close
Saúde

Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

Atualizado · 24 de junho de 2022 · 13h25

Publicado · 24/06/2022 · 09h00

  
 
 
       
 
  As larvas podem viver por até 7 anos no corpo do cão hospedeiro.
As larvas podem viver por até 7 anos no corpo do cão hospedeiro.

Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão.

Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

Verme do coração: dirofilariose é uma zoonose grave

Zoonoses são doenças que podem ser transmitidas de animais para pessoas, e a dirofilariose é uma delas. Mas se você está pensando que é o cachorro que a transmite para pessoas, está enganado. Apesar de ser bem rara a dirofilariose em humanos, é bom entender como a transmissão acontece.

Dirofilariose canina é transmitida por mosquitos como o Aedes aegypti

É um mosquito infectado, dos tipos Aedes, Culex ou Anopheles, quem faz a transmissão do parasita Dirofilaria immitis. O mosquito pica um animal contaminado e transfere as larvas para um cachorro, gato ou pessoa saudável. Esses vermes parasitários passam dos tecidos subcutâneo e muscular para a corrente sanguínea.

Dentro de um período de 3 a 4 dias, as larvas se tornam adultas, começam a se reproduzir e iniciam uma espécie de “corrida” pelo corpo hospedeiro. Em cerca de 3 meses, elas chegam ao pulmão e ao coração do cachorro, onde começam a se reproduzir.

O ciclo de contaminação não tem fim. Além disso, as larvas podem crescer bastante, atingindo metros de comprimento, e cada uma delas pode viver por até 7 anos no corpo do hospedeiro.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
      
 
 
       
    Os primeiros sintomas da dirofilariose em cachorros são a tosse e o cansaço, o que pode sugerir também um quadro de gripe canina.
    Os primeiros sintomas da dirofilariose em cachorros são a tosse e o cansaço, o que pode sugerir também um quadro de gripe canina.

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    Que sintomas o verme no coração do cachorro provoca?

    O que torna a dirofilariose em cães, gatos e pessoas difícil de detectar é a ausência de sintomas nos 7 meses iniciais da doença. Em silêncio, os vermes se desenvolvem e reproduzem em grande escala, o que torna essa doença bastante perigosa. Os primeiros sintomas da dirofilariose em cachorros são a tosse e o cansaço, o que pode sugerir também um quadro de gripe canina. Por isso é importante procurar um veterinário sempre que perceber algo errado com a saúde do cachorro.

    A insuficiência cardíaca também costuma ser um sintoma comum entre as fases leve e moderada da dirofilariose canina. Os animais podem passar a rejeitar o convite para exercícios ou brincadeiras mais agitadas, tornando-se mais letárgicos. Na fase moderada da doença, talvez seja possível ouvir barulhos anormais nos pulmões do cão, que vai ficando com menos apetite e, consequentemente, perdendo peso.

    Os sintomas da doença do verme no coração do cachorro ficam mais claros quando o quadro já é severo. Aparecem também os desmaios, a falta de ar, inchaço abdominal, hipertensão, insuficiência cardíaca e complicações como hepatomegalia (aumento do fígado). A dirofilariose pode levar o cachorro à morte.

    Dirofilariose: tratamento depende da complexidade de cada caso

    Uma vez que a dirofilariose canina é detectada, seu grau também é avaliado pelo veterinário. O profissional vai observar a quantidade de larvas presentes, a localização dos parasitas, ou seja, quantos e quais órgão foram comprometidos e de forma.

    O tratamento para dirofilariose pode ser feito com medicamentos, em duas etapas. Na primeira, a medicação vai ajudar o organismo a eliminar as larvas adultas. Em seguida, outros remédios vão combater as microfilárias presentes na corrente sanguínea, quebrando o ciclo de infestação.

    Casos mais graves - onde o volume de vermes do coração é muito grande - podem ser resolvidos por meio de cirurgias. O tratamento mais invasivo costuma ser a última opção para salvar o cachorro da dirofilariose, já que dependendo do quão comprometido o organismo do bichinho estiver, ele pode não resistir.

      Existem dois tipos de medicação para evitar o desenvolvimento de verme no coração do cachorro.
    Existem dois tipos de medicação para evitar o desenvolvimento de verme no coração do cachorro.

    Como prevenir verme no coração do cachorro?

    No caso da dirofilariose em cães, vale o ditado: prevenir é melhor que remediar! Se você seguir uma rotina de cuidados com o cachorro que envolva consultas veterinárias periódicas e o pet estiver saudável, pode apostar na medicação preventiva. Associar esse tipo de profilaxia com uma coleira repelente de mosquitos é o combo perfeito para manter o verme do coração bem longe.

    Existem dois tipos de medicação para evitar o desenvolvimento de verme no coração do cachorro. A medicação oral deve ser oferecida ao doguinho mensalmente, sem falta! Se o cãozinho não tomar medicação para dirofilariose em um mês, estará desprotegido pelos próximos três meses.

    Uma outra alternativa é a medicação injetável para dirofilariose. A injeção é dada uma vez por ano tanto em cachorros filhotes a partir de 2 meses de idade quanto em cães adultos, que devem receber a primeira o quanto antes possível, assim que o teste rápido de dirofilariose for feito e apresentar resultado negativo. 

    Muitas pessoas não percebem que os mosquitos também picam os animais domésticos ou acreditam que só pega verme do coração o cachorro que vai à praia. A verdade é que todo cuidado é pouco com a dirofilariose. Proteja seu pet e sua família!

