close
Adoção

Adotar gato adulto ou filhote: qual é melhor?

Adotar gatinhos é uma boa ideia, mas há diferença entre receber um filhote e um animal adulto em casa. Saiba mais sobre elas.
Adotar gatinhos é uma boa ideia, mas há diferença entre receber um filhote e um animal adulto em casa. Saiba mais sobre elas.

Em algum momento, você percebe que alguma coisa anda faltando na sua vida: ela anda meio vazia, sem graça, com muito espaço na casa… Depois de pensar um pouco, você decide: é hora de adotar um pet! Se você procura um bichinho independente, fofo e de personalidade forte, talvez seja o momento de pensar em escolher um gatinho como companheiro. Decidido isso, surge a pergunta: filhote ou adulto? Qual é o ideal? Entramos em contato com algumas ONGs protetoras de animais para sanar as suas dúvidas sobre esse assunto e fazer você bater o martelo e adotar seu novo gatinho. Vem com a gente! 

Gatos filhotes: acompanhar o crescimento é o diferencial

Geralmente, os adotantes optam por gatos filhotes para levar para casa. Isso porque os tutores preferem acompanhar o crescimento dos gatinhos. A voluntária Maris Chincharo, da ONG Amor aos Animais das Comunidades, do Rio de Janeiro, fala um pouco mais sobre para a gente. “Filhotes são mais divertidos, sobretudo quando adotados juntos. Brincam o tempo todo. Com 3 meses ainda são bobões.” Entretanto, se você preza muito pela ordem na sua casa, é bom parar para pensar. Segundo Fernanda Zaphiro, voluntária na ONG Bigodinhos Carentes, também no Rio de Janeiro, também há o outro lado da moeda. “A desvantagem é que eles são extremamente bagunceiros, dão mais trabalho e demandam mais atenção”, diz. Prestar atenção ao sexo do gato é outro ponto conflitante, como lembra Maris. “O sexo do gato também é muito pequeno. Você pode adotar um filhote fêmea e depois se surpreender!”

 

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Gatos filhotes são cheios de energia e demandam mais atenção. Leve isso em consideração na hora de adotar um.
    Gatos filhotes são cheios de energia e demandam mais atenção. Leve isso em consideração na hora de adotar um.

    Mais Lidas

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena
    Adote um animal

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena

    Poucos sabem, mas existe uma classificação para determinar cada tipo de Pinscher: tamanhos 0, 1, 2 e 3 são as variações comuns da raça. A numeração que normalmente acompanha o nome da raça do cãozinho pode até parecer estranha, mas é algo que ajuda a diferenciar os tipos de cachorro Pinscher de acordo com as peso e altura. Essa classificação, embora não seja reconhecida oficialmente, é adotada por muitos criadores e pais de pet por aí. 

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!
    Adote um animal

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!

    A maioria das pessoas acha quase impossível descobrir o sexo do gato filhote. De fato, diferenciar o órgão genital do gato macho e gato fêmea nos primeiros meses de vida não é fácil. Mas descobrir esse "detalhe" é importante antes de levar um filhotinho pra casa. Não parece, mas é muito normal achar que adotou um gato fêmea e descobrir, depois, que se trata de um gato macho. !

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa
    Adote um animal

    Filhote de cachorro chorando à noite? Veja a explicação e dicas para acalmá-lo nos primeiros dias em casa

    A chegada de um filhote de cachorro ao novo lar é marcada por muita alegria e descobertas - da parte do animal e dos próprios donos. O cãozinho terá contato com cheiros que ele nunca sentiu, pessoas diferentes, um ambiente totalmente desconhecido. O novo papai ou mamãe de pet, por outro lado, está aprendendo sobre a rotina, como o sono e alimentação, e comportamentos do bichinho. Nos primeiros dias de adaptação na nova casa é comum ouvir o cachorro filhote chorando à noite. A reação imediata do tutor é ficar preocupado se ele está com fome ou sentindo dor, mas saiba esse comportamento é muito normal.

