Saúde

Bola de pelo em gatos: descubra as causas, os perigos e como evitar!

Donos de gatos estão acostumados a encontrar bolas de pelos de vez em quando. Apesar de ser um comportamento normal dos felinos, é preciso ficar atento!
Donos de gatos estão acostumados a encontrar bolas de pelos de vez em quando. Apesar de ser um comportamento normal dos felinos, é preciso ficar atento!
Ao se lamber para fazer a habitual limpeza, alguns pelos podem se acumular no sistema digestivo do gatinho.
Ao se lamber para fazer a habitual limpeza, alguns pelos podem se acumular no sistema digestivo do gatinho.
Uma alimentação rica em fibras pode ajudar no melhor funcionamento do intestino do seu gato e, consequentemente, evitar as bolas de pelos!
Uma alimentação rica em fibras pode ajudar no melhor funcionamento do intestino do seu gato e, consequentemente, evitar as bolas de pelos!
A escovação precisa fazer parte da rotina de cuidados dos felinos: isso ajuda a evitar o acúmulo de pelos na boca e sistema digestivo.
A escovação precisa fazer parte da rotina de cuidados dos felinos: isso ajuda a evitar o acúmulo de pelos na boca e sistema digestivo.
As graminhas de gatos são ricas em fibras, que são fundamentais para o funcionamento correto do intestino.
As graminhas de gatos são ricas em fibras, que são fundamentais para o funcionamento correto do intestino.
Donos de gatos estão acostumados a encontrar bolas de pelos de vez em quando. Apesar de ser um comportamento normal dos felinos, é preciso ficar atento!
Ao se lamber para fazer a habitual limpeza, alguns pelos podem se acumular no sistema digestivo do gatinho.
Uma alimentação rica em fibras pode ajudar no melhor funcionamento do intestino do seu gato e, consequentemente, evitar as bolas de pelos!
A escovação precisa fazer parte da rotina de cuidados dos felinos: isso ajuda a evitar o acúmulo de pelos na boca e sistema digestivo.
As graminhas de gatos são ricas em fibras, que são fundamentais para o funcionamento correto do intestino.

Os gatinhos são animais muito higiênicos e o ato de fazer a própria limpeza com a língua comprova isso. O banho de gato é uma cena muito fofa, nós sabemos, mas esse hábito pode resultar em bolas de pelo vomitadas pela casa. Ao se lamber, alguns fios podem ficar agarrados na superfície da língua e serem engolidos. Quando não eliminados, os pelos ficam presos no sistema digestivo do gatinho e se acumulam ali. O gato vomitando bola de pelo de vez em quando não é algo tão preocupante, mas você precisa ficar atento se isso se repetir com frequência ou se o felino tiver dificuldades para liberar esses pelos acumulados.

Se você é um pai ou mãe de gato de primeira viagem e não entende o motivo do seu felino soltar bolas de pelos, chega mais que o Patas da Casa te explica!

Bola de pelo: gato dará sinais de que está prestes a expelir uma?

Não fique apavorado se, ao acordar de manhã, encontrar alguns pelos envoltos em um líquido amarelado no chão da sua sala. Seu gato expeliu uma bola de pelos! Formada por uma mistura de pelos com secreções gástricas, saliva e até resto de alimentos, o comportamento não é algo incomum. No entanto, esse acúmulo de pelos pode trazer incômodo para o seu gatinho e até mesmo gerar problemas mais sérios de saúde quando não são eliminados.

Os sintomas de bola de pelo em gatos podem estar associados a falta de apetite, cansaço, vômitos frequentes e até diarreia. É fundamental estar sempre de olho no seu bichano, porque qualquer coisa diferente pode indicar uma situação mais grave. Caso observe algum desses sinais, procure um médico veterinário imediatamente!

Como ajudar o seu gato a eliminar uma bola de pelo?

Caso perceba que a situação não é grave, você pode recorrer a algumas mudanças na rotina para auxiliar o seu gato a não acumular bolas de pelos no sistema digestivo. Uma das primeiras alternativas é fazer uma dieta mais rica em fibras. Algumas marcas possuem rações e petiscos que aumentam a atividade intestinal e fazem com que as bolas de pelo sejam eliminadas naturalmente pelo organismo dos felinos.

Outra opção é comprar graminha para gato no pet shop. Específicas para os felinos, essas plantas são ricas em fibras e ajudam no perfeito funcionamento do intestino. Além disso, a grama deixa o gatinho entretido e mais relaxado. Tudo é válido para melhorar o bem-estar do seu pet, não é mesmo?!