     

    Anatomia felina: tudo sobre a respiração do gato, funcionamento do sistema respiratório, gripe em gatos e mais

    Próxima matéria

    Anatomia felina: tudo sobre a respiração do gato, funcionamento do sistema respiratório, gripe em gatos e mais

    Dirofilariose canina: conheça o
    Verme

    Dirofilariose canina: conheça o "verme do coração" e saiba como prevenir a doença!

    Você sabe o que é a dirofilariose canina? Esse termo difícil pode ser resumido em três palavras: verme do coração. Essa definição já é capaz de explicar o motivo da doença ser tão complexa e perigosa. A contaminação ocorre quando um mosquito infectado pela doença - de alguns tipos, e até mesmo o Aedes Aegypit - pica o cachorro e despeja microfilárias na corrente sanguínea do animal. Esses vermes se desenvolvem à medida que o cão vai crescendo e, em determinado momento, invadem o ventrículo direito do coração.

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros
    Sênior

    Neoplasia testicular canina: veterinária tira todas as dúvidas sobre o câncer de testículo em cachorros

    O câncer em cachorro é a principal causa de morte em cães acima dos dez anos de idade. No caso da neoplasia testicular canina – popularmente conhecida como câncer de testículo –, a doença afeta principalmente cachorros machos idosos não castrados. Além da idade avançada, a presença de testículos não descidos (criptorquidismo) é outro fator que contribui para a formação de tumor de cachorro no sistema genital.

    Já ouviu falar no gato escaminha? É uma raça de gato ou um padrão de cor? Tire todas as suas dúvidas!
    Raças

    Já ouviu falar no gato escaminha? É uma raça de gato ou um padrão de cor? Tire todas as suas dúvidas!

    A definição de gato Escaminha, também conhecido como “gato escama de tartaruga”, ainda causa estranheza. Com sua pelagem em tons pretos e laranja, é difícil não reparar no felino. Mas, afinal, do que se trata o gato Escaminha? Ele é uma raça de gato, ou não passa de um padrão de cores do animal? O fato é que muita gente tem dúvidas sobre o gato Escaminha e, ao procurar na internet, poucas informações são dadas a respeito do felino.

    Você sabe o que é a degeneração mixomatosa da valva mitral em cães? Tire todas as dúvidas sobre a cardiopatia!
    Saúde

    Você sabe o que é a degeneração mixomatosa da valva mitral em cães? Tire todas as dúvidas sobre a cardiopatia!

    Ninguém pode negar: cuidar do coração de cachorro é fundamental para manter a saúde do seu amigo. Afinal, assim como os humanos, ele também pode sofrer com as doenças cardíacas, entre elas, a degeneração mixomatosa da valva mitral é uma das mais frequentes. Também conhecida como endocardiose valvar, a condição provoca o refluxo do sangue dentro do coração e pode levar à insuficiência cardíaca, sendo fatal para o seu cãozinho. Mas, o que poucos tutores sabem é que, o quadro pode ter relação com traços genéticos da raça. Para entender melhor, conversamos com a veterinária Isabelle Campos, residente em Cardiologia na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, que te conta tudo o que você precisa saber sobre a degeneração mixomatosa da valva mitral em cães a seguir!

    Ver Todas >

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período
    Saúde animal

    Cio de cachorro: 6 curiosidades comportamentais sobre a fêmea nesse período

    Durante o cio de cadela, a cachorra passa por algumas mudanças comportamentais. Isso acontece porque nesse período há um aumento nos níveis de hormônios, o que acaba influenciando diretamente o comportamento da cachorra. Assim, o momento do cio de cachorro fêmea acaba sendo um momento sensível tanto para ela quanto para o tutor. Entender o que se passa com a cadela no cio é o primeiro passo para aprender a lidar melhor com o pet nesse período.

    Gato com diarreia: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com diarreia: o que fazer?

    O gato com diarreia é motivo de preocupação, pois este é um forte indicativo de que algo não vai bem no sistema digestivo do seu felino. A diarreia em gatos pode atingir desde o filhote ao gato adulto e saber como prevenir ou agir neste momento, até a próxima visita ao veterinário, pode ajudar o seu pet a lidar com esse problema que pode ser muito desagradável aos felinos e tutores. O Patas da Casa reuniu algumas informações muito importantes para ajudar você, que busca evitar mais sofrimento ao felino, mas não sabe oque fazer ao ver seu gato com diarreia.

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?
    Saúde animal

    Fezes de cachorro com gosma: o que pode ser?

    Normalmente, o cocô de cachorro apresenta uma coloração amarronzada e consistência firme. Quando sua aparência se torna diferente, é importante ligar o sinal de alerta. Um dos problemas mais observados é a presença de sangue nas fezes do cachorro. Porém, existe outra condição comum que chama a atenção: as fezes de cachorro com gosma. Existem diversos motivos por trás dessa condição. Muitas vezes, as fezes de cachorro com muco são apenas consequência de mudanças alimentares. 

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer
    Saúde animal

    Infecção no pênis de cachorro: o que é, quais as causas e o que fazer

    Devido a sua sensibilidade e exposição, o pênis de cachorro, sem um cuidado e higiene adequados, pode desenvolver algumas infecções. Além de ocasionar graves ferimentos ao órgão do animal, esses males podem comprometer o pênis do cachorro e trazer muita dor, principalmente no momento de urinar. Para evitar este sofrimento ao seu pet, é importante inspecionar a saúde geral do animal.

    Ver Todas >