Já ouviu falar no gato Kinkalow? Esse bichano, embora não seja tão conhecido no Brasil, tem tudo para conquistar o coração dos gateiros do país! Além da personalidade cativante e extrovertida, a raça é dona de uma aparência super fofa: ele é um gato rebaixado — igual o Munchkin — e com orelhinhas arredondadas e levemente curvadas — igual o American Curl

Qual raça de gato você é?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Que tal conhecer melhor esse “mini gato”? Raça, preço, comportamento, cuidados e outras curiosidades: o Patas da Casa te conta tudo sobre o Kinkalow a seguir!

Raio-x do gato Kinkalow

  • Origem: Estados Unidos
  • Pelagem: curta ou média, sempre macia e sedosa
  • Cores: branco, laranja, preto, cinza, creme e escaminha
  • Personalidade: inteligente, sociável, curioso e brincalhão
  • Altura: 15 a 23 cm
  • Peso: 2,5 kg a 5 kg
  • Expectativa de vida: 12 a 15 anos

Qual é a origem do gato Kinkalow?

O Kinkalow é uma raça relativamente recente. Ela surgiu no início dos anos 1990 a partir de um cruzamento inusitado da criadora americana Terri Harris. Para chegar ao resultado de um “gato rebaixado”, raça Munchkin — o gato "salsicha" — foi misturada com o American Curl. Os filhotes que nasceram dessa mistura herdaram, então, a baixa estatura do Munchkin e as orelhas curvadas e arredondadas do American Curl. Em alguns lugares, a raça originada também é chamada de Mèo Kinkalow.

Não se sabe ao certo o que aconteceu em seguida. Porém, sabe-se que o Kinkalow foi reconhecido oficialmente pela The Dwarf Cat Association (TDCA), que, traduzida para o português, significa Associação dos Gatos Anões. Por outro lado, outras associações como a The International Cat Association (TICA) ainda não reconheceram a raça.

Kinkalow é um gatinho que não cresce muito

Existe mini gato, e o Kinkalow é um grande exemplo disso! Esse gatinho rebaixado realmente não cresce muito, alcançando uma altura máxima de 23 cm apenas. Já em questão de peso, esses felinos podem pesar de 2,5 a 5 kg. Além de ser bem baixinho e com patinhas curtas, as orelhas do gato Kinkalow são outro charme: ele tem a orelha curvada para trás e com formato arredondado.

A pelagem do gato pode variar entre curta e média, mas sempre tem um aspecto macio e sedoso ao toque. Já as cores do gato Kinkalow são diversas, podendo incluir branco, laranja, preto, cinza, creme e escaminha. O padrão de cor da raça pode ser sólidos, bicolor ou malhado.

Kinkalow branco sentado na camaKinkalow frajola saindo de um vasoKinkalow branco em cima de pianoKinkalow na naturezaKinkalow em cima de almofada vermelhaKinkalow filhote branco de olho azul

O gato “rebaixado” tem um comportamento brincalhão e extrovertido

O Kinkalow é um gato inteligente, sociável, curioso e que adora brincar. Ele parece um eterno filhote, pois é bem energético e extrovertido, ao mesmo tempo em que é doce e amoroso com a família. Além disso, costuma se dar bem com todo tipo de gente, sejam crianças ou pessoas mais velhas. 

Mesmo com essa característica, o tutor não deve dispensar uma boa socialização nos primeiros meses de vida do animal. Saber como socializar gatos facilita muita coisa, principalmente na relação com outros pets. Porém, o processo tem tudo para ser tranquilo, já que o Kinkalow costuma ser super adaptável e tem uma inteligência diferenciada, podendo inclusive aprender truques.

Apesar de muito brincalhão, o gatinho rebaixado não dá muito trabalho. Ele não chega a ser hiperativo e nem é extremamente vocal. Diferente de alguns gatos mais falantes, os miados do gato Kinkalow só são ouvidos quando eles estão com fome ou querem expressar alguma necessidade.

