Cachorro

Cachorro vomitando: causas, tipos de vômito, doenças relacionadas, tratamento e muito mais

Publicado - 16 Março 2022 - 19h20

Atualizado - 17 Maio 2024 - 19h07

Ver um cachorro vomitando é algo que sempre deixa o tutor em estado de alerta. Afinal, ninguém gosta de ver o próprio bichinho passando mal, e os vômitos geralmente são encarados como um sinal de que algo não vai bem com o organismo do pet. As causas podem ser as mais variadas possíveis, desde algo que o cachorro comeu e não fez muito bem, até problemas mais sérios, como um caso de gastrite em cachorro e parasitas intestinais. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de tentar ajudar o seu amigo.

O primeiro passo é identificar qual é o tipo de vômito de cachorro - e pode acreditar: existem vários! -, assim como a frequência. Em alguns casos, a melhor solução é correr para o veterinário; já se não for nada muito grave, o melhor a se fazer é esperar e observar. Para entender tudo sobre o cachorro vomitando, tipos, causas e os tratamentos mais indicados, preparamos uma matéria especial sobre o assunto!

Cachorro vomitando: quais são as causas associadas ao problema?

Para o alívio de muitos, o cachorro vomitando nem sempre quer dizer que ele está doente ou com algum problema grave de saúde. Ainda que seja um sintoma comum em várias enfermidades, os vômitos também podem acontecer por problemas comportamentais - como quando o cachorro come rápido demais - ou quando há alguma mudança na dieta alimentar do animal, seja intencional ou não. 

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Se o cachorro comeu algo que não pode, por exemplo, são altas as chances de o seu corpo “rejeitar” aquela comida, e o resultado vai ser o vômito. Já se houve uma troca de ração do cachorro repentina, também é possível que o organismo canino não se adapte muito bem em um primeiro momento - e é por isso que toda mudança de ração deve ser feita de forma gradual.

Mas, claro, também não podemos descartar a hipótese de que o vômito de cachorro é derivado de alguma doença ou até mesmo de transtornos psicológicos, como estresse e ansiedade. A presença de parasitas intestinais - conhecidos como vermes - é uma outra possível razão para que isso aconteça. 

De uma maneira geral, as principais causas do cachorro vomitando são:

  • Consumo de alimentos inapropriados;
  • Mudança na dieta do cachorro;
  • Ingestão de objetos estranhos;
  • Parasitas intestinais;
  • Estresse ou ansiedade;
  • Infecções virais;
  • Doenças gastrointestinais;
  • Hemorragias;
  • Úlceras;
  • Ingestão de substâncias tóxicas;

Como fazer o cachorro vomitar se ele comeu algo tóxico?

Ao perceber que o animal se aproveitou daqueles 5 minutinhos em que você estava distraído e abocanhou algo que ele não podia comer de jeito nenhum, vem aquela pergunta: como fazer cachorro vomitar? A indução do vômito não é recomendada, mas se o cachorro ingeriu algo tóxico e que pode provocar a sua morte, saber um pouquinho de primeiros socorros de cachorro é válido antes de correr para uma clínica veterinária.

A melhor alternativa nesses casos é preparar uma mistura com água oxigenada, que deve ser orientada por um profissional via telefone. Ele passará a dose certa para o pet, que normalmente segue a lógica de uma colher de chá de água oxigenada para cada 4,5 kg de peso corporal do animal. Em alguns casos, o veterinário pode pedir para dissolver o líquido em um recipiente com água; em outros, não. Ainda assim, as orientações passadas por telefone devem ser seguidas à risca para tentar salvar o seu amigo antes de chegar à emergência.

Em outros casos de intoxicação, como aquelas provocadas por medicamentos, veneno ou produtos de limpeza, a recomendação é administrar o carvão ativado para cachorro. Encontrado em qualquer farmácia veterinária, a substância ajuda a absorver as toxinas que resultaram no cachorro envenenado. O ideal é oferecer o produto até, no máximo, duas horas depois do envenenamento. A dosagem deve ser medida de acordo com o peso do animal, de acordo com as orientações da embalagem.

Não se esqueça: induzir o vômito de cachorro é totalmente contraindicado no dia a dia, e só deve acontecer em casos excepcionais. Durante todo o procedimento, é indispensável o acompanhamento veterinário, mesmo que seja feito à distância.

