Assim como acontece no mundo dos humanos, as doenças ortopédicas também atingem os nossos amigos de quatro patas. Incômodas, doloridas e, muitas vezes, limitadoras da capacidade de movimentos do animal no dia a dia, cada uma dessas condições pode ser causada por fatores diferentes que vão desde a herança genética até as práticas erradas do animal sendo repetidas por muito tempo ao longo da vida. Nós separamos as cinco doenças mais comuns para você conhecer. Dá uma olhada!

A displasia coxofemoral causa dificuldade de locomoção e dor nos membros traseiros do animal

Causada pelo crescimento desproporcional dos ossos, músculos e tendões dos membros traseiros do animal, a displasia coxofemoral é muito comum em cachorros de porte grande, que precisam fazer mais “esforço” para se locomover do que os pequenos. Os cães que têm essa condição ficam com o osso do fêmur e da bacia em constante atrito conforme se movimentam, seja correndo ou fazendo uma simples caminhada. Ela causa dor, limitação de movimentos, perda de força nas patas traseiras e outros sintomas. Você deve ficar atento aos fatores de risco — quase todos ligados à manutenção ineficaz da saúde do animal — e fazer visitas frequentes ao veterinário. 


A radiografia é um dos principais exames pedidos para animais com doenças ósseas
A radiografia é um dos principais exames pedidos para animais com doenças ósseas

A artrite em cães é muito comum em animais na terceira idade

Uma das principais causas de desconforto e dor em cachorros idosos, a artrite é o resultado da inflamação das articulações do animal. Também podendo acontecer nos cachorros mais jovens: a artrite em cães pode ser causada por uma série de fatores. A artrite reumatóide, que é a mais comum, por exemplo, é autoimune e crônica. A artrite séptica, por sua vez, é resultado da ação de fungos, bactérias ou vírus na inflamação dessas partes do corpo. No primeiro sinal de dificuldade de locomoção no seu animal você deve buscar a ajuda de um veterinário ortopedista de confiança. O tratamento geralmente é feito com remédio para artrite e artrose canina.

Artrose em cães: o desgaste da cartilagem é a causa dessa doença

A artrose em cães pode ser considerada um desenvolvimento da artrite, mas também tem outros fatores em sua lista de possíveis causas. Ela pode ser a consequência de problemas no desenvolvimento do animal e de um desgaste excessivo nas articulações, geralmente causados por sobrepeso ou obesidade. Diferente da artrite, que acontece de uma hora para outra, a artrose em cães se desenvolve de forma progressiva e é um problema crônico. 

Hérnia de disco é comum em animais de corpo alongado

A hérnia de disco em cachorro é bem parecida com a dos humanos: causada pelo desgaste do disco vertebral, a cartilagem que fica entre cada uma das vértebras da coluna do animal para evitar o atrito entre elas conforme ele se movimenta. A doença é muito comum em animais que têm o tronco mais alongado, como o Dachshund, mas também pode acontecer em outras raças de cachorro depois de traumas, pancadas fortes etc. Ela causa bastante dor, desequilíbrio e desconforto no animal e, dependendo do nível de desenvolvimento no momento do diagnóstico, é tratável apenas com cirurgia. 

A osteoporose está ligada a uma dieta baixa em nutrientes 

Caracterizada pela baixa capacidade de absorção do cálcio, a osteoporose em cães enfraquece a estrutura óssea do animal e é a causa de fraturas e acidentes no animal enquanto ele faz atividades comuns do dia a dia. Geralmente, ela acontece em animais idosos que não tiveram uma alimentação reforçada ao longo da vida. O diagnóstico é feito depois de uma radiografia e o exame deve ser repetido durante o tratamento com suplementação de nutrientes para que o desenvolvimento da doença seja acompanhado. 

Redação: Ariel Cristina Borges

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.