Gato

Vermífugo para gato: tudo que você precisa saber sobre a prevenção de vermes em felinos domésticos

Publicado - 28 Janeiro 2022 - 19h10

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

A aplicação do vermífugo para gato é um dos primeiros cuidados que se deve ter ao adotar um felino. Assim como a vacina, a vermifugação é uma forma de proteger o animal contra doenças que podem acometer a saúde, principalmente aquelas causadas pelo verme de gato. Por isso, todo pai ou mãe de pet deve seguir à risca o calendário de vermifugação. Para te ajudar, o Patas da Casa preparou um guia que explica tudo sobre o vermífugo para gato: como ele age, que doenças previne, qual o melhor vermífugo para gato, como saber se o gato está com verme, como dar remédio de verme para gato e muito mais! Confira!

O vermífugo de gato atua na eliminação e combate de parasitas

O papel do vermífugo para gato é proteger o animal de vermes e parasitas que podem contaminá-lo - ao contrário da vacina, cuja ação é focada no combate de vírus e bactérias. Os bichanos, inclusive aqueles que vivem dentro de casa, estão expostos a muitos tipos de vermes no dia a dia. No corpo do animal, o vermífugo para gato age na eliminação de parasitas que estejam no organismo, promovendo a desparasitação. Além disso, ele ainda consegue manter o pet imune por um período de tempo. Portanto, o vermífugo funciona como um remédio para verme de gato e também ajuda na prevenção.

O vermífugo para gato evita que o pet contraia verminoses

O vermífugo atua, principalmente, na prevenção de verminoses no gato. Os vermes são um problema muito comum entre os bichanos e podem causar diversas doenças, algumas mais brandas e outras mais graves. Dentre os tipos de verme de gato mais comuns, podemos citar a tênia, a lombriga, o ancilóstomo, a giárdia e o verme do coração (causador da dirofilariose felina). Geralmente, o gato com verme é contaminado ao entrar em contato com um animal ou um ambiente contaminado.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Como saber se o gato está com verme? 

O gato com verme apresenta sempre alguns sinais bem específicos. Cada verminose possui suas particularidades, mas no geral manifestam certos sintomas em comum. Mas afinal, como saber se o gato está com verme? O primeiro sinal costuma ser o gato com diarreia. A maioria das espécies de verme de gato opta por se alojar no intestino do felino e, por isso, problemas digestivos são os mais comuns. As fezes podem conter sangue e geralmente têm uma consistência pastosa. No gato com verme, sintomas como vômito, abdômen inchado e perda de peso também são frequentes. Além disso, outros sinais mais específicos podem surgir, como o aumento ou perda do apetite, dependendo do caso.

vermífugo para gatos: gato deitado no chão
Gato com verme: sintomas como diarreia, vômito e perda de peso são comuns

Nem sempre é possível ver o verme saindo do gato contaminado

 

O verme de gato causa diversos sintomas e o mais comum deles é a diarreia. Em muitas situações, podemos ver o verme saindo do gato ao evacuar. Isso é comum principalmente no caso da tênia. Nessa doença, muitas vezes é possível visualizar o verme branco saindo do gato e, quando isso acontece, é preciso levá-lo urgentemente ao veterinário. Porém, a ideia do verme branco saindo do gato faz com que muitas pessoas pensem que isso sempre acontece em qualquer verminose, mas não é bem assim. Muitas vezes, esse não é um sintoma apresentado, mas o pet está infectado. Por isso, não espere o verme saindo do gato como uma indicação de verminose. Se ele apresentar qualquer um dos outros sintomas, já procure o vermífugo adequado para a situação do pet.

Quando dar vermífugo para gato? Remédio de verme não pode atrasar

Como o vermífugo para gato é capaz de prevenir tantas doenças e deixar o animal muito mais saudável, é importante ficar atento ao calendário de vermifugação para não perder nenhuma data. Assim como na vacina de gato, a aplicação começa no filhote. A primeira dose do vermífugo para gato deve ser aplicada a partir dos 30 dias de vida. Depois, espere 15 dias e aplique a segunda dose. Após mais 15 dias, deve ser aplicada a terceira dose. O mais indicado é que até o sexto mês de vida o gatinho seja vermifugado uma vez por mês. Depois disso, o vermífugo de gato deve ser reaplicado ao menos uma vez por ano. Porém, em casos de gatos que passam mais tempo na rua, esse período pode ser encurtado e a dose de reforço deve ser aplicada a cada 3 meses. O ideal é conversar com o veterinário para saber qual frequência é a recomendada de acordo com o estilo de vida do seu pet. 

Qual o melhor vermífugo para gatos? Conheça as opções disponíveis

A aplicação do vermífugo para gato deve ser feita anualmente ou no intervalo de tempo determinado pelo veterinário. Vale lembrar que para tratar gato com verme, remédio caseiro não é a solução ideal. Eles nem sempre são totalmente eficazes e têm uma ação bem mais lenta. Mas afinal, qual melhor vermífugo para gatos? Existem no mercado algumas opções disponíveis, cada uma delas adequada a um tipo de situação. Confira quais são os melhores vermífugos para gato:

Vermífugo para gatos dose única comprimido: essa é a opção mais encontrada em pet shops. Trata-se de um comprimido que protege o bichano dos mais diferentes tipos de verme. Basta oferecer um comprimido ao pet e, após 15 dias, dar o segundo. Uma vantagem do vermífugo para gatos dose única comprimido é que há uma grande variedade de marcas, com sabores e preços diferentes. Alguns têm até gostinho de carne, o que torna mais fácil fazer o pet ingerir. A desvantagem desse vermífugo para gatos é que saber como dar comprimido pode ser mais complicado.

Vermífugo para gato líquido: essa opção é bastante procurada por ser mais fácil de aplicar do que o comprimido. O vermífugo de gato líquido vem em um frasco e o tutor deve oferecer a dosagem correta ao animal. Normalmente, o vermífugo para gato líquido é injetado com o auxílio de uma seringa. Essa é uma boa opção também para quem tem muitos gatos, pois um frasco pode ser usado para mais de um pet, dependendo da dosagem.

Vermífugo de gato em pasta: se seu gatinho é daqueles que não aceita o comprimido de jeito nenhum e é muito agitado para receber a seringa, essa é a melhor opção. O vermífugo de gato em pasta é aplicado nas patinhas e no pelo, sendo ingerido pelo gato ao lamber essas regiões. Outra ideia é misturar o vermífugo em pasta na ração.

 

vermífugo de gato: dona dando comprimido para gato
O vermífugo de gato pode ser oferecido de diversas formas, como na versão em comprimido

Como dar vermífugo para o gato? Dosagem deve ser bem calculada para evitar erros

 

Muitos tutores podem ter dificuldade em saber como dar vermífugo para gato de forma correta. Um dos cuidados mais importantes é em relação à dosagem. Ela deve ser calculada de acordo com o peso e a idade do animal. O ideal é que um especialista oriente qual é a quantidade ideal. O cuidado com a dosagem deve ser ainda maior no caso do vermífugo de gato líquido ou em pasta já que o tutor vai precisar medir antes de aplicar. No caso do comprimido, há a vantagem de que já vem na proporção ideal de acordo com o peso do animal. A maneira mais indicada de como dar vermífugo para gato filhote costuma ser na versão em pasta ou em comprimido. 

Como dar remédio de verme para gato em comprimido? Algumas técnicas facilitam a aplicação

Se a dosagem é uma vantagem do vermífugo de gato em comprimido, a aplicação pode ser uma desvantagem. Nem todo gatinho se dá bem com comprimidos e demora muito para aceitar a ingestão. Porém, existem algumas dicas de como dar remédio de verme para gato versão comprimido de maneira mais fácil. Uma delas, e a mais comum, é amassar o medicamento na ração. Mas fique atento pois alguns comprimidos não podem ter sua forma alterada. Outra dica de como dar vermífugo para gato em comprimido é pegar o pet no colo, abrir sua boca e colocar o medicamento no fundo da garganta, massageando a região. Por fim, você pode encontrar alguns aplicadores de comprimidos em pet shops. Eles ajudam bastante no processo de como dar remédio de verme para gato com mais praticidade. 

