Bulldog Francês, Dogue Alemão, Pug… além do fato de essas três raças serem super amorosas e companheiras, elas também têm em comum o fato de serem alguns dos cães com a saúde mais fragilizada e que precisam de mais atenção médica. Todo cãozinho pode - e vai - ficar ter problemas de saúde ao longo da vida. Existe uma ideia de que o cachorro vira-lata não fica doente, mas até ele pode adoecer e precisa de tanto cuidado como qualquer outro cãozinho. Porém, existem sim certas raças com maior predisposição a sofrer com doenças, seja por problemas genéticos, dermatológicos ou até mesmo anatômicos. Quer saber quais são as raças de cachorro com a saúde mais frágil? O Patas da Casa te conta a seguir!

1) Bulldog Francês: o cachorro braquiocefálico sofre com problemas respiratórios e oculares


O Bulldog Francês tem dificuldade de respirar e lesões nos olhos como consequência da braquicefalia
O Bulldog Francês tem dificuldade de respirar e lesões nos olhos como consequência da braquicefalia

O Bulldog Francês é, sem dúvidas, uma das raças de cachorro mais suscetíveis à doenças. Isso se deve principalmente ao fato de ser um cachorro braquicefálico, condição caracterizada por um crânio mais curto que o normal e outras alterações anatômicas, como focinho achatado e olhos saltados. Problemas respiratórios em cães da raça Bulldog Francês são frequentes, uma vez que o ar não tem muito espaço para atravessar suas narinas estreitas. Os olhos esbugalhados do cachorro Bulldog Francês ficam mais expostos a agentes externos, tornando-os mais sensíveis a doenças oculares e lesões na córnea. Por fim, doenças de pele são comuns no Bulldog Francês. Cachorro tem muitas dobrinhas pelo corpo, que acabam se tornando o ambiente perfeito para a proliferação de fungos e bactérias que promovem dermatites. Outras doenças frequentes na raça Bulldog Francês são obesidade canina e doença do disco intervertebral.

2) Bulldog Inglês: doenças nos olhos e obesidade estão entre os problemas mais comuns na raça

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

 


Cachorro Bulldog Inglês costuma apresentar olhos de cereja e alto risco de obesidade
Cachorro Bulldog Inglês costuma apresentar olhos de cereja e alto risco de obesidade

Assim como seu irmão Bulldog Francês, o Bulldog Inglês também é considerado uma das raças de cachorro mais predisposta a doenças. Os motivos são bem parecidos com os do Bulldog Francês. O cachorro Bulldog Inglês também é braquicefálico e tem grande tendência a sofrer com problemas respiratórios e doenças oculares. A condição chamada olhos de cereja, caracterizada por uma inflamação na terceira pálpebra que deixa os olhos com a coloração avermelhada, também é muito comum nessa raça de cachorro. Bulldog Inglês também tem tendência a doenças como displasia coxofemoral, alergias na pele e obesidade canina

3) Boiadeiro de Berna: displasia coxofemoral e atrofia de retina afetam a saúde do animal

 


O Bernese Mountain sofre bastante com problemas nos ossos
O Bernese Mountain sofre bastante com problemas nos ossos

O Boiadeiro de Berna ou Bernese Mountain tem tendência a sofrer com certas doenças comuns em cachorros de grande porte. Torção gástrica e displasia coxofemoral em cães da raça, por exemplo, são condições que merecem atenção. Outras condições comuns no cachorro Boiadeiro de Berna são atrofia progressiva de rotina e doenças que atingem os ossos do cachorro, como artrose canina e osteoporose. É importante que a raça Bernese Mountain receba os cuidados médicos necessários desde filhote para garantir uma boa expectativa de vida.

4) Dogue Alemão: doenças típicas de de cachorro grande e cardiopatias são frequentes

 


O Dogue Alemão tem tendência a desenvolver cardiomiopatia dilatada
O Dogue Alemão tem tendência a desenvolver cardiomiopatia dilatada

O Dogue Alemão não só é um cachorro gigante como é considerado o maior cachorro do mundo. Com cerca de 60 cm e 80 Kg (podendo passar essa média), é de se esperar que esse animal sofra com doenças comuns em raças de cachorro grande, como displasia de quadril e torção gástrica. O cachorro Dogue Alemão também tem grande tendência a desenvolver síndrome de Wobbler, doença que causa o estreitamento da coluna vertebral e pode levar a lesões neurológicas. Outras condições como cardiomiopatia dilatada em cães, obesidade canina e doenças ósseas no geral são frequentes na raça. Dogue Alemão precisa de acompanhamento veterinário regular, pois quanto mais cedo as doenças são descobertas, melhores são as chances de tratamento.

5) Pug: alergias, obesidade e consequências da braquicefalia fragilizam a saúde do animal

 


O Pug precisa de cuidados que ajudem a evitar dermatites e excesso de peso
O Pug precisa de cuidados que ajudem a evitar dermatites e excesso de peso

O Pug é uma das raças mais populares no Brasil e no mundo - mas também uma das que tem a saúde mais frágil. Esse cãozinho faz parte do grupo das raças de cachorro braquicefálico e sofre bastante com doenças respiratórias. Problemas oculares também são comuns no cachorro Pug, principalmente a entropia de córnea e a lágrima ácida. As alergias em cachorro da raça Pug também são frequentes, pois as dobrinhas na pele favorecem o aparecimento de dermatites. É por isso que saber como limpar as dobrinhas do Pug é tão importante. A obesidade canina também é um problema comum para o Pug. Cachorro precisa ter uma alimentação balanceada e muito bem cuidada para evitar essa condição. 

6) Shar pei: o cachorro sofre com dermatites frequentes e tem tendência a hipotireoidismo

 


O Shar Pei tem a pele toda enrugada, o que facilira o aparecimento de dermatites
O Shar Pei tem a pele toda enrugada, o que facilira o aparecimento de dermatites

O Shar Pei é um cãozinho que chama atenção pelo seu corpo todo enrugado e repleto de dobrinhas. Apesar de ser um charme e um traço marcante do pet, essa característica faz com que ele esteja entre as raças de cachorro com mais predisposição genética para ter problemas de pele. O cachorro Shar Pei costuma sofrer com dermatites por conta do acúmulo de sujeira e fungos nas dobrinhas se elas não forem bem cuidadas. Outras doenças também são comuns na raça Shar Pei, como o hipotireoidismo em cães, displasia coxofemoral e catarata. 

Redação: Maria Luísa Pimenta 

Edição: Luana Lopes