Comportamento

Feromônio para gato realmente ajuda a acalmar o pet? Veja como funciona!

O feromônio para gato pode ser usado em diferentes ocasiões. Saiba como funciona o produto!
O feromônio para gato pode ser usado em diferentes ocasiões. Saiba como funciona o produto!

O comportamento do gato é dotado de particularidades que sempre nos surpreendem. O que poucas pessoas sabem é que, além da postura corporal, os bichanos também têm várias outras formas de se comunicar, e uma delas por meio do feromônio felino. Mas do que se trata isso, afinal de contas? A veterinária e comportamentalista Renata Bloomfield explica: “O feromônio é uma molécula de hormônio que é secretada pelo animal e que causa uma ação no receptor dele (no caso, no outro animal que está no meio ambiente do emissor). Isto é, quando essa molécula entra em contato com o tecido alvo dele, ela reproduz a ação do hormônio secretado”. Existem diferentes tipos de feromônios para gatos e os felinos são capazes de detectar cada um deles pelo olfato. Para entender como isso funciona, em que casos pode ser indicado e de que forma o feromônio pode acalmar os pets, preparamos uma matéria especial sobre o assunto.

Entenda como funciona o feromônio para gato na prática

Como já foi dito, não existe apenas um tipo de feromônio para gato. “Tem o feromônio do estresse e do medo, assim como também tem o feromônio para acalmar gatos, o da amizade, o da felicidade”, enumera Renata. Cada um deles é produzido pelo próprio organismo felino em situações específicas, como, por exemplo, quando o filhote de gato está sendo amamentado pela mãe. “Nesse caso, a gata secrete um feromônio naquele momento e os filhotes passam a associar aquele feromônio felino a algo positivo, que é o momento da amamentação, do acolhimento”, explica.

No entanto, também é possível encontrar feromônios sintéticos para gatos no mercado pet, que são produtos que buscam facilitar a comunicação dos humanos com os pets e podem ser usados em diversas situações. “Existe o feromônio para acalmar os gatos, que vai remeter a fase da amamentação, assim como tem o feromônio da amizade, que é para estimular os gatos a brincarem um com o outro. Também tem o feromônio da marcação, que geralmente é uma pipetinha que se coloca no arranhador para direcionar os instintos felinos para aquele acessório”, revela a profissional.

Feromônios: gatos se beneficiam do produtos em diferentes situações

A versatilidade do feromônio para gato é realmente impressionante. Por isso, deixe de lado a ideia de que o produto só pode ser usado para acalmar os ânimos do pet, porque não é bem assim. Um exemplo disso é o feromônio de marcação de território, que geralmente é utilizado para direcionar as garras do animal para os arranhadores - que não podem ser muito pequenos e devem ser posicionados em locais estratégicos da casa, de acordo com Renata. “Então para usar o feromônio felino de marcação, primeiro o tutor tem que colocar o arranhador em um local de passagem - por exemplo, do lado do braço do sofá - e passar o produto no arranhador”.

Outra situação bastante comum de se usar o feromônio para gato é quando se tem um outro animal dentro de casa, mas há uma briga constante entre eles. Nesse caso, indica-se o feromônio para acalmar gatos, que também pode ser considerado como um hormônio da amizade. “Basta colocar um difusor de feromônios no ambiente, mas vale destacar que o ideal é que ele seja usado por, no mínimo, 3 meses”.

Por fim, também tem um outro feromônio que também ajuda a acalmar os felinos e que remete à fase da amamentação, dando a sensação de acolhimento no gatinho. Geralmente, o uso desse produto é recomendado em casos de mudanças para uma casa nova, viagens ou até mesmo visitas ao veterinário.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O difusor de feromônios é indicado principalmente para ambientes com mais de um animal
    O difusor de feromônios é indicado principalmente para ambientes com mais de um animal

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    O feromônio para gato precisa ser prescrito por veterinário e pode ser usado por todos os felinos?

    Algumas dúvidas podem surgir na hora de procurar um feromônio para gato, como o acompanhamento de um médico veterinário. Sobre isso, Renata ressalta: “Cada caso é um caso, então é importante sempre ter uma orientação profissional”. Isto é, o uso do feromônio felino vai depender principalmente do problema pelo qual o tutor está procurando solucionar.. Ainda assim, vale destacar que isso não quer dizer que o feromônio para gatos precisa de prescrição médica: na verdade, qualquer pessoa pode usá-lo dentro de casa para estimular ou acalmar o pet. Mas, claro, sempre é bom conversar com o veterinário antes para receber orientações.

    “É importante também ler a bula ou o próprio site do fabricante indica como usar. Não existe contraindicação em relação a saúde do gato ou parte clínica, mas o uso inadequado do produto pode não ter o efeito esperado. Então, o ideal mesmo é saber o que se está fazendo e, em caso de dúvidas, procurar um profissional”.

    Difusor ou spray de feromônios para gatos: o que é melhor?

    As principais formas de se usar o produto são com um difusor de feromônios ou um spray. No entanto, não existe muito bem essa ideia de “qual é melhor”, porque cada acessório é usado em situações específicas. “Se estivermos falando de um ambiente com vários animais, o difusor de feromônios é mais apropriado. Já para outros momentos - como quando você precisa levar o gato no veterinário ou viajar com ele numa caixinha de transporte, por exemplo -, o spray de feromônios para gatos é mais indicado”, sugere Renata. Nesse segundo cenário, o ideal é borrifar um pouquinho do produto em um paninho que será colocado dentro da caixa transportadora, esperar evaporar um pouco e somente depois colocar o animal lá dentro. Assim, você garante que seu pet vai se sentir mais confortável durante viagens e outros trajetos.

