close
Cuidados

Tudo que você precisa saber sobre o cachorro idoso: saúde, alimentação, exercícios e bem-estar

Cachorros idosos demandam cuidados ainda mais específicos para uma velhice tranquila
Cachorros idosos demandam cuidados ainda mais específicos para uma velhice tranquila

Com uma expectativa de vida que geralmente varia entre oito e 15 anos, dependendo da raça e porte, os cachorros idosos precisam de algumas mudanças na rotina para terem uma velhice mais tranquila e saudável. Alimentação, atividades físicas, cuidados básicos (como escovação dos dentes e limpeza dos ouvidos) e até a frequência das visitas ao veterinário mudam na terceira idade canina. Tudo isso é necessário para proporcionar mais qualidade de vida ao animal, que muitas vezes pode perder visão e audição ou mesmo ter algum problema de mobilidade. Lembre-se ainda que nunca é tarde para adotar um cachorro idoso e dar um pouco de dignidade ao pet no fim da vida.

Para te ajudar nessa missão, o Patas da Casa reuniu numa única matéria todos os cuidados indispensáveis quando se trata de um cachorro idoso. Além disso, terá a oportunidade de tirar algumas dúvidas comuns entre os tutores de cães idosos, como: cachorro idoso dorme muito? Qual a melhor ração para cachorro idoso? O cachorro idoso bebe muita água? Confira!

Cachorro idoso: animal dá sinais de que chegou na terceira idade

Como saber que seu cão idoso envelheceu? Alguns tutores demoram a perceber isso, mas os sinais são perceptíveis. Saber calcular a idade do cachorro é o primeiro passo. A contagem dos "anos caninos" é diferente do que estamos acostumados e leva em consideração o porte do animal. Algumas raças e tamanhos podem alcançar a terceira idade mais cedo ou mais tarde. No entanto, a média para ser considerado um cachorro idoso é de 6 a 8 anos de idade. O cachorro idoso começa a ficar com os pelos grisalhos, principalmente perto do focinho e ao redor dos olhos. Além disso,  o animal com a idade mais avançada apresenta menos disposição para passeios e brincadeiras - apesar dessas atividades ainda serem essenciais para a saúde do animal. 

A diminuição da visão e audição também são alguns sinais de velhice. Se observar que seu cachorro está esbarrando nas coisas ou não atende quando você o chama, o melhor é levá-lo ao veterinário para um check-up. Os dentes do cachorro também ficam mais frágeis e podem se quebrar caso o animal coma algum alimento mais duro. Inclusive, o nível de desgaste dos dentes ajudam a determinar a idade aproximada do animal: é normal que a partir dos sete anos os dentes fiquem mais quadrados e amarelados. 

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    O cachorro idoso precisa de uma alimentação adequada para a idade
    O cachorro idoso precisa de uma alimentação adequada para a idade

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!
    Cuidados dos animais

    O que fazer para o cachorro parar de marcar território: 7 dicas para lidar com o xixi fora do lugar!

    Ter um cãozinho em casa é só alegria, mas é sempre bom que o dono esteja preparado para lidar com alguns comportamentos inconvenientes do animal. Um deles é o xixi fora do lugar para deixar o cheiro em todos os cantos da casa. O que fazer para o cachorro parar de marcar território? O costume é desagradável e pode até tirar o sossego de muitos tutores por aí. Para te ajudar, separamos algumas dicas para evitar que o cachorro marque território em casa e faça xixi onde não deve. Acompanhe!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Quais os principais cuidados com cães idosos?

    Nem todo cachorro idoso apresenta problemas de saúde, mas algumas doenças são mais comuns na terceira idade canina. Por isso, as consultas periódicas ao veterinário são ainda mais importantes nessa fase da vida. Elas vão garantir que não ocorram surpresas com a saúde do cachorro. Além disso, algumas doenças são mais fáceis de serem curadas ou controladas quando são descobertas no início. Veja alguns problemas de saúde que podem afetar seu idosinho.

    • Alterações cardíacas: caso você observe sintomas de tosse em cachorro idoso ou respiração ofegante fique atento, esses sinais estão associados a problemas cardíacos;
    • Doenças ósseas: é comum que o cachorro idoso não tenha a mesma disposição da juventude. Alguns problemas ósseos, como a displasia de quadril e osteoporose canina, são comuns principalmente nos cachorros grandes. Caso você observe o cachorro idoso com dificuldade de andar ou com espasmos nos membros, procure o veterinário para identificar o problema. Inclusive, uma rampa para cachorro idoso é indicada para o animal não forçar as patas e coluna ao subir em camas e sofás;
    • Problemas renais: com o passar dos anos, os rins perdem a capacidade de funcionamento, facilitando o surgimento de problemas como a insuficiência renal em cães. Se seu cachorro idoso começou a beber muita água de uma hora para outro, faz xixi em um curto período de tempo e apresenta perda de apetite e emagrecimento repentino, pode ser que ele esteja sofrendo algum problema renal. 

