Forte, corajoso, protetor… e muito fofo: o Bull Terrier é um cachorro conhecido pelos olhos pequenos, pelos rasteiros e aparência de bravo, mas a verdade é que ele cumpre o papel de cão de companhia com maestria. Muito leal ao dono e cheio de energia para gastar, a vida com um cachorro Bull Terrier não é das mais difíceis. Afinal de contas, desde cedo o filhote da raça é apaixonante e fiel, assim como outros cães do grupo Terrier.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Se você pensa em ter um cãozinho desse, é importante estar por dentro de todas as características do pet. Pensando nisso, o Patas da Casa preparou uma matéria com tudo sobre o Bull Terrier que você precisa saber. Conheça mais sobre essa incrível raça aqui embaixo!

Raio-X do cachorro Bull Terrier

  • Origem: Inglaterra
  • Grupo: Terrier
  • Pelagem: curta, rasteira, densa, áspera ao toque e brilhante
  • Cores: branco, preto tigrado, vermelho, fulvo e tricolor
  • Personalidade: territorialista, protetor, obediente e fiel
  • Altura: 38 a 55 cm
  • Peso: 22 a 35 kg
  • Expectativa de vida: 10 a 14 anos

Bull Terrier: origem da raça é inglesa

O Bull Terrier é um cachorro que surgiu no Reino Unido, mais especificamente na cidade de Birmingham, no final do século XIX. O criador James Hinks investiu no cruzamento de várias raças com características particulares a partir de 1850, e em 1862 a raça foi apresentada oficialmente com o padrão que conhecemos hoje. Para conseguir essa aparência única do Bull Terrier, o cachorro foi cruzado com Bulldogs, Whippet, Rough Collie e outra raça já extinta chamada English White Terrier.

Rapidamente o cãozinho caiu no gosto popular e conquistou muitos admiradores. Dessa forma, em 1887 foi criado o The Bull Terrier Club. Quase 20 anos depois, o mesmo clube surgiu nos Estados Unidos, mas foi somente em 1937 que o American Kennel Club reconheceu oficialmente a raça!

Algumas pessoas pensam que existem outras variações, como um Bull Terrier italiano, mas a realidade é que o Bull Terrier inglês é o único que existe dentro dos padrões da raça. O que pode causar certa confusão entre algumas pessoas é que esse é um dos tipos de Pitbull que existem — mas é uma raça única do grupo.

Bull Terrier: características físicas da raça são inconfundíveis

A raça foi desenvolvida para que fossem cachorros de luta e, por isso, muitos aspectos da personalidade e do porte físico deles são “otimizados” para isso. A estrutura corporal é um deles: o Bull Terrier é musculoso e forte. Para muita gente, isso é o que faz com que ele tenha a fama de bravo, mas entre os olhinhos redondos e o corpo musculoso, na verdade, a raça tem muito amor para dar.

As orelhas desse animal de porte médio são largas e pontudas e a cauda é sempre longa e reta. Ele também é um dos cachorros de focinho longo, característica típica da raça. Em relação ao peso, Bull Terrier atinge uma média de 35 kg e altura em torno de 38 a 55 cm, mas, no geral, não há limites de peso nem de altura.

A pelagem do cachorro é rasteira: escovar uma vez por semana já é suficiente para a retirada dos fios soltos. No que se trata de cores, a única cor sólida aceitável é o branco, de forma que não é possível encontrar um cão da raça todo preto ou todo caramelo. No entanto, existem outras possibilidades, que são os padrões bicolores ou tricolores.

As cores do cachorro são:

  • Bull Terrier branco
  • Bull Terrier preto e branco
  • Bull Terrier tigrado e branco
  • Bull Terrier caramelo e branco
  • Bull Terrier fulvo e branco
  • Bull Terrier tricolor

Cães semelhantes ao Bull Terrier

Para quem procura um pet parecido com o Bull Terrier, cachorro é bem semelhante a várias outras raças do grupo Terrier. Muita gente pode achar que ele é um tipo de Pitbull, e de fato ele lembra cães como o American Pitbull Terrier, American Staffordshire Terrier (Amstaff) e o Staffordshire Bull Terrier (Staffbull).

