Cachorro

Anatomia externa canina: veja o infográfico e aprenda mais sobre as partes do corpo do cachorro

anatomia canina é tão fascinante que sempre aparece uma nova curiosidade para nos surpreender. Afinal, o universo dos cães é repleto de segredos! Todas as partes do corpo do cachorro possuem características, funções e estruturas completamente diferentes e igualmente interessantes. No caso da anatomia externa do cachorro, o foco fica em todas as partes que enxergamos só de olhar para o animal. O Patas da Casa preparou um infográfico para te ajudar a aprender mais sobre as partes do corpo do cachorro. Se aventure no mundo da anatomia canina!

Anatomia externa canina: conheça mais sobre as partes do corpo do seu cãozinho!
Anatomia externa canina: conheça mais sobre as partes do corpo do seu cãozinho!

Mais Lidas

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
Comportamento animal

Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
Comportamento animal

Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
Comportamento animal

Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
Comportamento animal

Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

1) Olhos do cachorro: o animal realmente vê preto e branco? 

Muito se questiona sobre o funcionamento do olho do cachorro. Essa parte da anatomia dos cães desperta curiosidade por conta do famoso boato de que eles enxergam em preto e branco. Na verdade, não é exatamente assim. Os cães conseguem distinguir algumas cores! Eles percebem tons de azul, amarelo e, em menor intensidade, verde. Já as tonalidades quentes de vermelho, laranja e rosa não são detectadas. Sua visão percebe essas cores como tons de cinza. 

Os cachorros não enxergam tantas cores como os humanos por possuírem um menor números de cones na retina - estrutura cujo papel é identificar cores. Para compensar isso, os cães têm uma quantidade muito maior de bastonetes, estruturas responsáveis pela percepção visual no escuro. Ou seja, mesmo que não identifiquem tantas cores como nós, enxergam muito melhor quando há pouca ou nenhuma luminosidade! Além disso, no corpo do cachorro os olhos ficam lateralizados, contribuindo para uma incrível visão periférica, com alcance de 240º. 

2) A anatomia do focinho do cachorro é a responsável pela fama de exímio farejador

Os cachorros são conhecidos por sua habilidade farejadora. É com o focinho que os cães conseguem sentir perfeitamente os mais variados cheiros. Na anatomia dos cachorros, a área do cérebro que diz respeito ao olfato consegue ser 40% maior que a de um humano. Com isso, o olfato do cachorro é 100 mil vezes mais apurado que o de uma pessoa. É praticamente um superpoder! 

A boa captação de odores acontece principalmente por causa da estrutura e funcionamento do focinho. Você já deve ter reparado que seu cão vive com o focinho molhado, né? Isso acontece porque é ali que ocorre a respiração, deixando a região úmida com a troca de gases. Essa umidade tem papel fundamental no olfato, pois ajuda a captar os odores que estão sendo transportados no ar. Além disso, o focinho funciona como uma impressão digital. Você já reparou nas ranhuras “desenhadas” no local? Elas são diferentes em cada bichinho, sendo assim uma característica especial e única de cada cachorro!

3) Orelhas do cachorro permite que o animal escute sons que os humanos jamais vão ouvir

Sem dúvidas, a orelha é uma das partes do corpo do cachorro que mais chama atenção, principalmente em raças de orelhas longas, como Beagle e Basset Hound. A orelha pode ser dividida em ouvido externo - que capta ondas sonoras e as levam até o tímpano; ouvido médio - onde se encontra o tímpano e liga o ouvido à cavidade nasal; e o ouvido interno -  responsável pela audição canina e equilíbrio do corpo.  A capacidade auditiva depende da raça. Algumas conseguem captar frequências de até 40 Khz, muito mais que um humano - que só alcança até 20 Khz. Isso significa que o cão escuta sons que o homem nunca conseguirá ouvir! 

Essa característica justifica o comportamento de, do nada, seu cão ficar alerta com um som que ainda está longe e você só consegue escutar um tempo depois. Mas infelizmente isso também explica porque barulhos altos como fogos de artifício são tão incômodos. Se nós achamos alto, imagina eles que escutam em uma intensidade enorme? Ah, e a orelha não serve apenas para audição! Também são uma maneira de se comunicar. As orelhas levantadas e inclinadas para frente, por exemplo, indicam que seu dog está prestando atenção em alguma coisa! 

4) Patas do cachorro sustentam o corpo e almofadinhas diminuem o impacto com o chão 

As quatro patas de cachorro são partes fundamentais para que o animal consiga se locomover e apoiar. Na anatomia canina das patinhas, encontram-se os coxins, espécies de almofadinhas que amortecem o impacto com o chão. Elas estão nos dedos - coxins digitais - e nas palmas - coxins do metacarpo, que possuem uma camada de gordura que ajuda a pisar no chão frio. Nas patas dianteiras ainda existem os coxins do carpo, que servem como um freio. As duas patas dianteiras do corpo do cachorro conseguem manusear objetos e alimentos, pois possuem um quinto dedo chamado “ergô”, uma espécie de polegar. 

