Saúde

Câncer de pele em cachorro: veterinária esclarece todas as dúvidas sobre a doença

  Câncer de pele em cachorro: saiba mais sobre os tipos da doença e como prevenir o seu cãozinho!
Câncer de pele em cachorro: saiba mais sobre os tipos da doença e como prevenir o seu cãozinho!

Mesmo que o seu amigo de quatro patas seja coberto de pelos, o câncer de pele em cachorro também pode afetá-lo e causar muitos riscos à saúde. Bastante comum em animais que passam muito tempo expostos ao sol, a doença pode ter uma série de sintomas diferentes e, justamente por isso, quanto mais informado você estiver sobre a situação é melhor. Para te ajudar, o Patas da Casa conversou com a veterinária e dermatologista de cães, Rafaela Jardim. Veja o que ela explicou aqui embaixo!

Câncer de pele em cachorro: como identificar a doença e seus sintomas?

Pequenas feridas que não cicatrizam são um alerta para o câncer de pele em cachorros. “Uma coceira que não para em local fixo, uma ferida que não cicatriza e sangra e, até mesmo, nódulos brancos ou escuros devem ser investigados”, contou Rafaela. Nesse caso, a ida ao veterinário é fundamental para que o animal seja corretamente diagnosticado e comece o tratamento. Rafaela continua: “Perda de apetite e peso e vômitos recorrentes também podem indicar sinais da doença”.

Por ser uma patologia comum em cachorros idosos, a especialista explica que é necessário uma atenção maior aos bichinhos de estimação mais velhos. “Entre 7 e 14 anos de idade é sempre bom ficar em alerta ao surgimento de possíveis nódulos ou feridas. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, maior será a expectativa de vida do seu amigo”.

Os diferentes tipos de câncer de pele no cachorro

Depois de confirmar o diagnóstico, é preciso entender e investigar de qual tipo de tumor em cachorro se trata para indicar o melhor tratamento. Segundo Rafaela, o câncer pele em cães pode ter quatro tipos diferentes:

- Carcinoma espinocelular: geralmente causada pela exposição solar, essa versão da doença apresenta lesões ulceradas e, por isso, pode ser um agressiva e levar à destruição de boa parte do tecido ao redor do tumor. As lesões podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas em locais mais expostos: região ocular, boca, focinho e pontas das orelhas, são os mais propícios.

- Mastocitoma: nesse tipo de câncer de pele em cachorro, os tumores que se desenvolvem nos mastócitos podem aparecer em formato circular, em qualquer parte do corpo e em diferentes tamanhos. Vale ressaltar que, nesse caso, os fatores genéticos geralmente são importantes, e os hormônios estrogênio e progesterona podem influenciar diretamente no crescimento do câncer.

- Melanoma maligno: assim como nos humanos, o melanoma maligno é um tipo de câncer em cães que afeta os melanócitos, resultando em tumores nas células pigmentadas da pele. Na maioria dos casos, a doença se manifesta na boca ou nas mucosas do animal, mas também pode aparecer em partes dos corpos cobertas por pelos. Por isso, é importante ficar atento a qualquer sinal do seu amigo e examiná-lo sempre.

- Histiocitoma: é um tumor benigno que afeta as células do sistema imunológico do animal, impedindo a proteção dos tecidos que ficam expostos aos agentes externos, como a superfície da pele. Comuns em cães jovens e em algumas raças, como Labrador, Golden Retriever, Bull Terrier e Cocker Spaniels, a doença causa nódulos pequenos arredondados de aparecimento súbito na superfície da pele e, principalmente, na cabeça, nas bordas das orelhas e nos membros. Nesse caso, o exame de Citologia Aspirativa é suficiente para o diagnóstico.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
      Câncer de pele em cachorro: imagens!
    Câncer de pele em cachorro: imagens!
    É comum que alguns tipos de câncer de pele em cachorro comecem com pequenas feridas arredondas na superfície da pele. Fique atento!
    É comum que alguns tipos de câncer de pele em cachorro comecem com pequenas feridas arredondas na superfície da pele. Fique atento!
    Câncer de pele em cachorro: a  doença avança rapidamente e pode comprometer boa parte do tecido ao redor do tumor
    Câncer de pele em cachorro: a doença avança rapidamente e pode comprometer boa parte do tecido ao redor do tumor
    Cachorros brancos podem ser atingidos com mais frequência pelo câncer de pele
    Cachorros brancos podem ser atingidos com mais frequência pelo câncer de pele
      Câncer de pele em cachorro: imagens!
    É comum que alguns tipos de câncer de pele em cachorro comecem com pequenas feridas arredondas na superfície da pele. Fique atento!
    Câncer de pele em cachorro: a  doença avança rapidamente e pode comprometer boa parte do tecido ao redor do tumor
    Cachorros brancos podem ser atingidos com mais frequência pelo câncer de pele

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Como é feito o diagnóstico e o tratamento do câncer de pele em cães?

    Para confirmar o diagnóstico e identificar qual é o tipo de câncer de pele em cães, é comum que o médico veterinário peça uma bateria de exames. “O diagnóstico é feito a partir de uma biópsia de pele. Nela, é necessário retirar uma margem de segurança para que não fiquem células cancerígenas na pele do animal”, explica Rafaela. Além deste, a raspagem de pele e citologia também podem estar na lista de procedimentos solicitados. 

    Depois dessa etapa, os exames passam a ter outro propósito, já que os animais diagnosticados precisam ser estudados. Sendo assim, exames de sangue e imagem devem ser feitos para descobrir se o tumor está presente apenas em um local ou se já se infiltrou em outros órgãos do cão, como fígado, baço e pulmão. Ainda que poucos tutores saibam, muitas das vezes o animal já pode apresentar metástases sem o surgimento de sintomas. 

    Quanto ao tratamento, assim como as causas e os tipos da doença, ele pode se apresentar de diferentes formas. “O combate à doença pode ser feito com uma cirurgia, eletroquimioterapia, quimioterapia dirigida, quimioterapia por via oral e quimioterapia por via intravenosa, tudo vai depender do tipo de tumor e do estadiamento”, conta a especialista Rafaella. 

    Após o tratamento, é importante lembrar que, o seu amigo deve manter o acompanhamento do médico veterinário.O cão que teve algum tipo de câncer deve se consultar regularmente com o seu médico veterinário para exames periódicos. Nesse caso, o intervalo entre as consultas deve ser de, pelo menos, três meses”, conclui.

    Como prevenir esse tipo de câncer em cachorro?

    Ainda que nem todos os tipos de câncer de pele em cachorro possam ser prevenidos, é possível praticar alguns cuidados para preservar a saúde do seu amigo e minimizar o risco da doença. "Manter a alimentação saudável com uma ração de qualidade, é uma táticas principais para garantir o fortalecimento da imunidade do cachorro", aconselha Rafaella. Além deste, a veterinária também recomenda evitar expor o animal ao sol, principalmente os cachorros brancos ou que têm a região do rosto mais clara. “Se o seu amigo for sair de casa, é fundamental o uso de protetor solar para cachorros”. 

    Além disso, lembre-se: a qualquer sinal diferente no seu cãozinho, você deve buscar imediatamente a ajuda de um médico veterinário de confiança para realizar o diagnóstico correto e garantir o tratamento mais indicado de acordo com as necessidades do seu pet. 

    Redação: Úrsula Gomes

    Mastite em gatos: saiba tudo sobre a doença que atinge as fêmeas

    Próxima matéria

    Mastite em gatos: saiba tudo sobre a doença que atinge as fêmeas

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros
    Sênior

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros

    O câncer em cachorro é a principal causa de morte em cães acima dos dez anos de idade. No caso da neoplasia testicular canina – popularmente conhecida como câncer de testículo –, a doença afeta principalmente cachorros machos idosos não castrados. Além da idade avançada, a presença de testículos não descidos (criptorquidismo) é outro fator que contribui para a formação de tumor de cachorro no sistema genital.

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!
    Saúde

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!

    A insuficiência renal em gatos é uma doença que pode ser muito comum quando falamos de felinos. Sem cura, o problema precisa de acompanhamento constante e cuidados especiais para evitar complicações. Apesar de ser uma doença grave, o gato com problema renal pode ter qualidade de vida. Para tirar as dúvidas sobre a insuficiência renal em gatos, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Débora Nunes, do Rio de Janeiro. Vem conferir!

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Verme

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)
    Pequenos

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Dentre tantas raças de cachorro que existem pelo mundo, uma que certamente merece destaque é o Bichon Frisé. Esse pequeno cãozinho já é capaz de conquistar vários admiradores só por causa da sua aparência fofinha e felpuda, mas não é só isso que chama a atenção na raça: o cachorro Bichon Frisé também é super carismático e afetuoso. Por isso, é bem difícil não se apaixonar por ele. 

    Ver Todas >

    Dermatite seborreica canina: entenda mais sobre o problema que atinge a pele dos cães
    Saúde animal

    Dermatite seborreica canina: entenda mais sobre o problema que atinge a pele dos cães

    A pele dos cães é mais sensível e frágil do que parece. A dermatite seborreica em cachorro - também conhecida apenas como seborreia canina - é um problema de pele bastante comum nos nossos amigos de quatro patas. A doença em si não representa nenhuma ameaça à saúde do cachorro, mas a falta de tratamento adequado pode levar à progressão do quadro, o que, consequentemente, pode desencadear situações mais graves. 

    Como secar o leite da gatinha? Veterinária dá dicas para fazer do jeito correto
    Saúde animal

    Como secar o leite da gatinha? Veterinária dá dicas para fazer do jeito correto

    As primeiras semanas do filhote de gato são extremamente importantes para o desenvolvimento do animal. A amamentação felina é um dos principais passos para que o filhotinho receba os nutrientes necessários para crescer saudável e forte, já que o leite materno fortalece o sistema imunológico. No entanto, entre a sétima e oitava semana de vida dos filhotes de gato, a produção de leite da mãe gata deve parar. Caso contrário, uma complicação comum é quando a gata fica com leite empedrado.

    Quais as características da panleucopenia felina que merecem atenção?
    Saúde animal

    Quais as características da panleucopenia felina que merecem atenção?

    A panleucopenia felina, que também é chamada incorretamente de cinomose em gatos, é uma doença viral extremamente contagiosa que tem o parvovírus felino como agente causador. A doença pode ser fatal em gatinhos jovens, com menos de 1 ano e que não foram vacinados. Por isso, é muito importante manter a vacinação de seu pet em dia. 

    Alopécia canina: saiba mais sobre a queda de pelos em Dachshunds
    Saúde animal

    Alopécia canina: saiba mais sobre a queda de pelos em Dachshunds

    O Dachshund, popularmente conhecido como o cachorro salsicha, é uma raça que está presente em vários lares brasileiros e ao redor do mundo. São cães alegres, divertidos e que melhoram a energia de qualquer lugar. No entanto, quem tem um cachorro dessa raça deve ficar atento a alguns problemas de saúde que são bastante comuns, como a alopecia canina. 

    Ver Todas >