    Além desses problemas, o cachorro idoso pode apresentar disfunções cognitivas que vão deixá-lo mais lento e desinteressado. No caso dos cães adestrados, pode ser observada a regressão de alguns aprendizados que ele teve ao longo da vida. Muitas vezes, o cãozinho que passou a fazer xixi no lugar errado ou está com comportamentos estranhos pode estar com algum problema neurológico. Além de levar o animal ao veterinário para checar os sintomas, é importante ter paciência para lidar com essas mudanças na rotina.

    Como escolher a melhor ração para cachorro idoso?

    A alimentação do cachorro idoso é a questão mais importante nessa fase de vida. A ração deve ser própria para animais que estão na terceira idade. Uma das principais diferenças da ração para cachorro idoso é a textura, já que ela costuma ser mais macia. Isso é muito importante para preservar os dentes do cachorro e facilitar a mastigação. Inclusive, a ração úmida pode ser adotada na alimentação, desde que tenha sido recomendada pelo veterinário, que também vai estabelecer a frequência ideal para oferecer o sachê.

    A ração para cachorro idoso também possui nutrientes, como vitaminas e minerais, que ajudam na manutenção dos órgãos, ossos e cartilagens. O animal também pode necessitar de um alimento que ajude no tratamento de alguma doença específica. Se o cachorro tiver problemas nas articulações, por exemplo, pode ser recomendada uma ração com adição de glucosamina e condroitina. Já o cachorro idoso que apresenta problemas de disfunção intestinal, precisa de uma ração com mais fibras. É o caso também de animais que tenham problemas digestivos, renais ou hepáticos. No entanto, a "ração medicamentosa" deve ser prescrita por um veterinário. Com uma consulta, ele poderá fazer exames para saber qual a ração para cachorro idoso mais adequada.

    O mesmo deve ocorrer na hora de escolher uma vitamina para cachorro idoso. Os doguinhos com mais idade podem precisar de vitaminas para ter um reforço nutricional além da ração, mas só o veterinário vai saber qual nutriente se cachorro precisa mais. 

    Cachorro idoso dorme muito? Um cãozinho na terceira idade tem menos disposição
    Cachorro idoso dorme muito? Um cãozinho na terceira idade tem menos disposição

    Cachorro idoso não quer comer: o que fazer?

    É normal que o cachorro idoso coma menos na velhice. Isso acontece porque o olfato do cãozinho diminui, assim como a sensibilidade do paladar, tornando os cheiros e sabores menos atraentes que antes. Além disso, o metabolismo dos animais idosos é mais lento, fazendo com que ele se sinta saciado por mais tempo. A diminuição na quantidade de exercício físico também impacta nisso, já que o animal terá uma necessidade energética menor. No entanto, fique atento se o seu cachorro não quiser comer nada ou estiver de jejum por muito tempo, já que isso pode indicar algum problema de saúde.

    Cachorro idoso precisa de exercícios físicos?

    A resposta é sim. Mesmo que seu cachorro idoso não tenha a mesma disposição para atividades físicas que antes, nunca deixe de passear com ele, ainda que por curtos períodos de tempo. As caminhadas e passeios vão ajudar no fortalecimento de músculos e do coração de seu doguinho. Além disso, um cachorro sedentário tem mais chances de desenvolver estresse, ansiedade e outras doenças mais graves. Não deixe também de proporcionar atividades diferentes de vez em quando, como levá-lo para um passeio no parque, e investir em brinquedos que estimulem o aspecto físico e mental do bichinho.

    Redação: Hyago Bandeira

    Como escolher caixa de transporte para gatos de acordo com o tamanho do pet?

    Próxima matéria

    Como escolher caixa de transporte para gatos de acordo com o tamanho do pet?

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro
    Grandes

    Galgo Afegão: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro

    O Galgo Afegão, também chamado de Afghan Hound, é um cachorro originário do Oriente Médio com aparência exótica e charmosa, difícil de passar despercebido. O que poucas pessoas sabem é que, por trás da postura elegante e independente do cão Afegão, existe um ótimo companheiro de quatro patas, cheio de energia para gastar e amor para dar. Mas o que é necessário saber sobre essa raça de cachorro antes de comprar ou adotar um exemplar? Como é a personalidade do Afghan Hound e que cuidados são necessários com o cãozinho? 