    Nomes de cachorro fêmea: listamos 200 opções para você nomear a sua cadela
    Adote um animal

    Nomes de cachorro fêmea: listamos 200 opções para você nomear a sua cadela

    Dar as boas vindas a um pet em casa é ótimo, mas escolher nomes para cachorrinhas pode ser uma tarefa bem desafiadora. São tantas opções que achar um único apelido pode ser complicado. Quando se trata de nome para cachorra fêmea pequena, é comum que os nomes mais fofos e meigos sejam os preferidos entre os tutores. Você pode ir dos mais comuns exemplos de nome de cachorro - Meg ou Belinha - , apostar em um mais excêntrico - Faísca ou Medusa - ou tentar um mais engraçado.

    Gatos adultos: uma grande oportunidade de acolher um animal abandonado

    Com a grande procura dos filhotes, muitos adultos sofrem com o abandono nos abrigos e continuam sendo rejeitados. Por isso, adotar um gatinho adulto pode ser algo muito positivo. “Gatos adultos para adoção, em geral, já estão testados e castrados. Serão companheiros do mesmo jeito e certamente mais tranquilos.”, conta Maris. É preciso prestar atenção na personalidade do bichano. “Ele terá a história dele. Pode ser um gato estressado com algum trauma, pode ser carinhoso, pode não gostar de colo. Como já é adulto, você já adota o animal conhecendo o perfil. Às vezes um filhote lindo pode virar um adulto que se esconde ou não gosta de colo e isto deixa o humano um pouco frustado. O adulto é o que é, sem surpresas”. Para Fernanda não há pontos negativos: “dar uma chance a um animal que estava nas ruas e no abrigo por mais tempo e que já tem a personalidade formada, é então poder escolher o que melhor se adapta ao seu lar.  Não vejo desvantagens, só amor!”.

    Qual é o melhor: adulto ou filhote?

    Adotar qualquer bichinho é sempre muito bom! Mas, como dito antes, a adoção é um processo de amor. Tudo depende da sua personalidade, do que você pode oferecer no seu lar e da disponibilidade do seu tempo. Como gatos pulam e correm grande risco nas janelas, é importante observar o remanejamento da casa. “Os bebês ainda não sobem na janela, então o adotante tem até os 3 meses para providenciar tela”, conta a voluntária do Amor aos Animais das Comunidades.

    Se você não possui muito do seu tempo disponível para estar com o pet, talvez um filhote não seja a melhor opção, pois ele demanda mais cuidado e atenção. Já se você quiser realmente um pet independente, e ainda dar um lar para um bichinho abandonado, o gato adulto pode ser o ideal. “Levando em conta a situação dos abrigos, pelo menos no nosso projeto, eles têm menos chances e sempre sobram. Se a pessoa tem a disponibilidade de adotar um adulto vai ajudar muito aquele animal”, conta Fernanda, que é estudante e já adotou dois gatos. O gato adulto prevalece sendo a melhor opção se a família já tem cachorro: "aconselho gatos com mais idade por serem menos frágeis” explica Maris, que atualmente mantém 20 gatinhos em sua ONG esperando por adoções.

    Adotar um bichinho é responsabilidade!

    Filhote ou adulto, é sempre bom lembrar que um pet não é brinquedo e que é uma responsabilidade adotá-lo. “Dá trabalho, precisa de adaptação, gastos e um lar saudável e seguro.”, conta Fernanda. Também é preciso pensar nas providências a serem tomadas depois que o gatinho já está instalado na sua casa: “É importante salientar a castração, porque é uma questão de saúde pública e mantê-los dentro de casa”. A voluntária da Bigodinhos Carentes ainda deixa uma dica importante sobre a ração dos pets. “Uma boa alimentação é um investimento para que no futuro não haja gastos com veterinário”.

    Maris também dá alguns toques importantes na hora de adotar um gato. “O olhar dele deve ser vivo e sem lacrimejar. Observar se o animal está se alimentando corretamente ou se está engordando, pois qualquer desvio pode ser sinal de doença. Vermifugar sempre que necessário e sempre vacinar com orientação do veterinário. Vacina sem teste prévio pode matar o animal”. Por fim, é sempre interessante lembrar da adoção responsável e do cuidado que se deve ter com um gatinho em casa. “ Os gatos são independentes, mas também não podemos deixá-los largados”, finaliza Fernanda.

