Adoção animal

Filhote de vira-lata: da gestação ao adestramento, tudo que você precisa saber sobre os cãezinhos SRD

Publicado - 07 Março 2022 - 13h49

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Você com certeza sabe o que é um cachorro vira-lata, que também pode ser chamado de SRD, a sigla para Sem Raça Definida. Sabemos que esse tipo de pet é a verdadeira paixão nacional, principalmente quando falamos do famoso cachorro caramelo, e que a maioria das pessoas têm ou já tiveram um desse em casa. Mesmo assim, engana-se quem acha que estamos falando apenas de um cachorro de raça misturada. Existe muito mais sobre um cão SRD do que é comentado por aí. Por isso, se você está pensando em adotar um filhote vira-lata, é bom ficar ligado nestas informações do Patas da Casa.

Existe diferença de um filhote vira-lata e um filhote raça?

A verdade é que todo cachorro tem as suas particularidades, mas a raça também ajuda a definir um pouco a personalidade do pet. É com o pedigree que é possível descobrir a linhagem do cachorro. Ou seja, a origem dos seus pais, avós e de ancestrais mais antigos. E com esse conhecimento é possível pescar algumas informações sobre o pet, até mesmo se ele é mais tranquilo ou agitado.

Vale ressaltar que vira-lata não é apenas aquele cachorro de porte médio, com pelos mais curtos, orelhas caídas e de cor amarronzada. Basta dois cães de raças diferentes cruzarem para termos o nascimento de cãezinhos SRD. Ou seja, mesmo quando ele é muito parecido com uma raça específica, pode apenas ser o fato de ter puxado mais a mãe ou o pai. Um cachorro SRD pode ser muito grande ou muito pequeno, ter pintinhas, bigode, orelhas em pé ou caídas, focinho curto ou comprido, pelagem longa ou curta. As possibilidades são inúmeras.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Gestação do cachorro de SRD: filhote demora mais ou menos para nascer?

Apesar da raça influenciar na personalidade do pet, é importante ressaltar que isso não muda nada na gestação da cadela. Todas as raças de cachorro demoram entre 58 e 68 dias para nascer. Não importa se é um Poodle, Labrador, Pitbull ou um vira-lata. A única diferença é a quantidade de filhotes de cachorro gerados. Raças pequenas costumam ter menos crias, ao contrário das grandes, que podem gerar até 12 filhotinhos. Então, para quem tem uma vira-lata grávida, é possível avaliar o tamanho do cachorro.

Outra dúvida comum em relação a fase inicial da vida de cão vira-lata, é quando o cachorro deixa de ser filhote, porque essa também é uma característica que varia de acordo com a raça. De uma forma geral, a fase adulta de um cachorro é entre 1 e 7 anos de idade. No entanto, cachorros de raças pequenas já são consideradas adultas entre 9 meses e 1 ano; raças médias costumam ficar entre 1 ano e 1 ano e meio; raças grandes só se tornam adultas aos dois anos. Se forem raças consideradas gigantes, variam entre 2 anos e meio e 3 anos.

Ou seja, é mais uma questão de observar o seu pet SRD. A verdade é que, em muitos casos, o tutor adota um filhote de vira-lata sem nem saber o quanto ele crescerá.

O filhote de cachorro vira-lata é mais resistente?

Existe um conceito quase universal de que vira-latas não ficam doentes e são mais resistentes do que os de raça, o que não deixa de ser verdade. Muitas raças podem sofrer com algumas doenças genéticas, como é o caso do Golden Retriever e do Labrador, por exemplo, que têm mais chances de desenvolver uma displasia coxofemoral. No caso de um cachorro vira-lata, as chances são menores porque ele não carrega todas as características das raças e suas particularidades. De qualquer forma, não há um estudo que comprove cientificamente que SRDs são mais resistentes do que cães com pedigrees. Inclusive, um filhote de vira-lata precisa dos mesmos cuidados que um de raça.

 

cachorro vira-lata filhote na rua
A resposta para quando o vira-lata filhote se torna adulto depende principalmente do tamanho do pet

O filhote de cachorro vira-lata pode exigir mais atenção na fase inicial da vida

 

Assim como qualquer outro filhote, os SRDs que acabaram de nascer também precisam cumprir todo um calendário de vacinação. A partir dos 45 dias de vida, já é possível dar as primeiras vacinas. É indicado começar pela vacina  V10 (ou V8), que protege contra cinomose, adenovirose tipo 2, parvovirose, parainfluenza, hepatite infecciosa, coronavirose e leptospirose. Em seguida, outras vacinas fundamentais são a antirrábica, que protege contra a raiva. Há também algumas indicações que não são necessariamente obrigatórias, como a giárdia e gripe canina. Vale lembrar que a vacinação em cães deve acontecer anualmente.