 

Veterinário ao fundo acariciando cachhorro Labrador claro em destaque
O vômito de cachorro frequente precisa ser investigado por um veterinário

 

Conheça os principais tipos de vômito de cachorro

Como existem muitas causas atreladas ao cachorro vomitando, uma das principais formas de descobrir o que de fato está acontecendo com a saúde do seu doguinho é observando a frequência, o aspecto e a coloração do líquido. É isso que vai ajudar a identificar o tipo de vômito de cachorro, que pode ser dividido em:

  • Cachorro vomitando amarelo

Quando o cachorro vomita amarelo e é um caso isolado, existem três possíveis causas: o animal passou muito tempo com o estômago vazio, comeu algo que não devia ou se alimentou rápido demais. A coloração amarelada vem da bile produzida pelo fígado, que é uma secreção composta por várias substâncias como colesterol, água, sais biliares e bilirrubina.

Se você encontrou um cachorro vomitando amarelo apenas uma vez, não há muito com o que se preocupar. Por outro lado, se acontecer com uma frequência muito grande, pode indicar algum problema no sistema digestivo.

  • Cachorro vomitando verde

O vômito de cachorro quando é verde também está relacionado com a bile. A diferença é que a concentração da substância é muito maior nesses casos, e por isso a coloração muda. Então, por exemplo, se o cachorro vomitar repetidas vezes, é provável que o vômito amarelo adquira um aspecto mais esverdeado conforme ele expele o líquido. Às vezes, o motivo para o vômito verde também pode estar associado a alguma condição digestiva incomum. Em todo caso, é bom observar a frequência e o aspecto para buscar ajuda se for necessário.

  • Cachorro vomitando espuma branca

O vômito acompanhado de uma espuma branca pode ser uma simples indigestão, como também pode indicar situações mais sérias e complexas. Então se o animal comeu algo que não caiu muito bem, esse tipo de vômito pode acontecer. Por outro lado, é sempre bom investigar a causa mais a fundo, pois o cachorro vomitando espuma branca também é associado com problemas intestinais e presença de parasitas. A raiva canina é um outro ponto de atenção, já que a doença costuma fazer o cachorro espumar e vomitar, e é uma séria zoonose.

Por garantia, o ideal é verificar se o cachorro está apresentando outros sintomas ou se há qualquer mudança comportamental. Isso é de grande ajuda para que o médico entenda tudo que está acontecendo com o pet e feche um diagnóstico preciso.

  • Cachorro vomitando sangue

O cachorro vomitando sangue é o mais grave de todos, e o recomendado é que o animal vá imediatamente ao veterinário desde a primeira vez em que isso acontecer. O caso geralmente está associado a problemas mais complexos, como hemorragias, úlceras e obstruções intestinais. No entanto, também pode ser indicativo de doenças, como verminoses e insuficiência renal, até patologias ainda mais graves, como um câncer. Por isso, o cachorro vomitando sangue precisa passar por uma avaliação clínica o quanto antes para dar início ao tratamento mais adequado.

  • Cachorro vomitando ração

O cachorro vomitando comida ou ração é o que acontece quando ele devora tudo muito rápido, e acaba ingerindo ar nesse processo. Como consequência, o cão fica com um mal estar e acaba vomitando grãos de ração parcialmente digeridos junto com uma substância mais pastosa e amarronzada. Também é algo que acontece quando o cachorro come ração em uma quantidade muito exagerada, e parte do alimento “volta”. Além disso, a substituição de uma ração por outra pode causar o mesmo efeito. Mas não se preocupe: não costuma ser nada sério - a não ser que aconteça sempre.

  • Cachorro vomitando marrom

Se a consistência do vômito de cachorro for inteiramente pastosa e de coloração marrom, é importante ter muita atenção. Apesar de não ser, necessariamente, um indício de problema de saúde, isso muitas vezes é um claro sinal de coprofagia canina. Ou seja, o animal está ingerindo as próprias fezes, e é por isso que o resultado é um cachorro vomitando marrom.

A coprofagia pode ter diferentes causas, desde ansiedade e necessidade de chamar atenção, até uma questão mais séria, como déficit nutricional ou doenças - como a diabetes - que fazem com que o cão sinta mais fome. Para suprir essas necessidades, ele acaba comendo o próprio cocô.

  • Cachorro vomitando água e líquidos

Se o seu cachorro não precisa comer nada para vomitar, e anda vomitando até mesmo água e outros líquidos que consome, a causa pode ser um estômago irritado. A gastrite em cães é comum principalmente em animais que não seguem uma dieta adequada e balanceada, e pode ter vários outros sintomas além do vômito, como dores abdominais, prostração, falta de apetite e diarreia.

Portanto, se você está passando por uma situação em que “meu cachorro não quer comer e está vomitando e triste”, a orientação é buscar investigar o verdadeiro motivo por trás disso antes de tentar resolver o problema por conta própria.

