O canicross é um esporte em o cachorro e o tutor correm juntos. Ele tem origem na Europa e começou como uma forma de estimular fisicamente os cães de corrida de inverno, que ficavam sedentários durante o verão. Porém, não foi difícil perceber que a atividade era muito prazerosa e divertida para ambos. Foi assim que nasceu esse esporte que atualmente tem até campeonatos anuais ao redor do mundo. O mais legal é que ele pode ser praticado pela maioria das raças de cachorro, basta o tutor ter disposição. Descubra mais detalhes sobre o canicross e como praticá-lo nessa matéria.

O canicross é um esporte para o cachorro correr com o tutor

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

O canicross é uma corrida com cachorro semelhante ao cross country. Ambos são corridas realizadas em trilhas, com diversos obstáculos e desafios. Por ser um esporte no qual o cachorro puxa o tutor, a prática de canicross exige as ferramentas certas: peitoral para cachorro de tração, guia elástica de até dois metros e um resistente cinto de corrida. Nesse esporte, o cão deve estar correndo na frente do dono durante todo o percurso.

Existem diversos campeonatos de canicross ao redor do mundo, com trajetos que variam de 2 a 8 km. O mais famoso é o Canicross World Championship. Aqui no Brasil existe o Cani Fest e, durante o Rocky Mountain Games, também acontece uma disputa de canicross.

Exercício com o cachorro: corrida de canicross deve ser feita com cuidado

O canicross pode ser feito com ou sem uma bicicleta. Antes de começar, é interessante que o cão saiba atender aos comandos do tutor. Sem o adestramento, o canicross fica mais difícil, pois é o cachorro de corrida que guia o trajeto. Se possível, busque um treinador para começar, além de investir nos equipamentos certos.

Também é importante respeitar o limite de ambos. Por exemplo, se nenhum está habituado a correr, é bom começar a praticar canicross com pequenas distâncias e ir aumentando o circuito conforme o ritmo. É preferível buscar ambientes abertos, como trilhas ou beiras de praia. Uma dica, é não correr debaixo do sol quente. Isso pode ser prejudicial para os dois, principalmente para o cachorro, que corre o risco de queimar as patas. 


Cachorro de corrida: o Husky Siberiano é um ótimo candidato para o canicross
Cachorro de corrida: o Husky Siberiano é um ótimo candidato para o canicross

O canicross foi criado para treinar os cães de corrida durante o verão

O canicross começou a partir de outro esporte: o skijöring. Nessa atividade de inverno, cães e cavalos carregavam esportistas de esquis. Mas durante o verão, os cães perdiam o condicionamento físico. A solução foi amarrar o colete de tração canino ao cinto do esportista por meio de uma corda. Dessa forma, era possível continuar os treinos do cachorro em períodos mais quentes. Aos poucos, perceberam que essa prática era benéfica para o cão e o atleta e, no fim da década de 80, os franceses resolveram oficializar a prática. Com a ajuda do veterinário francês Dr. Gilles Pernoud, ocorreram as primeiras competições de canicross. Até o fim da década de 90, o esporte se espalhou pelo resto da Europa e, consequentemente, pelo resto do mundo.

Só cachorro de corrida pode praticar canicross?

Já é certo que passear com o cachorro dessa forma melhora a saúde e o desempenho dele e do tutor. No entanto, nem todo cão pode praticar canicross. Por exemplo, uma raça de cachorro pequena não é o ideal, seja pelo tamanho, ou pela pouca força que ele possui. Raças de cachorro braquicefálicas também não devem praticar canicross pois são propensas a problemas respiratórios. As melhores raças de cachorro para acompanhar o tutor em corridas devem ser de grande porte ou de médio porte, mas fortes. Conheça algumas:

Praticar corrida com cachorro evita sedentarismo

Um detalhe interessante sobre o canicross, é que ele é uma ótima solução para a dupla começar uma atividade física de forma prazerosa! Ele melhora e fortalece o relacionamento entre cão e tutor, estimulando o trabalho em equipe. Além disso, o canicross reforça o adestramento e ajuda a gastar a energia de cães que são naturalmente mais ativos. Mas não para por aí! Outros benefícios da atividade com o cachorro são:

  • Menos estresse para o tutor e o cachorro;
  • Evita a obesidade canina e do dono;
  • Melhora o comportamento animal;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Estimula um bom condicionamento físico.

Se começar exercícios físicos com o filhote de cachorro, os resultados são ainda melhores. Mas primeiro ele deve completar o esquema vacinal e precisa de permissão veterinária antes de sair na rua. Essa também será uma ótima forma de iniciar o adestramento!  

Redação: Erika Martins

Edição: Juliana Melo