Saúde

Anemia em gatos: entenda mais sobre o problema que atinge os felinos

Gato com anemia: saiba como identificar o problema e o que fazer para prevenir
Gato com anemia: saiba como identificar o problema e o que fazer para prevenir

A anemia em gatos é um problema de saúde que bem comum quando falamos de felinos. Segundo a veterinária Nathalia Breder, do Rio de Janeiro, consiste na diminuição dos glóbulos vermelhos no sangue. “Esses glóbulos são responsáveis por transportar oxigênio e nutrir todos os tecidos do corpo e recolher o gás carbônico e eliminá-lo pela respiração”, explica. Por isso, um gato com anemia é motivo para se preocupar e é importante saber como lidar com esse problema. Para te ajudar como cuidar de gato anêmico, Nathalia esclareceu todas as dúvidas sobre o assunto para a gente!

Conheça as causas por trás da anemia em gatos

Normalmente, a principal causa para um gato com anemia são as doenças infecciosas. “Segundo um estudo do Hospital Veterinário da Universidade de Brasília, as doenças infecciosas são responsáveis por 32% das causas de anemia, seguido de traumas e doenças inflamatórias”, explica Nathalia. Outras causas também podem estar associadas a essa condição, como as doenças renais crônicas e as doenças autoimunes. É por isso que o diagnóstico médico se faz tão importante. Além disso, hemoparasitoses também podem provocar a anemia em gatos, como micoplasma transmitido pela picada da pulga, as oriundas de reações adversas a medicamentos e as virais, como a FIV (Vírus da Imunodeficiência Felina) e FeLV (Vírus da Leucemia Felina).

Anemia em gatos pode ser regenerativa ou não regenerativa

Existem duas formas da anemia se manifestar no organismo dos felinos: a regenerativa e a não regenerativa. A primeira corresponde a um quadro em que é possível repor os glóbulos vermelhos, dentro do possível. Isso porque a medula óssea é capaz de produzir novas hemácias para substituir aquelas que foram perdidas. Já a anemia não regenerativa acontece quando a medula óssea não consegue produzir novos glóbulos vermelhos, ou quando essa produção é muito baixa.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    A anemia em gatos é um problema bastante comum, mas que é possível tratar
    A anemia em gatos é um problema bastante comum, mas que é possível tratar

    Mais Lidas

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio
    Saúde animal

    Vermífugo para cachorro: veterinária tira todas as dúvidas sobre o intervalo de uso do remédio

    Você certamente já ouviu falar em vermífugo para cães. Mas sabe, exatamente, para que ele serve? Quem tem animal de estimação precisa estar atento a uma série de cuidados para manter a saúde do bichinho em dia - e usar esse remédio no período certo é uma dessas medidas indispensáveis para a proteção do pet. Como o nome já indica, o medicamento previne doenças causadas por vermes, como a Dirofilaria immitis, Toxocara canis e Giárdia sp.

    Gato com anemia: saiba como identificar o problema

    Todo tutor percebe quando tem algo de errado com o seu gatinho. No caso da anemia felina, o bichano tende a ficar mais quieto e isolado, deixando até mesmo de brincar. Além disso, ele também costuma aparentar mais cansaço, com perda de apetite e as gengivas (mucosas em geral) ficam mais pálidas. “A perda de peso também pode acontecer se os sintomas forem se agravando com o passar do tempo, assim como o surgimento de febre, taquicardia (batimentos cardíacos mais acelerados) e dispneia (dificuldade respiratória)”, alerta a veterinária.

    Como é feito o diagnóstico da anemia em gatos?

    Antes de mais nada, é necessário levar o bichano ao veterinário para que ele possa examiná-lo. Durante a consulta, o profissional é capaz de observar alguns sinais como a coloração das mucosas da boca e dos olhos e verificar se há perda de peso, febre e prostração. Além disso, um exame de sangue simples (hemograma) ajuda a concluir o diagnóstico. “Nele, teremos a contagem dos glóbulos vermelhos e suas porcentagens nas funções de carregamento de oxigênio, tais como: hemácias, hemoglobina, hematócrito, entre outros”, explica Nathalia.

    Tratamento: vitamina para anemia em gatos funciona?

    Após a confirmação do diagnóstico, o tratamento deverá ser iniciado de acordo com a causa do problema. “Cada caso é único e deve ser avaliado pelo médico veterinário”, ressalta a profissional. Medicamentos específicos podem ser receitados para melhorar a saúde do gato, mas além deles também é possível a indicação de suplementos a base de ferro e até mesmo vitamina para gato com anemia associados aos tratamentos convencionais. “Existem também nutracêuticos que vão melhorar a imunidade do gato, fazendo com que as doenças autoimunes se estabilizem dentro do possível”, conta Nathalia. Já se o quadro de anemia for mais grave ou causado por hemorragias, a transfusão sanguínea pode ser a melhor opção. Mas lembre-se: para tratar anemia em gatos, remédio caseiro não deve ser considerado - o ideal é sempre buscar a orientação de um especialista.

