Adoção

Adotar gato adulto ou filhote: qual é melhor?

Adotar gatinhos é uma boa ideia, mas há diferença entre receber um filhote e um animal adulto em casa. Saiba mais sobre elas.
Adotar gatinhos é uma boa ideia, mas há diferença entre receber um filhote e um animal adulto em casa. Saiba mais sobre elas.

Em algum momento, você percebe que alguma coisa anda faltando na sua vida: ela anda meio vazia, sem graça, com muito espaço na casa… Depois de pensar um pouco, você decide: é hora de adotar um pet! Se você procura um bichinho independente, fofo e de personalidade forte, talvez seja o momento de pensar em escolher um gatinho como companheiro. Decidido isso, surge a pergunta: filhote ou adulto? Qual é o ideal? Entramos em contato com algumas ONGs protetoras de animais para sanar as suas dúvidas sobre esse assunto e fazer você bater o martelo e adotar seu novo gatinho. Vem com a gente! 

Gatos filhotes: acompanhar o crescimento é o diferencial

Geralmente, os adotantes optam por gatos filhotes para levar para casa. Isso porque os tutores preferem acompanhar o crescimento dos gatinhos. A voluntária Maris Chincharo, da ONG Amor aos Animais das Comunidades, do Rio de Janeiro, fala um pouco mais sobre para a gente. “Filhotes são mais divertidos, sobretudo quando adotados juntos. Brincam o tempo todo. Com 3 meses ainda são bobões.” Entretanto, se você preza muito pela ordem na sua casa, é bom parar para pensar. Segundo Fernanda Zaphiro, voluntária na ONG Bigodinhos Carentes, também no Rio de Janeiro, também há o outro lado da moeda. “A desvantagem é que eles são extremamente bagunceiros, dão mais trabalho e demandam mais atenção”, diz. Prestar atenção ao sexo do gato é outro ponto conflitante, como lembra Maris. “O sexo do gato também é muito pequeno. Você pode adotar um filhote fêmea e depois se surpreender!”

 

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    Gatos filhotes são cheios de energia e demandam mais atenção. Leve isso em consideração na hora de adotar um.
    Gatos filhotes são cheios de energia e demandam mais atenção. Leve isso em consideração na hora de adotar um.

    Mais Lidas

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena
    Adote um animal

    Pinscher 0, 1, 2 ou miniatura: entenda os tamanhos desse cachorro de raça pequena

    Se você está pensando em ter um pinscher na sua vida pode estranhar a numeração que normalmente acompanha o nome da raça. O cachorro pinscher é conhecido por ser bem pequeno, mas ainda assim há variações de tamanho: as classificações 0, 1, 2 ou miniatura são super importantes para saber a dimensão aproximada do cãozinho. Além disso, pode ajudar muito na hora de decidir pelo seu novo melhor amigo.

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!
    Adote um animal

    Como identificar o sexo do gato filhote? Saiba diferenciar machos e fêmeas!

    Às vezes, a vontade de adotar um gatinho é tão grande que acabamos nos precipitando e não dando a devida atenção a alguns detalhes muito importantes, como o sexo do filhote. É muito normal achar que adotou uma fêmea e só depois descobrir que o gato, na verdade, é macho. Nós sabemos que não é nada fácil diferenciar o órgão genital do gato logo nos primeiros meses de vida do animal. Se você faz parte deste time, não se preocupe, isso é muito comum!

    Conheça as 10 raças de cachorro mais populares no Brasil!
    Adote um animal

    Conheça as 10 raças de cachorro mais populares no Brasil!

    Não há dúvidas de que os cachorros são os pets mais populares no Brasil. A fama de melhor amigo do homem não é à toa: 44,5% - ou seja, quase metade - dos lares têm pelo menos um cachorro no país, segundo a Faculdade de Medicina Veterinária da USP. Mas será que existe uma raça que é mais popular que as outras?

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)
    Adote um animal

    Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequeno (+ galeria com 20 fotos)

    O Yorkshire é um cãozinho muito popular nos lares brasileiros. Pequeno, fofo, esperto e bem brincalhão: companheirismo é uma característica marcante nesses mini-cães, ideais para apartamentos, famílias com crianças ou mesmo pessoas que moram sozinhas e querem um amigo fiel. O Yorkshire Terrier é reconhecido de longe pelas duas cores na pelagem, o tamanho e por sua característica única: as orelhas para cima. Quer saber tudo sobre o cachorro yorkshire? Então continue acompanhando a leitura!

