close
Cuidados

Como salvar cachorro e gato em caso de enchentes? Um guia de sobrevivência para desastres naturais!

Atualizado · 04 de maio de 2022 · 19h07

Publicado · 04/05/2022 · 18h26

Gato e cachorro na chuva: saiba como salvar a vida desses animais em enchentes e inundações
Gato e cachorro na chuva: saiba como salvar a vida desses animais em enchentes e inundações

Cuidar de cachorro e gato na chuva é uma situação que exige cautela, principalmente quando ocorrem temporais que se transformam em verdadeiras enchentes. Nesses casos, o problema é ainda maior, e a preocupação com o bem-estar dos pets também. Por isso, saber um pouquinho de primeiros socorros para cães e gatos é algo que vai ajudar bastante e pode até salvar a vida dos bichinhos. Além disso, alguns acessórios fazem toda a diferença - e o colete salva vidas para cachorro e gato é um grande exemplo disso.

Portanto, se você mora em uma área com risco de enchentes e inundações, ter noção do que fazer nessas situações pode garantir a sobrevivência dos cachorros e gatos. O Patas da Casa te ajuda: preparamos um guia com dicas importantes para resgatar e cuidar de gatos e cães em circunstâncias atípicas de desastres naturais. Confira!

Gato e cachorro na chuva: quais os riscos para a saúde dos pets?

Será que cachorro pode tomar chuva? Essa é uma dúvida comum, principalmente porque os cães precisam de passeios diários para gastar energia e ter uma boa qualidade de vida. O problema é que quando chove, a maioria dos tutores fica sem saber o que fazer. Afinal, pode passear com cachorro na chuva? Quais os riscos e os cuidados necessários nessas horas? É importante avaliar muito bem todo o cenário antes de expor o seu doguinho ao contato com a água de poças e enchentes, ou ele pode adoecer com facilidade.

Os principais problemas de saúde que cachorro pode ter em dias chuvosos são:

Os gatos, por outro lado, costumam ser mais caseiros e a criação indoor limita bastante o acesso às ruas, o que acaba os protegendo de situações perigosas como essas. No entanto, caso o animal seja exposto à água da chuva por algum motivo, também pode desenvolver problemas de pele, infecções respiratórias e leptospirose. Fique de olho e tenha cuidado!

Outro ponto importante é que as águas paradas de chuva aumentam a proliferação de mosquitos transmissores de doenças como a leishmaniose canina e dirofilariose. Ambos os quadros podem afetar tanto os cães quanto os felinos, e por isso precisam de atenção com a saúde animal.

O que fazer antes de uma enchente para evitar cachorro e gato na chuva?

Desastres naturais podem acontecer quando a gente menos espera, e muitas vezes a população não está preparada para lidar com a destruição causada por eles. Ainda assim, é importante ter um cuidado especial sempre que houver uma mudança de tempo inesperada, especialmente quem mora em zonas que alagam com muita facilidade e tem risco de ter uma enchente. A dica é ficar de olho nos jornais, pois geralmente os centros meteorológicos emitem alertas quando a previsão é de uma chuva muito forte que pode inundar a cidade.

Se for o caso, seguir algumas orientações é essencial para evitar que a sua vida e a do seu pet sofram consequências graves. Adotar medidas preventivas é o primeiro passo: antes de tudo, converse com um médico veterinário de confiança sobre a situação e alerte-o sobre a possibilidade da enchente. Caso haja qualquer problema, ele já estará avisado e a postos para tentar te ajudar. Além disso, esteja sempre atento aos alertas da defesa civil e estabeleça uma comunicação com quem mais achar importante.

Outro cuidado importante é procurar abrigos, ongs de animais e outras instituições que cuidam de pets, pois eles têm todo o equipamento necessário para prestar socorro aos cães e gatos em caso de emergência. Eles também têm profissionais capacitados para entender o comportamento animal e acalmá-los, caso estejam muito estressados e agitados com toda a situação. Por isso, tenha sempre anotado algumas opções de lugares que possam ajudar seu bichinho de estimação se a situação se complicar.

Você também pode avaliar a possibilidade de uma evacuação, dependendo da gravidade do desastre. Nesse caso, procure um espaço onde você, sua família e seu doguinho ou gatinho possam se manter em segurança com tudo que vocês precisarem.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O colete salva-vidas para cachorro ajuda os pets a flutuarem, mesmo que eles não saibam nadar
    O colete salva-vidas para cachorro ajuda os pets a flutuarem, mesmo que eles não saibam nadar

    Mais Lidas

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 12 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente.

    Quanto tempo vive um gato?
    Cuidados dos animais

    Quanto tempo vive um gato?

    Afinal, um gato vive quantos anos? Não é mistério que a companhia de um bichano muda a vida de qualquer pessoa para melhor, e, se dependesse de nós, nossos gatinhos viveriam para sempre. No entanto, isso não é possível e muitos tutores têm dúvidas quando o assunto é a expectativa de vida. Gato, querendo ou não, é como se fosse um filho, e é muito fácil se apegar a esses animais no dia a dia. 

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    Como salvar cães e gatos de enchentes? 5 cuidados importantes

    1) Manter a carteira de vacinação do pet atualizada: Por precaução, é importante que o animal esteja devidamente vacinado. As vacinas para cachorro e gato normalmente são aplicadas no primeiro ano de vida, mas devem ser reforçadas anualmente para garantir a proteção contra várias doenças - e a leptospirose é uma delas! Com isso, mesmo que o seu cãozinho ou gatinho seja exposto às águas de chuva, terão bem menos chances de desenvolver um quadro preocupante.

    2) Investir em um colete salva-vidas para cachorro e gato: Pode parecer um acessório desnecessário, mas não é. Quem mora em bairros que sofrem com inundações sabe como a água da chuva pode atingir alturas impressionantes, e para evitar afogamentos, basta ter por perto um colete salva-vidas. Cachorro e gato, mesmo que não saibam nadar, conseguem flutuar na água e isso pode, literalmente, salvar a vida deles quando desastres naturais acontecem. Além disso, a maioria possui uma alça para resgate e anel para amarração.

    3) Colocar uma coleira com identificação para cachorro e gato: Quem tem um doguinho já está careca de saber sobre a importância de ter uma coleira de cachorro com nome. Mas sabia que os felinos também precisam disso? É isso mesmo: a coleira para gatos com identificação segue o mesmo padrão dos caninos e deve conter informações cruciais, como o nome do animal e o contato do tutor com nome, número de telefone, e-mail e endereço.

    4) Preparar um kit de emergência: Essa é uma dica importante para levar para vida! Ter um kit com tudo que o animal precisa é fundamental em circunstâncias inesperadas, como catástrofes naturais. O ideal é que nesse kit, tenha um pacote de ração para cachorro ou ração para gato capaz de sanar as necessidades do animal por, pelo menos, uma semana. Além disso, cobertores, uma almofada, itens de higiene (como lenços umedecidos) e medicamentos também devem estar separados para emergências como essa.

    5) Comprar capa de chuva e sapatos para animais: Não é comum que os gatos aceitem bem esses acessórios, mas você provavelmente já deve ter visto um cãozinho com sapatos ou uma capa de chuva na rua. Por saírem com mais frequência, alguns tutores já providenciam as vestimentas para os dias chuvosos, e eles podem ser bem aproveitados em casos de enchentes. Por isso, avalie a necessidade de comprar uma capa de chuva para cachorro e um sapato também.

    Cachorro e gato na chuva: o que fazer depois de salvar os animais da inundação?

    Depois que tudo passa, fica sempre aquela dúvida sobre o que fazer com os bichinhos. Bom, assim que todos tiverem sido resgatados e estiverem em segurança, observe se o seu amigo de quatro patas precisa de alguma coisa. Ele pode estar com fome, frio ou simplesmente assustado demais com tudo que aconteceu, então se atentar ao comportamento animal é uma boa estratégia para identificar as necessidades dele. 

    Caso tenha se molhado muito, não esqueça de dar um bom banho no cachorro e gato, além de secá-lo muito bem em seguida. E não se preocupe: apesar do banho em gato não ser recomendado, esse é um caso totalmente atípico e o animal precisa, sim, ter uma atenção especial com a sua higiene para não ficar doente.