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana
    Grandes

    Cane Corso: tudo que você precisa saber sobre a raça de cachorro gigante de origem italiana

    Um dos cãezinhos mais surpreendentes é o Cane Corso. Embora ele não seja tão popular quanto outras raças de cachorro grande, como o Labrador e o Golden Retriever, o Cane Corso é dono de um enorme coração e tem uma personalidade incrível. Algumas pessoas podem até se intimidar com o tamanho e a postura imponente do doguinho, mas só quem convive com um Cane Corso sabe como estes cães são adoráveis e carinhosos.

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno
    Pequenos

    Pequinês: tudo o que você precisa saber sobre a raça de cachorro pequeno

    Para quem procura por raças de cachorro pequeno, o Pequinês pode ser a companhia perfeita. Além de se adaptar muito bem a apartamentos e outros espaços reduzidos, esse pequeno cãozinho é dotado de uma personalidade carinhosa, amigável e extremamente leal aos seus humanos. Apesar da baixa estatura, o cachorro Pequinês também é super corajoso, e uma das maiores provas de que tamanho não é documento. 

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande
    Grandes

    Dogo Argentino: tudo o que você precisa saber sobre essa raça de cachorro grande

    Você já ouviu falar no Dogo Argentino? Essa é uma raça de cachorro que teve origem em um país vizinho ao nosso, a Argentina. Embora pareçam sérios, os cães desta raça são uns amores e têm tudo para te conquistar, principalmente se o que você procura é um amigo de quatro patas bem leal e parceiro. Mas antes de comprar ou adotar um cachorro desta raça, que tal conhecê-lo um pouco mais a fundo? 

    Ver Todas >

    Creme dental para cachorro: o que levar em conta na hora de escolher a melhor para o seu pet?
    Cuidados dos animais

    Creme dental para cachorro: o que levar em conta na hora de escolher a melhor para o seu pet?

    Um produto que é essencial para cuidar da saúde bucal dos nossos pets é o creme dental para cachorro. Sim, os cães também podem sofrer com problemas bem desagradáveis, como o tártaro e o mau hálito. Por isso, um cuidado indispensável é escovar os dentes do cachorro regularmente. Mas como fazer isso da forma correta? Para começar, é necessário escolher um bom creme dental canino, já que os cães não podem utilizar as pastas de dente humanas por várias questões. 

    Banheiro de gato: 8 coisas que você precisa saber sobre a caixa de areia do seu bichano
    Cuidados dos animais

    Banheiro de gato: 8 coisas que você precisa saber sobre a caixa de areia do seu bichano

    Todo mundo sabe da importância do banheiro de gato, mas você já parou para se perguntar quantas vezes gato vai ao banheiro? Ou com que frequência é necessário limpar a caixa de areia para gatos? Essas são questões que certamente já passaram pela cabeça de todo gateiro. No entanto, além de ser uma questão de higiene, o tutor também deve prestar atenção em várias outras coisas.

    Coleira de cachorro com nome: 4 motivos para não deixar a coleira com identificação do seu pet de lado
    Cuidados dos animais

    Coleira de cachorro com nome: 4 motivos para não deixar a coleira com identificação do seu pet de lado

    A coleira com identificação para cães é um cuidado importante que muitos tutores deixam de lado. Esse acessório permite que o animal seja encontrado com mais facilidade caso ele se perca. O indicado é que a coleira com identificação para cachorro contenha, além do nome do animal, o telefone dos tutores, endereço e informações médicas ou de comportamento. Dessa forma, se alguém encontrar o pet será mais fácil de levar o cachorrinho de volta para casa.o.

    Mochila de cachorro: para quais pets o acessório é indicado e como usar?
    Cuidados dos animais

    Mochila de cachorro: para quais pets o acessório é indicado e como usar?

    Já ouviu falar na mochila de cachorro? Esse é um acessório que pode ser bem útil em algumas situações do dia a dia, especialmente quando você tem algum compromisso com o cãozinho fora de casa. Existem dois tipos de mochila para cães: aquela que o tutor coloca nas costas para acomodar o pet dentro, e outra que é feita para uso exclusivo do animal. Mas será que todos os cães podem usufruir de ambos os modelos?

    Ver Todas >