Filhote de cachorro vira-lata estão mais suscetíveis aos vermes

Quando se adota um filhote de vira-lata direto de uma instituição, é bem provável que o pet já venha bem tratado e com todas as vacinas citadas anteriormente. No entanto, também há casos em que as próprias pessoas resgatam os bichinhos das ruas e o próprio tutor precisa tomar a frente desses cuidados. Além das vacinas, que são essenciais, é preciso observar se o pet pode estar desnutrido, com pulgas ou vermes. Em caso de desnutrição, não é indicado oferecer apenas ração em abundância para o pet. Afinal, seu sistema digestivo do cachorro não está preparado para toda essa quantidade de comida. Existem rações específicas para filhotes ricas em calorias e nutrientes que servem justamente para tratar até cachorros adultos desnutridos. Além disso, é recomendável que o pet faça quatro refeições diariamente durante esse período. 

Um cão pode contrair diferentes tipos de verme e por diferentes razões. Como esses parasitas vivem em locais com terra e grama, é bem comum que o pet acabe os ingerindo ou os ovos das larvas. Esse tipo de coisa acontece quando um outro animal infectado libera fezes nessa região. Então, quando um cachorro cheira ou até lambe um local por onde passaram as fezes, ele também é contaminado. Ou seja, dá para imaginar como isso facilmente ocorre em efeito dominó com os cachorros SRD que vivem na rua. No entanto, vale ressaltar que nenhum cachorro está livre contrair algum tipo de verme. Por isso é sempre importante dar remédio de verme para cachorro filhote ou adulto e, pelo menos, uma vez ao ano.

Filhote de vira-lata precisa de atenção com pulgas e carrapatos

A pulga também é um tipo de parasita que se espalha facilmente entre os cães, principalmente naqueles que vivem na rua. Basta um contato com outro cachorro ou algum lugar que esteja infestado para o pet pegar também. Inclusive, muitas crias pegam da própria mãe após o nascimento. E como tirar pulga de cachorro filhote? A verdade é que o procedimento é diferente para cães que ainda estão no início da vida. Será preciso dar banho no filhote de cachorro, mas com água morna e com um shampoo adequado para essa fase do pet e que não agrida tanto a sua pele, já que nessa fase ela ainda é bastante delicada.

Após o banho, passe um pente anti pulgas e remova todas que encontrar. Esse é um procedimento que precisa ser feito com bastante calma para não deixar parasitas para trás. Depois de tirar tudo, seque bem o seu filhote. Pode ser utilizado um secador, mas em uma potência mais fraca e no modo morno ou frio. Vale ressaltar que para ter certeza de que as pulgas morreram, é necessário esmagá-las ou colocá-las em um recipiente com água quente ou álcool.

filhote de vira-lata olhando para câmera
Cachorro filhote de vira-lata não é difícil de adestrar

 

É preciso adestrar um cachorro filhote de vira-lata?

 

É difícil identificar a personalidade de um cachorro SRD. Ou seja, pode haver uma certa dificuldade na hora de descobrir se o cão irá crescer e se tornar um animal mais agitado ou calmo. Mesmo assim, não existe segredo em como cuidar de cachorro filhote. Quando educados desde cedo, se adaptam aos modos estipulados pelo seu tutor. Logo que o cão chega em casa, a primeira dúvida é como ensinar cachorro a fazer necessidades no lugar certo. Assim como os bebês humanos, filhotinhos também precisam de rotina. Então, antes de se preocupar com o lugar onde seu bichinho fará suas necessidades, é preciso estabelecer hábitos no seu dia a dia.

Defina bem a quantidade de refeições que dará ao seu pet e também quantas vezes ao dia. Dessa forma é possível começar a prever a hora das necessidades. Vale ressaltar que nos filhotes esse intervalo é mais rápido. Assim que o cãozinho já puder passear na rua, também é possível acostumá-lo a fazer suas necessidades fora de casa após as refeições. De qualquer forma, é inevitável que ele erre no começo. Mesmo assim, é importante chamar sua atenção quando ele acertar e não brigar nos momentos de erro. Se possível, dê uma recompensa quando o cão fizer suas necessidades no lugar certo, dessa forma ele começará a associar uma coisa à outra. Além disso, é bom separar um lugar específico para o cão, com tapete higiênico, caminha, comida e água.