    Após os cuidados básicos, marque uma consulta veterinária o quanto antes. Somente um profissional poderá avaliar a condição de saúde do bichinho, realizando exames e verificando se ele adquiriu alguma doença, por exemplo. Além disso, o especialista também será capaz de identificar se houveram traumas e transtornos emocionais causados pelo desastre. É comum que muitos animais tenham estresse pós-traumático depois do incidente e o resultado é um cachorro ou gato que não quer comer, com alterações no sono e dificuldades de socialização. 

    O cachorro e gato na chuva e tempestades precisam estar identificados com uma coleira
    O cachorro e gato na chuva e tempestades precisam estar identificados com uma coleira

    Dicas de primeiros socorros para cães e gatos

    Os primeiros socorros para gatos e cachorros são úteis em várias ocasiões, inclusive em casos de enchentes e desastres naturais. Por isso, veja como socorrer seu amigo em emergências como essas.

    Como reanimar um gato ou cachorro?

    1º passo: Coloque o animal de lado e veja se ele ainda está respirando. Verifique se o tórax está mexendo e ponha o dorso da mão no focinho dele para sentir se tem saída de ar.

    2º passo: Abra a boca do pet e verifique se tem algo obstruindo as vias aéreas. Se encontrar algum corpo estranho, retire-o com cuidado.

    3º passo: Com as vias aéreas livres, coloque o animal deitado com a barriga para cima e prenda a boca dele com a língua para dentro. 

    4º passo: Use a mão para manter a boca do pet fechada e assopre as narinas com intensidade suficiente para chegar até os pulmões. Em seguida, relaxe um pouco a boca do animal para o ar sair.

    5º passo: Repita o processo de respiração mecânica a cada três segundos no caso dos cachorros; e entre 5 e 20 segundos no caso dos gatos, até o animal voltar ou você chegar em um atendimento.

    6º passo: Se o animal não manifestar nenhuma reação, você deve fazer uma compressão peitoral nele. Com os polegares ou dois dedos, pressione o peito do animal, atrás do cotovelo. A cada 10 ou 12 compressões, volte para a respiração artificial, dando um intervalo de mais ou menos 10 segundos entre os dois processos. Lembre-se que a força usada em gatos deve ser menor do que a usada em cães.

    Dica: não esqueça de ver os batimentos cardíacos do cachorro e gato. No caso de cães, você pode colocar o indicador onde ficaria o pulso desse animal, bem abaixo da última almofadinha das patas dele. Já no caso dos gatos, você deve identificar os batimentos na área do tórax ou pescoço.

    Como ajudar um gato ou cachorro estressado e com medo?

    O cachorro com medo de chuva pode ficar ainda mais traumatizado depois de passar por uma experiência como essa. Quando tudo estiver acontecendo, é importante que o tutor tente manter a calma para tranquilizar o animal o máximo possível. Temporais podem ser realmente bem assustadores, ainda mais quando acontece uma enchente. A diferença é que nós conseguimos reagir de maneira racional, enquanto os cães e gatos não têm essa capacidade e por isso precisam de muita atenção e cuidado.

    O ideal é que, nesses casos, o tutor tente amenizar a situação fazendo carinho no cachorro e gato, alimentá-los (dentro do possível), oferecer o brinquedo preferido e falar sempre com tranquilidade perto deles. O tom de voz deve ser muito bem medido, pois caso perceba qualquer sinal de nervosismo, os pets podem ficar ainda mais estressados e ansiosos com a situação. No geral, não há muito o que se fazer, mas caso haja qualquer indício de estresse pós-traumático no seu gato ou cachorro, não deixe de procurar ajuda.

    Redação: Juliana Melo 

    Cocô de gato: o que indica sobre a saúde do pet e muito mais

    Próxima matéria

    Cocô de gato: o que indica sobre a saúde do pet e muito mais

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Weimaraner: veja um guia completo sobre a raça de cachorro

    O Weimaraner é um cão de grande porte que conquista a todos com sua simpatia e beleza inconfundível. Essa raça de cachorro possui uma obediência fora do comum e exibe todos os atributos para conquistar a todos da família humana. Criado para ser um cão de caça perfeito, o cachorro Weimaraner possui uma condição física energética que demanda uma rotina de exercícios físicos. Ficou curioso para saber mais sobre esse doguinho? Dá só uma olhada no guia que o Patas da Casa preparou!

