close
Saúde

Quais cuidados você deve ter para evitar reações alérgicas no seu cão?

Atualizado · 05 de junho de 2020 · 15h01

Publicado · 11/02/2020 · 16h27

A alergia em cachorro pode ser causada por plantas e flores. Fique atento!
A alergia em cachorro pode ser causada por plantas e flores. Fique atento!

Os diferentes tipos de alergia em cachorro são mais comuns do que boa parte dos pais de pets desconfiam. Assim como acontece com os humanos, os nossos amigos de quatro patas podem ter reações alérgicas depois de entrarem em contato com diferentes coisas — as causas vão variar de animal para animal. Por isso, enquanto você não tem a confirmação da alergia de cachorro diagnosticada por um veterinário, vale a pena tomar alguns cuidados para evitar o desenvolvimento do problema. Veja algumas coisas que você pode fazer para manter a saúde do seu amigo em dia!

Evite o contato do animal com elementos que causam a alergia em cachorro

Se você não sabe o que pode causar a alergia em cachorro, a melhor coisa a fazer é tentar evitar o contato deles com os principais causadores das reações. Veja os principais abaixo: 

  • Produtos de limpeza: alguns deles têm componentes que podem ser responsáveis não apenas pela alergia, mas por uma possível intoxicação. Produtos de limpeza devem ser sempre guardados fora do alcance do seu cachorro por segurança;

  • Plantas: outra coisa que também pode causar intoxicação e alergia no seu cachorro são as plantas. Para ter vasinhos ou um jardim no mesmo ambiente em que o animal vive, pesquise quais são as espécies pet friendly antes de comprar ou plantar;

  • Poeira: assim como acontece com o organismo humano, a poeira também é um dos alérgenos mais comuns para os nossos amigos de quatro patas. Se ele fica dentro de casa, é bom que o ambiente seja varrido ou aspirado constantemente. Também é importante retirar o animal do cômodo durante a limpeza - assim, quando a poeira subir, ele não será afetado;

  • Alimentos: alergias alimentares em cachorro também são comuns e, por isso, antes de oferecer qualquer tipo de comida nova a ele, você precisa conversar com um veterinário de confiança: o profissional vai saber indicar o que pode ou não ser perigoso para o seu amigo;

  • Picadas de insetos: muito comuns em viagens e passeios para locais novos, as reações alérgicas causadas por picadas de insetos podem acontecer inesperadamente. Por isso, nesses casos, é sempre bom contar com um repelente específico para o animal receitado pelo veterinário.  

Qual raça de gato você é?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

O que você mais gosta de fazer nos momentos de lazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se você pudesse se descrever com uma palavra, quais das opções a seguir escolheria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Alguém te chamou para sair para um lugar inusitado, o que você pensa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica depois de dormir pouco na noite anterior?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você viajou e se perdeu em uma cidade que não conhece muito: o que passa pela sua cabeça?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Quais dessas características você procuraria em um pet?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

O que seus amigos próximos pensam sobre você?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você gosta de curtir as férias?

Question Header Background

Sua personalidade aventureira combina com o Bobtail Japonês! Você é divertido assim como o gato Siamês! Sua personalidade ranzinza combina com o gato Maine Coon! Você é preguiçoso como um gatinho Persa!
    Cachorro com alergia: o inchaço nos olhos é um dos sintomas
    Cachorro com alergia: o inchaço nos olhos é um dos sintomas

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Alergia de cachorro precisa ser diagnosticada por um veterinário 

    Se você sabe que seu cachorro herdou algum traço genético de alergia ou se tem desconfiado por causa de alguns sinais clínicos (como coceira, olhos remelando, vermelhidão da pele, inchaço, tosse, queda de pelos etc), a ida ao veterinário é essencial. No primeiro caso, a intenção é prevenir que o cãozinho tenha reações. Já na segunda situação, o profissional vai ajudar a investigar o que está causando a alergia e fazer o diagnóstico correto. O tratamento costuma ser feito com a administração de algum antialérgico para cachorro e mudanças na rotina do animal. 

    Os diferentes tipos de remédio para alergia de cachorro devem ser utilizados apenas com a prescrição médica para evitar efeitos contrários: se você perceber que o seu cachorro está com um desses sinais ou, até mesmo, com reações mais sérias, como a falta de ar, leve-o imediatamente ao veterinário. 

    Redação: Ariel Cristina Borges 

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Próxima matéria

    Pancreatite canina: como é a recuperação da doença?

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?
    Saúde

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?

