close
Saúde

Como aumentar a imunidade do cachorro e tudo sobre o sistema imunológico dos cães

Atualizado · 19 de maio de 2022 · 13h24

Publicado · 19/05/2022 · 13h24

Além de saber como aumentar a imunidade do cachorro, é bom entender como o sistema imunológico funciona
Além de saber como aumentar a imunidade do cachorro, é bom entender como o sistema imunológico funciona

Uma pergunta comum a todos os pais de pet que não gostam de ver o filho de quatro patas doente é como aumentar a imunidade do cachorro. Assim como acontece com os humanos, o sistema imunológico canino é um mecanismo interno de defesa que ajuda a proteger os animais contra várias doenças. Isso quer dizer que qualquer alteração ou queda na imunidade deixa o organismo vulnerável, e pode afetar significativamente a saúde do cachorro.

Mas como será que o sistema imunológico age, e como identificar que o animal precisa de ajuda? Será que remédio para aumentar a imunidade do cachorro é uma boa solução? Em que casos é indicado, e quais são as contra indicações destes medicamentos? Para sanar todas as dúvidas, o Patas da Casa preparou uma matéria completa sobre o assunto, veja!

Anatomia: conheça os principais órgãos do sistema imunológico canino

Entender um pouquinho da anatomia de cachorro é necessário quando vamos analisar os sistemas que integram o organismo dos pets. No caso do sistema imunológico canino, os principais componentes são órgãos, tecidos e células que, em conjunto, combatem agentes infecciosos. Toda a estrutura do sistema é dividida da seguinte maneira:

Linfa: a linfa circula pelos dutos linfáticos e é responsável por coletar o excesso de fluido intersticial, proteínas, gorduras e células brancas do sangue.

Gânglios linfáticos: também chamados de linfonodos, os gânglios linfáticos promovem a purificação dos fluidos coletados pela linfa para que eles voltem a circular nas veias.

Baço: o órgão atua na filtração do sangue, destruindo células sanguíneas antigas e produzindo células novas.

Células imunológicas: há vários tipos de células imunológicas, e cada uma delas exerce uma função específica para proteger o organismo. É a ação conjunta dessas moléculas que vão ajudar a afastar doenças. As células imunológicas são:

  • Linfócitos
  • Macrófagos
  • Células dendríticas
  • Neutrófilos
  • Basófilos
  • Eosinófilos

Os linfócitos são responsáveis por produzir anticorpos e pequenas proteínas capazes de se ligar ao antígeno (agente infeccioso), enquanto os macrófagos são células que absorvem o microrganismo invasor e o destroem em seu interior. Além disso, os macrófagos também atraem outras células do sistema imune para combater possíveis infecções. Já as células dendríticas têm uma função parecida com a dos macrófagos: elas ajudam a destruir agentes invasores e expõem uma parte deles em sua superfície, facilitando o “trabalho” para que as outras células imunológicas os destruam.

Os neutrófilos são as primeiras células que aparecem no local da infecção, e geralmente são bem abundantes. Por fim, os basófilos e eosinófilos têm menor proporção, mas têm uma participação importante em processos inflamatórios, alérgicos e do ataque a parasitas.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Como aumentar imunidade do cachorro: alimentação é uma das principais chaves para isso
    Como aumentar imunidade do cachorro: alimentação é uma das principais chaves para isso

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    E como funciona o sistema imunológico dos cães?

    O sistema imunológico do cachorro funciona impedindo que patógenos - isto é, organismos capazes de causar doenças - se espalhem pelo corpo. Trata-se de um mecanismo interno de defesa que age contra vírus, bactérias, protozoários e parasitas. O sistema imunológico se desenvolve à medida que o organismo é exposto a agentes estranhos (antígenos), mas nos filhotes a imunidade é inata. Isso significa que o sistema imunológico responde à invasão de microrganismos, mas não “guarda” isso na memória para se proteger contra eles futuramente. 

    Além disso, os primeiros anticorpos dos filhotes de cachorro são adquiridos principalmente por meio da amamentação. São esses anticorpos que ajudam a proteger o animal nos primeiros meses de vida, enquanto o sistema imune ainda está em desenvolvimento.

    Conforme o filhote cresce, ele inevitavelmente é exposto a novos antígenos, o que contribui para que o sistema imunológico se fortaleça. Nesse sentido, a imunidade do animal retém memória dos antígenos e se torna cada vez mais eficaz contra possíveis invasões de patógenos. 

