As fotos de Husky Siberiano não mentem: essa é uma raça de cachorro totalmente apaixonante. A combinação dos olhos azuis penetrantes com a pelagem densa e abundante são a marca registrada do cachorro Husky Siberiano, deixando o animal com uma aparência muito semelhante aos lobos. Mas já parou para se perguntar como é conviver com um cachorro Husky?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Tanto o comportamento da raça quanto os cuidados com o cachorro são aspectos que devem ser levados em consideração antes de comprar ou adotar um doguinho. Então como cuidar de um cão Husky Siberiano? Para ajudar a responder essa pergunta, conversamos com a tutora Juliana Felix, que tem três exemplares da raça. Veja as dicas que ela passou e saiba tudo sobre os cuidados com Husky Siberiano!

Como é a convivência com um Husky Siberiano?

Todo mundo que se interessa por esse cãozinho fica curioso para saber como é conviver com um cachorro Husky todos os dias. A tutora Juliana vive no Rio de Janeiro com três cães da raça, mas as cores do Husky são diferentes - um Husky Siberiano branco e marrom; e outros dois Huskies com pelagem branca e cinza. São duas fêmeas, uma chamada Diana (4 anos) e outra Dianinha (3 anos), e o macho chamado Lobinho, também de 3 anos e que é irmão da Dianinha. Sobre o comportamento do Husky, a tutora comenta: “Os três são bem agitados. A única que tem um temperamento um pouco mais calmo é a Diana, mas ainda assim ela tem momentos de agitação”.

Uma outra característica que normalmente acompanha o Husky Siberiano é a teimosia. Não é algo que acontece de propósito, mas, por ser um cachorro grande, o Husky é cheio de energia e por isso muitas vezes acaba não dando ouvidos aos comandos e ordens do tutor. Apesar disso, conviver com um cachorro Husky é bem tranquilo e é algo que vale a pena, conforme Juliana relata: “Todos os três são bem teimosos, mas a convivência não é difícil porque eles são muito amorosos e carinhosos”.

Por que Husky é teimoso?

Que o Husky Siberiano é teimoso, não é mistério. Mas por que esses cães têm esse comportamento? Não é por mal, e sim por instinto. Os Huskies têm uma personalidade naturalmente mais independente e são animais que têm dificuldade de acatar ordens por isso. É preciso ter paciência durante o processo de adestramento e sempre tentar recompensá-lo com petiscos, elogios e qualquer tipo de estímulo positivo.

Além disso, é bom saber que o Husky precisa ser exercitado diariamente para não ter nenhum problema comportamental. Caso contrário, além de desobedientes, eles podem se tornar destrutivos. Tudo é uma questão de saber como cuidar e direcionar corretamente essa energia para os lugares certos.

O cão Husky Siberiano precisa de enriquecimento ambiental para gastar energia

Por ser um cão ativo e bem energético, o tutor precisa ter uma rotina adequada para suprir as necessidades do Husky Siberiano. O enriquecimento ambiental com brinquedos é uma boa opção, mas é importante que o material dos brinquedos seja bem resistente para não ser destruído ou estragar facilmente, já que o cachorro Husky muitas vezes não têm noção da própria força. Além disso, passear com cachorro frequentemente é necessário, especialmente no caso de quem não tem um quintal ou espaço apropriado para o Husky gastar energia.

A tutora Juliana explica que seus Huskies vivem no terraço de casa e a rotina de passeios varia de 2 a 4 vezes por semana. Além disso, a família separa um tempinho para brincar com os cães no dia a dia: “Sempre brincamos com eles e tentamos dar brinquedos, mas eles destroem tudo muito rápido. Eles gostam de passar o tempo brincando com a gente ou um com o outro”.

 

Husky Siberiano: a Diana e Dianinha (cachorros de cima) e o Lobinho (centro) são dóceis e sociáveis

Husky Siberiano: a Diana e Dianinha (cachorros de cima) e o Lobinho (centro) são dóceis e sociáveis

 

 

Husky Siberiano: como cuidar?

 

Todo cãozinho precisa de uma série de cuidados básicos, e com o Husky Siberiano isso não é diferente. Além de oferecer uma ração para cachorros de qualidade, é importante incentivar a hidratação dos pets e cuidar da higiene dos peludos, com banho e tosa.

