close
Saúde

Parainfluenza canina: saiba tudo sobre a doença

Descubra mais sobre os efeitos da parainfluenza canina no corpo do seu cachorro
Descubra mais sobre os efeitos da parainfluenza canina no corpo do seu cachorro

A tosse de cachorro é tão conhecida que virou até expressão linguística em algumas partes do país, mas no dia a dia dos nossos amigos de quatro patas, ela pode indicar que alguma coisa está fora do comum no organismo. A parainfluenza canina pode ser a causa desse e outros sintomas: o vírus é um dos responsáveis pela tosse dos canis, nome popular da traqueobronquite infecciosa canina. Para falar um pouquinho mais sobre essa doença que é bem comum entre cachorros que convivem com uma grande quantidade de animais, nós conversamos com a veterinária Isabela Pires, de Ribeirão Preto - SP. Dá só uma olhada!

Patas da Casa: O que é a parainfluenza canina?  

Isabela Pires: A parainfluenza canina é um dos vírus que podem causar a traqueobronquite infecciosa canina, conhecida como a tosse dos canis. Essa é uma doença que pode ser causada pelo adenovírus tipo 2, pelo parainfluenza ou pela bactéria Bordetella bronchiseptica. O animal com tosse dos canis pode ter sido infectado por apenas um desses agentes ou por uma combinação deles — geralmente, os causadores são o parainfluenza com a Bordetella.

PC: Quais são os principais sintomas da tosse dos canis causada pelo parainfluenza?

IP: Os principais sinais clínicos da tosse dos canis são a tosse que pode parecer um engasgo, descarga nasal — uma secreção purulenta, que parece pus saindo do nariz deles —, febre, espirros, falta de apetite, apatia e secreção ocular. 

PC: Como o diagnóstico da tosse dos canis é confirmado?

IP: Geralmente, o diagnóstico feito pelo veterinário tem o histórico do animal como uma das bases: é normal que o tutor conte que esse animal foi a um hotel para cachorros, passou algum tempo na pet shop e teve contato com outros animais porque essa doença é muito contagiosa. Além desse histórico ajudar muito no diagnóstico, os sinais clínicos vão direcionando isso. Para confirmar, é possível fazer testes sorológicos, um hemograma e a avaliação bioquímica.

Brinquedos para gatos: faça o quiz e descubra qual o tipo preferido do

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Você passou um tempo fora de casa e quando voltou seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato costuma te acordar?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato reage ao ver uma caixa de papelão?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual dessas definições mais combina com a personalidade do seu gato?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Se seu gato fosse humano, qual desses comportamentos ele mais teria?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual desses brinquedos reciclados seu gatinho mais adoraria?

Question Header Background

O arranhador é o brinquedo ideal para seu felino! Seu gato faz a festa com brinquedos que “não são” brinquedos! Seu bichano é apaixonado pelos brinquedos clássicos!
    A nebulização pode ser necessária no tratamento da tosse dos canis
    A nebulização pode ser necessária no tratamento da tosse dos canis

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    PC: Depois de diagnosticado, como o animal com parainfluenza canina deve ser tratado?

    IP: O tratamento é baseado nos sinais clínicos: se o cachorro está tossindo muito, a gente dá um remédio para a tosse, se ele tiver alguma coisa no pulmão, entramos com um broncodilatador. Além disso, também é comum que ele tome antibióticos, já que é comum que a infecção tenha acontecido por causa de uma bactéria e expectorantes para aliviar as secreções. 

    PC: O tratamento ineficaz da tosse dos canis pode causar outros desdobramentos relacionados à saúde do animal?

    IP:  Se o animal é levado ao veterinário assim que os sinais clínicos começam a aparecer, é bem difícil que ele tenha um tratamento ineficaz. A tosse dos canis é uma doença benigna e quando é causada por apenas um dos agentes, se torna ainda mais fácil de tratar. O animal sofre um pouquinho: ele fica enjoado, em alguns casos pode vomitar, mas ele sempre fica bem.

    PC: Como a parainfluenza canina pode ser transmitida? É necessário que o animal infectado fique recluso?

    IP: A tosse dos canis é muito comum em locais com grandes concentrações de cachorros juntos. O animal que fica doente espirra e tem secreções oculares e essas secreções contam com os agentes que contaminam cachorros que estão saudáveis. O contato direto, tanto com o animal doente quanto com os objetos dele, como a caminha ou os brinquedos, são canais para a transmissão dessa doença. Ou seja: como a tosse dos canis é muito contagiosa, o cachorro doente não pode ser deixado junto dos outros animais para evitar que os saudáveis também peguem a doença. Se o cachorro infectado costuma ir para o canil ou ter contato com vários animais, é bom que ele fique isolado durante o período de tratamento. 