    Como aumentar imunidade do cachorro: o papel das vacinas

    A vacina para cachorro segue essa mesma lógica de “ensinar” o organismo do animal a se proteger e combater determinadas doenças. Funciona da seguinte forma: as vacinas geralmente contêm células de patógenos enfraquecidos e em pouca quantidade, mas que são suficientes para estimular a produção de anticorpos e provocar uma resposta do corpo àquela doença. Isso garante a imunização do cão, mesmo que ele entre em contato com os antígenos depois.

    É por esse motivo que a vacina para cachorro filhote e adulto é tão importante: é uma forma de evitar doenças perigosas, como a cinomose, parvovirose e hepatite canina. Mas é importante ter atenção e evitar atrasar a vacinação, pois isso pode comprometer todo o sistema imunológico do seu bichinho e deixá-lo exposto a problemas de saúde bem graves.

    Cachorro com imunidade baixa: causas e riscos

    O estresse contínuo geralmente é um dos grandes responsáveis pela baixa imunidade em cães. Várias situações podem deixar um cachorro estressado. Se ele passa muito tempo sozinho, não tem estímulos físicos e mentais suficientes, não gasta energia, não recebe atenção: tudo isso contribui para um quadro de estresse e ansiedade. 

    Uma alimentação pobre em nutrientes também pode afetar a imunidade do cachorro, por isso a dica é sempre investir em uma ração de boa qualidade.  Além disso, várias doenças acabam comprometendo o sistema imunológico - especialmente doenças virais e autoimunes -, então sempre que suspeitar que seu doguinho está doente é fundamental procurar ajuda de um profissional.

    Como identificar a imunidade baixa em cachorro?

    Antes de saber como aumentar imunidade do cachorro, é necessário saber quais sinais que indicam que o animal está com o sistema imunológico fragilizado. O tutor deve prestar atenção em mudanças físicas e comportamentais do pet, como cansaço excessivo, falta de apetite e apatia. Como o cachorro com baixa imunidade fica mais vulnerável a doenças, ele também poderá apresentar sintomas específicos de alguma enfermidade. Em todo caso, a recomendação é levá-lo ao veterinário para check-ups regulares e sempre que houver a desconfiança de que há algo de errado com o animal.

    O remédio para aumentar a imunidade do cachorro deve ser prescrito pelo veterinário
    O remédio para aumentar a imunidade do cachorro deve ser prescrito pelo veterinário

    Como aumentar a imunidade do cachorro? 6 dicas para levar para a vida!

    1) Prática de atividades físicas. Quanto mais você estimula seu cãozinho a se movimentar, melhor fica a imunidade dele. Além de promover o bem-estar do animal, passear com cachorro e incentivá-lo a fazer exercícios físicos vem acompanhado de várias outras vantagens, como aumentar imunidade do cachorro.

    2) Alimentação rica em nutrientes. Oferecer uma boa ração para cachorro é algo que, sem dúvidas, irá contribuir para uma boa imunidade. O alimento deve conter todos os componentes importantes para o bom funcionamento do organismo, como proteínas, lipídios, fibras, ômegas 3 e 6, vitaminas e minerais.

    3) Petisco natural para cachorro. Inserir aperitivos naturais na dieta do seu dog é outra forma de como aumentar a imunidade do cachorro! Nesse caso, frutas para cachorro, bem como legumes e verduras, são super bem-vindos e trazem diversos benefícios para a saúde do seu amigo de quatro patas. 

    4) Vacinação e vermifugação em dia. A vacina de cachorro, bem como o vermífugo, cumprem um papel importante na proteção do organismo animal e estimulam o sistema imunológico a combater doenças. Por isso, não esqueça de manter o calendário vacinal e a vermifugação atualizados!

    5) Enriquecimento ambiental para cães. Como já foi dito, um cachorro entediado, ansioso ou estressado têm mais chances de ficar doente porque a imunidade baixa. Então além das atividades físicas fora de casa, vale apostar em brinquedos interativos para cachorro e em outras opções de enriquecimento ambiental.

    6) Converse com um especialista. Se o seu cãozinho está com a imunidade enfraquecida, a sugestão é falar sobre isso com o médico veterinário do animal. Ele poderá indicar suplementos, vitaminas para cachorro e outros medicamentos que podem ajudar o seu amigo a fortalecer o sistema imunológico.

    Remédio caseiro para aumentar a imunidade do cachorro funciona?

