Para os tutores que vivem em apartamentos, ter uma caixa de areia para gatos é essencial para atender as necessidades do pet. Afinal, ter um gatinho como membro da família significa cuidar de muitos aspectos de sua vida, como a higiene. No entanto, escolher a areia para gato ideal é uma decisão importante. Muitas pessoas têm optado por utilizar uma areia caseira no lugar das areias comerciais disponíveis, mas será que ela é realmente segura para os felinos? Para esclarecer todas as dúvidas sobre as areias para gatos caseiras, o Patas da Casa conversou com a Erica Baffa, veterinária especialista em gatos. Confira a opinião dela sobre o assunto! 

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Areia para gatos caseira: é seguro usar? 

A areia para gatos caseira tem sido escolhida por muitos tutores por ser uma alternativa mais barata do que as opções comerciais de areia, porém, essa é uma escolha que requer bastante cuidado e atenção. Embora a areia para gatos feita em casa seja sim uma opção mais econômica, elas podem apresentar riscos à saúde do gato que não compensam a economia. “Não é muito indicado fazer receitas caseiras. Particularmente não tenho uma receita que considero segura. A grande maioria pode causar problemas, como crescimento de bactérias, problemas respiratórios ou dermatite”, explica Erica Baffa, que é especializada no cuidado de gatos.

Problemas de saúde provocados pela areia para gato caseira

Mas por que as areias de gatos caseiras podem causar tais problemas? Acontece que, diferente das areias comerciais projetadas para serem livres da poeira no ar, como a areia silica para gatos, algumas areias caseiras podem produzir uma quantidade significativa de poeira que afeta o sistema respiratório do gato. Ingredientes como farinha de mandioca, fubá e milho podem causar esse efeito. A areia de gato caseira também podem desencadear reações alérgicas, como a dermatite em gatos, provocada por materiais alérgenos, como no caso da areia feita de jornal.  

Outro problema muito comum relacionado às areias caseiras é a contaminação microbiana provocada pela proliferação de parasitas. Como essas areias não são tratadas nem preparadas para absorver o xixi de gato, elas ficam úmidas e se tornam um ambiente propício para parasitas. Erica ainda ressalta: “Alguns gatos também podem ser atraídos pela farinha de mandioca ou fubá e podem ter interesse em comer essa areia com dejetos.” Por isso, em hipótese alguma você pode colocar fubá na areia do gato.

caixa de areia para gato

Além disso, outro problema associado à areia para gato caseira é o odor. As areias vendidas em petshops costumam ter produtos que ajudam a controlar o odor das fezes e urina na caixa de areia, diferente das caseiras que não são tão eficazes nesse aspecto. “Gatos têm o hábito de esconder as fezes e a urina quando fazem suas necessidades, para que os predadores não sejam atraídos. Se eles não conseguem esconder o cheiro,  podem ficar estressados e desenvolver problemas como síndrome de Pandora e cistites intersticiais.”, ressalta Érica. 

“As areias caseiras, como a de serragem e de madeira, não conseguem esconder muito cheiro e ainda podem causar problemas respiratórios, especialmente em gatos predispostos a bronquite e asma, por isso não são aconselháveis. Já a areia de jornal ou papel acaba não sendo confortável para os coxins, não forma bons torrões para facilitar a higiene e não esconde o odor dos dejetos.” 

Ou seja, como os felinos são animais super higiênicos e odeiam ficar em ambientes sujos, os odores desagradáveis podem deixar o gato estressado. Por isso a caixa de areia fechada para gatos pode não ser uma boa opção. 

Qual a melhor areia para gatos?

Saber qual a melhor areia para gatos disponível no mercado vai depender muito de vários fatores, como preferências do bichano, preço e duração.  Mas para ajudar nessa escolha, a especialista em gatos, Erica Baffa, preparou um passo a passo. Confira: 

  1. O primeiro passo é saber se ela vai ser uma areia fina e confortável para os coxins dos gatos;
  2. A areia de gato precisa formar bons torrões para que seja fácil a higienização da caixinha;
  3. O terceiro ponto muito importante: as areias precisam esconder o odor das fezes e da urina para não deixar o gato estressado.

Por isso, se você está buscando maneiras de como fazer areia para gato caseira, talvez seja melhor repensar essa ideia.

gato na caixa de areia

Como ensinar o gato usar a caixa de areia

Ensinar o felino a fazer as necessidades no lugar certo deve começar desde cedo, com o gato filhote, e não costuma ser tão complicado, já que faz parte do instinto dos felinos. Se você quer aprender como ensinar o gato usar a caixa de areia, siga esse passo a passo: 

  1. Primeiro você precisa saber onde colocar a caixa de areia do gato. Escolha um local fresco, que não tenha barulho e seja afastado de onde os gatos dormem e se alimentam. Lembre-se que a caixa é o banheiro do felino, e ele merece privacidade na hora de fazer suas necessidades.
  2. Depois do gatinho se alimentar, coloque-o dentro da caixa de areia.
  3. Ofereça petiscos para gato quando ele fizer as necessidades no local correto e não brigue se o gato fizer xixi e cocô no lugar errado.