Como evitar as bolas de pelos?

Não existem métodos que eliminem a possibilidade do seu gatinho sofrer com esse problema, mas há maneiras de reduzir e evitar que a situação fique mais grave. O primeiro passo é adotar a escovação constante dos pelos do seu gato. O ideal é escovar o gatinho uma vez por semana - em períodos de troca de pelagem, a frequência deve aumentar. Ao pentear os felinos, os chamados pelos mortos são removidos e, assim, diminui a chance de ingestão.

Além da alimentação rica em fibras e da escovação frequente, tenha um cuidado especial com a limpeza da casa, principalmente nos locais onde o seu gato costuma ficar e transitar. Isso é importante para evitar o surgimento e proliferação das pulgas, pois elas acabam estimulando o gato a fazer uma limpeza excessiva da pelagem - o que aumenta a tendência das bolas de pelos. Deixe água limpa e fresca à disposição (talvez valha a pena investir em uma fonte especial para gatinhos) para facilitar a liberação dos pelos e o manter sempre hidratado. Seguindo essas dicas, seu gatinho terá mais qualidade de vida e ficará livre do incômodo das bolas de pelo.

Redação: José Thomé

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Próxima matéria

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Alimentação do gato: a ração ajuda a evitar a formação das bolas de pelo?
    Ração

    Alimentação do gato: a ração ajuda a evitar a formação das bolas de pelo?

    Todo mundo sabe que os felinos têm uma grande tendência a formar bola de pelo. Gatos são animais extremamente higiênicos e o hábito de se lamber durante a autolimpeza é o principal responsável pela formação da bola de pelo, mas você sabia esse hábito pode ser prejudicial à saúde do bichano? A alimentação do gato pode prevenir esse problema? Veja o que descobrimos!

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o
    Raças

    Gato Manês: descubra curiosidades, características, personalidade e cuidados com o "Manx cat"

    Diferente de quem prefere cachorros, os amante de felinos normalmente não se importam tanto com a raça antes de comprar ou adotar um gatinho. Mas mesmo que isso não seja um fator primordial na hora de escolher seu amigo de quatro patas, é bom saber que existem diferentes tipos de raça de gato. Dentre elas, o “Manx cat” - também conhecido como Gato Manês - é uma das mais populares e que carrega uma característica muito particular: os animais dessa raça não têm rabo. Parece esquisito, mas o que falta de rabo, sobra em amor! Saiba mais sobre a raça de gato que vai conquistar o seu coração a seguir.

    Gato estressado: sinais mais comuns, causas e como evitar
    Comportamento

    Gato estressado: sinais mais comuns, causas e como evitar

    Quem tem um gato em casa e convive com ele há um tempo sabe que a fama de temperamento forte e nada amigável é boato. Ainda assim, mesmo que o seu amigo seja carinhoso, ele pode se transformar em um gato estressado com facilidade dependendo do que estiver acontecendo no dia a dia dele. Nesses períodos a mordida de gato e o arranhão de gato se tornam normais. Por isso, muitos tutores se perguntam como acalmar um gato estressado — nós conversamos com a veterinária Caroline Mouco Moretti, da clínica Vet Popular, para descobrir a melhor maneira de lidar com um animal sob estresse.

    Ver Todas >

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?
    Saúde animal

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Se você é um gateiro, com certeza já ouviu falar sobre o perigo das doenças renais nos felinos. Se os cuidados são importantes em qualquer fase de vida do pet, no caso de um gato com insuficiência renal a preocupação é maior ainda. A insuficiência renal em gatos é uma doença que acomete principalmente os felinos idosos, mas também pode ser comum em outras idades e também na raça de gato Persa, que possui predisposição genética para esse tipo de problema. 

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses
    Saúde animal

    Verme em cachorro filhote: veja os sinais mais comuns de que o cãozinho está sofrendo com verminoses

    Os filhotes de cachorro são muito mais propensos a sofrerem com verme. Além da contaminação facilmente ocorrer pela amamentação, os filhotes ainda estão desenvolvendo o sistema imunológico e diversas funções do organismo. É por isso que a primeira dose do vermífugo para cachorro filhote deve ser feita aos 30 dias de vida, com reforço mensal até os seis meses, para garantir a saúde do pet. 

    Ver Todas >