Gato

Almofadinhas da pata de gato: tudo sobre essa parte do corpo do pet e como cuidar

Publicado - 28 Setembro 2023 - 14h46

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

A pata de gato é uma estrutura fascinante. É por meio dela que os bichanos conseguem se locomover, e ela desempenha várias funções que auxiliam nas diversas habilidades felinas. Já reparou que os gatos são animais super silenciosos, mas ao mesmo tempo são flexíveis e tem uma sensibilidade enorme? Muito disso se deve às patinhas deles, que são cheias de receptores táteis e são muito maleáveis! 

Nas patas, uma das partes que mais chama a atenção são as almofadinhas (ou coxins): gato usa essa estrutura como uma espécie de amortecedor. Para conhecer melhor a região, o Patas da Casa preparou uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o assunto. Veja só!

Como é a anatomia da pata de gato?

  • Almofadinhas ou coxins: é a parte mais fofinha e sensível da pata de gato, permitindo que o animal ande sem fazer barulho, absorva os impactos e sinta vibrações. 
  • Coxins digitais: seria o equivalente aos “dedos” do gato. 
  • Coxins do metacarpo: seria o equivalente a “palma da mão” do gato
  • Coxins do carpo: seria o equivalente ao “punho” do gato.
  • Garras: são as unhas de gato. Elas normalmente ficam escondidas, e os gatos só as expõem quando querem se defender ou arranhar alguma coisa.
  • Esporão: seria o equivalente ao “polegar” do gato, permitindo que ele segure a comida e objetos. Essa estrutura só existe na pata dianteira, e também conta com uma garra.

Os coxins de gato são uma parte importante de proteção da pata

Mesmo sendo uma região mais sensível, as almofadinhas têm várias funções que são fundamentais para a saúde do animal. Elas amortecem o impacto das caminhadas, corridas e saltos, como também protegem a estrutura interna da pata de gato e articulações. Outra função dos coxins é servir como um “freio”, reduzindo possíveis escorregões e derrapagens. Para completar, a estrutura ajuda a regular a temperatura corporal dos pets.

Imagem Quiz:Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

É nos coxins de gato é que se concentram as glândulas sudoríparas do animal. Além da regulação da temperatura, isso quer dizer que quando os gatinhos esfregam as patinhas em algum lugar, eles tão deixando o seu cheirinho ali e marcando território. 

E não acaba por aí: a pata de gato também é cheia de receptores táteis. Já ouviu falar que tem coisas que gatos podem prever? Pois então, algumas delas — como os terremotos — são explicadas justamente por causa dessa grande sensibilidade tátil que os felinos possuem nas patas. Assim, eles sentem as vibrações que antecedem um terremoto antes de acontecer.

Gato com a pata levantada
Com o coxim, gato consegue ter uma enorme sensibilidade tátil

Os problemas mais comuns na pata de gato

Coxins ressecados — Gato com a pata ressecada é algo bem comum, especialmente no inverno. Também existem outros motivos para o ressecamento, como o contato com determinados produtos de limpeza. Dependendo do que ocasionou isso, pode ser necessário consultar um veterinário para diagnóstico e tratamento.


Corte na pata do gato — Uma situação muito perigosa é quando você encontra a almofada da pata do gato cortada. Às vezes um caco de vidro ou outro objeto perfurante pode causar o corte, causando muita dor ao pet, além de sangramento. Para evitar complicações, o ideal é levar o animal imediatamente para uma consulta veterinária.


Queimadura no coxim — Gato que é criado dentro de casa tem menos chances de desenvolver esse problema (e vários outros). Mas, geralmente, quando o gato está acostumado a dar voltinhas pelo bairro, é importante ficar atento com as patinhas dele, especialmente em dias muito quentes. O chão do asfalto pode queimar a pata de gato, e ele precisa de tratamento específico para isso (provavelmente com pomada e bandagem).


Alergia no coxim — O contato com produtos alérgenos ou substâncias tóxicas (como produtos de limpeza no geral) pode desencadear uma alergia em gatos, especificamente na região dos coxins. Gato costuma demonstrar isso com coceiras e lambidas excessivas, mas a área também pode ficar avermelhada e descamada.


Esporotricose na pata do gato — A esporotricose felina tem diferentes formas de manifestação e atinge a pele a do animal. Uma delas causa justamente feridas na pata de gato. Os principais sinais são caroços e lesões que não cicatrizam. Além disso, tosse, falta de ar e febre são outros indicativos da doença.


Infecções e traumas na pata do gato — As patinhas do animal podem ser mais suscetíveis a traumas e infecções por causa da constante exposição. Se você encontrar a pata do gato inchada por causa de um traumatismo, o uso de analgésicos e anti-inflamatórios pode resolver. Já se for uma infecção, o médico veterinário deve prescrever o uso de antibióticos para gato.

Como saber se a pata do gato está quebrada?