Vale destacar que o consumo de água em excesso também pode ocasionar esses vômitos, por isso também tenha muita atenção com o cachorro bebendo muita água.

 

Veterinário segurando cãozinho e analizando-o em consultório médico
O que dar para cachorro vomitando? Somente o veterinário pode avaliar e indicar o melhor tratamento

 

A diferença entre cachorro vomitando e regurgitando

É comum que muitos tutores confundam um cachorro vomitando ou regurgitando, ainda que sejam situações distintas. A principal diferença é que o alimento expelido durante a regurgitação ainda não começou a ser digerido pelo organismo, então é possível encontrar grãos da ração de cachorro praticamente inteiros de ração. O cheirinho também é diferente, sendo menos desagradável do que o vômito.

O cachorro vomitando ração, por outro lado, geralmente expulsa alimentos que já foram parcialmente ou totalmente digeridos, então quase não há grãos “intactos”. O aspecto é mais pastoso e o odor mais intenso.

Os motivos para um cachorro vomitando comida e regurgitando costumam ser bem parecidos, porque normalmente estão associados ao comportamento do pet na hora de se alimentar. A regurgitação acontece de forma involuntária logo após a refeição, e é comum em cães que se alimentam rapidamente e filhotes. Ela também pode ser causada por alguma obstrução na passagem que impediu que o alimento chegasse ao estômago, e por isso o cachorro “expulsa” tudo de volta.

Cachorro vomitando: o que fazer para ajudar seu amigo nessas horas?

Se você não sabe o que fazer quando o cachorro está vomitando, não se preocupe: é normal ficar meio desnorteado, mas também é importante manter a calma. Se o seu cãozinho vomitou apenas uma vez e depois pareceu estar bem, é porque não é nada muito grave. De toda forma, é bom que o animal fique em observação durante um tempo para ter certeza se realmente é um caso isolado ou não. 

Já se ele está vomitando o tempo todo e tem outros sintomas presentes - como apatia, cachorro com falta de apetite e prostração -, vale a pena marcar uma consulta médica para que o seu amigo receba todos os cuidados necessários. Não esqueça de anotar o aspecto e cor do vômito, pois são fatores que contribuem bastante para o diagnóstico do pet. 

O que dar para cachorro vomitando? Remédio caseiro ajuda?

A preocupação é grande na hora, mas não se desespere e nem faça nada impulsivamente. Tenha em mente que medicamentos sem prescrição médica ou receitas caseiras estão longe de ser a melhor solução. Se não souber exatamente o motivo por trás do vômito, essa tentativa de ajudar o seu cãozinho pode acabar piorando o quadro dele ao invés de ajudá-lo.

O máximo que você pode fazer é oferecer água para cachorro regularmente para evitar uma desidratação. No entanto, todo e qualquer remédio - caseiro ou não - deve ser orientado por um médico veterinário de confiança, então nada de tentar automedicar seu animal de estimação!

Outra dica importante é evitar dar comida para o cão por cerca de 12 horas após os vômitos. Esse tempo é necessário para o organismo se recompor e eliminar aquilo que fez mal para o doguinho.

5 dicas para evitar o vômito de cachorro

1) Chá para cachorro é uma ótima forma de evitar os vômitos. A bebida é capaz de trazer vários benefícios para os cães, como o alívio de problemas estomacais e melhora na digestão. Os melhores chás para o cachorro vomitando são: camomila, boldo ou erva-cidreira.

2) Ofereça bastante água para o seu amigo, mas sem ultrapassar a quantidade indicada pelo veterinário. Assim ele mantém a hidratação na medida certa!

3) Tenha atenção com a lista de alimentos proibidos para cachorro. Afinal, qualquer coisa que faça mal para a saúde canina pode acabar deixando o cachorro vomitando - e é exatamente isso que você quer evitar.

4) Mantenha uma dieta equilibrada e saudável para o pet. O ditado que diz que a saúde começa pela boca é verdade, então é muito importante cuidar da alimentação do cachorro e escolher uma ração de boa qualidade para ele.

5) Esteja atento a qualquer mudança no comportamento do cão. Se ele estiver com alguma doença ou transtorno psicológico, provavelmente terão alguns sintomas associados. Por isso, é bom observar qualquer alteração significativa na saúde e comportamento do pet.

Redação: Juliana Melo

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Cachorro

Cruzamento de cachorro: tudo que você precisa saber sobre o assunto

O cruzamento de cachorro é um assunto que desperta a curiosidade da maioria dos tutores. Enquanto alguns se preocupam em evitar que ...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas