Gato

Gato no verão! Saiba quais são as doenças mais comuns da estação

Publicado - 02 Janeiro 2023 - 12h00

Atualizado - 27 Maio 2024 - 19h02

Os cuidados com gatos no verão precisam ser sempre redobrados. Além do fato de que o gato sente calor e sofre com as altas temperaturas assim como os humanos, eles também ficam mais expostos a algumas doenças que são mais comuns nessa época do ano. O calor intenso e a alta umidade são fatores que acabam fazendo com que alguns problemas de saúde se tornem mais frequentes. Confira a seguir uma lista das doenças mais comuns no verão para que você possa se preparar e cuidar do seu gato nessa época do ano - além de dicas de como refrescar gatos no verão. Confira!

1) Casos de verminoses aumentam no verão

As verminoses podem afetar os bichanos em qualquer época do ano. No verão, porém, o cuidado deve ser redobrado. Por conta das altas temperaturas, alguns tutores optam por passear com gato ou levá-lo para uma voltinha na tentativa de aliviar o calor. O problema é que na rua o pet fica mais exposto à verminoses bem perigosas à saúde felina. Um grande exemplo de verme em gatos comum nessa época do ano é a giárdia felina. O bichano contrai essa doença ao entrar em contato com água não filtrada contaminada com as larvas. Durante o verão, as chuvas frequentes são um problema, pois a probabilidade de o bichano entrar em contato com uma poça na rua que está contaminada é bem grande. O gato com verminose apresenta principalmente sintomas relacionados ao sistema digestivo, como diarreia, sangue nas fezes, vômito, perda de peso e barriga inchada.

2) A dirofilariose felina é uma transmitida pela picada do mosquito infectado

Dentre as verminoses comuns no verão, a dirofilariose felina tem grande destaque. O famoso verme no coração é transmitido para o animal por meio da picada de alguns mosquitos, que são os hospedeiros intermediários da verminose. No verão, há uma maior proliferação de mosquitos e, por isso, o risco de contrair dirofilariose também cresce. O gato com verme no coração costuma apresentar dificuldade de respirar, tosse, vômitos, desmaio, perda de apetite, convulsões e falta de coordenação motora. Em alguns casos, a dirofilariose felina pode causar até cegueira no bichano. Portanto, fique sempre bem atento aos sinais de gato com verme.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

3) Pulgas e carrapatos são mais comuns nos meses mais quentes

No verão, há uma maior incidência de parasitas por conta do calor e da umidade típicos das chuvas de verão. Por isso, além dos vermes, as pulgas e carrapatos são outro problema na estação mais quente do ano. Esses parasitas ficam mais presentes no ambiente e causam coceira e desconforto intensos no animal. Além disso, as pulgas e carrapatos podem ocasionar diversas doenças nos bichanos, como dermatite, doença do carrapato e micoplasmose felina. Fique bem atento pois as pulgas e carrapatos podem se alojar no bichano mesmo que ele tenha uma criação indoor e mal saia de casa. Isso acontece porque muitas vezes o próprio tutor traz esses parasitas alojados em suas roupas para dentro de casa sem nem saber.

4) O gato com dermatite é um problema recorrente no verão

Não é difícil ver um gato com alergia durante o verão. A dermatite em gato é um problema bem comum nessa época do ano e pode ter diferentes causas. Como explicamos, pulgas e carrapatos podem deixar o gato com alergia. Esse problema é bem frequente pois a saliva das pulgas pode levar a reações alérgicas no animal. A gato com dermatite atópica é outra doença comum nessa época do ano, pois a umidade faz com que os fungos causadores dessa condição se proliferem com mais facilidade. Vale ressaltar que se o tutor não tomar os cuidados com gatos no verão, o bichano pode ficar estressado com o calor. O estresse também é uma porta de entrada para alergia em gato e, portanto, deve ser evitado.

