Todo tutor precisa estar familiarizado com a tabela de vacinas para gatos. Os imunizantes obrigatórios devem ser dados logo nos primeiros meses de vida do animal, e depois reforçados anualmente. Se você ainda não conhece o calendário vacinal dos gatos, mas acabou de adotar um bichano (ou está pensando em adotar um), é bom desvendar tudo sobre o ciclo de imunização felina. Veja o infográfico abaixo para não ter mais dúvidas!

Teste seus conhecimentos sobre a saúde de gato!

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Não tenho pets
Tenho cão
Tenho gato
Tenho cão e gato
Autorizo receber comunicações e publicidade da NESTLÉ®.

Infográfico

Tabela de vacinas para gatos: polivalente é dividida em três doses

Uma das vacinas para gatos mais importantes é a polivalente. Ela pode ser de três tipos diferentes: V3, V4 e V5. A primeira (V3) protege contra a rinotraqueíte, calicivirose e panleucopenia. Já a segunda (V4) protege contra essas mesmas doenças e também contra a clamidiose. A vacina V5, por sua vez, é a mais completa de todas e protege contra todas as doenças da V4 + FeLV (o vírus da leucemia felina).

Sobre o calendário vacinação, gatos devem tomar três doses iniciais, seguindo o intervalo de 21 a 30 dias entre cada dose. Depois,  o reforço deve ser anual, com uma única dose. Para quem se pergunta “vacina gatos: quantos meses o animal pode receber as primeiras aplicações?”, vale lembrar que a primeira dose da V3, V4 ou V5 pode ser aplicada a partir de 60 dias de vida. 

Calendário vacinal: gatos precisam tomar a vacina contra a raiva

A vacina antirrábica é outro imunizante obrigatório. Mas, diferentemente da polivalente, ela é feita em dose única. O mais recomendado é que os gatos sejam vacinados contra raiva a partir de 120 dias de vida — ou seja, quatro meses de idade. Por ser considerado uma zoonose muito perigosa, é importante lembrar que as doses de reforço da vacina antirrábica também devem acontecer anualmente.

É importante seguir a tabela de vacinação para gatos à risca, sem atrasos

Sobre as vacinas para gatos, alguns tutores podem se perguntar se tem problema atrasar o reforço anual. A resposta é sim. Qualquer atraso no calendário vacinal pode deixar os animais desprotegidos — e, portanto, vulneráveis —, mesmo que por um curto período de tempo. Mas é claro que quanto maior o atraso, maiores são as chances de você ter um gato doente. 

Se você perdeu o prazo de vacinação do seu amiguinho, não hesite em procurar a ajuda de um veterinário de confiança o quanto antes (seja para testá-lo contra possíveis infecções, ou para aplicar a dose de reforço). Seguindo corretamente o calendário vacinal, gatos ficam mais seguros e saudáveis!