Gatos que não tem o costume de sair de casa também precisam de vermífugo para gato

É mais comum ver um gato com verme quando ele vive ou tem acesso frequente à rua. Os diferentes tipos de verme de gato costumam estar presentes em ambientes externos e, por isso, muitos tutores pensam que se o gatinho vive dentro de casa não precisa do vermífugo. Porém, não é bem assim. O gato de criação indoor tem sim menos risco de contrair uma verminose, mas o perigo ainda existe. Muitos vermes são transmitidos por meio de pulgas e até mesmo picadas de mosquito, além das situações onde ocorre transmissão pelo leite materno. Assim, um simples mosquitinho que entre na sua casa ou uma pulga circulando no quintal já é suficiente para infectar o gato. Verme pode ser transmitido ainda caso você tenha outro animal de estimação que frequente a rua. 

Além disso, outra maneira de o gato que vive em casa contrair verminoses é pelas roupas e sapatos do tutor. Quando o dono chega em casa, pode trazer consigo algum parasita que estava na rua e ficou em sua roupa ou calçado. Se o gatinho cheirar e lamber as peças - um comportamento muito comum - pode acabar se infectando com o verme. Por isso, é essencial que o vermífugo para gato seja aplicado em qualquer bichano, mesmo que ele nunca tenha colocado as patinhas para fora de casa. 

Redação: Maria Luísa Pimenta 

Comportamento

Meu gato está intimidando meu cachorro: 7 dicas aprovadas por um vet para lidar com a situação

Ter um cachorro e gato convivendo em harmonia em casa é o sonho de qualquer tutor - mas a realidade pode ser bem diferente. Por sere...

Adoção

Parece que a internet está obcecada pelo gato marrom: saiba porque todo mundo quer um!

Você já viu um gato marrom por aí? Diferente dos gatos pretos, malhados e frajolas, esses peludinhos são bem raros e, ao mesmo tempo...

Cuidados

Direitos dos animais em condomínios: advogada lista o que os condomínios podem proibir ou não sobre a presença de cães e gatos

Já ouviu falar nos direitos dos animais? Pois saiba que, assim como nós, os nossos pets também são protegidos pela lei. Existe a lei...

Comportamento

Gata invade programa de TV ao vivo, bebe a água de convidado e mostra quem manda no lugar: "dona e proprietária da emissora"

Já contamos por aqui histórias de gato invadindo residências, gato invadindo casamento, mas nunca a de um gato que invadiu um progra...

Histórias reais

Vira-lata caramelo invade festa junina e faz participação especial na hora quadrilha

Não tem jeito: o vira-lata caramelo sempre dá um jeito de abrilhantar qualquer enredo. Se há algum tempo viralizaram histórias de ca...

Comportamento

Meu gato está intimidando meu cachorro: 7 dicas aprovadas por um vet para lidar com a situação

Ter um cachorro e gato convivendo em harmonia em casa é o sonho de qualquer tutor - mas a realidade pode ser bem diferente. Por sere...

Cachorro

Esses são os 6 sinais que seu cachorro te ama mais visíveis - e provam que você é a "casca de bala" dele e vice-versa

Frases para cachorro de amor podem revelar muito sobre os sentimentos humanos sobre os fortes vínculos que são criados com os pets. ...

Adoção

Parece que a internet está obcecada pelo gato marrom: saiba porque todo mundo quer um!

Você já viu um gato marrom por aí? Diferente dos gatos pretos, malhados e frajolas, esses peludinhos são bem raros e, ao mesmo tempo...

Ver todas