Os sinais mais claros de que a patinha do seu amigo quebrou é ver o gato mancando e sem conseguir apoiar a pata no chão. Como os felinos são bons em disfarçar o que sentem, nem sempre o animal vai demonstrar dor ou incômodo. No entanto, é bom ficar atento a qualquer mudança de comportamento vindo dele. 

Um dos instintos felinos mais comuns quando isso acontece é a tentativa constante de se esconder. Por estarem mais vulneráveis — já que a pata quebrada dificulta a locomoção —, os gatos se escondem muito mais nesses casos. Por isso, vale avaliar os últimos acontecimentos, higienizar o local e procurar ajuda de um veterinário, caso suspeite que a pata de gato esteja quebrada.

Corte na pata do gato: o que fazer se isso acontecer?

A almofadinha do gato cortada é um problema que deixa muitos tutores sem saber o que fazer. Os animais que são criados dentro de casa são menos propensos a ter esse problema, mas às vezes acidentes acontecem e, quando uma louça quebra, algum caquinho pode ficar escondido e machucar a pata do animal. 

Então, o que fazer nesses casos? O primeiro passo é desinfetar o machucado com uma solução anti séptica de uso veterinário e, em seguida, fazer uma bandagem antes de correr para a clínica. Caso haja sinais de infecção, o veterinário precisa examinar para passar o melhor tratamento.

Gato laranja com a pata de gato apontada para frente
Se perceber a pata do gato inchada, é bom redobrar a atenção!

Coxins de gato descascando? Saiba quais são os principais cuidados com a região!

Vários cuidados são importantes com os coxins! Gato precisa ter essa região muito bem cuidada para não comprometer sua mobilidade e habilidades naturais. Por isso, o tutor deve dar uma atenção especial às patinhas do pet no dia a dia. Alguns dos principais cuidados são:

  • Limpeza das patinhas
  • Hidratação da região
  • Cortar as unhas de gato
  • Cuidado com os produtos de limpeza usados em casa

Os gatos conseguem cuidar da própria higiene sem problemas, e isso inclui a higiene das almofadinhas. Contudo, é bom ficar atento com a região, pois se você tem um gato “arteiro”, ele pode sujar as patas com algo mais difícil de limpar. Nesse caso, você pode intervir com um paninho úmido. 

O hidratante para patas de gato também pode ser bem útil. Ele vai ajudar o ressecamento da área, e pode ser aplicado conforme necessário. Além disso, não esqueça de aparar as garras do pet! Por mais que o arranhador seja um aliado no desgaste das unhas, nem sempre ele é suficiente. Por isso, observe as unhas do seu amigo  para evitar que elas fiquem muito compridas, o que pode causar machucados nas patinhas dele.

Por último, é bom saber como limpar o lugar que seu pet vive! Vários produtos de limpeza contêm substâncias prejudiciais para os bichanos, que podem causar alergias de pele e outros problemas. Por isso, o ideal é evitar o máximo possível o contato do animal com esses produtos — e até afastá-lo dos cômodos que estão sendo faxinados.

6 curiosidades sobre os coxins de gato que você provavelmente não sabia

  1. Regulação da temperatura: as almofadinhas são repletas de glândulas sudoríparas e eles suam por ali. Essa troca de calor ajuda a regular a temperatura corporal dos animais nos dias mais quentes.
  2. Cores dos coxins: a cor do gato interfere na cor dos coxins. Gato com pelo escuro geralmente apresenta almofadinhas mais escuras e acinzentadas; enquanto os de pelo mais claros (como gato branco ou laranja) tem essa região rosada. Já se for um gato mesclado, pode ter os coxins de cores mistas.
  3. Sensibilidade: os gatos não gostam de ser tocados nas patas porque elas são muito sensíveis. Elas têm várias terminações nervosas que permitem que o animal sinta vibrações, temperatura e até mesmo texturas. 
  4. Marcação de território: os coxins de gato liberam feromônios que podem ser sentidos por outros felinos. Por isso, quando o animal esfrega a patinha em um lugar com muita frequência, provavelmente é um sinal de gato marcando território.
  5. Número de dedos: a pata de gato dianteira tem um número de “dedos” diferente da pata traseira. Na frente, os bichanos têm cinco dedos por causa do esporão; enquanto na parte de trás são apenas quatro dedos.
  6. Na ponta dos pés: os gatos são digitígrados. Isso significa que eles andam na ponta dos dedos, por isso têm uma movimentação bem silenciosa e são capazes de se mover mais rapidamente. É uma vantagem e tanta, dado o passado de gato caçador!
Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Cuidados

Areia de mandioca para gatos: veterinária destrincha tudo sobre a areia do momento, benefícios e indicações

De um tempo para cá, a procura pela areia de mandioca para gatos cresceu consideravelmente. Devido a esse movimento dos consumidores...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas