Cachorro

Piodermite em cães: entenda mais sobre as causas, características e tratamento dessa infecção bacteriana

Publicado - 13 Junho 2023 - 18h26

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Priscila Alves / Veterinária Dermatologista

CRMV CRMV RJ 9056

Graduação em MV pela UFRRJ em 2007, pós graduada em Dermatologia de Pequenos animais pelo Qualittas 2009 Criocirurgia pelo Qualittas Aperfeiçoamento em Alergologia e Imunologia Clínica pelo Dermatovet em 2017 Imersão em Otologia pelo Dermatovet em 2018

Juliana Melo / Repórter

Jornalista formada pela Facha (Faculdades Integradas Hélio Alonso). Sempre amei o universo pet e meu sonho sempre foi ter um cachorro ou gato, mas essa ainda é uma realidade um pouco distante pra mim. Me sinto um pouco Felícia perto dos bichinhos, e acho fantástico poder entender um pouco melhor o comportamento deles e ajudar tantos tutores por aí!

A oportunidade de entrar na equipe do Patas da Casa foi incrível, porque apesar de não ter um pet, sempre tive muita vontade de conhecer e compreender melhor esse universo. Hoje me sinto praticamente uma ‘expert’ em comportamento de cães e gatos e uma das maiores incentivadoras da adoção animal.

• Filme com animal preferido: “Sempre ao Seu Lado”
• Uma raça de cachorro: Dachshund
• Uma raça de gato: Maine Coon
• A curiosidade favorita sobre cachorros: A maneira como um cão se comporta depende principalmente da criação que ele recebe
• A curiosidade favorita sobre gatos: Os gatos enxergam os humanos como seus semelhantes (basicamente como se fôssemos gatos gigantes)
• Sobre o que mais gosta de escrever no universo pet: Comportamento animal
• Um aprendizado: Adotar um cachorro ou gato é uma das decisões mais bonitas que alguém pode tomar, mas que precisa ser feita com muita responsabilidade
• Nome de pet favorito: Bilbo

A piodermite canina é um dos problemas mais comuns que podem afetar o seu amigo de quatro patas, especialmente se ele tiver predisposição genética para doenças de pele. Causada por uma bactéria, a piodermite em cães provoca alterações na derme que podem ser facilmente percebidas pelo tutor. Durante a infecção bacteriana, cachorro apresenta coceira excessiva, feridas e pode ou não ter a presença de pústula em cães.

Como tudo que afeta a saúde animal, é comum que surjam algumas dúvidas sobre a piodermite canina (como tratar, causas e outros sintomas). Para esclarecer tudo isso, conversamos com a veterinária especialista em dermatologista Priscila Alves, do Rio de Janeiro. Dá só uma olhada!

O que é piodermite canina?

A piodermite canina é uma infecção que atinge a pele dos cães. Ela é causada por uma bactéria que habita naturalmente o organismo canino, conhecida como Staphylococcus pseudintermedius. Normalmente, essa bactéria não causa nenhum dano à saúde do animal. No entanto, se o sistema imunológico do bichinho estiver comprometido, ocorre um crescimento anormal que pode ocasionar a piodermite.

Imagem Quiz:Teste seus conhecimentos sobre a saúde de cachorro!

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de cachorro!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Isso quer dizer que a piodermite canina nunca acontece espontaneamente. Ou seja, ela sempre é uma consequência de alguma fragilidade ou patologia presente no organismo do cão que acaba deixando o cachorro com infecção bacteriana.

Quando se trata da piodermite, cachorro pode desenvolver dois tipos da doença: superficial ou profunda. O que difere cada uma delas é a profundidade da lesão, que deve ser determinada por um médico veterinário dermatologista.

  • Piodermite superficial: atinge a camada mais externa da pele, onde estão presentes as células mortas. Nesse caso de infecção bacteriana, cachorro pode ter quadros associados como o impetigo e foliculite (pelo encravado em cachorro).
  • Piodermite profunda: atinge regiões mais profundas, podendo alcançar a hipoderme, que é a última camada da pele. Quando isso acontece, é possível perceber o aparecimento de furúnculo em cachorro e de abscessos. Apesar de também ser causada pela bactéria Staphylococcus pseudintermedius, outras bactérias podem estar envolvidas se a piodermite bacteriana canina for muito profunda.

As causas da piodermite canina são variadas

Segundo a veterinária, qualquer doença interna predispõe ao aparecimento da piodermite canina, independentemente do tipo. Como essa infecção bacteriana decorre do desequilíbrio da microbiota da pele, qualquer alteração - como alergia, infestações de parasitas e problemas com fungos - já são suficientes para a infecção se instalar e provocar a piodermite canina.

Quando há um cachorro com alergia na pele, as chances são maiores de o animal desenvolver o problema, mas se ele coçar muito a região por qualquer outro motivo, também fica mais suscetível. Outras causas comuns associadas a esse quadro são doenças hormonais e demodicose (ou sarna demodécica).

Qual é a diferença entra piodermite canina e dermatite?

A dermatite em cachorro é caracterizada pela inflamação da pele e pode ter diferentes causas associadas. Já a piodermite canina é causada especificamente pela ação de bactérias - em especial a Staphylococcus pseudintermedius - quando ocorre algum desequilíbrio no organismo e na microbiota do animal. Além disso, na piodermite, cachorro costuma ter sintomas mais expressivos, como a formação de caroços, bolinhas purulentas, pelo encravado, abscessos, entre outras manifestações clínicas.

Piodermite canina: sintomas mais comuns

Se o seu cachorrinho anda se coçando com frequência, é bom ficar atento. Um dos sinais que indicam a piodermite canina é a coceira, embora outros sintomas também sejam frequentes, como a presença de pápula e pústula em cães. O animal também pode passar a desenvolver comportamentos compulsivos, como o cachorro lambendo a pata e a região afetada constantemente. Isso acontece porque a infecção bacteriana incomoda bastante, e é uma tentativa dos animais se livrarem desse incômodo.

Os principais sintomas de piodermite canina são:

  • Coceira em cachorro;
  • Pápulas (caroços);
  • Pústulas (bolinhas de pus);
  • Foliculite em cães;
  • Formação de crostas;
  • Descamação;
  • Abscessos;
  • Queda de pelos;
  • Lambedura ou mordidas na região.

Piodermite canina: fotos podem ajudar a detectar o problema

Cachorro cinza com piodermite canina e caroços na peleCachorro mordendo a pataCachorro com piodermite sendo segurado por veterinário Cachorro deitado no sofá com várias bolas de pelos juntoCachorro se coçando no mato

Como é feito o diagnóstico da piodermite em cães?

Após observar qualquer um dos sintomas destacados, é importante levar o animal a um veterinário dermatologista para saber o que está acontecendo com a saúde do cachorro. De acordo com Priscila, o diagnóstico da piodermite canina é feito por meio do exame físico do animal, onde o médico vai observar as lesões em questão.

Além disso, também deve-se realizar um exame chamado citologia, que é capaz de visualizar as bactérias e pode confirmar a suspeita. “Identificar a causa da doença com esse tipo de exames laboratorial é o mais importante”, conclui.

Piodermite canina: tratamento é feito com antibióticos ou medicamentos tópicos

 

A piodermite canina tem cura. Logo, é totalmente possível tratar um cachorro com infecção bacteriana. Para o tratamento, piodermite canina deve ser controlada com o uso de produtos tópicos antibacterianos e remédios antibióticos para cachorro, prescritos previamente pelo médico veterinário.

O tempo de duração vai depender da avaliação feita pelo profissional, que irá verificar a extensão e gravidade da lesão. Também é fundamental seguir à risca todas as orientações passadas pelo veterinário. Se houver qualquer interrupção no tratamento da piodermite, cães podem sofrer com a recidiva da doença.

Piodermite canina: remédio ou shampoo para tratamento? Qual é a melhor opção?

Dentre os produtos tópicos, a indicação mais comum é do shampoo para piodermite canina, que ajuda a aliviar a coceira e consegue remover as crostas da infecção. Mas além dele, também podem ser utilizados géis, cremes e sprays, desde que sejam recomendados por um especialista em saúde animal.

Já o uso de antibióticos vai depender do diagnóstico clínico, assim como o tempo de duração do remédio. Mas atenção: lembre-se que para a piodermite canina, remédio caseiro não deve ser uma opção. É importante que todo o processo seja acompanhado por um médico veterinário, principalmente para entender a causa por trás da doença.

Piodermite canina tem cura, mas o tratamento da doença primária é fundamental

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que a piodermite canina geralmente está associada a outras doenças, atuando como uma doença secundária. Por isso, não adianta saber apenas como tratar piodermite canina, ok? Para garantir que o seu cãozinho vai se recuperar, o tratamento da doença de base também é extremamente necessário, como Priscila alerta. Sem o tratamento adequado ou o controle da doença primária, as chances de recidiva da piodermite canina são bem altas.

É possível evitar a piodermite em cães?

Infelizmente, não tem como prever e evitar a piodermite canina, já que ela está relacionada principalmente ao sistema imunológico do cãozinho. No entanto, é muito comum que mesmo depois de tratar a doença, a piodermite volte a incomodar o animal. Isso acontece quando o problema original não foi tratado. Mas, conforme a veterinária conta, em quadros assim é possível tentar controlar a doença e os seus sintomas.

Redação: Juliana Melo

Publicado originalmente em: 17/04/2020
Atualizado em: 13/06/2023

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Cachorro

O Chow Chow é perigoso e hostil? Saiba o que é mito e o que é verdade sobre a personalidade da raça de cachorro

O Chow Chow é um cachorro de porte médio, super peludo e conhecido por ter a língua azul. A raça, de origem chinesa, conquista muito...

Cachorro

Samoieda: saiba como ter um cachorro da raça russa e outras curiosidades sobre a convivência com esse pet

O Samoieda é um dos cachorros mais bonitos que existem! Com uma pelagem branquinha e uma fisionomia que lembra bastante um lobo, a r...

Cachorro

Dogo Argentino: 10 curiosidades para conhecer o cachorro parecido com Pitbull

O Dogo Argentino é um cachorro grande e imponente. Em um primeiro momento, ele pode até assustar quem não conhece, principalmente po...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Ver todas