close
Saúde

Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

Atualizado · 24 de fevereiro de 2022 · 14h30

Publicado · 26/11/2021 · 14h50

Cachorro engasgado: descubra como resolver o problema com as dicas de uma veterinária
Cachorro engasgado: descubra como resolver o problema com as dicas de uma veterinária

Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. Para te ajudar a solucionar esse problema caso ele aconteça, a gente conversou com a veterinária Renata Bloomfield: afinal de contas, o que fazer quando o cachorro engasga?

Como desengasgar um cachorro: a manobra de Heimlich também é usada nos animais

Na hora do sufoco, é difícil pensar no que fazer com cachorro engasgado. Mas se você já ajudou um amigo engasgado ou já foi a pessoa que precisou de um help nesse caso, sabe o que é a manobra de Heimlich: para ajudar alguém a expelir o que está preso na garganta, você “abraça” a pessoa por trás e aplica pressão no abdômen dela. O princípio é o mesmo com os cães: “Quando queremos ajudar um cachorro engasgado, a manobra de Heimlich funciona muito bem. A gente só precisa tomar cuidado com a intensidade da pressão que vai ser feita no abdômen do animal porque, dependendo da raça, eles são menores do que a gente”, explicou Renata.

Na hora de fazer a manobra, também é bom tomar cuidado com as costelas do pet. O ideal é posicionar os braços abaixo dos ossos (o cão deve estar em pé, com o dorso encostado no seu peito). Por não saber o que está deixando o cachorro engasgado, o ideal é que você evite dar alguma coisa para ele comer ou beber nesse momento, ok?

O que fazer quando o cachorro engasga: passo a passo da manobra de Heimlich

Passo 1: Para ajudar o cachorro engasgado, você deve segurá-lo com as costas apoiadas no seu peito;
Passo 2: Você deve “abraçar” o cão por trás com as mãos posicionadas abaixo da costela;
Passo 3: Pressione o abdômen do animal tentando empurrar para cima aquilo que deixou o cachorro engasgado;

Atenção: não esqueça de ter cuidado com a força que você exerce sobre o pet nessas horas. Não adianta aprender apenas como desengasgar cachorro, mas, principalmente no caso de cachorro pequenos, é bom ter atenção redobrada para não machucar o bichinho.

Cachorro engasgado: o que fazer? Veja outras técnicas além da manobra de Heimlich

Saber o que fazer quando o cachorro está engasgado é muito importante, mas somente em casos de emergência onde não dá tempo de levá-lo para o veterinário tão depressa. Por isso, além da manobra de Heimlich, vale a pena aprender outros métodos para socorrer o doguinho em momentos como esse. A remoção manual, bem como a estratégia de levantar as patas traseiras do pet, podem ajudar bastante, inclusive no caso de um filhote engasgado. Saiba como desengasgar cachorro seguindo essas técnicas:

  • Remoção manual

Passo 1: Verifique cuidadosamente a boca do cachorro engasgado com o auxílio de uma luz (pode ser a lanterna do seu celular, por exemplo);
Passo 2: Ao detectar o motivo do engasgo, peça ajuda de alguém para manter a boca do pet aberta;
Passo 3: Com muita cautela e sutileza, pegue uma pinça esterilizada e, ainda com a luz acesa, tente remover o que causou o engasgo de forma manual.

Obs: Tenha cuidado para não acabar empurrando ainda mais o objeto para a garganta do cachorro. Se o animal ficar muito inquieto e agitado, é melhor não insistir nessa técnica, ou a situação pode piorar.

  • Levantar as patas traseiras do cão

Nesse caso, é muito simples aprender como desengasgar cachorro: basta levantar as patas traseiras do pet, de forma que a força da gravidade pode ajudá-lo a tossir e expelir o motivo do engasgo. No caso de raças pequenas, é indicado fazer esse movimento com muita delicadeza. Já no caso de cachorros de porte médio ou grande, uma dica é tentar suspender as patas traseiras do animal de maneira que deixe o animal inclinado totalmente para frente.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O que fazer quando o cachorro engasga: se você não conseguir resolver em casa, a ida ao veterinário deve ser imediata
    O que fazer quando o cachorro engasga: se você não conseguir resolver em casa, a ida ao veterinário deve ser imediata

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Qual é a melhor forma de identificar que seu cachorro está engasgado? 

