Saúde

Alopécia canina: veja as 6 causas mais comuns da queda de pelos em cachorros

Queda de pelo em cachorro: descubra as causas mais comuns para o problema
Queda de pelo em cachorro: descubra as causas mais comuns para o problema

A alopecia canina é a falta parcial ou total de pelos em áreas do corpo onde normalmente estão presentes. É uma condição muito comum que pode afetar cães de diferentes raças, idades e tamanhos. Além da queda de pelo em cachorro, a doença pode acometer a pele e os sistemas linfático, imunológico e endócrino do animal. Geralmente, a alopecia é um sintoma de outros problemas subjacentes, mas pode ter origem congênita ou ocorrer por uma série de fatores desconhecidos. Descubra, a seguir, como reconhecer a alopécia canina e as 6 causas mais comuns da falha nos pelos.

Cachorro com coceira e queda de pelo: como identificar a alopécia canina?

Em alguns períodos do ano, especialmente quando as estações mudam, a queda de pelo em cães pode acontecer naturalmente. Entre as razões mais comuns estão a idade do animal, as características de determinada raça e a renovação da pelagem como recurso de proteção térmica. De maneira geral, essa queda dos pelos não ultrapassa 30 dias e não deriva manchas calvas pelo corpo.

A alopecia canina é diferente da troca sazonal de pelos. Ela é uma patologia extremamente visível, caracterizada por quedas de pelos em áreas múltiplas ou simétricas (falhas com o mesmo padrão dos dois lados do cão). Ela também pode apresentar pontos circulares de calvície, acompanhadas de crostas e inflamações ao redor da área afetada. Há também cachorro com feridas e queda de pelo com sinais de descamação da pele.

Quais são as 6 causas mais comuns de alopécia canina?

Há diversas razões que podem levar um cachorro a apresentar a alopecia canina, incluindo doenças, infecções, infestações de parasitas e condições genéticas. Independente do motivo, é importante entender os motivos que levam à queda de pelo de cachorro para que o tratamento seja iniciado rapidamente. Veja as principais causas:

1) Cachorro com alergia pode ter queda de pelo

As alergias em cachorro são uma das causas mais frequentes de alopécia. Os cães podem ser alérgicos a quase qualquer substância, incluindo alimentos, mofo e pólen, mas as picadas de pulgas são uma fonte comum de reações alérgicas. Essa condição pode causar danos severos à pelagem, uma vez que o cachorro tem a tendência de se coçar, morder e lamber as áreas irritadas.

2) Hiperadrenocorticismo: queda de pelo em cachorro é um dos sinais da doença

A queda de pelo de cachorro também pode ser causada pelo hiperadrenocorticismo (HAC) ou síndrome de Cushing, uma doença ligada à produção excessiva do hormônio cortisol pelas glândulas adrenais do animal. Geralmente a patologia atinge cães um pouco mais velhos, a partir dos seis anos de idade.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A queda de pelo em cachorro pode surgir em áreas múltiplas
    A queda de pelo em cachorro pode surgir em áreas múltiplas
    A alopécia canina também pode apresentar pontos circulares de calvície
    A alopécia canina também pode apresentar pontos circulares de calvície
    A queda de pelo em cachorro pode surgir em áreas múltiplas
    A alopécia canina também pode apresentar pontos circulares de calvície

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    3) Infecção ou infestação de fungos, ácaros e bactérias

    A micose causada por fungos, os ácaros da sarna (Demodex) e as bactérias podem gerar infecções na pele e nos folículos capilares. Como consequência, a pelagem pode apresentar círculos calvos com lesões, inflamações e crostas. Os machucados podem desaparecer espontaneamente, mas em alguns casos é necessário um tratamento com shampoos especiais, medicamentos antifúngicos e antibióticos.

    4) Condição genética leva a quadros de alopecia canina

    Algumas raças são geneticamente predispostas a desenvolver a alopécia canina. Após um ano de vida, falhas de pelo em algumas partes específicas do corpo (como tórax, barriga, orelha, coxas e parte inferior do pescoço) podem aparecer em Chihuahuas, Dachshunds, Whippets, Galgos Italianos, Buldogues e Galgos Ingleses.

    5) Estresse e ansiedade causam a queda de pelo de cachorro

    Assim como o estresse e a ansiedade podem desencadear uma série de problemas de saúde nos seres humanos, incluindo a perda de cabelos, os cães também podem ser afetados por essas manifestações.

