Cuidados dos animais

Protetor solar para cachorro: é necessário? Em quais situações devo utilizar?

Publicado - 13 Fevereiro 2020 - 14h58

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Nada impede que o seu cachorro aproveite o verão se esbaldando na água ou nos passeios ao ar livre (a maioria deles ama), mas alguns cuidados são essenciais para manter a saúde e bem-estar do seu amigo de quatro patas. Uma área que merece muita atenção nesse período é a pele do animal. Além de evitar a exposição solar excessiva, principalmente entre 10h e 16h, você já se perguntou quais são os outros meios de proteger a pele do seu cão? Assim como é recomendado para humanos, o protetor solar para cachorro também é essencial. O produto é usado nas áreas mais expostas do corpo do animal (ou seja, as que têm menos pelo), como focinho, patas, bordas das orelhas, vulva, axilas e barriga. Confira como utilizar esse aliado na rotina do seu pet!

Protetor solar previne câncer de pele em cachorro

Antes de tudo, é preciso alertar sobre o câncer de pele em cachorro. Apesar de ter grande parte do corpo coberto por pelos, a doença é mais comum do que você imagina em cães. Há diversos tipos de câncer de pele e nem todos são causados pela exposição solar, mas com certeza o sol é um agravante. Os cachorros com a pelagem mais fina ou de tonalidades claras também têm mais chance de desenvolver a doença.

O animal também pode sofrer queimaduras graves após a exposição prolongada, a chamada dermatite solar. E fique atento: até a radiação que reflete nas superfícies, como a areia da praia ou o chão do quintal, pode queimar a pele dele, não apenas o contato direto com os raios solares. Os primeiros sinais de queimadura são vermelhidão e descamação nas áreas do corpo mais expostas, como focinho, orelhas e patinhas.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Como escolher o protetor solar para cachorro?

O protetor solar para cachorro é super importante para evitar as queimaduras e o próprio câncer de pele. Apesar de ter uma formulação semelhante ao produto para humanos - ou seja, bloqueia a ação dos raios UVA e UVB -, é necessário comprar um protetor solar específico para animais e receitado pelo veterinário de confiança. Geralmente, os preços variam de R$35 a R$60 - embalagem com 50 g.

 

Protetor solar: cachorro com a pelagem mais clara, como o Dálmata, tem mais tendência de desenvolver tumores na peleNa hora de passear com o cachorro, o protetor solar também é necessário

 

Protetor solar: cachorro de todas as raças precisa usar?

 

A resposta é: sim! Qualquer raça precisa passar protetor solar, desde as mais peludas até aquelas com o pelo curto. Cães com a pelagem branca, como o Dálmata, precisam de atenção redobrada, já que esses animais têm menor quantidade de melanina e estão mais propensos a desenvolver tumores na pele. O mesmo vale para as raças com focinho e orelhas mais rosadas. O produto não deve ser aplicado apenas nos dias de praia: o ideal é passar até nos passeios diários, independente da hora.

Como devo passar protetor solar no cachorro?

Para agir com mais eficácia, o protetor solar para cachorro deve ser passado 30 minutos antes da exposição ao sol. Coloque uma porção nas mãos e aplique nas áreas com menor concentração de pelos (como barriga, orelhas, rabo, patas e afins). Aplicar próximo ao focinho é importante, mas essa área é delicada, então precisa de cuidado: não deixe que o animal lamba o produto. Uma dica é tirar o foco do protetor solar, com algum petisco ou brincadeira logo após a aplicação.

No caso de passeios na praia ou piscina liberada, é necessário reaplicar o protetor solar para cachorro a cada 30 minutos. Além disso, é importante ter outros cuidados com o pet: mantenha ele longe da exposição prolongada e sempre hidratado com água fresca e opções geladinhas para se refrescar. Assim, você evita problemas que podem ser fatais, como a hipertermia e os tumores.

Redação: Karoline Miranda

Faz mal dar calmante para cachorro? O vet do meu cãozinho disse que somente nessas situações é recomendado o uso

Você já se perguntou em algum momento se pode dar calmante para cachorro? Tem tutores que procuram o medicamento para lidar com o co...

Por que os gatos saem correndo depois de usar a caixa de areia? Um dos motivos pode ter a ver com instinto selvagem

Bastante higiênicos, os felinos se acostumam desde cedo a usar a caixa de areia para gatos. Para eles, é algo totalmente natural e q...

O que acontece se um cachorro grande cruzar com uma cadela pequena?

O cruzamento de cachorro faz parte do comportamento natural e instintivo desses animais. Os machos estão sempre prontos e disponívei...

Alimentação

Veja o motivo desta comida ser considerada a pior de todas para a saúde do seu cachorro

Nem tudo que a gente come é liberado para os cães. Alguns alimentos, inclusive, são considerados bastante tóxicos e prejudiciais par...

Faz mal dar calmante para cachorro? O vet do meu cãozinho disse que somente nessas situações é recomendado o uso

Você já se perguntou em algum momento se pode dar calmante para cachorro? Tem tutores que procuram o medicamento para lidar com o co...

Gato não acredita no que vê quando percebe que seus humanos arrumaram um jeito de vigiar sua intimidade

A câmera para monitorar pet é um ótimo investimento para os tutores que passam muito tempo fora de casa, mas estão sempre preocupado...

Por que os gatos saem correndo depois de usar a caixa de areia? Um dos motivos pode ter a ver com instinto selvagem

Bastante higiênicos, os felinos se acostumam desde cedo a usar a caixa de areia para gatos. Para eles, é algo totalmente natural e q...

O que acontece se um cachorro grande cruzar com uma cadela pequena?

O cruzamento de cachorro faz parte do comportamento natural e instintivo desses animais. Os machos estão sempre prontos e disponívei...

Ver todas