Ter um gato caçador é a realidade da maioria dos tutores. Embora alguns felinos sejam mais preguiçosos e pouco ativos, boa parte deles ainda mantêm alguns instintos selvagens, como o de caça. Por isso, é comum ver e até sonhar com gato caçando passarinho e outros bichinhos. Se você for “sortudo”, pode até ganhar um presente inesperado (e um pouco desagradável), como a carcaça de um animal morto. Mas por que será que os gatos têm essa perseguição com aves? Como fazer gato não caçar passarinho? Descubra essas respostas a seguir!

Gato caçando passarinho: por que isso acontece?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Mesmo com a domesticação, é bom lembrar que os felinos são predadores naturais. O instinto de caça foi preservado na espécie e, mesmo que eles não precisem mais caçar para se alimentar e sobreviver, a necessidade de perseguir presas está presente no dia a dia destes animais. Não é à toa que os melhores brinquedos para gatos costumam ser justamente os que incentivam esses instintos, como a varinha e o ratinho de dar corda. Mas por que os bichanos muitas vezes escolhem pássaros como alvos?

Se você está familiarizado com a história do Piu Piu e Frajola, um famoso desenho animado que foi criado em 1940 e é muito popular até hoje, saiba que essa história de gato caçando passarinho é mais comum do que a gente pensa. Essa “escolha” tem uma explicação: gatos gostam de animais pequenos para caçar, como roedores e pássaros menores. Já aves grandes, como papagaios e araras, não costumam ser o foco da espécie por causa do tamanho.

O que fazer ao ver um gato caçando passarinho?

Se for um pet caseiro e que não tem acesso às ruas, é difícil ver esse lado do gato “caçador” afetar outros animais. Como ele não vai ter contato direto com os pássaros, ele não vai caçá-los nem matá-los. Mas casas que têm espaços mais abertos e amplos podem receber a visita desses bichinhos e instigar o comportamento selvagem dos felinos. Se isso acontecer, é importante tentar manter o animal o mais distante possível das aves, seja afastando-as da casa ou distraindo o gato com outras atividades (brinquedos e petiscos).

Mas vale lembrar que normalmente o tutor só percebe o que aconteceu depois que o gato já atacou o pássaro e levou a carcaça de presente. Sim, acredite: os gatos levam presentes para os donos - e esses presentes geralmente são bichinhos mortos. Esse foi o caso da tutora Carla Lima, que só descobriu que a gatinha Poly tinha atacado um passarinho depois que o corpo, já desacordado, apareceu.

“Ela levou o passarinho para a cozinha, mas eu achei que era outra coisa. Quando eu olhei de perto, levei um susto, mas peguei o passarinho e fiz uma massagem nele. Não tinha sangue, sabe? Eu fiz de tudo para o bichinho reagir, mas eu acho que só o fato da Poly ter avançado nele, o susto pode ter matado. Não sei se ela foi tentar brincar, mas eu nem briguei com ela, porque é o instinto”, conta.


Gato caçador: com essa carinha fofa, ninguém nem imagina que a Poly já assustou um passarinho!
Gato caçador: com essa carinha fofa, ninguém nem imagina que a Poly já assustou um passarinho!

Como fazer gato parar de caçar passarinho?

O ideal é optar sempre pela criação indoor, não deixando que o animal tenha livre acesso às ruas. Isso por si só já ajuda quem se pergunta como ensinar o gato a não caçar passarinho. É importante também telar as janelas e todas as áreas da casa para evitar que o gato saia, e as aves entrem. Outras opções que devem ser consideradas são a castração de gato, que reduz consideravelmente esse instinto caçador e territorialista, assim como investir na gatificação da casa, com brinquedos e acessórios que supram a necessidade instintiva dos animais da espécie.

Para quem se pergunta se é possível criar gatos e pássaros na mesma casa, é importante avaliar tudo com muito cuidado. Ao contrário de um cachorro e gato, que podem ter uma convivência harmoniosa, os felinos nem sempre se dão bem com aves. Se o seu gatinho gosta de perseguir presas e tudo que se mexe, talvez essa não seja uma boa ideia.

Redação: Juliana Melo

Edição: Luana Lopes