    Gatos adultos: uma grande oportunidade de acolher um animal abandonado

    Com a grande procura dos filhotes, muitos adultos sofrem com o abandono nos abrigos e continuam sendo rejeitados. Por isso, adotar um gatinho adulto pode ser algo muito positivo. “Gatos adultos para adoção, em geral, já estão testados e castrados. Serão companheiros do mesmo jeito e certamente mais tranquilos.”, conta Maris. É preciso prestar atenção na personalidade do bichano. “Ele terá a história dele. Pode ser um gato estressado com algum trauma, pode ser carinhoso, pode não gostar de colo. Como já é adulto, você já adota o animal conhecendo o perfil. Às vezes um filhote lindo pode virar um adulto que se esconde ou não gosta de colo e isto deixa o humano um pouco frustado. O adulto é o que é, sem surpresas”. Para Fernanda não há pontos negativos: “dar uma chance a um animal que estava nas ruas e no abrigo por mais tempo e que já tem a personalidade formada, é então poder escolher o que melhor se adapta ao seu lar.  Não vejo desvantagens, só amor!”.

    Qual é o melhor: adulto ou filhote?

    Adotar qualquer bichinho é sempre muito bom! Mas, como dito antes, a adoção é um processo de amor. Tudo depende da sua personalidade, do que você pode oferecer no seu lar e da disponibilidade do seu tempo. Como gatos pulam e correm grande risco nas janelas, é importante observar o remanejamento da casa. “Os bebês ainda não sobem na janela, então o adotante tem até os 3 meses para providenciar tela”, conta a voluntária do Amor aos Animais das Comunidades.

    Se você não possui muito do seu tempo disponível para estar com o pet, talvez um filhote não seja a melhor opção, pois ele demanda mais cuidado e atenção. Já se você quiser realmente um pet independente, e ainda dar um lar para um bichinho abandonado, o gato adulto pode ser o ideal. “Levando em conta a situação dos abrigos, pelo menos no nosso projeto, eles têm menos chances e sempre sobram. Se a pessoa tem a disponibilidade de adotar um adulto vai ajudar muito aquele animal”, conta Fernanda, que é estudante e já adotou dois gatos. O gato adulto prevalece sendo a melhor opção se a família já tem cachorro: "aconselho gatos com mais idade por serem menos frágeis” explica Maris, que atualmente mantém 20 gatinhos em sua ONG esperando por adoções.

    Adotar um bichinho é responsabilidade!

    Filhote ou adulto, é sempre bom lembrar que um pet não é brinquedo e que é uma responsabilidade adotá-lo. “Dá trabalho, precisa de adaptação, gastos e um lar saudável e seguro.”, conta Fernanda. Também é preciso pensar nas providências a serem tomadas depois que o gatinho já está instalado na sua casa: “É importante salientar a castração, porque é uma questão de saúde pública e mantê-los dentro de casa”. A voluntária da Bigodinhos Carentes ainda deixa uma dica importante sobre a ração dos pets. “Uma boa alimentação é um investimento para que no futuro não haja gastos com veterinário”.

    Maris também dá alguns toques importantes na hora de adotar um gato. “O olhar dele deve ser vivo e sem lacrimejar. Observar se o animal está se alimentando corretamente ou se está engordando, pois qualquer desvio pode ser sinal de doença. Vermifugar sempre que necessário e sempre vacinar com orientação do veterinário. Vacina sem teste prévio pode matar o animal”. Por fim, é sempre interessante lembrar da adoção responsável e do cuidado que se deve ter com um gatinho em casa. “ Os gatos são independentes, mas também não podemos deixá-los largados”, finaliza Fernanda.

    Redação: Karoline Miranda

    Nomes para gatas: confira uma lista com 100 sugestões para chamar a sua gatinha

    Próxima matéria

    Nomes para gatas: confira uma lista com 100 sugestões para chamar a sua gatinha

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

    Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

    6 coisas que você precisa saber antes de adotar um cachorro vira-lata (filhote ou adulto)
    Adoção

    6 coisas que você precisa saber antes de adotar um cachorro vira-lata (filhote ou adulto)

    Adotar cachorro é um ato de amor! Ainda mais se ele for um cão sem raça definida (SRD), que é popularmente conhecido como vira-lata aqui no Brasil. Esses animais geralmente vivem nas ruas e só procuram um lar para chamar de seu. Felizmente, de uns tempos pra cá eles se tornaram os queridinhos dos amantes de cachorros. Não é à toa que o vira-lata caramelo virou praticamente um verdadeiro símbolo brasileiro! Mas afinal de contas, o que é importante saber antes de adotar um cachorro vira-lata? Que características são próprias desse cãozinho e que cuidados são necessários com ele? Reunimos 6 coisas que você precisa saber antes de ter um vira-latinha em casa. Chega mais!