Filhote chorando à noite: o que fazer?

Como fazer filhote de cachorro dormir a noite toda também é uma questão para quem acabou de adotar um. O filhote de cachorro chorando à noite é muito comum na adaptação ao seu novo lar. Geralmente, leva cerca de uma semana para ele ficar à vontade e mais calmo no período. Até lá, pode ser que ele chore durante a noite e para não deixá-lo mal acostumado, é importante que ele se acostume sozinho. Ou seja, nada de trazê-lo para sua cama sempre que ouvir um choro porque isso pode criar um hábito ruim. No entanto, o tutor pode deixar uma roupa com o seu cheiro perto do filhote para que ele sinta sua presença. Outra dica é manter o pet agitado ao longo do dia, brincando, interagindo e até levando para passear. Evitar que ele tire cochilos também pode ajudar. Dessa forma, o filhote estará bem cansado à noite e dormirá com mais tranquilidade.

Realidade dos cachorros vira-latas está atrelada ao abandono

Mesmo assim, há filhotes de cachorro vira-lata que podem exigir ainda mais atenção. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), existem cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil. Desse total, 10 milhões são gatos e os outros 20 milhões são cachorros. Há estudos que indicam que há um total de 1,5 milhão de vira-latas no país, mas é bem provável que esse número seja muito maior, já que são 20 milhões abandonados e provavelmente sem castração. Ou seja, com tantos cachorros em situação de rua e cruzando sem nenhum tipo de controle, milhões de filhotes já nascem com problemas porque durante a gestação a mãe também não teve o acompanhamento adequado e muito menos uma alimentação balanceada. 

 A verdade é que a maioria deles nascem de cadelas que vivem na rua, sem nenhum tipo de acompanhamento. Um levantamento do Instituto Pet Brasil, de 2019, mostrou que apenas 170 mil animais abandonados estão sob o comando de ONGs. Ou seja, se no país existem cerca de 30 milhões animais nas ruas, é de se imaginar que é bem pouco o número de pets que conseguem algum tipo de assistência. E quando uma instituição consegue resgatá-los, precisam dar esse cuidado a mais.

Redação: Victor Viana

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Cachorro

O Chow Chow é perigoso e hostil? Saiba o que é mito e o que é verdade sobre a personalidade da raça de cachorro

O Chow Chow é um cachorro de porte médio, super peludo e conhecido por ter a língua azul. A raça, de origem chinesa, conquista muito...

Adote um animal

Os nomes para gatos fêmeas mais famosos do momento: 100 dicas para escolher como chamar seu novo pet em 2024

Existem muitas opções de nomes para gatos fêmeas para escolher depois da adoção.  A inspiração para nomes de gatos pode vir de ...

Cachorro

Samoieda: saiba como ter um cachorro da raça russa e outras curiosidades sobre a convivência com esse pet

O Samoieda é um dos cachorros mais bonitos que existem! Com uma pelagem branquinha e uma fisionomia que lembra bastante um lobo, a r...

Cachorro

"Hachiko - Para Sempre": novo filme inspirado na comovente história do leal cachorro japonês chega aos cinemas

Se você é uma daquelas pessoas que amam um bom filme de cachorro, temos uma boa notícia: um novo longa-metragem chegou aos cinemas n...

Comportamento

Filme para assistir com meu gato: 11 filmes protagonizados por gatinhos para ver acompanhado do seu pet

Quem precisa de uma noite badalada quando você pode aproveitar o momento para assistir filmes do lado do seu bichinho de estimação, ...

Gato

Tipos de gato Savannah: curiosidades sobre a raça híbrida que é uma das mais caras do mundo

Considerado um dos felinos mais caros do mundo, o gato Savannah é cheio de curiosidades e características impressionantes. A raça, q...

Cachorro

O Chow Chow é perigoso e hostil? Saiba o que é mito e o que é verdade sobre a personalidade da raça de cachorro

O Chow Chow é um cachorro de porte médio, super peludo e conhecido por ter a língua azul. A raça, de origem chinesa, conquista muito...

Ver todas