    6) Contato com insetos, plantas e outras substâncias causam urticária nos cães

    Picadas de insetos, como pernilongos, plantas, produtos químicos e alguns tipos de medicamentos podem originar erupções cutâneas ou urticária nos cães. Além de febre, falta de apetite e apatia, os sintomas podem incluir a alopécia canina.

    Outras causas de alopécia canina:

    • Reação a um corpo estranho na pele (como espinhos e cacos de vidro);
    • Diabetes canina;
    • Alopécia Areata (doença autoimune geralmente percebida na cabeça e pescoço);
    • Alopecia pós-injeção antirrábica (alguns cães podem desenvolver alopecia no local onde a vacina foi aplicada);
    • Exposição à quimioterapia;
    • Câncer de pele;
    • Hipotireoidismo;
    • Deficiências nutricionais.

    Alopécia canina e a queda de pelo: cachorro tem acesso a quais tipos de tratamento?

    Apesar de ser preocupante ver um cachorro com quedas e falhas no pelo, a maioria dos casos de alopecia canina pode ser facilmente tratada. Dependendo da causa do problema, o veterinário poderá prescrever algum tipo de remédio para queda de pelo de cachorro, antiparasitários, antibióticos, anti-histamínicos e antifúngicos.

    O profissional de saúde animal também poderá recomendar vitamina para queda de pelo de cachorro para contornar os danos. O óleo de peixe, a vitamina A e a vitamina E podem ajudar na pele seca e em certas infecções.

    Redação: Guilherme Segal

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Próxima matéria

    Gato intoxicado: o que acontece no organismo do felino durante a intoxicação?

    Papiloma canino: desvendamos as causas, cuidados e tratamentos da verruga em cachorro
    Saúde

    Papiloma canino: desvendamos as causas, cuidados e tratamentos da verruga em cachorro

    O papiloma canino, também conhecido como papilomatose, é uma doença bem comum quando se trata da saúde dos cãezinhos. No entanto, poucas pessoas têm algum conhecimento, de fato, sobre esse tipo de verruga em cachorro. A doença cutânea evolui rápido e isso pode assustar os tutores despreparados. O papilomavírus canino tem relação com a imunidade do cachorro.

    Dermatite atópica canina: qual o melhor tratamento caseiro para o cachorro que está com queda de pelo
    Saúde

    Dermatite atópica canina: qual o melhor tratamento caseiro para o cachorro que está com queda de pelo

    Algumas raças de cachorro, como os Pugs e Bulldog Francês, têm uma propensão maior a desenvolver alergias por causa de sua anatomia, mas se engana quem acha que essas irritações na pele acontecem apenas com eles. A dermatite atópica canina é uma alergia de cachorro e afeta uma série de raças, como Boxer, Labrador, Dálmata, Maltês e Shih Tzu da mesma forma. A coceira é um dos principais sintomas e, por isso, costuma ser um dos primeiros a serem reparados pelos donos. Para te ajudar a identificar a condição no seu animal, o Patas da Casa juntou uma série de informações sobre a dermatite em cachorro: confira mais sobre o assunto aqui embaixo!

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Ver Todas >

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet
    Saúde animal

    Cachorro estressado: 8 sinais de que o estresse está afetando a saúde do pet

    Lidar com um cachorro estressado é algo delicado e que requer muita paciência e atenção por parte do tutor: cães que sofrem com estresse e ansiedade tem maiores chances de ficarem doentes. Assim como os humanos, os sinais de um cachorro estressado costumam afetar diretamente a saúde do animal. Causado por diferentes gatilhos, é necessário sempre observar o que deixa o cachorro estressado para evitar que esse sentimento invada a rotina do seu amigo. 

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?
    Saúde animal

    Quais são os cuidados com gatos renais crônicos?

    Se você é um gateiro, com certeza já ouviu falar sobre o perigo das doenças renais nos felinos. Se os cuidados são importantes em qualquer fase de vida do pet, no caso de um gato com insuficiência renal a preocupação é maior ainda. A insuficiência renal em gatos é uma doença que acomete principalmente os felinos idosos, mas também pode ser comum em outras idades e também na raça de gato Persa, que possui predisposição genética para esse tipo de problema. 

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns
    Saúde animal

    Icterícia em cães: entenda o que é o problema e os sinais mais comuns

    Se você nunca ouviu falar na icterícia em cães, chegou a hora de entender um pouco mais sobre o problema que, embora não seja uma doença, é um sinal clínico que pode indicar que a saúde do cachorro não vai muito bem. Mas então, como identificar a icterícia canina e quais são as principais causas associadas a esse sintoma?

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde animal

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >