Comportamento animal

5 atitudes do tutor que podem deixar um cachorro agressivo

Publicado - 04 Abril 2023 - 15h10

Atualizado - 30 Abril 2024 - 10h38

Você considera seu cachorro agressivo? É normal que algumas situações no dia a dia deixem o cachorro bravo. Rosnados, mordidinhas e impaciência são os primeiros sinais de que o pet está insatisfeito. O problema é quando esses comportamentos passam a acontecer com certa frequência. Mas por que o cachorro fica bravo de repente? Existem cachorros reativos, que apresentam um nível maior de excitação a estímulos normais. Porém, é importante ter em mente que nenhum cão é agressivo 100% do tempo. Por mais que às vezes possa parecer, o cachorro não fica irritado sem motivo. Existem casos de algumas doenças, como dor de ouvido, artrite e artrose canina que fazem o cão adotar esse comportamentos como consequência da dor que sentem. Mas, na maioria dos casos, o que deixa o cachorro agressivo é o próprio tutor.

Muitas vezes, o dono faz coisas que, sem nem perceber, acabam estimulando a reatividade do animal. O adestramento de cães é essencial para corrigir comportamentos agressivos. Porém, é muito importante que o tutor também faça a sua parte e investigue o que pode estar levando o pet a adotar esse temperamento. Sabendo a origem do problema, fica bem mais fácil evitá-los. O Patas da Casa separou 5 atitudes do tutor que podem deixar um cachorro agressivo. Confira!

1) O cachorro fica bravo do nada quando o tutor não o estimula a fazer exercícios físicos

Na lista de “o que deixa o cachorro agressivo”, a falta de atividades físicas está sempre no topo. Os cães possuem muita energia para gastar e, se isso não for feito de forma correta, o animal passa a descontar tudo em comportamentos destrutivos, como arranhar móveis e destruir os brinquedos. Mesmo aquelas raças de cachorro que não precisam de muito exercício físico devem ter passeios diários e momentos de lazer dentro e fora de casa.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

É fundamental que o tutor guarde sempre um tempinho do seu dia para ficar com o pet. Passear com o cachorro, investir em brinquedos interativos e fazer brincadeiras com o animal é uma forma não só de divertir o cachorro, mas também de prezar pela saúde mental dele. Um cãozinho que é estimulado fisicamente não sofre tanto com estresse, então as chances de ter um cachorro bravo pela casa diminuem consideravelmente.

2) Dar broncas e punições por mau comportamento podem deixar o cachorro agressivo

Independentemente da raça, qualquer cão pode apresentar comportamentos agressivos dependendo dos estímulos que recebe do tutor. Um grande exemplo são as broncas. É claro que certas atitudes - como morder móveis, subir no sofá, fazer bagunça pela casa e destruir brinquedos - deixam o tutor irritado. Porém, se a solução do tutor é dar bronca no animal por isso, há chances bem grandes de deixar o cachorro bravo. Afinal, o pet não se sente bem com a repreensão brusca e pode desenvolver um medo constante que, consequentemente, leva à agressividade.

Outra situação que faz com que os comportamentos agressivos se tornem comuns nos cães é a punição pelo mau comportamento. Alguns tutores optam por abolir petiscos, deixar o pet preso em um cômodo “pensando no que fez” ou tirar seu brinquedo preferido como forma de punir o animal. Com o tempo, o dono começa a perceber que o cachorro fica bravo de repente. Isso acontece porque ele passa a ficar o tempo inteiro apreensivo, com medo de ser punido novamente. A agressividade passa a ser um mecanismo de defesa do pet.

 

Cachorro com semblante irritado em fundo preto
O cachorro bravo pode estar recebendo muitas broncas, ser mimado ou não realizar atividades físicas

 

3) Atender a todas as vontades do pet deixa o cachorro bravo sempre que ouve um “não”

 

Brigar e punir o animal é uma forma de deixar o cachorro bravo. Por outro lado, mimar e fazer todas as vontades do pet também pode trazer o mesmo resultado, principalmente se isso for incentivado desde filhote. É claro que você deve agradar seu cãozinho às vezes e nós sabemos como é difícil negar alguma coisa para os pets. Porém, quando você faz tudo que ele pede, o cão nunca vai aprender a ouvir “não”. Como consequência, toda vez que você tentar negar coisas simples, como um pedaço de alimento proibido para cachorro ou um passeio quando você está ocupado, o cão pode responder com agressividade já que não está acostumado a ter suas vontades ignoradas. Por isso, é muito importante realizar o adestramento e impor limites desde cedo para o animal. Assim, você diminui o comportamento de cachorro dominante e evita que ele se torne agressivo toda vez que você precisar ser firme.

4) A falta de uma alimentação balanceada e nutritiva pode deixar o cachorro bravo

A alimentação tem uma forte relação com o comportamento canino. Os cães precisam receber uma dieta equilibrada com todos os nutrientes essenciais para um desenvolvimento saudável. Um dos motivos do por que o cachorro fica bravo de repente é uma alimentação pobre e/ou em pouca quantidade. É de se esperar que um cãozinho que não come na frequência ideal fique com fome e estressado. Já se o seu animal até se alimenta em uma boa quantidade, mas com alimentos de baixa qualidade nutricional, o impacto é o mesmo, pois ele não fica satisfeito e o corpo sente falta de nutrientes, causando estresse.

Para evitar um cachorro agressivo, o tutor precisa oferecer ração para cachorro de qualidade e que esteja de acordo com o porte e idade dele. Além disso, é fundamental dar a quantidade certa de alimentos, sem faltas ou exageros.

5) Fazer mudanças bruscas na rotina favorece os comportamentos de cachorro agressivo

Os cães gostam de rotina. Quando algo foge do controle, é comum que fiquem mais reativos. A chegada de uma pessoa ou animal de estimação novo em casa ou até mesmo a troca de ração são exemplos de mudanças que, quando feitas de forma brusca, deixam o cachorro estressado. Imagine como um cão que não é muito sociável deve se sentir se o seu tutor está sempre chamando pessoas diferentes para casa sem uma apresentação correta? Quando o pet não é fã de mudanças, também pode ser estressante lidar com um tutor que tem mania de trocar a posição dos móveis e o tipo de ração com frequência.

O cãozinho vai acumulando estresse e, com o tempo, é possível perceber que o cachorro fica bravo de repente, pois fica em constante estado de aflição. Por isso, é muito importante ter um cuidado especial sempre que precisar realizar alterações na rotina. Algo que parece pequeno para a gente pode ser bem estressante para o animal. Para evitar um cachorro bravo, é fundamental ter sempre o cuidado de fazer mudanças de forma gradual.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Juliana Melo

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cachorro

Pancreatite em cachorro: aprenda a reconhecer 6 sinais da doença que vão ajudar no diagnóstico mais rápido

A pancreatite em cachorro é uma doença que merece a atenção dos tutores. A patologia afeta o pâncreas, órgão essencial para a produç...

Adote um animal

Cachorro pequeno: essas são as 10 menores raças de cachorro do mundo todo

Ter um cachorro pequeno em casa é sinônimo de fofura e alegria. Como são menores, esses doguinhos se adaptam mais facilmente ao espa...

Comportamento

Gato miando: 8 segredos que não te contaram sobre a principal forma de comunicação dos felinos

Qualquer pai de pet está acostumado a ouvir o gato miando em casa pelos mais diversos motivos. Às vezes é fome, vontade de receber c...

Ver todas