Sobre isso, a tutora conta como cuidar de um Husky Siberiano: “Eles tomam banho uma vez por mês porque não costumam ficar mal cheirosos. Escovamos os pelos de vez em quando e tosa não precisamos fazer com muita frequência”. Vale destacar ainda que o cachorro Husky passa por um processo de troca de pelagem, que normalmente acontece entre a primavera e verão e depois entre o outono e o inverno. Nesse período, a escovação deve ser feita diariamente.

Sobre a alimentação, Juliana diz que os seus cachorros Husky comem a quantidade indicada por dia, sem exageros. “Também tentamos agradá-los com pedras de gelo porque eles amam lamber pedras de gelo”. Para finalizar, também é importante fazer um acompanhamento com um médico veterinário para verificar como anda a saúde do Husky Siberiano.

O adestramento do Husky Siberiano filhote pode torná-lo mais obediente

O Husky Siberiano é teimoso por natureza, mas não é uma missão impossível tentar mudar isso. O adestramento correto faz toda a diferença nessas horas, mas o tutor deve ser muito persistente para lidar com a teimosia da raça na hora de ensinar os comandos básicos de obediência canina. Os cães têm um processo de aprendizado bem diferente do nosso, então é importante ter paciência e persistência para alcançar bons resultados. “A Diana teve um pouco de adestramento quando filhote, por isso que ela é a mais ‘obediente’ entre eles”, compartilha a tutora.

Como é o comportamento do cachorro Husky com outras pessoas e animais?

O Husky Siberiano é um cão muito amoroso e dócil com a sua família, tem facilidade para fazer amizade com crianças, mas tende a ser um pouco desconfiado perto de estranhos. Para evitar que isso aconteça, a socialização é fundamental em qualquer fase da vida do doguinho - mas é ainda melhor se for feita com o Husky Siberiano filhote.

No caso da tutora Juliana, os três Huskies são super amigáveis com qualquer pessoa ou animal: “Eles são ótimos com outros cães e pessoas.  Às vezes podem assustar porque são brutos, mas nunca rosnaram ou tiveram atitude agressiva com ninguém. São muito bonzinhos com outros cachorrinhos também e socializam muito bem com nossos cães menores”.

Pode deixar Husky Siberiano sozinho?

Os Huskys Siberianos são cães que estão acostumados a viver em matilhas, e que têm um apego enorme com a família humana. Essa é uma raça que não consegue passar muito tempo sozinha e demanda atenção. Caso contrário, o Husky pode ficar depressivo e/ou ansioso. O ideal é evitar deixá-lo sem companhia por longos períodos, e sempre dedicar uma parte do seu dia para brincar e dar atenção a ele.

Quais as vantagens e desvantagens de ter um Husky Siberiano?

O Husky é um cachorro bastante carinhoso, sociável e brincalhão. Ele é receptivo com humanos no geral, o que é uma coisa boa. Por outro lado, a raça não é boa como cão de guarda, já que eles fazem amizade com facilidade, inclusive com estranhos. Além disso, é uma raça que, no geral, é silenciosa — mas quando precisa se expressar, você vai se espantar, porque o Husky Siberiano uiva, mas não late. 

Para quem gosta de saber quais são os defeitos do Husky, a teimosia muitas vezes é um problema, mas que pode ser contornado com o treinamento adequado. Outro ponto de atenção é em relação à saúde da raça, já que doenças como glaucoma, atrofia progressiva da retina e hipotireoidismo são comuns. Os check-ups devem ser frequentes e precisam começar logo com o Husky Siberiano filhote. 

Husky Siberiano: preço da raça pode chegar a R$ 5 mil

É praticamente impossível não cair nos encantos de um cãozinho como esse, mas antes de comprar um exemplar de Husky Siberiano, valor deve ser levado em consideração. E quanto custa um Husky Siberiano? O preço da raça vai depender de uma série de fatores, como o sexo e a linhagem do animal. Mas, no geral, é possível encontrar filhotes da raça em uma faixa de preço entre R$ 2.000 e R$ 5.000 em um canil de cachorro de confiança.

Vale destacar que, além desse valor, o tutor deve pensar em todos os gastos mensais que acompanham um cãozinho, como alimentação, higiene, vacinas, idas ao veterinário e outras coisas. Não basta apenas procurar quanto custa um filhote de Husky Siberiano, mas avaliar os futuros gastos com o pet. Por isso, é fundamental fazer uma escolha consciente antes de abrir as portas da sua casa para um bichinho de estimação.

Redação: Juliana Melo

Publicado originalmente em: 13/08/2021 

Atualizado em: 11/08/2023