Não é à toa que o nome da raça até se repete em alguns desses cachorros, mas não necessariamente por causa desta raça, e sim por causa do histórico com as lutas com touros, que hoje é proibida. O termo "Bull" significa touro em inglês, enquanto Terrier significa "terra" em latim. Vale lembrar que Terrier também é a nomenclatura designada para se referir a um grupo de cães de caça, que abrangem todos os tipos de Pitbull.

Bull Terrier mini: o que você precisa saber sobre esse cãozinho?

Já ouviu falar em mini raças? Pois o Bull é um dos cães que têm sua versão em maior e menor tamanho. Não existe diferença na origem ou características físicas gerais dos dois tipos de Bull Terrier, com exceção do tamanho de cada animal. Na versão mini Bull Terrier, peso é de aproximadamente 15 kg e a altura não deve exceder 35,5 cm. Ou seja, é um cachorro pequeno e que se adapta com mais facilidade a qualquer espaço!

Fora isso, não há muita diferença entre o cachorro padrão e o Bull Terrier miniatura. Temperamento da raça é basicamente o mesmo, assim como os cuidados que os pets exigem no dia a dia. Para quem se interessa pelo cãozinho menor e quer saber quanto custa o mini Bull Terrier, preço varia entre R$ 2500 e R$ 4500.

A prática de esportes é super importante para o cachorro Bull Terrier

Por causa do combo de energia para gastar e força física, esse é um cãozinho que precisa da prática de exercícios constantes por diversos motivos. Além das razões mais óbvias que envolvem a saúde, como evitar o sedentarismo e um Bull Terrier obeso, manter a atividade desse animal também vai ajudar no controle do seu temperamento. Ele não vai achar que precisa “descontar” energia e tédio em outros lugares (a mobília da sua casa agradece).

Os animais desta raça gostam muito de corridas e atividades de alta intensidade, então separe um tempinho no seu dia a dia para garantir que ele vai poder ver a rua e pelo menos caminhar uma vez por dia. Criar o cachorro em casas com quintal também ajuda nesse ponto.

Fotos de cachorro Bull Terrier 

Bull Terrier visto de lado de péBull Terrier branco perto de flores roxasBull Terrier sentado olhando para cimaBull Terrier deitado olhando para cimaBull Terrier filhote pulando e brincandoBull Terrier deitado ao ar livreBull Terrier caramelo e branco andando no gramadoBull Terrier pulando no parqueBull Terrier em pé na ruaBull Terrier deitado no sofáBull Terrier tigrado deitado no sofáDois Bull Terriers correndoBull Terrier filhote pulando

 

Bull Terrier: temperamento do cachorro precisa ser controlado ao longo da vida

  • Convivência

Justamente por causa do passado como cachorro de luta, o Bull Terrier tem o temperamento forte e, se não for controlado e ensinado desde cedo, pode acabar ficando agressivo. Enquanto ele ainda é um filhote, o ideal é não reforçar ou recompensar comportamentos que podem se tornar um problema quando ele crescer: rosnados e mordidas de brincadeira não devem ser respondidos com carinhos e afagos.

Não se deixe levar pela ideia de que o Bull Terrier é perigoso ou naturalmente agressivo, pois tudo vem da criação que o animal recebe. O cachorro precisa ser educado de forma positiva (nunca usando violência) e firme, para entender quem é o “líder da matilha” — no caso, você. Ele é determinado, forte e pode ser teimoso, portanto, quanto mais cedo o adestramento desse animal começar, melhor vai ser o desenvolvimento da personalidade dele.

O cachorro Bull Terrier é territorialista e super apegado ao dono, ou seja: se ele entender que um dos tutores ou a casa dele está em perigo de alguma forma, vai sinalizar, no mínimo, com latidos. No dia a dia com esse cão, o ataque só acontece em casos de enfrentamento direto do animal: antes disso, ele dá alguns sinais e o controle desses momentos também podem ser trabalhados com o adestramento. Ao mesmo tempo, ele é muito carinhoso, apegado ao dono e ama brincar: mesmo durante o processo de adestramento, ele já vai ser um ótimo e divertido companheiro para o seu dia a dia.

  • Socialização

Depois de domesticado, pode ser que o cãozinho não tenha noção da força que tem. Por esse motivo, a socialização com outros cachorros, crianças e adultos fora do convívio da casa desde o início da vida é necessária para que ele consiga lidar bem com situações sociais.

Caso contrário, a raça Bull Terrier pode ser bastante desconfiada perto de quem não conhece. A questão do territorialismo também pode ser observada nesse sentido, já que o animal tenta proteger seu espaço a todo custo e não dá muita abertura. Com a socialização, porém, o cão pode se tornar um pouco mais amigável.

  • Adestramento

O adestramento de cães é uma ótima tática para que a raça aprenda a reagir a diferentes situações sem usar a força desnecessariamente. Mesmo com a personalidade forte e a dominância, o Bull Terrier é muito inteligente e tende a ser obediente. Ou seja: na hora de ensinar comandos e reforçar comportamentos positivos, ele vai entender rápido, sem a necessidade de muitas repetições. Ainda assim, é bom ir reforçando cada um dos pedidos ao longo dos dias até que ele aprenda completamente.

Além disso, assim que ele entende que a resposta positiva ao treinamento te deixa satisfeito, logo vai querer despertar a reação boa novamente te agradando. Conte com a ajuda de um profissional no início e seja constante nos ensinos: seu cachorro vai se tornar um cão de companhia incrível!

@dudabullterrier Duda esperando o tio da creche ❤️ #bull #bullterrier #amorporlosanimales #cachorrofofo #cachorroengracado #tiktokdog #melhordotiktok ♬ Good Vibes (Instrumental) - Ellen Once Again

Curiosidades sobre os cachorros Bull Terrier

  1. Um dos filmes de cachorro em que o Bull Terrier aparece é “Toy Story”, como o cãozinho Scud, do vilão Sid.
  2. Personalidades famosas, como o ex-presidente dos Estados Unidos Franklin D. Roosevelt e a princesa Anne, da Inglaterra, tinham um exemplar da raça.
  3. O filhote Bull Terrier nasce com as orelhas caídas, mas não demora muito para que elas subam e fiquem bem eretas.
  4. A ideia de que esse é um cachorro perigoso tem a ver com uma criação inadequada da raça junto com a aparência forte e musculosa do cachorro.

Bull Terrier filhote: como cuidar e o que esperar do cãozinho?

Assim como acontece com qualquer cãozinho, o filhote de Bull Terrier precisa passar por um período de adaptação na nova casa. É importante que o espaço já esteja adaptado para a chegada do doguinho com redes de proteção, caminha, brinquedos, comedouros, bebedouro e tapetinhos higiênicos. O filhote de cachorro costuma ser mais reservado no início, mas logo se torna muito curioso e explorador. É nessa fase que se indica a socialização e o adestramento da raça.

Também é necessário ter uma atenção especial com a saúde do animal. O filhote só deve ter contato com outros pets depois de ter tomado todas as vacinas para cachorro obrigatórias. A vermifugação e desparasitação do pet também é essencial antes dos passeios começarem. Lembre-se que quando falamos do Bull Terrier filhote, preço vem acompanhado de vários outros gastos com saúde e cuidados que perduram até o final da vida do animal.

 

Bull Terrier em cima de skateBull Terrier feliz com a boca abertaBull Terrier deitado na gramaBull Terrier pulandoTrês Bull Terriers lado a ladoBull Terrier andando no parqueBull Terrier filhote sentado com brinquedo de pelúciaBull Terrier deitado em banco vermelhoBull Terrier filhote recém-nascidoBull Terrier recebendo carinho de pessoa com o péBull Terrier com língua de foraBull Terrier recebendo carinho com língua de foraA raça Bull Terrier precisa de cuidados com os raios solares

Cuidados básicos com a raça de cachorro Bull Terrier

  • Banho: a raça requer uma frequência de banhos de cerca de duas vezes por mês (ou seja, aproximadamente a cada 15 dias). Converse com seu veterinário a respeito.

