Gato

Peixes para gatos: descubra os benefícios e quais tipos são liberados para incluir na alimentação dos felinos

Publicado - 20 Dezembro 2023 - 18h29

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Todo tutor sabe que o cuidado com a alimentação é um dos passos mais importantes para manter a saúde de gato em dia. Por isso, é essencial saber quais são os alimentos liberados para os felinos ou não. Isso levanta a questão que sempre passa pela cabeça de quem tem um felino em casa: gato come peixe ou não? Pode dar atum para gato? E outros peixes? Uma coisa é certa: o alimento desperta bastante a atenção dos bichanos, tanto pelo seu cheiro quanto pelo paladar.

Para esclarecer mais sobre essa comida para gato, preparamos uma matéria muito especial com os principais benefícios que o pescado pode trazer para o organismo desses animais e quais são os mais indicados para a dieta deles. Confira!

Afinal, gato pode comer peixe?

Essa é uma dúvida que permeia a cabeça de vários tutores. E, apesar de muita gente acreditar que dar peixe para gato comer pode ser prejudicial para a saúde dos felinos, isso não é bem verdade. O ponto é que, assim como qualquer alimento que fuja do padrão (como as frutas para gatos), o pescado deve ser oferecido aos animais com muito cuidado e com uma frequência bastante limitada.

Imagem Quiz:Que tipo de comida seu gato mais gosta? Ração, sachê ou a sua?

Que tipo de comida seu gato mais gosta? Ração, sachê ou a sua?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Até porque há uma certa diferença entre os tipos de peixe: enquanto alguns podem ser benéficos para a saúde dos bichanos, outros, como o bacalhau, não são recomendados porque podem acabar fazendo mal ao organismo deles. Por isso, antes de oferecer qualquer tipo de pescado, é importante saber quais são os tipos apropriados para isso e as melhores formas de introduzi-los na dieta do seu pet.

Gato pode comer espinhas de peixe?

Até pode dar peixe para gato, desde que o alimento seja oferecido sem espinhas. Caso contrário, o animal corre o risco de se engasgar e até machucar o interior da boca com isso. Dependendo do tamanho da espinha, além de um gato engasgado, isso pode até mesmo causar uma obstrução intestinal no pet.

O gato pode comer peixe cru?

É importante ter em mente que o peixe cru para gato não é recomendado, sendo sempre necessário cozinhá-lo. A carne crua para gatos - inclusive a de peixe - pode conter bactérias, como a salmonella. Isso pode deixar o gato intoxicado com o alimento e requer atendimento imediato.

Além disso, quando o peixe para gato está cru, ele contém uma enzima chamada tiaminase que provoca a destruição da tiamina no organismo felino, causando deficiência de vitamina B. Por esses motivos, não se pode dar peixe cru para gatos em hipótese alguma!

Gato cheirando peixe cru
Peixe cru para gatos não é recomendado!

Peixe para gato: saiba quais são liberados e quais são proibidos para os felinos

Peixes para gatos liberados

  • Atum
  • Salmão
  • Sardinha
  • Truta
  • Anchova
  • Cavalinha

Peixes para gatos proibidos

  • Peixe defumado
  • Peixe marinado (ceviche)
  • Peixe em conserva e enlatado
  • Peixe com muito sal (bacalhau)

 

Peixe para gato: se oferecido da forma certa, o alimento pode trazer benefícios aos felinos

 

Com um alto teor de ômega 3, o peixe é considerado um dos melhores alimentos quando o assunto é o fortalecimento ósseo dos animais. Além disso, é um dos alimentos ricos em proteína para gatos, melhorando a disposição e aumentando a energia dos felinos.

Dentre os peixes mais recomendados para a dieta dos gatos estão os pescados azuis, como o atum, salmão e anchova. Por serem menos gordurosos e possuírem uma grande quantidade de ômega 3, esses peixes podem ser introduzidos na dieta dos bichanos sem trazer nenhum risco para a saúde, sendo bem benéficos para eles. 

Mas atenção: o peixe é um alimento que não contém todos os nutrientes essenciais que o gato precisa. Então nada de substituir integralmente a ração pelo pescado, hein? O ideal é que esse tipo de comida nunca seja a base da dieta do animal, e sim um petisco de gato ocasional em datas especiais ou quando você quer presentear o seu amigo de quatro patas com um alimento que fuja da rotina.

Peixe para gato em cima de prato e felino cheirando o alimento
Gato comendo peixe: apesar dos benefícios, isso não deve substituir a ração

 

Comida para gato: entenda por que o peixe não deve ser a base da dieta do animal

 

Segundo uma pesquisa desenvolvida por Anton C. Beynen, um cientista especialista em alimentação animal, o peixe não possui todos os nutrientes considerados importantes para a saúde dos gatos e, por isso, não deve servir como base da dieta do animal. Logo, é preciso ter em mente que o peixe jamais deve substituir a refeição habitual do seu pet.

A ração de gato continua sendo o alimento mais completo nutricionalmente para os bichanos, e deve ser mantida diariamente. Mas, caso você esteja pensando em dar uma diversificada na dieta do seu amigo, o peixe e quaisquer alimentos que contenham esse ingrediente na sua composição podem ser uma boa alternativa para isso, se dados com moderação.

Além do mais, mesmo com os benefícios que o peixe oferece, é preciso ter cuidado com a frequência que o tutor dá esse tipo de comida para o seu bichinho. Tudo em excesso faz mal e com o gato comendo peixe isso não é diferente. Não por causa da chance de um gato obeso, mas porque o consumo elevado de peixe pode desencadear alguns problemas de saúde nos felinos, como a deficiência de vitaminas e até mesmo alergias.

Mas calma: não tem problema nenhum em dar um pouquinho de peixe de vez em quando para o seu amigo de quatro patas, viu? É só tomar cuidado para que isso não se torne um hábito muito frequente na rotina do animal. A seguir, daremos algumas dicas de como incluir o peixe na hora de dar comida para gato do jeitinho certo.

 

Peixe para gato: algumas opções para você oferecer ao seu bichano

 

  • Atum para gatos:

Uma das melhores escolhas de peixe para gato é o atum! Com um alto valor nutricional, o gato pode comer atum e aproveitar uma série de benefícios, além de ser bem agradável ao paladar. Mas na hora de oferecer o atum para gatos, é importante ficar atento a um fator: o peixe precisa ser fresco e levemente cozido para eliminar possíveis bactérias.

Essa é a forma de consumo mais saudável, mas não é a única que existe. Em casos onde o peixe foi congelado, por exemplo, o gosto pode sofrer uma leve alteração, mas ainda assim pode ser oferecido ao gatinho, desde que seja cozido antes também. Inclusive, muito gato ama atum por causa do sabor umami!

O atum em lata, por outro lado, nunca deve fazer parte da dieta do animal. Esse tipo de alimento possui uma alta taxa de mercúrio e de sódio, o que pode fazer mal para a saúde dos gatos. Então, por mais que o bichano fique com vontade de experimentar atum, gatos sempre devem ficar longe desse tipo de alimento.


  • Sardinha para gatos:

A sardinha também pode entrar no cardápio dos felinos, desde que seja oferecida em ocasiões isoladas. Muitos tutores acabam tendo medo de dar esse tipo de peixe para gatos devido a grande quantidade de espinhas nas sardinhas, mas isso não é um grande problema. Então, pode dar sardinha para gatos sim (é só retirar as espinhas antes)!

O gato pode comer sardinha e a maioria adora saborear esse tipo de peixe. A principal questão, na verdade, é a quantidade que o gato come, que não deve ser muita e nem algo muito frequente na rotina dos animais. Além disso, assim como o atum, a sardinha em lata para gatos também não é ideal para a dieta dos felinos. Prefira sempre o peixe levemente cozido.


  • Truta e salmão para gatos:

Outras opções de peixe para gatos são o salmão e a truta. Eles também são petiscos que não devem ser oferecidos totalmente crus para os animais. O mais recomendado, na verdade, é que eles sejam congelados por 7 dias e, posteriormente, o tutor deve cozinhá-los antes de dar aos gatos. A ingestão de peixes crus pode provocar uma deficiência de vitamina B no organismo dos felinos. 