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal
    Ração

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal

    Alimentação é uma das principais preocupações dos donos de gatos. Não só pela quantidade, mas também qualidade. Assim como humanos, cada fase da vida do felino precisa de nutrientes que auxiliem no desenvolvimento do animal, no bem estar e na qualidade de vida. A proporção correta de vitaminas, sais minerais, proteínas e fibras são essenciais para a longevidade do seu gatinho. Para ajudar, vamos especificar os diferentes tipos de ração presentes nos pet shops, supermercados e lojas especializadas.

    Qual a melhor ração para gatos filhotes? Do alimento seco aos sachês, saiba tudo sobre a alimentação do felino
    Ração

    Qual a melhor ração para gatos filhotes? Do alimento seco aos sachês, saiba tudo sobre a alimentação do felino

    Abrir a casa (e o seu coração) para um gato filhote é sempre um marco de transformação na vida de qualquer pessoa. Se você nunca teve um gatinho em outro momento, então, além da empolgação, é normal que você tenha uma série de dúvidas relacionadas ao cuidado com os felinos, principalmente nas questões básicas, como a alimentação. Escolher a melhor ração para gato filhote sem ter muita noção da diferença entre elas e da necessidade dos animais não é assim tão simples e, por isso, o Patas da Casa vai te ajudar: confira, aqui embaixo, tudo o que você precisa saber sobre a alimentação dos bichanos!

    Ver Todas >

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena
    Adote um animal

    Boston Terrier: saiba tudo sobre essa raça de cachorro pequena

    Para quem sempre sonhou em ter um cachorro de raça pequeno, o Boston Terrier é a companhia certa! Embora ele ainda seja muito confundido com o Bulldog Inglês, o cãozinho desta raça tem qualidades únicas e excepcionais. Amigáveis, brincalhões e com muita energia, os cachorros da raça Boston Terrier são muito fáceis de lidar no dia a dia e amam agradar seus tutores. Além disso, eles são super adaptáveis e conseguem conviver bem em praticamente qualquer lugar. 

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?
    Adote um animal

    Gato Siamês e vira-lata: como identificar cada um?

    O gato Siamês é uma das raças mais populares no Brasil. Já gatinhos SRD (Sem Raça Definida), os famosos vira-latas, também não ficam para trás nos lares brasileiros. Você com certeza já deve ter se esbarrado por aí com um vira-latinha que tem as características do Siamês - ou seja, pelagem acinzentada, olhos azuis e extremidades num tom mais escuro. A explicação para isso é simples: essas características típicas do gato Siamês puro são facilmente passadas geneticamente nos cruzamentos. 

    Collie ou Pastor-de-shetland? Aprenda a diferenciar essas raças de cachorro muito parecidas
    Adote um animal

    Collie ou Pastor-de-shetland? Aprenda a diferenciar essas raças de cachorro muito parecidas

    Não existe coisa mais comum do que confundir algumas raças de cachorro. Ainda mais quando elas são da mesma origem e compartilham características parecidas. É o caso do Collie e do Pastor-de-shetland. Ambas as raças nasceram na Escócia e possuem traços físicos bem similares, mas também têm suas particularidades que as tornam únicas.

    Quais são os tipos de Bulldog? Aprenda como diferenciar as variações da raça de cachorro
    Adote um animal

    Quais são os tipos de Bulldog? Aprenda como diferenciar as variações da raça de cachorro

    Se você ama cachorros, deve saber que existem diferentes tipos de Bulldog ao redor do mundo, né? No Brasil, uma das variações desta raça de cachorro que é considerada muito queridinha é o Bulldog Francês, mas o Inglês e o Americano também são bastante populares por aqui. Além deles, o Bulldog Campeiro é um exemplar que não tem tanto reconhecimento assim, mas deveria, já que ele é originário do Brasil. 

    Ver Todas >