  • Escovação: o Bull Terrier não solta tanto pelo quanto outras raças, de forma que uma escovação semanal é suficiente para remover o acúmulo de pelagem morta.

  • Unhas: geralmente a unha do cachorro da raça costuma se desgastar naturalmente, mas fique atento e corte-a sempre que ela estiver muito comprida.

  • Orelhas: para não haver acúmulo de cera ou sujeira na orelha do cachorro, raça Bull Terrier deve ter a região verificada e higienizada com produtos específicos semanalmente.

O que você precisa saber sobre a saúde do Bull Terrier?

Esse é um cão atlético e naturalmente saudável, mas pode desenvolver alguns problemas de saúde no decorrer da vida. O tutor deve se atentar principalmente à pele frágil da raça: cachorro Bull Terrier requer cuidados com a exposição ao sol, pois pode sofrer com câncer de pele nas regiões mais claras (especialmente próximo ao focinho e orelhas). Observe sempre se há presença de nódulos ou caroços na região.

Além disso, o filhote de Bull Terrier branco também é mais propenso à surdez congênita. O problema pode atingir apenas um ouvido, ou ambos. É necessário realizar testes para atestar as condições auditivas do animal. Fora isso, os cuidados básicos são manter as vacinas em dia e ter um acompanhamento veterinário de perto.

Bull Terrier: preço do filhote pode chegar a R$ 7 mil

Mas afinal, quanto custa um Bull Terrier? Em questão de preço, o Bull Terrier pode ser encontrado por valores entre R$ 2.500 e R$ 7.000 nos principais canis brasileiros. Mesmo que o preço esteja dentro da média esperada, sempre peça para ver fotos das instalações e faça pelo menos uma visita para ter certeza que você pode confiar no canil. Bull Terrier não costuma custar muito menos do que o que foi informado.

Na hora de comprar um filhote de cachorro, seja qual for a raça, o ideal é que você tenha certeza que o criador é sério e de confiança. A forma como os pais e os filhotes são tratados no canil de cachorro interfere diretamente no preço final. Ou seja: é bem provável que ofertas muito abaixo da média venham de locais que, infelizmente, não oferecem as melhores condições para os bichinhos. Por isso, lembre-se que na hora de comprar um cachorro Bull Terrier, preço não pode ter uma diferença muito grande de outros canis.

Perguntas e respostas sobre o Bull Terrier

Qual é o preço de um Bull Terrier?

O preço do Bull Terrier varia entre R$ 2.500 e R$ 7.000, de acordo com os principais criadores brasileiros. O valor vai depender das características físicas e genéticas do pet, como sexo, cores e ancestralidade. É importante procurar um canil de confiança.

Quantos tipos de Bull Terrier existem?

Existem apenas dois tipos da raça, que é o Bull Terrier miniatura e o standard. O cachorro mini pesa cerca de 15 kg e não passa de 35,5 centímetros de altura, enquanto o standard pesa em torno de 35 kg e mede até 55 centímetros.

Qual o tempo de vida de um Bull Terrier?

Se receber os cuidados certos, esse é um cãozinho que pode viver longos anos ao lado da família. A expectativa de vida média do cachorro da raça Bull Terrier é de 10 a 14 anos.

Como saber se um Bull Terrier é puro?

O Bull Terrier é musculoso, com uma cabeça oval e orelhas grandes e pontudas. O corpo é largo, a cauda é longa e reta e o cachorro tem um porte médio. A pelagem é curta, rasteira e áspera ao toque, e pode ter as cores branco, preto tigrado, vermelho, fulvo e tricolor.

Publicado originalmente em: 29/11/2019

Atualizado em: 21/03/2024