close
Cuidados

Tudo sobre petiscos para gatos!

Atualizado · 27 de abril de 2022 · 16h20

Publicado · 27/04/2022 · 16h19

Os petiscos para gatos são super bem-vindos para agradar os pets, mas devem ser oferecidos com moderação
Os petiscos para gatos são super bem-vindos para agradar os pets, mas devem ser oferecidos com moderação

Não é mistério para ninguém que os petiscos para gatos fazem bastante sucesso no universo pet. Apesar do criterioso paladar felino, esses animais simplesmente não conseguem resistir aos famosos snacks e outras guloseimas que fogem da sua dieta. Mas isso não deve ser motivo para substituir integralmente a ração de gato, hein?! Muito pelo contrário: mesmo quando se trata de um petisco natural para gatos, a quantidade e frequência não deve ser grande, ou isso pode favorecer um quadro de obesidade e causar outros problemas à saúde do animal.

Para não restarem dúvidas na hora de agradar o seu amigo de quatro patas com snacks para gatos, reunimos as informações mais importantes sobre o assunto abaixo. Confira e saiba o que é petisco, quando oferecer, cuidados e as melhores receitas de petisco de gato para fazer em casa.

O que é petisco para gatos?

O petisco de gato nada mais é do que um “lanchinho” alternativo à ração, mas que não deve substituir a alimentação base do animal em hipótese alguma. Então da mesma forma que nós às vezes comemos algum lanche no intervalo entre as principais refeições, os felinos também podem usufruir desse mesmo “mimo” com os petiscos e snacks para gatos.

Esses petiscos, por sua vez, normalmente são vendidos em pequenos pacotes e podem ter diferentes sabores, sendo muito apreciados pelo paladar felino. Além disso, os snacks para gato têm vários formatos e texturas:

Todos os produtos são facilmente encontrados em pet shops. Mas atenção: antes de inserir o petisco de gato na rotina do seu animal de estimação, não deixe de conversar com um veterinário de confiança. Dependendo das condições de saúde do seu pet, podem haver limitações ou até mesmo restrições de ingredientes. Esse último caso é muito comum especialmente quando há um quadro de alergia em gatos do tipo alimentar.

Os petiscos para gatos fazem mal?

Essa é uma dúvida muito comum, e a resposta é: depende. No geral, os snacks para gatos não fazem mal e nem oferecem nenhum risco à saúde do animal, mas tudo vai depender da maneira como eles são oferecidos. O ideal é que o tutor não faça do petisco a base da alimentação do pet e nem ofereça com uma frequência ou quantidade superiores ao indicado pelo veterinário. Tudo em excesso faz mal, e com o petisco de gato isso não é diferente. Além disso, se o animal tiver algum problema de saúde ou for um gato obeso, por exemplo, é importante seguir as recomendações dos petiscos que são liberados.

Às vezes os gatinhos podem ficar mal acostumados com os aperitivos, principalmente se eles fizerem parte da sua rotina regularmente, resultando no gato não comendo a ração. Se isso acontecer, resista à tentação de oferecer o petisco para gato como tentativa de fazê-lo comer. Assim ele vai conseguir o que queria, e em questão de nutrientes os snacks para gatos estão longe de ser a opção mais adequada para suprir as necessidades do seu amigo. Busque a ajuda de um veterinário e estratégias para fazer o gato comer ração novamente.

Petiscos para gatos filhotes: pode ou não pode?

É claro que todo bom pai de pet adora mimar seu bichinho de estimação, e quando eles são filhotes de gatos essa vontade é ainda maior. Mas, mesmo que a vontade de agradar seja grande, não se pode dar petisco para gato até ele completar 10 semanas de vida. Não porque faça mal, mas porque a alimentação dos filhotes de gato passa por um processo gradativo até chegar ao alimento sólido e úmido.

Durante os primeiros 30 dias, os bichanos devem se alimentar exclusivamente do leite materno (ou artificial, no caso de gatinhos resgatados sem a mãe) e depois eles passam pela transição com a papinha. Depois de 45 dias, inicia-se a alimentação com ração sólida, e após dois meses os filhotes estão preparados para saborear os primeiros snacks para gatos (com a devida supervisão veterinária, claro).

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Petisco natural para gatos: frutas, verduras e legumes são opções saudáveis e nutritivas
    Petisco natural para gatos: frutas, verduras e legumes são opções saudáveis e nutritivas

    Mais Lidas

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção
    Alimentação animal

    Frutas para gatos: um guia completo dos alimentos liberados e benefícios de cada opção

    Cuidar da alimentação do gato é dever de todo tutor, e para isso é importante saber o que o animal pode ou não comer. Além das tradicionais rações para gatos, algumas pessoas também gostam de oferecer outras opções de comida para o seu bichano e procuram alternativas mais naturais, como frutas e legumes. Porém, por mais saudáveis que esses alimentos sejam para os humanos, é importante ter em mente que o organismo dos felinos não funciona da mesma maneira que o nosso e algumas frutas para gatos, por exemplo, podem fazer mal ao seu amigo de quatro patas. Para sanar todas as dúvidas sobre o assunto, confira as frutas que gatos podem comer a seguir!

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!
    Alimentação animal

    Verduras e legumes para cachorro: opções saudáveis para incluir na dieta do seu cãozinho!

    Quando o assunto é a alimentação de um pet, muitas dúvidas podem surgir: o que o cachorro não pode comer? cachorro pode comer couve? Pode dar brócolis para cachorro? Ou ainda se cachorro pode comer abobrinha? Muitos tutores questionam se podem oferecer verduras e legumes para cachorro. A resposta é sim! Além de serem muito saudáveis, esses tipos de alimentos ajudam a abrir e instigar o apetite dos caninos, podendo ser oferecidos como petiscos e até recompensas.

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos
    Alimentação animal

    O que gato pode comer? Veja alguns alimentos liberados para os felinos

    Mesmo que os gatinhos não tenham aquela gula característica dos cachorros, eles podem amar alguns alimentos. A dúvida, porém, sempre permanece nessa hora: além da ração, sachê e petiscos específicos, o que gato pode comer? A não ser que seu gatinho tenha um problema de saúde, você pode oferecer algumas frutas, legumes e proteínas de vez em quando. Mas atenção! Não são todos os alimentos que os gatos podem comer. O chocolate, por exemplo, está na lista dos itens proibidos pelo risco de intoxicar o seu pet.

    Alimentação de filhotes de cachorro: amamentação, desmame, papinha, ração... Tudo que você precisa saber!
    Alimentação animal

    Alimentação de filhotes de cachorro: amamentação, desmame, papinha, ração... Tudo que você precisa saber!

    Ter um cachorro filhote é tudo de bom, mas requer alguns cuidados, principalmente quando se trata da alimentação do animal. Ao contrário dos cães adultos que já têm uma dieta basicamente definida, os filhotes de cachorro passam por várias etapas de transição até poder consumir alimentos mais sólidos. Além disso, a ração para cachorro filhote é totalmente diferente da que é oferecida para os cachorros adultos.

    Snacks para gatos industrializados x petisco natural: qual a melhor opção?

    Muitos tutores ficam em dúvida na hora de escolher o melhor aperitivo. Em questão de nutrição e saúde, o petisco natural para gatos - como frutas, legumes e verduras - é, sem dúvidas, a melhor opção. Além de fornecer vários nutrientes benéficos para a saúde do pet, é possível fazer uma infinidade de receitas simples e saborosas com ingredientes naturais.

    No entanto, não se pode negar que os gatos têm um interesse enorme por petiscos já prontos. Nesse caso, o que desperta o interesse dos bichanos é o sabor e o cheiro dos aperitivos, que são preparados justamente com o propósito de atrair o paladar e o olfato felino. O problema é que os snacks para gato industrializados geralmente têm mais calorias e maior quantidade de corantes e conservantes, então não é algo exatamente saudável.

    Os sachês e patês, por outro lado, também são opções bem legais para inserir no cardápio do seu pet. Além de serem razoavelmente nutritivos, eles possuem bastante água na sua composição, o que, consequentemente, faz com que o gato beba mais água e evite uma série de doenças renais felinas e urinárias.

    Petisco caseiro para gatos: 5 ideias para colocar em prática

    1) Frutas para gatos

    As frutas para gatos são uma das melhores opções para incluir na dieta do seu felino. Mas é importante ter atenção, pois não são todas as frutas que são liberadas. Uva, uva-passas, abacate e frutas cítricas no geral são consideradas prejudiciais para a saúde dos gatos, então devem ser evitadas. Por outro lado, algumas frutas permitidas são:

    • Banana
    • Maçã
    • Melancia
    • Melão
    • Pera

    2) Vegetais para gatos

    Saber o que gato pode comer ou não é super importante, mesmo quando se trata de alimentos naturais e saudáveis, como legumes e verduras. Nem tudo que faz bem para a gente, faz bem para os animais. Veja alguns vegetais que podem ser oferecidos como petiscos para gatos:

    • Abóbora
    • Batata doce
    • Brócolis
    • Cenoura
    • Ervilhas

    3) Petiscos para gatos gelados

    Nos dias mais quentes, oferecer petiscos para gatos geladinhos é uma ótima pedida! Picolé de sachê, assim como picolé de frutas (sem adição de açúcar nem outros ingredientes) são ideias que podem ser implementadas para aliviar o calor e, ao mesmo tempo, aumentar a ingestão de água do pet, deixando-o hidratado.

    4)  Petiscos de peixe para gatos

    Os peixes para gatos são outra opção saborosa de aperitivo. No entanto, é importante ter em mente que não é todo tipo de peixe que pode ser consumido pelos felinos, pois algumas espécies fazem mal. Além disso, não se pode dar peixe cru, sendo importante cozinhar o alimento levemente. Atum, salmão e sardinha são os mais indicados!

    5) Grama para gatos

    Acredite se quiser, a grama para gatos vai além de entretenimento para os felinos. Elas podem ser consumidas como petiscos e ainda por cima trazem vários benefícios para o organismo animal, ajudando a expelir bola de pelos e melhorar a digestão. Você pode aprender como plantar grama de milho de pipoca ou trigo.

    Os snacks para gatos são ótimos aliados durante o adestramento, socialização e brincadeiras
    Os snacks para gatos são ótimos aliados durante o adestramento, socialização e brincadeiras

    Quando oferecer petisco para gato?

    Os bichanos nunca vão reclamar de ganhar um petisco. Gato adora e vai até pedir mais, mas é importante estabelecer um limite e ter horários “certos” para dar esse agrado aos pets. O ideal é que isso aconteça nos intervalos entre as refeições, mas não tão próximo da hora de dar a ração ou o gatinho vai se sentir cheio e pode acabar “pulando” uma das suas refeições principais. Por isso, se você tem o hábito de dar ração para gato no início da manhã e no final da noite, então o horário da tarde é o mais apropriado para os snacks.

    Outra possibilidade interessante é dar o petisco de gato durante brincadeiras descontraídas e como tática de reforço positivo. Um exemplo é quando o tutor adota um bichinho novo e está tentando aprender como acostumar um gato com outro: os petiscos, nesse caso, funcionam para que ambos os animais reconheçam a presença um do outro como algo positivo. Isso vale para outros tipos de socialização também, como entre gatos e cachorros.

    Na hora de adestrar gato, os snacks também cumprem um papel importante e estimulam o animal a aprender e repetir os comandos que lhe são ensinados durante os treinamentos. Dessa forma, se você pretende ensinar gato a dar a pata ou sentar, por exemplo, pode usar os petiscos como uma recompensa! Elogios e palavras de incentivo também são bem-vindos, mas nada melhor do que uma guloseima apetitosa, não é mesmo?!

    Qual a quantidade e frequência ideais para dar o petisco de gato?

    Saber dosar a frequência é um dos principais segredos na hora de presentear seu pet com um petisco. Gato não deve consumir essas guloseimas todos os dias, ou pode acabar ficando mal acostumado e até perder o interesse pela ração. O ideal é que os snacks sejam oferecidos apenas em ocasiões especiais (como nas festas de fim de ano, por exemplo) ou, no máximo, em dias alternados. Mas se puder reservar esses mimos para dias mais espaçados, melhor ainda! 

    Já em questão de quantidade, a maioria dos produtos indica na própria embalagem qual é a porção diária recomendada, que geralmente corresponde a uma colher de sobremesa. Se for um petisco caseiro para gatos, também é importante não exagerar. Mesmo que seja mais saudável do que os snacks industriais, são alimentos que não fazem parte da dieta normal dos felinos, então os excessos podem causar problemas nutricionais. Por precaução, você pode conversar com um profissional para maiores orientações.

    4 dicas para escolher os melhores petiscos para gatos filhotes e adultos

    1) Descubra qual o snack para gato preferido do seu amigo. É claro que é bom dar uma diversificada às vezes, mas se você quer saber qual o melhor petisco de gato, deve se atentar às preferências do seu peludo para deixá-lo ainda mais feliz!

    2) Pesquise sobre os benefícios do petisco. É sempre bom saber como aquele alimento impacta na saúde do animal, seja positivamente ou negativamente. Assim você tem um parâmetro do que é melhor para o seu gatinho.

    3) Verifique a procedência e qualidade do produto. Procurar marcas confiáveis e bem posicionadas no mercado é uma das melhores formas de não errar na escolha. Além disso, não esqueça de ver também a validade do petisco de gato!

    4) Ouça as recomendações do médico veterinário. Os profissionais da área geralmente têm boas sugestões, e você pode aproveitar para incluir na lista alguns petiscos de gato que eles passarem. 

    Redação: Juliana Melo

    Veja infográfico e descubra quais frutas que cachorro pode comer

    Próxima matéria

    Veja infográfico e descubra quais frutas que cachorro pode comer

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)
    Raças

    Khao Manee: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de gato tailandesa (e muito rara!)

    O Khao Manee tem um grande potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos. Com olhos de cores marcantes e pelo branquinho, o felino desta raça possui uma aparência rara que chama atenção e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem tailandesa, esse gatinho é super amigável e ama estar ao lado dos seus humanos - e até mesmo de outros animais. Para conhecer mais a fundo o gato Khao Manee, o Patas da Casa separou as principais informações sobre esse bichano incrível. Dá uma olhada!

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato
    Raças

    Van Turco: saiba tudo sobre essa raça de gato

    Já ouviu falar no gato Turkish Van? Também chamado de Van Turco ou o contrário, Turco Van, o animal desta raça é muito cobiçado e especial aos olhos dos amantes de felinos. Extremamente dócil e cativante, não é muito difícil entender por que as pessoas se apaixonam por esse bichano de pelagem felpuda e macia. Mas afinal, que outras características são típicas desta raça de gato? Como é a personalidade dele? Que cuidados são necessários no dia a dia do gatinho? Para desvendar todas essas questões, preparamos uma matéria com tudo que você precisa saber sobre o Van Turco. Dá só uma olhada!

    Ver Todas >

    Troca de ração de cachorro: passo a passo de como substituir sem traumas
    Alimentação animal

    Troca de ração de cachorro: passo a passo de como substituir sem traumas

    São muitas as situações em que a troca da ração de cachorro é necessária. No início da vida, o pet come a ração para filhote de cachorro, rica em nutrientes essenciais para o desenvolvimento sadio do animal. Depois, precisa mudar a ração para a versão adulta. Ao ficar mais velho, é a vez da ração para cachorro idoso, que previne problemas de saúde típicos da idade. Além disso, a troca de ração pode ser recomendada também por problemas de saúde. 

    Desmame de gato: passo a passo para introduzir ração de gato filhote
    Alimentação animal

    Desmame de gato: passo a passo para introduzir ração de gato filhote

    Trocar o leite pela ração de gato filhote é um processo que todo gatinho deve passar. O leite materno é fundamental para promover um desenvolvimento físico e até mesmo psicológico de forma saudável. Mas a amamentação felina só deve ocorrer por um certo período, e a alimentação do gato filhote precisa ser trocada pela ração, que tem os nutrientes fundamentais para completar o desenvolvimento do pet.

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!
    Alimentação animal

    Gato pode comer ovo? Descubra se o alimento é liberado ou não!

    Quando o assunto é alimentação dos gatos, é comum que os tutores tenham dúvidas sobre o que pode ou não fazer parte da dieta do bichano. Afinal, é sempre bom diversificar servir petiscos naturais e diversificados para o pet. Já sabemos que cachorro pode comer ovo, mas e gato? Pode comer ovo também? Assim como os cães, existem alguns felinos que são simplesmente apaixonados pelo alimento, enquanto outros não dão a mínima.

    Ração urinária: como funciona o alimento para gatos?
    Alimentação animal

    Ração urinária: como funciona o alimento para gatos?

    Hoje em dia, existe uma ampla gama de opções de ração para gatos nos pet shops. Algumas delas, inclusive, são formuladas especialmente para tratar doenças, como a ração para trato urinário. Gatos que apresentam doença renal crônica, quando são alimentados adequadamente, ganham muito em qualidade de vida. Veja a seguir quais são os diferenciais da ração urinária e quando ela deve - ou não - ser servida.

    Ver Todas >