 

Gato branco e laranja bebendo água em fonte automática
Desidratação é um problema sério no verão que pode ser evitado com o incentivo a ingestão de água

 

5) A desidratação é um problema sério que precisa de atenção especial

Um dos cuidados com os gatos no verão mais importantes é dar bastante água ao bichano. Os gatos naturalmente não têm costume de beber água e o tutor precisa incentivar a hidratação. No verão, esse incentivo deve ser redobrado, pois o risco de desidratação é ainda maior. As altas temperaturas e a baixa ingestão hídrica são preocupantes e podem levar facilmente a esse quadro. A desidratação deixa o bichano cansado, sem apetite, com a boca seca, os olhos mais profundos e a respiração ofegante. É muito importante ficar atento aos sinais de gato desidratado, pois esse problema é um dos mais preocupantes nessa época do ano.

A desidratação é ainda um dos principais sintomas de hipertermia, condição caracterizada pelo aumento da temperatura corporal, problema típico do verão. A hipertermia em gatos deixa ainda o animal desorientado, com frequência cardíaca alta e respiração ofegante. Casos graves de hipertermia e desidratação podem até mesmo levar à morte. Portanto, fique atento e busque manter o pet sempre refrescado.

6) A leptospirose em gato é transmitida principalmente pelo contato com água contaminada

A leptospirose em gato é uma zoonose causada por uma bactéria. Os bichanos contraem essa doença após entrar em contato com água e alimentos contaminados com a urina de um rato infectado. As chuvas típicas do verão podem causar enchentes, poças e enxurradas, que são grandes problemas já que o risco do bichano entrar em contato com água contaminada com leptospirose é ainda maior. O gato com leptospirose apresenta febre, vômito, desidratação e mudança na cor das mucosas. Fique bem atento aos sinais de leptospirose, principalmente após chuvas fortes.

7) A leishmaniose em gatos é perigosa e precisa ser evitada

A leishmaniose em gatos no verão é um grande problema pelo mesmo motivo da dirofilariose: o aumento da incidência de mosquitos nessa época do ano. A doença é transmitida pela picada do mosquito-palha infectado. O gato com leishmaniose apresenta principalmente anemia, lesões na pele, sangramento nasal, lesões nos olhos e úlceras. A leishmaniose pode ser controlada com tratamento de suporte, mas não tem cura definitiva. Por isso, é muito importante cuidar do animal para evitar sua transmissão.

Cuidados com gatos no verão: confira dicas para deixar o bichano mais saudável

Tomando alguns cuidados com os gatos no verão, o tutor consegue evitar as doenças mais comuns da estação. Para prevenir o gato com verme, seja dirofilariose ou qualquer outro tipo, mantenha a vermifugação em dia. Pulgas e carrapatos podem ser evitados com criação indoor e limpeza do ambiente. Além disso, evite que o animal entre em contato com as suas roupas que foram utilizadas na rua. Um dos cuidados com gatos no verão mais importantes é não deixar que o pet entre em contato com água das chuvas, pois se ela estiver contaminada pode deixar o gato com leptospirose e verminoses. Apostar em repelente para gatos e tela para mosquitos também é essencial na prevenção da leishmaniose e da dirofilariose.

Por fim, é fundamental saber como refrescar gatos no verão. O calor intenso causa desidratação e hipertermia, então faça questão de manter o animal sempre fresquinho. Para incentivar o bichano a se hidratar, vale apostar em fontes de água para gatos e colocar cubos de gelo no bebedouro, além de trocar a água com frequência para que ela esteja sempre fresca. Mantenha as janelas abertas e ventiladores ligados para evitar umidade e manter a casa arejada, pois isso diminui o calor. Além disso, uma dica de como refrescar gatos no verão é apostar no tapete gelado, que deixa o animal muito mais confortável.

Redação: Maria Luísa Pimenta

Edição: Mariana Fernandes

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Adote um animal

Os nomes para gatos fêmeas mais famosos do momento: 100 dicas para escolher como chamar seu novo pet em 2024

Existem muitas opções de nomes para gatos fêmeas para escolher depois da adoção.  A inspiração para nomes de gatos pode vir de ...

Cuidados

Quantos anos vive um gato? 5 perguntas e respostas sobre a idade dos gatos

Uma pergunta que, mais cedo ou mais tarde, todo tutor faz é: quantos anos vive um gato? E a verdade é que se o pet receber todos os ...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Ver todas