    Além disso, a médica veterinária também destaca: “O ideal é que o animal já esteja acostumado com o cheiro na casa, então não adianta usar o spray somente na hora de viajar. Senão, o gato começa a associar isso a um momento de estresse, o que não é legal. Por isso, o tutor deve sempre associar a uma coisa boa primeiro, e depois levar essa memória olfativa para outras situações”.

    Redação: Juliana Melo

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Próxima matéria

    Brinquedos para cachorro com barulho: por que eles amam tanto?

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?
    Saúde

    Reiki veterinário: como essa terapia holística pode ajudar os cães e gatos?

    O reiki é uma terapia holística muito comum entre os humanos, mas você sabia que o seu pet também pode aproveitar os benefícios desse tratamento? O reiki veterinário é uma técnica de cura pelas mãos que busca alinhar os centros de energia do corpo - chamados de chakras -, promovendo o equilíbrio energético do corpo e melhorando a saúde física, mental e espiritual do animal. Que tal entender como o reiki pode ajudar na hora de cuidar de cachorro e até a melhorar o comportamento do gato? Vem que a gente te explica tudo que você precisa saber sobre o assunto!

    5 técnicas de relaxamento para acalmar o seu pet na quarentena
    Cuidados

    5 técnicas de relaxamento para acalmar o seu pet na quarentena

    Em tempos de quarentena e isolamento social, quem tem um bichinho em casa certamente deve estar se perguntando em como acalmar cachorro e gato durante esse período. Afinal, ficar em casa pode ser um grande problema para os animais que estão acostumados com os passeios diários. Mas e se nós disséssemos que é possível resolver isso? Existem diferentes formas de evitar que o seu cãozinho ou gatinho sofra com estresse e ansiedade dentro de casa. Yoga para cachorro e calmante natural para gatos são algumas delas. Quer saber quais são as outras? Confira a lista que separamos a seguir!

    Como dar comprimido para gato? Confira 6 dicas que irão ajudar
    Cuidados

    Como dar comprimido para gato? Confira 6 dicas que irão ajudar

    Quem tem gato já deve ter percebido a guerra que é dar remédio, principalmente quando é comprimido. Isso porque, diferente dos cachorros que costumam aceitar o remédio disfarçado na comida, os gatos são muito seletivos e conseguem perceber qualquer coisa diferente no potinho. Caso o seu gato seja guloso, você até pode tentar amassar o comprimido até virar pó e misturar no sachê para gatos, mas se essa técnica não funcionar, você pode tentar outras que vamos ensinar!

    Jogos para gatos: 5 brinquedos interativos para distrair e aguçar o comportamento caçador do seu pet
    Brinquedos

    Jogos para gatos: 5 brinquedos interativos para distrair e aguçar o comportamento caçador do seu pet

    Um dos principais erros de quem não conhece muito bem o universo dos gatos é achar que eles não ligam para brinquedos. Quem tem um gatinho sabe que eles adoram brincadeiras que desenvolvam não só os músculos, mas também os instintos primitivos da espécie e que ajudem eles a desestressar. Arranhadores, varetas, locais para subir são os preferidos. Para orientar os novos donos, montamos uma lista com brinquedos interativos para gatos que podem ser usados sozinhos, com os donos ou com a companhia de outros animais.

    Ver Todas >

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?
    Comportamento animal

    Cachorro na janela do carro: por que eles amam tanto?

    É bem provável que você já tenha visto um cachorro na janela do carro curtindo o ventinho no rosto ou até tenha presenciado o seu doguinho fazer isso. Essa é uma situação super comum, principalmente quando os donos decidem viajar com cachorro de carro ou nas idas para o veterinário. Mas já parou para se perguntar por que esses bichinhos gostam tanto de ficar com a cabeça na janela? Será que é só por uma questão de aventura, ou existe explicação por trás do comportamento?

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?
    Comportamento animal

    Como escolher a bolinha para cachorro ideal de acordo com a idade, tamanho e energia do seu pet?

    Quem nunca viu um cachorro correndo atrás de uma bola? A  bolinha para cachorro  é clássica e um dos brinquedos preferidos desses animais. Qualquer cãozinho quando vê uma bola se diverte bastante, principalmente aqueles mais energéticos e ativos. Porém, engana-se quem pensa que toda bolinha é igual, porque há uma infinidade de modelos que podem ser comprados. Não existe um melhor que o outro, mas sim o que é mais adequado para cada tipo de cachorro, levando em conta a idade, tamanho e nível de energia.

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)
    Comportamento animal

    Adestrar gato: como é o processo de aprendizagem dos felinos? (spoiler: é bem diferente dos cães)

    O adestramento de cachorro é super conhecido por aí, mas algumas pessoas não sabem que os gatos domésticos também pode ser treinados. Adestrar gato também promove muitos benefícios à rotina do pet, além de aproximá-lo do tutor e mudar comportamentos inadequados. No entanto, o processo de adestramento do gato é bem diferente do que já estamos acostumados com os cães. 

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil
    Comportamento animal

    Como socializar gatos? 5 segredos para tornar tudo mais fácil

    Um dos grandes desafios que vários tutores enfrentam é não saber como socializar gatos corretamente, o que pode desencadear problemas de convivência, como ciúmes e brigas. Normalmente, o período mais indicado para fazer a socialização é quando o gato ainda é um filhotinho, porque ele ainda está se adaptando ao mundo e fica mais fácil de apresentá-lo a novas experiências. 

    Ver Todas >