O gato pode comer peixe enlatado?

É normal que alguns tutores se perguntem se gato pode comer atum em lata ou até se pode dar sardinha em lata para gato. A resposta é não. Os alimentos enlatados têm uma alta concentração de sódio e são muito gordurosos, o que é péssimo para a saúde dos gatos. Isso pode aumentar significativamente a pressão arterial desses animais e ainda causar problemas intestinais, nos rins e fígado.

Gato deitado em cima de enlatado
Sardinha em lata para gatos é bastante prejudicial

 

Comida para gato: veja como incluir o peixe na dieta do animal

 

  • Petiscos: 

Para tornar a alimentação do bichano mais diversificada, é possível acrescentar outros tipos de comida, como a sardinha para gatos e outros peixes, na dieta. Mas é importante que isso sirva apenas como complemento às refeições dos gatos - e nunca como prato principal.

Desta forma, uma alternativa para o gato comer peixe é que o alimento sirva de petisco em momentos de descontração ou quando o tutor quiser dar um "mimo" a mais para o seu amigo de quatro patas. De preferência, o peixe deve estar levemente cozido.


  • Ração para gatos de peixe:

Existem também as rações de peixe para gato, uma opção para quem não quer arriscar em dar o peixe em si ao animal. Nessas rações, todos os valores nutricionais do peixe são mantidos, como o ômega 3 e as proteínas essenciais.

Além disso, muitas delas também possuem um gostinho diferenciado, que simula o mesmo paladar dos pescados e costuma agradar bastante os felinos. Para saber quais são as melhores rações de gato com sabor de peixe, você pode pedir sugestões de um veterinário.

Cuidados importantes na hora de oferecer peixe para gato

  1. O principal cuidado com a comida do gato é se atentar aos alimentos que são liberados para a dieta felina. Assim, você garante uma alimentação diversificada para o seu pet, mas não compromete a saúde dele.
  2. Cuidado com a frequência! Se o gato come peixe muitas vezes ao longo da semana, isso também pode acabar fazendo mal para o organismo do bichano. O ideal é dar o alimento com moderação para evitar qualquer preocupação.
  3. Nunca ofereça peixe cru, temperado ou com espinhos para o gato. Isso pode causar diversos problemas de saúde no bichano.
  4. Lembre-se que o peixe para gato jamais deve substituir a ração. Por mais que eles possam ser oferecidos ocasionalmente para o pet, ele não tem todos os nutrientes de que o felino precisa e por isso deve servir como um mero petisco.
  5. Em caso de dúvidas, consulte um veterinário. Isso vale tanto se você deseja saber sobre os melhores peixes para gato quanto para descobrir maneira certa de incluir o alimento na rotina do pet.

Publicado originalmente em: 20/03/2020
Atualizado em: 20/12/2023

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Comportamento

Frases de gatos para qualquer situação: postar no status, legenda de fotos e homenagens para o bichano

Assim como existem frases de cachorro para várias situações, também existem frases de gato bem legais que podem ser usadas em difere...

Gato

Gato solta pum? Descubra se é normal os felinos terem gases ou não e o que fazer

Você já se perguntou se o gato solta pum igual os humanos? Por mais estranho que pareça, essa é uma dúvida que pode surgir quando se...

Cachorro

Como medir cachorro para comprar coleira, roupas, camas e outros acessórios: veja o guia e nunca mais erre!

Saber como medir cachorro corretamente pode ajudar você na hora de comprar diversos acessórios para o seu pet. Coleira para cachorro...

Gato

Gato se lambendo muito: esses são os motivos mais comuns para a lambedura excessiva, segundo os especialistas

É muito comum ver um gato se lambendo no dia a dia para se limpar. Isso faz parte da rotina de higiene deles. A língua desses animai...

Cuidados

Como fazer o gato beber mais água: essas são as 6 dicas dadas por um veterinário para aumentar a hidratação do pet

Saber como fazer o gato beber água é uma das grandes preocupações entre os tutores. Isso porque é da natureza dos felinos não se hid...

Ver todas