4 curiosidades sobre o gato Kinkalow

  1. Apesar de ser baixinho, o rabo do gato Kinkalow costuma ser longo (às vezes até maior do que o corpinho dele).
  2. As orelhas do gato Kinkalow não nascem curvadas. Elas nascem eretas, mas começam a se curvar por volta da terceira semana de vida do animal.
  3. Por ser uma raça bem recente, existem pouquíssimos exemplares do gato Kinkalow no mundo. No Brasil, por exemplo, não há criadores da raça e quem quiser um precisa exportar dos Estados Unidos.
  4. O nome Kinkalow vem de uma mistura de “kin” (que vem do Munchkin) com “kalow”, que remete ao gato American Curl.

Kinkalow filhote: como cuidar e o que esperar do bichano?

O gatinho que não cresce já mostra toda a sua fofura desde filhote! Essa é uma raça de gato pequeno que é naturalmente curiosa e que sempre está procurando alguma forma de se entreter. Quando filhote, o Kinkalow vai querer brincar o tempo todo com os donos e exige um pouco mais de atenção por isso.

É importante lembrar também de adquirir um enxoval para gato antes de levá-lo para casa. Além do lazer e de toda a diversão que acompanha o Kinkalow, o tutor deve pensar nas necessidades do bichano. Isso inclui providenciar uma caixa de areia para gatos (com areia adequada), caminha, arranhadores, fontes de água, comedouro, ração, petiscos e, claro, muitos brinquedos!

Outro cuidado indispensável é seguir a tabela de vacinas para gato à risca. As primeiras doses devem ser aplicadas já nos primeiros meses de vida. Essa é uma das melhores maneiras de manter seu gatinho Kinkalow protegido de doenças perigosas.

Gato Kinkalow laranja dentro de cestaKinkalow deitado na camaKinkalow com várias estatuetas de gatinhos atrásKinkalow com roupinhaGato Kinkalow laranja em cima de prateleiraFilhote de Kinkalow na mão de uma pessoaKinkalow enroladinho dentro de um cobertorFilhote de gato Kinkalow cinzaKinkalow com a cabeça apoiada no braço de cadeira rosaKinkalow perto de arrranhadoresKinkalow deitadinho olhando para cimaKinkalow deitado no sofá

Os cuidados com o dia a dia do gato Kinkalow

  • Escovação dos pelos: escovações semanais são suficientes para a retirada de pelos mortos do Kinkalow, mas a atenção deve ser redobrada em períodos de troca de pelos;
  • Dentes: não esqueça de escovar os dentes do gato Kinkalow pelo menos duas ou três vezes na semana. O cuidado ajuda a prevenir o tártaro e outros problemas;
  • Orelhas: verifique semanalmente ou a cada 15 dias as condições da orelha do pet. Se necessário, faça uma limpeza com produtos de uso veterinário;
  • Unhas: os arranhadores ajudam a desgastar as unhas dos felinos, mas se perceber que as garras do pet estão compridas demais não hesite em apará-las com cuidado.

O que você precisa saber sobre a saúde do Kinkalow?

Por ser uma raça tão recente, ainda se sabe muito pouco sobre a possibilidade de problemas genéticos no gato Kinkalow. O que se sabe é que existe uma predisposição para obesidade, caso não haja um controle adequado da alimentação do gato. Além disso, o formato das orelhas do Kinkalow também favorecem o acúmulo de cera, o que pode levar a quadros de otite em gatos.

Também há suspeitas de que a raça possa sofrer com problemas na coluna, graças ao corpo mais alongado e as patinhas curtas. No entanto, fazer o acompanhamento veterinário certinho pode ajudar a evitar e/ou diagnosticar precocemente esses quadros. Para garantir ainda mais longevidade ao pet, não esqueça de manter as vacinas e vermífugos em dia!

Gato rebaixado: preço do Kinkalow é calculado em dólares

O Kinkalow não é encontrado no Brasil facilmente. Para ter um gato da raça, é preciso exportar dos Estados Unidos. O preço do gato rebaixado normalmente é a partir de US$ 3 mil. A conversão para reais vai depender da cotação do dólar, mas é em torno de R$ 15 mil.

Para comprar um gato de raça com segurança, é fundamental pesquisar muito bem sobre os criadores disponíveis para garantir que eles oferecem boas condições aos pais e filhotes. Essa é a melhor maneira de não contribuir com maus-tratos aos animais.