Assim como acontece com humanos, o cachorro vomitando sinaliza uma condição que pode ter diferentes causas: desde a ingestão de alguma coisa que não devia até um problema de saúde mais grave. Como ainda não inventaram uma forma de comunicação efetiva entre humanos e seus bichinhos, fica difícil de saber o que realmente está acontecendo e o que fazer quando cachorro vomita. Ainda assim, existem formas de identificar o problema e ajudar o seu amigo de quatro patas da melhor forma possível. Por isso, hoje o Patas da Casa vai te ajudar a reconhecer os diferentes tipos de vômito de cachorro e saber quando é necessário fazer uma visita ao veterinário!

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

8 tipos de vômitos em cachorro e o que significam

Depois de encontrar um cão vomitando muitos tutores logo vão procurar na internet “cachorro vomitando, o que pode ser?”. Bom, a verdade é que o vômito em cachorro pode significar uma série de coisas diferentes, então a melhor coisa a se fazer é aumentar a observação e tentar identificar qual dos tipos de vômitos de cachorro é aquele. A frequência também é um fator importante para saber se é necessário levá-lo ou não ao veterinário, especialmente no caso de um cachorro filhote vomitando - sim, cachorro de 1 mês vomita em algumas situações e o tutor deve observar isso.

Se você encontrou seu cachorro vomitando apenas uma vez e ele estiver com o comportamento normal, brincando, se alimentando e bebendo água, é sinal de que está tudo bem. A única atenção é suspender a ração por um tempo (por precaução) e oferecer água à vontade ao animal, já que ele pode estar desidratado.

Quando a situação é recorrente - como o cachorro vomitando todos os dias ou várias vezes no mesmo dia - ou vem acompanhada de outros sintomas - como febre, diarreia, desânimo e apatia - é provável que seu bichinho esteja doente. Nesse caso, o ideal é ir ao veterinário imediatamente para descobrir o que pode ser cachorro vomitando.

1) Cachorro vomitando amarelo

Quando cachorro vomita amarelo, a princípio, não precisa se desesperar. O líquido amarelado é a bile produzida pelo fígado do animal. Provavelmente ele passou muito tempo de estômago vazio (o vômito amarelo é comum pela manhã), comeu algo que não faz parte da dieta comum ou se alimentou muito rápido. Mas atenção: se observar o cachorro vomitando sempre ou com uma frequência muito alta é porque pode ser um sinal de problemas no sistema digestivo e a ida ao veterinário é necessária.

2) Cachorro vomitando verde

No vômito verde de cachorro, a causa também costuma ser relacionada à bile. A diferença é que, neste caso, a concentração da substância no vômito é maior, por isso a coloração adquire um aspecto esverdeado. Esse é um vômito em cachorro que pode acontecer quando o animal já vomitou algumas vezes ou em decorrência de alguma condição digestiva fora do comum. Em todo caso, não deixe de observar e consultar o veterinário se ele não melhorar.

3) Cachorro vomitando espuma branca

Assim como os outros tipos de vômito em cachorro, quando cachorro vomita espuma branca pode ser sinal de algo simples, como uma indigestão — algo que ele comeu, mas não caiu muito bem — ou questões mais sérias, como a raiva, irritação no intestino ou a ação de parasitas. Então é normal cachorro vomitar se ele tiver comido algo que foge da sua dieta que não foi bem recebido, mas se o cãozinho apresentar outros sintomas ou mudanças no comportamento, é bom avaliar a necessidade de uma visita ao veterinário.

4) Cachorro vomitando sangue

Um cachorro vomitando sangue precisa ir ao veterinário imediatamente desde a primeira vez em que acontecer. Mas por que os cachorros vomitam sangue e o que isso indica? As causas normalmente tem a ver com hemorragias, obstruções intestinais ou úlceras, mas também pode indicar uma série de outros problemas de saúde no animal. Por isso, uma avaliação profissional é fundamental para entender o que está acontecendo. Esse vômito em cachorro costuma ter a coloração avermelhada ou amarronzada de sangue coagulado.

 

O cachorro vomitando amarelo é o mais comumO vômito verde de cachorro adquire essa cor porque tem maior concentração de bileO cachorro vomitando sangue é super preocupante e precisa de avaliação profissionalUm dos tipos de vômito de cachorro que pode acontecer é quando o cão vomita ração

 

5) Cachorro vomitando ração 

 

Quando o cachorro come e vomita logo em seguida, o vômito adquire uma coloração amarronzada e pode conter vários pedacinhos de ração que não foram digeridos. Nesse caso, o problema provavelmente está na hora em que ele come. Alguns cães comem muito rápido e acabam ingerindo muito ar junto do alimento, ocasionado um mal estar que deixa o cachorro vomitando tudo que come. 

Se o cachorro comer demais também pode sofrer com o problema, já que a ração incha no processo digestivo até chegar no estômago. A troca de ração pode causar a mesma reação. O cachorro vomitando ração não costuma ser muito sério, mas se acontecer muitas vezes, vale a pena consultar o veterinário para identificar a razão correta e um possível tratamento.

6) Vômito de cachorro marrom

Quando cachorro vomita marrom mas não tem pedaços de ração junto, o tutor deve redobrar a atenção com o comportamento do seu amigo de quatro patas. A coprofagia é o hábito de comer as próprias fezes, e alguns cães passam por isso. As causas normalmente estão ligadas a ansiedade ou necessidade de chamar atenção. O resultado é um cachorro vomitando marrom, e é importante conversar com um profissional para identificar a melhor maneira de ajudar o bichinho.

7) Vômito em cachorro granulado

O vômito em cachorro granulado acontece quando o animal não consegue digerir completamente o alimento, mas ele retorna por algum motivo. Quer dizer que o processo digestivo foi interrompido, então o aspecto “granulado” nada mais é do que a ração parcialmente digerida. O motivo porque cachorros vomitam desse jeito costuma estar associado à inflamações ou infecções no sistema digestivo canino, então se ocorrer mais de uma vez é bom procurar um médico.

8) Cachorro vomitando água e outros líquidos

O cachorro vomitando água e outros líquidos pode ser um sinal de que o estômago do animal está irritado. Se isso acontecer muitas vezes seguidas, é necessário levá-lo ao veterinário para descobrir a verdadeira causa, que pode ser gastrite ou algo mais sério. Se acontecer apenas uma vez, não há muito com o que se preocupar. Também é importante ficar atento a quantidade de água que o seu cachorro ingere por dia, pois se ultrapassar muito o limite indicado esses vômitos podem acontecer.

O que fazer quando cachorro vomita?

Agora que você já sabe o que pode ser quando o cachorro vomita, chegou a hora de entender quais são as recomendações em cada situação. Para começar, mesmo que você já tenha experiência em cuidar de animais e consiga identificar o tipo de vômito do seu cachorro, evite administrar qualquer medicação antes da consulta com o veterinário. O profissional vai te dar um diagnóstico mais preciso e indicar, de forma correta, o que fazer quando o cachorro vomita.

E para aqueles que gostam de tomar as rédeas da situação e querem ajudar a todo o custo o cachorro vomitando, o que fazer? Como a automedicação está longe de ser a solução, existem outras alternativas para tentar melhorar o bem-estar do seu pet. De início, suspender a ração temporariamente é uma boa opção e você pode conversar com o médico veterinário sobre a possibilidade de adotar uma dieta mais leve enquanto o cãozinho não se recupera. Além disso, é importante oferecer muita água para o pet, evitando que ele fique desidratado. Observe também a consistência das fezes do cão, pois isso pode indicar outros problemas associados.

Quando o cachorro fica vomitando, saber o que fazer conta muito. Mas, no caso do tutor, o principal é a observação do aspecto do vômito, frequência, consistência das fezes e, claro, manter os cuidados básicos com a alimentação e hidratação do pet. Depois, é só repassar tudo para o médico veterinário, que fará o diagnóstico e indicará o tratamento mais adequado para o pet.

Redação: Ariel Cristina Borges e Juliana Melo

Publicada original/mente em: 01/07/2019

Atualizada em 23/08/2021