    6 dicas de como prevenir a anemia em gatos

    1) Manter os gatinhos dentro de casa, ter janelas teladas e não permitir o contato com outros gatos de rua. Desta forma, evita-se a transmissão de doenças virais como FIV e FeLV;

    2) Manter as vacinas em dia;

    3) Fornecer uma alimentação de qualidade ao gatinho;

    4) Não administrar remédios sem prescrição ou conhecimento de um médico veterinário;

    5) Manter os gatinhos sempre com a vermifugação em dia, bem como manter livre de pulgas e carrapatos;

    6) Ao menor sinal de anormalidade no comportamento do felino, levar a uma consulta com um profissional para um chek-up.

    Redação: Juliana Melo

     

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Próxima matéria

    Conheça algumas vacinas para gatos não obrigatórias

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos
    Saúde

    Pancreatite em gatos: entenda mais sobre a doença que atinge os felinos

    Uma das doenças gastrointestinais mais sérias e conhecidas entre os humanos também possui a sua versão no universo felino: a pancreatite em gatos tem uma ação bastante similar no corpo dos nossos bichanos e também precisa de tratamento imediato para não causar danos à saúde do gato. É claro que isso se torna motivo de preocupação para os gateiros, mas não se assuste! A pancreatite felina tem tratamento e é possível diminuir o avanço da doença com alguns cuidados simples. 

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos
    Saúde

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos

    A esporotricose em gatos é uma das doenças mais graves que pode atingir os felinos. Isso porque ela evolui muito rápido para a fase disseminada, causando sérios riscos à vida do gatinho. Provocada por um fungo presente em vegetações, a “micose” apresenta feridas bem características na pele do felino, sendo esse um dos principais sintomas da doença. Apesar da complexidade da infecção, o tratamento correto é capaz de curar essa doença de gato. Esporotricose também pode ser prevenida com alguns cuidados específicos no dia a dia do seu felino. Para saber mais sobre a doença, nós conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro.

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!
    Saúde

    Insuficiência renal em gatos: veterinária tira todas as dúvidas sobre essa doença grave que atinge os felinos!

    A insuficiência renal em gatos é uma doença que pode ser muito comum quando falamos de felinos. Sem cura, o problema precisa de acompanhamento constante e cuidados especiais para evitar complicações. Apesar de ser uma doença grave, o gato com problema renal pode ter qualidade de vida. Para tirar as dúvidas sobre a insuficiência renal em gatos, o Patas da Casa conversou com a médica veterinária Débora Nunes, do Rio de Janeiro. Vem conferir!

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos
    Cuidados

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos

    Embora seja esquecido por alguns tutores, o dente de gato é uma das partes mais importantes dos nossos amigos felinos. Além de exercer um papel fundamental na alimentação do animal, os dentes influenciam também o comportamento do pet, já que com eles o bichano conhece o mundo na “infância” e também aprende a se defender. Por isso, a saúde bucal dos gatos também necessita de cuidados específicos: os dentes precisam se manter saudáveis para exercerem essas funções que moldam toda a vida do bichinho. 

    Ver Todas >

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?
    Saúde animal

    Secreção no pênis do cachorro é normal? Quando deve ser motivo de preocupação?

    Não é muito difícil perceber quando algo está errado com a saúde do cachorro. Geralmente, o próprio cão dá indícios disso, ainda mais se for na região genital: ele tende a lamber essa área de forma exagerada, mostrando que tem alguma coisa o está incomodando. Mas além disso, também é possível perceber que, em alguns casos, o cachorro libera uma secreção pelo pênis, o que costuma preocupar bastante os tutores. Será que essa é uma situação normal ou pode ser indicativo de doença? 

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!
    Saúde animal

    A cor do xixi de cachorro pode indicar alguma doença no trato urinário? Entenda!

    Quando o assunto é um cachorro fazendo xixi, é normal que uma das maiores preocupações do tutor seja com o animal fazendo suas necessidades no lugar certo. Mas outro fator que também merece a atenção dos humanos é quanto ao aspecto da urina dos cães. A cor do xixi do cachorro é capaz de indicar vários problemas de saúde no seu amigo de quatro patas e, por isso, é importante conseguir identificar quando o líquido está saudável ou não. 

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?
    Saúde animal

    Compensa contratar um plano de saúde para cachorro sem internação?

    Cuidar da saúde do cachorro é dever de todo tutor. Mas, é comum alguns gastos inesperados com veterinário podem surgirem no meio do caminho. Justamente por isso, algumas empresas passaram a ofertar plano de saúde para cachorro com um preço fixo e mensal. Com o serviço, é possível garantir que o seu cãozinho terá acesso a uma série de benefícios veterinários dentro da rede credenciada. 

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados
    Saúde animal

    PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados

    Uma das doenças mais graves que pode atingir os gatos é a Peritonite Infecciosa Felina (PIF). Embora não tenha cura e nem um tratamento específico, o diagnóstico precoce é fundamental para controlar os sinais clínicos do problema e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida do gatinho doente. Por isso, é importante ficar atento quanto aos efeitos da PIF felina para buscar o auxílio de um médico veterinário caso haja qualquer suspeita da doença.

    Ver Todas >