close
inclusão e acessibilidade pet

Fisioterapia para cachorro: o que é e quando a reabilitação canina é indicada

Atualizado · 20 de junho de 2022 · 16h03

Publicado · 20/06/2022 · 16h03

A fisioterapia para cachorro devolve a autonomia e promove maior qualidade de vida ao pet
A fisioterapia para cachorro devolve a autonomia e promove maior qualidade de vida ao pet

A fisioterapia para cachorro tem ganhado cada vez mais destaque na medicina veterinária por conta de suas inúmeras vantagens para o animal. Com a fisioterapia, o cachorro tem uma grande melhora na qualidade de vida, principalmente quando falamos da saúde de cães idosos, com problemas ortopédicos ou doenças neurológicas. A fisioterapia para cães é muito parecida com a humana e utiliza técnicas especiais para restabelecer a mobilidade do corpo. O Patas da Casa conversou com Ana Carolina Vilela, médica veterinária pós graduada em acupuntura veterinária e extensão universitária em fisioterapia veterinária. Ela nos explicou melhor sobre o que é a fisioterapia em cachorro, quando ela é indicada e quais são as técnicas mais utilizadas na reabilitação canina. Confira!

A fisioterapia para cachorro tem o objetivo de promover a reabilitação animal

A fisioterapia para cachorro é a especialidade veterinária voltada à reabilitação canina, com o objetivo de recuperar a capacidade física e prevenir problemas de mobilidade no animal. Ana Carolina explica que a fisioterapia em cães tem um papel fundamental na melhora da qualidade de vida do cãozinho e promove diminuição de dores. “A fisioterapia em cães proporciona conforto e uma recuperação eficiente, conservando musculatura, evitando muitas vezes uma intervenção cirúrgica e aumentando a expectativa e qualidade de vida do pet”, explica a especialista Ana Carolina.

A fisioterapia em cachorro é indicada principalmente para cães com problemas ortopédicos e neurológicos

Em muitas situações pode ser recomendada a fisioterapia. Cachorro idoso, por exemplo, tem sua expectativa de vida melhorada, enquanto cães com doenças ósseas ou doenças no sistema nervoso tem sua mobilidade aprimorada. “A fisioterapia para cães é indicada para animais com diferentes problemas neurológicos, ortopédicos e também para o tratamento da obesidade canina e condicionamento físico (no caso de cachorros atletas e de exposição)”, explica a veterinária. Quando o cãozinho é diagnosticado com alguma dessas condições (ou vai participar de competições), o médico veterinário indica se há necessidade de fisioterapia. A fisioterapia canina também pode ser indicada no tratamento de sequelas de doenças como a cinomose canina

Dentre as condições que normalmente precisam de fisioterapia para cachorro, Ana Carolina destaca:

Como fazer fisioterapia em cachorro: conheça as técnicas mais utilizadas

Quem acha que fisioterapia é sempre igual está muito enganado. Existem diversos métodos de como fazer fisioterapia em cachorro específicos para cada objetivo. Cada um deles atua com estímulos diferentes, mas sempre com o intuito de promover uma melhora na saúde do animal. “A técnica baseia-se principalmente em utilizar métodos físicos para o tratamento de lesões. Dentre os tipos de técnicas se destacam a hidroterapia, a cinesioterapia, a laserterapia, a eletroterapia, magnetoterapia, entre outras”, explica a médica veterinária. Cabe ao especialista em fisioterapia para cães recomendar o método mais adequado.

A eletroterapia, por exemplo, utiliza correntes elétricas para impulsionar e fortalecer os músculos. Já a cinesioterapia trabalha com exercícios utilizando objetos como bolas, pranchas e pistas com obstáculos para promover uma ótima reabilitação canina. Além disso, existem até mesmo técnicas de como fazer fisioterapia em cachorro usando água: a hidroterapia utiliza principalmente esteiras aquáticas e é considerado um método extremamente eficaz no fortalecimento muscular.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    A fisioterapia para cães tem diferentes abordagens e técnicas, que são aplicadas de acordo com a necessidade do animal
    A fisioterapia para cães tem diferentes abordagens e técnicas, que são aplicadas de acordo com a necessidade do animal

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Entenda como funciona uma sessão de fisioterapia em cachorro

    Nas primeiras sessões de fisioterapia, o cachorro pode sentir dor e resistir a certos movimentos. É por isso que a presença de um profissional é tão importante, pois é ele quem saberá estimular o pet da forma certa, transmitindo confiança para que ele consiga trabalhar os movimentos. Como em muitos casos o doguinho sente dor, o tutor quer estar presente com ele para ajudá-lo a se acalmar. Ana Carolina explica que a presença do tutor nas sessões de fisioterapia é benéfica em muitos casos, mas, em outros, é melhor o dono ficar esperando do lado de fora. “Os tutores podem acompanhar seus pets nas sessões, ajudando a segurá-los ou a tranquilizá-los em alguns momentos. No entanto, há ocasiões em que é melhor se ausentar, pois alguns cães ficam muito agitados na presença dos tutores. Tudo vai depender do temperamento do animal”, orienta.

    Tem como fazer fisioterapia em cachorro para voltar a andar?

    Algumas doenças ou traumas, como um atropelamento, podem fazer o cãozinho perder totalmente o movimento das patas e coluna. O cachorro paraplégico precisa de adaptações na casa e na rotina diária para ter uma mais qualidade de vida sem conseguir andar. A cadeira de rodas para cachorro, por exemplo, é um acessório de grande ajuda para os pets paraplégicos. Além das adaptações, a fisioterapia em cães é fundamental. Mas será que a fisioterapia para cachorro voltar a andar funciona mesmo? Ana Carolina diz que sim! “A fisioterapia veterinária tem grande importância na recuperação de problemas que afetam a capacidade de mobilidade dos cães. Porém é importante deixar claro que a recuperação do animal vai depender de vários fatores, principalmente relacionados ao diagnóstico da lesão”, explica. 

    Apenas o veterinário fisioterapeuta sabe como fazer fisioterapia em cachorro para voltar a andar da maneira correta, escolhendo as técnicas que vão trazer os melhores resultados. É preciso ter paciência e persistência, além de cumprir exatamente tudo que o especialista indicar. A fisioterapia para cachorro voltar a andar traz de volta a autonomia do animal e melhora sua vida, gerando felicidade para toda a família quando os resultados começam a aparecer.

    Onde fazer fisioterapia em cães?

    Existem muitas clínicas de fisioterapia em cachorro. Elas contam com estrutura específica para a reabilitação, com acessórios indicados para realização de exercícios e até piscinas para hidroterapia. Cada clínica de reabilitação canina estabelece valores próprios para as sessões. Porém, alguns centros oferecem fisioterapia para cachorro gratuita ou com custo reduzido. Como a fisioterapia em cães tem crescido bastante, esses locais estão ganhando cada vez mais espaço. Por isso, vale pesquisar direitinho onde se consegue fazer fisioterapia para cachorro gratuita perto de você. Vale ressaltar também que é possível fazer outros tratamentos complementares à fisioterapia para cachorro, como destaca Ana Carolina: “Algumas técnicas auxiliam e complementam a reabilitação, como a acupuntura animal, massoterapia e a moxabustão, além do uso de medicamentos que podem ser prescritos”. Unindo a fisioterapia em cachorro com outros métodos, o resultado é ainda melhor. 

    Redação: Maria Luísa Pimenta 

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Próxima matéria

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento
    Saúde animal

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento

    A lama biliar em cães é uma doença que afeta o sistema digestivo do cachorro. Apesar de ser pouco conhecida, a condição está relacionada com a produção de bile, substância essencial no processo de digestão. Muitas vezes confundida com a colecistite em cães, a lama biliar não causa no cachorro tantos transtornos à saúde de início, mas pode levar a uma inflamação mais grave do órgão. Por ser uma doença mais desconhecida, muitas dúvidas surgem: o que causa a lama biliar? 

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?
    Saúde animal

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?

    Sem dúvidas, a PIF felina é um dos maiores medos de pais e mães de pet. Considerada uma das doenças mais graves em gato, a peritonite infecciosa felina é altamente infecciosa e causa diversos transtornos para a saúde. O gato com PIF sofre com falta de apetite, perda de peso, aumento do abdômen, dificuldade de respirar, problemas de coordenação… são tantas consequências que deixam o animal extremamente frágil. O pior de tudo é que a doença PIF não tem cura e nem vacina. 

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw
    Saúde animal

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw

    A Síndrome de Haw em gatos é um quadro que ocorre quando a terceira pálpebra (que deveria ficar escondida) se projeta para fora, cobrindo parte do olho do gato. Essa doença ocular felina é de fácil diagnóstico e tem um tratamento simples, mas é importante que o auxílio veterinário entre em ação logo no início. O tutor deve observar se existe algo diferente nos olhos do gato!

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!
    Saúde animal

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!

    Você sabia que cachorro com hipotireoidismo é uma condição mais comum do que se imagina? A anatomia canina ao mesmo tempo que é bem diferente da humana, tem muitas coisas bastante parecidas. Diversos órgãos presentes no nosso corpo também existem - em diferentes proporções, é claro - no corpo do animal. Um deles é a tireoide. Todo cachorro tem tireoide e essa glândula é tão importante para eles quanto é para nós. Inclusive, é bem comum que o animal sofra com disfunções relacionadas a ela. 

    Ver Todas >