    Redação: Karoline Miranda

    Ragdoll: 15 curiosidades sobre a raça de gato gigante

    Próxima matéria

    Ragdoll: 15 curiosidades sobre a raça de gato gigante

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

    Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

    6 coisas que você precisa saber antes de adotar um cachorro vira-lata (filhote ou adulto)
    Adoção

    6 coisas que você precisa saber antes de adotar um cachorro vira-lata (filhote ou adulto)

    O vira-lata é, sem dúvidas, um dos cães mais amados e queridos pelos brasileiros. Conhecido oficialmente como cachorro sem raça definida (SRD), esses pets derivam do cruzamento entre duas ou mais raças, o que torna cada animal único. A maioria desses cães vivem nas ruas e procuram por um lar para chamar de seu, mas felizmente hoje o cachorro vira-lata é uma das “raças” mais populares no Brasil. E não é para menos, né? As fotos de vira-lata não negam: esses cães têm tudo para conquistar um espaço no coração de qualquer um.

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal
    Ração

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal

    Alimentação é uma das principais preocupações dos donos de gatos. Não só pela quantidade, mas também qualidade. Assim como humanos, cada fase da vida do felino precisa de nutrientes que auxiliem no desenvolvimento do animal, no bem estar e na qualidade de vida. A proporção correta de vitaminas, sais minerais, proteínas e fibras são essenciais para a longevidade do seu gatinho. Para ajudar, vamos especificar os diferentes tipos de ração presentes nos pet shops, supermercados e lojas especializadas.

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores
    Histórias reais

    Como apresentar um novo filhotinho a um gato adulto que já mora na casa? Veja as dicas de alguns tutores

    Resolver adotar um gato filhote é sempre uma grande aventura. Os filhotes preenchem qualquer ambiente com muita alegria e amor. Mas, além de aprender como cuidar de gatos filhotes, quem já tem um gato adulto ou idoso em casa precisa pensar muito bem em como introduzir o novo membro na família. O processo de adaptação nem sempre é fácil, e é fundamental saber como conduzir essa apresentação da melhor forma possível, respeitando o espaço de cada um e torcendo para que eles se deem bem. 

    Ver Todas >

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno
    Adote um animal

    Jack Russell Terrier: um guia completo sobre a raça de cachorro pequeno

    O Jack Russell Terrier é um cachorro de pequeno porte que leva alegria por onde passa. Essa raça de cachorro é muito amável, encantadora e de personalidade forte. Apesar do pequeno tamanho, eles são cães muito corajosos e demandam bastante energia de seus tutores. Como grande parte dos cães do grupo Terrier, essa raça é um grande exemplo de cachorro de caça e adora investigar todos os lugares, exibindo seu vigor e vivacidade. 

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)
    Adote um animal

    Gatos Bengal: características, personalidade, saúde... saiba tudo sobre a raça (+ galeria com 30 fotos)

    É impossível não reconhecer o gato Bengal. As manchinhas da pelagem do Gato-de-Bengala são únicas, assim como o seu rabo comprido, traços finos e olhos claros. Ele parece até um gato leopardo! A inteligência da raça Bengal é uma das suas características mais marcantes, junto com as diferentes maneiras de vocalizar e a facilidade em ser adestrado. Além disso, o Gato de Bengala pode ser dividido em alguns níveis de acordo com seu parentesco, dos mais próximos aos selvagens aos mais domesticados.

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais
    Adote um animal

    Tudo sobre o cachorro Pug: origem, saúde, personalidade, características físicas e muito mais

    Não se apaixonar pela raça cachorro Pug é praticamente impossível! Com os olhos esbugalhados, focinho achatado e corpo compacto e rechonchudo, o Pug está na lista dos cachorros mais queridinhos dos brasileiros. São tantas características que fazem do cachorro Pug um animal único, que fica até difícil saber por onde começar a falar tudo sobre Pug. Desde a origem do Pug até sua personalidade, é um cãozinho bem curioso em vários aspectos. 

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza
    Adote um animal

    Gato Chartreux: saiba tudo sobre a raça de pelagem cinza

    O Chartreux é uma raça de gato cinza bastante querida entre os apaixonados por felinos. E não é à toa, né? Extremamente dócil e carinhoso, é muito fácil entender o motivo por trás da paixão dos gateiros por esse bichano de pelagem cinza e focinho gordinho, o que lembra bastante um ursinho de pelúcia. Muitas vezes comparado aos cachorros pelo seu comportamento, o gato Chartreux costuma ser muito apegado aos seus humanos. Ou seja, esse é um gato muito companheiro, tranquilo e curioso! 

    Ver Todas >