    “Meu cachorro está tossindo como se estivesse engasgado”: se você já se pegou pensando isso ou algo parecido enquanto observava o seu amigo, vale a pena dar uma checada. É bem provável que ele esteja mesmo. Por mais que a tosse possa significar uma série de coisas, ela é um dos principais indicadores do engasgo em cachorro. "O cachorro tosse para conseguir expelir um corpo estranho. Às vezes, eles fazem só um pequeno barulhinho que é menos do que a tosse, mas que deixa claro que há um incômodo na região da cervical. Ainda assim, o cachorro tossindo engasgado é o sintoma que mais aparece, já que é uma reação involuntária do corpo para ajudar a expulsar o que estiver por ali”. 

    Para identificar um cachorro engasgado, sintomas abaixo são bastante comuns:

    • Tosse
    • Vômito
    • Febre
    • Sialorréia (salivação excessiva)
    • Dificuldade respiratória
    • Gengiva azulada ou esbranquiçada
    • Choros e uivos
    • Levar a pata à boca constantemente

    O que fazer com o cachorro engasgado quando a manobra de Heimlich não funciona?

    Se você não conseguir resolver o problema do cachorro engasgado aplicando a pressão no abdômen, o ideal é ir imediatamente ao veterinário, como conta Renata: “esse engasgo pode fechar a passagem de ar do cachorro, então você deve ir ao veterinário para que ele faça a desobstrução”. Depois que tudo se resolver com a ajuda do profissional, o ideal é seguir prestando atenção no comportamento do animal. 

    Caso você repare que ele ainda está tossindo como se estivesse engasgado, volte ao consultório: “quando essa tosse se prolonga a volta é necessária porque pode ter ficado alguma parte do corpo estranho por ali ou o animal pode ter machucado o esôfago no processo de desobstrução. O veterinário vai entrar com algum medicamento para aliviar esse sintoma e examinar a situação”, indicou Renata.  

    Cachorro com algo na garganta: o que fazer depois de socorrer o seu pet?

    Ainda que você saiba como desengasgar cachorro com a manobra de Heimlich ou outros métodos, a consulta veterinária é indispensável após o incidente. Afinal, nada melhor do que ter a garantia de que está tudo certo com a saúde do seu bichinho, certo? Por isso, não deixe de marcar uma consulta assim que possível para verificar se todo o material que deixou o cachorro engasgado foi realmente expelido ou se sobrou algum resquício na garganta dele. Isso também ajuda a ver se, durante o momento do socorro, o objeto formou algum machucadinho no esôfago do animal, que é algo que pode deixar o cachorro com engasgo constante por alguns dias. Na dúvida, uma avaliação profissional é sempre bem-vinda!

    A melhor forma de prevenir o caso de cachorro engasgado na sua casa

    A ansiedade, comum a muitos animais, é uma das principais causas de engasgo em cachorros. “Acontece que, às vezes, eles ficam na afobação para comer ou acabam engolindo muito rápido algum objeto que pegaram e o dono quer de volta só para poderem ficar com ele”, contou Renata. Com a causa explicada, fica mais simples pensar numa forma de prevenção, certo? 

    A profissional dá a dica: “a principal precaução para evitar um cachorro engasgado é ensinar esse animal a ser menos ansioso. Se ele engasga muito comendo ração, por exemplo, o dono pode usar comedouros interativos, que têm um 'obstáculo' para que ele coma mais devagar. Com relação a objetos, o ideal é ensinar o seu cachorro a trazer tudo o que pegar para você e soltar na sua mão. Isso tem que ser um trabalho constante: você precisa elogiar mesmo que ele solte uma coisa que é sua. O tutor tem que ter um pouco de paciência, mas é mais seguro para o animal”. 

    Redação: Ariel Cristina Borges e Juliana Melo

    Publicada originalmente em: 28/10/2019

    Atualizada em: 26/11/2021

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Próxima matéria

    Displasia de quadril em cães: o que é, causas, sintomas e tratamentos

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!
    Saúde animal

    Novo coronavírus: cães e gatos podem contrair e transmitir a Covid-19? Esclarecemos as principais dúvidas!

    Cães e gatos podem contrair a Covid-19? Será que gato pega covid de humano? O coronavírus humano tem algum impacto na saúde do gato ou cachorro? Fomos atrás de respostas para todas essas dúvidas!

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!
    Saúde animal

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    A coleira antipulgas é um acessório que faz toda a diferença na vida de quem tem um ou mais cães. Mas você sabia que existem produtos que, além de combater as pulgas, também ajudam a afastar outros problemas indesejados, como carrapatos e mosquitos? É aí que entra a coleira contra leishmaniose! Para quem não sabe, a leishmaniose canina é uma doença transmitida pelo mosquito-palha considerada muito perigosa e que pode debilitar bastante a saúde do animal.

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Ver Todas >