    Com uma gestação de gato à vista, é fundamental que o tutor tome alguns cuidados para que a gravidez da felina transcorra da melhor maneira possível. Mesmo que os gatos sejam animais autossuficientes na maioria dos casos, há diversas tarefas simples, mas essenciais, que você pode fazer para deixar a gata prenha confortável, feliz e tranquila. Após dar à luz, a mamãe e seus gatinhos recém-nascidos continuam precisando de atenção, especialmente se algo fora da normalidade ocorrer e você precisar ligar para o veterinário. Se sua gata está esperando uma ninhada, não se preocupe! O Patas da Casa reuniu as informações necessárias para que você prepare a futura mamãe para a chegada dos filhotes, além de dicas pós-parto. Confira!

    Parque para cachorros: quais as vantagens e cuidados que você deve ter?
    Passeio

    Parque para cachorros: quais as vantagens e cuidados que você deve ter?

    Não é difícil encontrar um parque para cachorros nos grandes centros urbanos, o que só prova o quanto esses animais se tornaram essenciais na nossa vida. Felizmente, nos últimos anos, esses companheiros passaram a ter mais espaço ainda na sociedade: é cada vez mais comum encontrar restaurantes, shoppings e outros espaços públicos que são “pet friendly”, isto é, que não restringem o acesso dos animais. O parcão, que é um lugar destinado a eles, é o local ideal para o seu cão socializar, brincar bastante, gastar energia e fazer novos amigos de quatro patas.

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar
    Cuidados

    Plantas tóxicas para gatos e cachorros: descubra quais espécies você precisa evitar

    Quem se pergunta como cuidar de um cachorro ou gato por estar dando as boas-vindas a um desses animais em casa em breve vai descobrir que a adaptação do ambiente é mais do que necessária. Buscando a segurança e o conforto do seu novo amigo, é normal instalar telas de proteção e liberar um cantinho para a cama e a ração dele, mas muita gente passa direto pelas plantas: algumas espécies bem comuns em jardins, quintais e vasinhos são tóxicas quando ingeridas e podem até ser fatais.

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?
    Castração

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?

    A castração de gato é um procedimento cirúrgico que vai muito além de evitar a gravidez indesejada e o possível abandono de animais: ela também é uma forma de cuidar da saúde do seu amigo de quatro patas. No entanto, é comum que muitos tutores se sintam inseguros com a cirurgia, principalmente porque é necessário ter alguns cuidados antes e depois de castrar gato. 

    Ver Todas >

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?
    Saúde animal

    Dente de gato: como preservar a saúde bucal do seu felino?

    A pasta e a escova de dente para gatos são os principais aliados para a boa higiene bucal dos felinos. Escovar os dentes do gato evita doenças, previne o mau hálito e preserva os dentinhos. Seja quando o gato troca de dente ou quando já é um bichano idoso, a dentição felina requer cuidados especiais em todas as fases da vida. Saber como escovar os dentes do gato corretamente é o primeiro passo para garantir a higiene bucal, além de uma alimentação balanceada. 

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?
    Saúde animal

    Giárdia canina: como funciona a vacina contra a doença?

    A giárdia canina é uma doença infecciosa causada por um protozoário que pode acometer cães, gatos e seres humanos. Essa zoonose ocorre quando o cachorro ingere cistos do protozoário, que podem estar presentes na água e alimentos. Além disso, como os cachorrinhos são animais que usam a boca para diversas funcionalidades, é possível que o pet colete o parasita lambendo um brinquedo, bebendo água de uma poça ou mastigando algum objeto. Ficar de olho em como prevenir a doença é muito importante, visto que a giárdia em cães é transmitida para outros animais com facilidade. 

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?
    Saúde animal

    Sarna em gatos: o que é e o que fazer?

    A sarna em gatos é um dos problemas de pele mais comuns que podem afetar o bichano. Causada por ácaros que ficam na pelagem dos felinos, a doença também pode acometer cachorros e até mesmo humanos. O gato com sarna sofre bastante com coceiras e problemas na pele. Felizmente, existe tratamento de sarna em gatos capaz de eliminar os parasitas e garantir conforto ao peludo. 

    Tosse de cachorro: o que pode ser?
    Saúde animal

    Tosse de cachorro: o que pode ser?

    O cachorro com tosse é algo que pode assustar muitos tutores, principalmente quando acontece de forma recorrente e não tem um motivo aparente. O sintoma indica algum incômodo no sistema respiratório canino e pode estar associado a diferentes causas que variam desde problemas mais simples, como um engasgo na hora de comer, até algo mais sério, como doenças cardíacas e vermes pulmonares.

    Ver Todas >