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão
    Adoção

    Quanto custa manter um cachorro? Um guia completo com a média de gastos mensais com um cão

    Ter um cachorro em casa é uma experiência incrível para mães e pais de pet, mas os momentos de alegria vêm acompanhados de muitas responsabilidades… e gastos (muitos gastos). Ração, vacina, brinquedos, remédios e veterinário são os principais custos que você precisa ter frequentemente com o animal. É justamente por isso que, antes de comprar ou adotar um pet, é preciso pensar nos gastos que isso vai demandar - e que devem entrar no orçamento da família. Para te ajudar a bater o martelo e decidir se consegue ou não arcar com um amigo de quatro patas, montamos um guia completo com uma média dos gastos que você provavelmente terá. Chega mais!

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

    Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

    Cachorro e gato juntos: como acostumar os pets com a nova rotina!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: como acostumar os pets com a nova rotina!

    A rivalidade entre cães e gatos é tão histórica que até ditado popular ela já virou. Mesmo assim, no dia a dia o que não falta por aí são donos de pet que não conseguem decidir entre uma das espécies e dividem o amor com os cachorros e gatos ao mesmo tempo e embaixo do mesmo teto. A parte boa disso é que você não precisa aceitar que eles vão viver sempre em pé de guerra: juntar cachorro e gato em casa é possível, sim! Descubra, aqui embaixo, como você pode aproveitar a companhia de dois animaizinhos completamente diferentes, mas que também podem se tornar super amigos!

    Ver Todas >

    Fralda para gato com incontinência urinária: como usar?
    Cuidados dos animais

    Fralda para gato com incontinência urinária: como usar?

    Gatos são animais super limpinhos. A maioria deles se adapta bem à caixa de areia para fazerem suas necessidades e gostam desse ritual. Porém, por causa de questões relacionadas à saúde, como incontinência urinária, gatos acabam precisando usar fralda. Imagine o ta

    Conheça 8 plantas que gatos podem comer!
    Cuidados dos animais

    Conheça 8 plantas que gatos podem comer!

    Os gateiros devem ter um cuidado enorme com a escolha de flores para decorar a casa, principalmente porque existem várias plantas tóxicas para gatos, como é o caso da hera, lírio e espada-de-são-jorge. Mas, ao contrário destas espécies “perigosas”, também existem plantas que gatos podem comer e que são completamente seguras, sem chances de provocar mal estar ou intoxicar os felinos.

    Como construir um canil para cachorro adequado?
    Cuidados dos animais

    Como construir um canil para cachorro adequado?

    Quando falamos de canil para cachorro, o primeiro lugar que nos vem à mente são os abrigos para animais. Porém, canil para cachorro também é o nome dado a um cantinho feito especialmente para seu pet se divertir em uma área externa. Essa é a melhor solução para quem não pode deixar o doguinho dentro de casa ou quer oferecer um cantinho para ele no quintal. Qualquer cão se beneficia desse modelo de casinha para cachorro - grande, pequeno, de raça ou vira-lata. 

    Pata de cachorro: veja como amenizar o cheiro de
    Cuidados dos animais

    Pata de cachorro: veja como amenizar o cheiro de "chulé" do seu cãozinho

    Existem diferentes causas para o chulé em cachorro mas, seja qual for o motivo, o cheiro de “salgadinho” na pata de cachorro pode incomodar bastante quem vive com o pet. Muitos tutores não sabem o que fazer quando o cachorro tem chulé, mas a verdade é que o problema pode ser amenizado de maneiras mais simples do que você imagina. O Patas da Casa te explica como limpar pata de cachorro corretamente e dá dicas de produtos (como o hidratante para patas de cachorro) que vão ajudar - e muito - a acabar com o odor. Confira!

    Ver Todas >