As patas traseiras funcionam como um apoio, enquanto as da frente se movimentam mais. Elas são ideais para deixar o animal firme no chão. E não podemos nos esquecer das garras! As unhas dão sustentação e servem como defesa. Mas lembre-se sempre de mantê-las aparadas para evitar que o pet se machuque e também que arranhe as pessoas.

As patas do cachorro também são uma forma de comunicação canina. Basta reparar que é normal o pet levantar as patinhas para chamar a sua atenção, seja para brincar ou ganhar um carinho.

5) Pelo do cachorro: a maior parte do corpo canino tem uma função muito além da estética

Pelos longos, curtos, lisos, encaracolados… existe uma infinidade de tipos de pelo que um cachorro pode ter! Isso sem falar nas cores, que podem contar com as mais variadas tonalidades. A pelagem é única em cada cão e cada raça tem suas particularidades. Mas não pense que a beleza é a única função da pelagem. Os pelos do cachorro ajudam na percepção do tato. Além disso, são extremamente sensíveis ao toque por conta da presença de diversas terminações nervosas que recebem estímulos. 

Os pelos também são responsáveis por proteger o corpo do cachorro da exposição ao ambiente. Sem falar que a pelagem ajuda a regular a temperatura corporal em qualquer estação do ano.

6) O rabo do cachorro é uma extensão da coluna vertebral 

Você sabia que o rabo do cachorro é, na verdade, a extensão da coluna vertebral? Sim, o rabinho característico do seu pet é formado por vértebras e terminações nervosas. São de 5 a 20 vértebras, dependendo do porte do animal, ao longo do comprimento da cauda. Na anatomia canina, são encontradas entre as vértebras os discos intervertebrais, que amortecem e permitem que o pet consiga mexer o rabinho tão rápido. A função da cauda do cachorro é importantíssima para manter o equilíbrio e o ajuda na comunicação com o mundo. O rabinho pra cima e balançando muito, por exemplo, significa que o pet está muito feliz! 

Redação: Maria Luísa Pimenta

Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?

Próxima matéria

Gato-de-bengala: quais os comportamentos selvagens que a raça possui?

Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo
Cuidados

Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo

A saúde do cachorro depende de muitos cuidados com o corpo do animal - inclusive com as suas patinhas! São elas que dão todo o suporte necessário para que o cãozinho possa correr, brincar e pular, do jeitinho que eles gostam. Entretanto, muitos tutores não dão a devida atenção a pata de cachorro, e isso pode acabar desencadeando uma série de problemas na região, trazendo muito desconforto para o seu amigo de quatro patas. Pensando nisso, reunimos tudo que você precisa saber sobre essa parte do corpo dos cães: desde cuidados e doenças que podem atingir o local, até curiosidades e truques (como ensinar o cachorro a dar a pata, por exemplo). Confira!

Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
Grandes

Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
Grandes

Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
Raças

Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. Quando o cão Jack Russell Terrier quer algo, ele só desiste quando consegue. 

Ver Todas >

Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença
Comportamento animal

Setembro amarelo: 9 coisas que um cachorro ou gato pode fazer para te ajudar a enfrentar a doença

No mês do Setembro Amarelo, as campanhas sobre a prevenção do suicídio ganham um grande destaque. Cuidar da saúde mental é muito importante, e o acompanhamento de médicos e terapeutas são fundamentais para auxiliar no tratamento de depressão. O que poucas pessoas sabem é que, aliado a isso, ter um bichinho de estimação também faz toda a diferença na vida de pessoas que convivem com a doença.

Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano
Comportamento animal

Gato Munchkin: preço, comportamento e convivência com esse bichano "rebaixado"

O gato Munchkin - carinhosamente apelidado de gato “salsicha” - é um dos felinos mais adoráveis que existem. Ele tem pernas curtinhas e um corpo alongado, o que faz com que muitas pessoas se refiram a ele como gato rebaixado ou gato anão. Mas além da aparência inusitada, o que será que esse bichano tem de tão especial? A convivência com o Munchkin com certeza é algo surpreendente.

5 coisas que o cachorro latindo pode significar
Comportamento animal

5 coisas que o cachorro latindo pode significar

O cachorro latindo é um comportamento mais comum dos que os tutores esperam. Afinal, como todos sabem, os latidos fazem parte da linguagem canina e são uma forma do seu amigo de quatro patas se expressar. Mas você sabia que existem vários tipos de latidos de cachorro, e cada um deles representa uma situação diferente? É importante ficar atento ao comportamento animal, mas também treinar o seu ouvido para conseguir decifrar o verdadeiro significado por trás de um cachorro latindo.

Como saber se o gato é fêmea?
Comportamento animal

Como saber se o gato é fêmea?

Os tutores de primeira viagem (e até mesmo alguns experientes) sempre ficam confusos na hora de descobrir se filhote de gato é fêmea ou macho. Afinal de contas, como descobrir o sexo do gato? O que é necessário observar para diferenciar um gatinho de uma gatinha? Embora essa seja uma missão um pouco difícil nas primeiras semanas de vida do bichano, basta observar alguns detalhes ara descobrir o sexo do gato.

Ver Todas >