    PC: Como a parainfluenza canina pode ser prevenida?

    IP: A prevenção geral se dá pela vacinação: as vacinas V8 ou V10 são as recomendadas nesse caso. Além dessas, existe uma vacina mais específica para a tosse dos canis, que é aplicada direto no narizinho deles ou por via parenteral. Essa vacina é indicada para os animais que têm contato muito grande e contínuo com vários outros cachorros. 

    Redação: Ariel Cristina Borges

    Seu gato vomita com frequência? Entenda o que pode ser e se está na hora de levá-lo no veterinário

    Próxima matéria

    Seu gato vomita com frequência? Entenda o que pode ser e se está na hora de levá-lo no veterinário

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!
    Carrapato

    Babesiose canina: o que é e sintomas mais comuns. Saiba tudo sobre esse tipo da doença do carrapato!

    Os carrapatos são o pesadelo de qualquer dono de cachorro! Além de provocar coceiras, alergias e outros incômodos, o parasita também é responsável por transmitir doenças muito graves aos cães. Mesmo que seja algo relativamente comum entre os animais, o problema não deve ser subestimado pelos tutores. A doença do carrapato, como é popularmente conhecida, pode se manifestar de quatro maneiras diferentes, dependendo da espécie do parasita infectado. A Babesiose canina é uma das principais formas de manifestação da enfermidade. Por isso, preparamos um guia completo sobre tudo o que você precisa saber!

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça
    Pequenos

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça

    Os cães do grupo Terrier fazem sucesso por onde passam, e com o Fox Terrier não é diferente. Ele representa perfeitamente as raças de cachorro desse grupo: é animado, ativo, cheio de energia, habilidoso e, claro, incrivelmente fofo. Muitas pessoas chegam a confundi-lo com o Fox Paulistinha, uma raça de Terrier originária do Brasil que descende do cruzamento do Fox Terrier com outros cães. No entanto, esses dois doguinhos são bem diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à pelagem e traços físicos.

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro

    O que não faltam são raças de cachorro para a gente se apaixonar, e o Kelpie Australiano é só mais um doguinho dessa lista! De origem australiana, esse é um dos poucos cães que foram desenvolvidos no país - mas isso não foi um impedimento para logo depois conquistarem muitos fãs ao redor do mundo. Com um jeitinho bem amigável, brincalhão e inteligente, o Kelpie Australiano - também chamado de Australian Kelpie - tem tudo para ser uma companhia incrível para o seu dia a dia. 

    Ver Todas >

    Como prevenir a giárdia em gatos?
    Saúde animal

    Como prevenir a giárdia em gatos?

    A giárdia em gatos é uma zoonose de rápida contaminação que pode afetar os bichanos. Essa doença ataca o sistema digestivo do gato e pode atingir também humanos, cachorros e outros animais. Ao contrair a giárdia, gatos passam a ter sintomas como diarreia e vômito, o que causa grande desconforto. Porém, a giárdia em gatos pode ser evitada ao seguir algumas medidas muito fáceis de serem cumpridas no dia a dia. 

    Quantos filhotes um cachorro pode ter?
    Saúde animal

    Quantos filhotes um cachorro pode ter?

    Você sabe quantos filhotes um cachorro pode ter? O número varia de acordo com as condições de saúde da cadela, mas também deve-se levar em consideração o porte e a idade do animal. Além disso, quando é a primeira gestação da cachorrinha, o número também costuma ser reduzido e os filhotes geralmente têm características diferentes dos irmãozinhos de outras ninhadas. 

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?
    Saúde animal

    Gato idoso: quais os sinais de que seu gatinho está envelhecendo?

    Os animais de estimação necessitam de cuidados especiais em todas as fases da vida, e com o gato idoso não é diferente. Por isso, é muito importante saber quais doenças podem atingir um gato velho e conseguir identificar os sinais da terceira idade felina. Afinal de contas, entender algumas características específicas dessa fase são essenciais para aprender a como cuidar de gato idoso. 

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação
    Saúde animal

    Gato e cachorro têm depressão? Descubra se o transtorno pode afetar seu bichinho de estimação

    Você já se perguntou se o seu cachorro tem depressão? Ou se o seu gato que mudou de comportamento, na verdade está com um transtorno ligado ao estresse? Muitos tutores nem imaginam, mas cachorro ou gato com depressão não é um quadro tão difícil de ocorrer. A saúde mental é um assunto em evidência, principalmente nas campanhas do setembro amarelo. Mas assim como cães e gatos podem ajudar quem tem depressão, eles também podem ser afetados pela doença.

    Ver Todas >