    Muitas pessoas procuram alternativas naturais para melhorar o sistema imunológico canino, mas a dica é: fuja de receitas “milagrosas” da internet! Qualquer remédio para aumentar a imunidade do cachorro - seja ele caseiro ou não - deve ser orientado por um médico veterinário de confiança. Sem a devida orientação profissional, você pode acabar expondo o seu amigo de quatro patas a problemas ainda mais sérios, e é por isso que todo tipo de automedicação é totalmente contraindicada (mesmo que a intenção seja das melhores).

    Por outro lado - e bem longe de remédios caseiros -, você pode oferecer quitutes naturais para o cãozinho de vez em quando, como falamos ali em cima. O quiabo aumenta a imunidade do cachorro, e existem vários outros alimentos que também melhoram o sistema imunológico, como o agrião, morango, caju e banana para cachorro.

    Redação: Juliana Melo

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Próxima matéria

    Saiba tudo sobre o complexo gengivite estomatite felina

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)
    Pequenos

    Bichon Frisé: tudo sobre a raça de cachorro pequeno (+ galeria com 50 fotos)

    Dentre tantas raças de cachorro que existem pelo mundo, uma que certamente merece destaque é o Bichon Frisé. Esse pequeno cãozinho já é capaz de conquistar vários admiradores só por causa da sua aparência fofinha e felpuda, mas não é só isso que chama a atenção na raça: o cachorro Bichon Frisé também é super carismático e afetuoso. Por isso, é bem difícil não se apaixonar por ele. 

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados
    Grandes

    Tudo sobre o cachorro Boxer: origem, personalidade, saúde, características físicas e cuidados

    Se você sempre sonhou em ter um cachorro grande dentro de casa, a raça Boxer certamente é uma opção que não vai te decepcionar. Por trás da aparência robusta e que pode ser considerada até um pouco intimidante para alguns, existe um cãozinho companheiro e com muito amor para oferecer aos seus humanos. Conheça um pouco mais sobre o comportamento da raça, cuidados com a saúde e quanto custa um cachorro Boxer.

    Ver Todas >

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento
    Saúde animal

    Lama biliar em cães: o que é, como se desenvolve e qual o tratamento

    A lama biliar em cães é uma doença que afeta o sistema digestivo do cachorro. Apesar de ser pouco conhecida, a condição está relacionada com a produção de bile, substância essencial no processo de digestão. Muitas vezes confundida com a colecistite em cães, a lama biliar não causa no cachorro tantos transtornos à saúde de início, mas pode levar a uma inflamação mais grave do órgão. Por ser uma doença mais desconhecida, muitas dúvidas surgem: o que causa a lama biliar? 

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?
    Saúde animal

    PIF felina: como prevenir a grave doença que afeta os gatos?

    Sem dúvidas, a PIF felina é um dos maiores medos de pais e mães de pet. Considerada uma das doenças mais graves em gato, a peritonite infecciosa felina é altamente infecciosa e causa diversos transtornos para a saúde. O gato com PIF sofre com falta de apetite, perda de peso, aumento do abdômen, dificuldade de respirar, problemas de coordenação… são tantas consequências que deixam o animal extremamente frágil. O pior de tudo é que a doença PIF não tem cura e nem vacina. 

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw
    Saúde animal

    Se viu a terceira pálpebra do gato exposta, fique atento! Pode se tratar da Síndrome de Haw

    A Síndrome de Haw em gatos é um quadro que ocorre quando a terceira pálpebra (que deveria ficar escondida) se projeta para fora, cobrindo parte do olho do gato. Essa doença ocular felina é de fácil diagnóstico e tem um tratamento simples, mas é importante que o auxílio veterinário entre em ação logo no início. O tutor deve observar se existe algo diferente nos olhos do gato!

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!
    Saúde animal

    Cachorro tem tireoide? Veja a resposta!

    Você sabia que cachorro com hipotireoidismo é uma condição mais comum do que se imagina? A anatomia canina ao mesmo tempo que é bem diferente da humana, tem muitas coisas bastante parecidas. Diversos órgãos presentes no nosso corpo também existem - em diferentes proporções, é claro - no corpo do animal. Um deles é a tireoide. Todo cachorro tem tireoide e essa glândula é tão importante para eles quanto é para nós. Inclusive, é bem comum que o animal sofra com disfunções relacionadas a ela. 

    Ver Todas >