será que o tapete gelado para cachorro realmente funciona? 

    Cachorro soltando muito pelo: troca de pelagem ocorre mais no calor ou no frio?
    Cuidados dos animais

    Cachorro soltando muito pelo: troca de pelagem ocorre mais no calor ou no frio?

    Ao perceber um cachorro soltando muito pelo, a preocupação é inevitável. O que nem todo mundo sabe é que o processo de troca de pelagem é totalmente natural em alguns casos e não é indício de nenhum problema de saúde ou algo do tipo. Mas será que as estações do ano influenciam nisso? Será que no verão as quedas são mais frequentes do que no inverno? 

    Ver Todas >