close
Saúde

Saiba tudo sobre a paralisia de laringe em cães

Atualizado · 24 de fevereiro de 2021 · 19h17

Publicado · 24/02/2021 · 19h17

A paralisia de laringe em cães é um problema que precisa de atenção. Saiba mais
A paralisia de laringe em cães é um problema que precisa de atenção. Saiba mais

Entender um pouquinho sobre a anatomia canina é necessário para saber como algumas doenças podem interferir na saúde do cachorro. A paralisia de laringe em cães, por exemplo, é uma condição pouco abordada e que costuma despertar muitas dúvidas nos pais de pet. Como esse quadro se manifesta? Quais são os principais sintomas e como é feito o tratamento? Para esclarecer algumas questões sobre esse problema de saúde, o Patas da Casa entrevistou a médica veterinária Fran Luiz, do Rio Grande do Sul. Veja só o que ela nos contou!

Laringe: cães podem desenvolver paralisia no órgão

A laringe é um órgão que faz parte do sistema respiratório dos cães, localizada entre a traqueia e a faringe. A principal função da estrutura é impedir a passagem de ar enquanto os cães comem, evitando que pequenas partículas de comida possam invadir as vias aéreas. Por isso que quando a laringe falha por algum motivo, a reação imediata do corpo é engasgar na tentativa de expulsar o alimento que invadiu o sistema respiratório. “A paralisia de laringe em cães trata-se da incapacidade de abdução das cartilagens aritenoides durante a inspiração”, explica a veterinária. Na prática, isso quer dizer que ocorre uma obstrução das vias aéreas do animal.

Quais são as causas da paralisia de laringe?

Existem duas formas do animal desenvolver a paralisia de laringe, de acordo com a especialista: “Pode ser congênita ou adquirida. A adquirida pode acontecer principalmente por trauma ou neoplasia, mas geralmente é idiopática”. Isso quer dizer que quando se trata dessa paralisia (laringe), cães podem já nascer com o problema ou desenvolver ao longo da vida. Normalmente, esse é um quadro que não está associado a outras doenças, e por isso ele é considerado idiopático.

Ainda assim, é importante saber que alguns fatores, como a raça de cachorro, podem influenciar no problema de origem congênita. “Husky Siberiano, Bull Terrier, Dálmata e Rottweiler, por exemplo, são raças que têm maior predisposição”, alerta Fran. Quando o cachorro adquire a condição ao longo da vida, pode-se dizer que duas raças de cachorro grande são mais propensas à paralisia de laringe: Labrador e Golden Retriever.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    O cachorro com falta de ar é um sintoma da paralisia de laringe
    O cachorro com falta de ar é um sintoma da paralisia de laringe

    Mais Lidas

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    7 sintomas da paralisia de laringe em cães

    Tosse

    • Desmaio

    Dispneia (falta de ar)

    • Inquietação

    • Disfagia (dificuldade para engolir)

    • Cianose (coloração azul ou arroxeada da pele e mucosas)

    • Intolerância ao exercício

    Ao identificar um ou mais dos sintomas descritos, não hesite em levar o seu cãozinho para uma consulta com um médico veterinário de confiança. Só assim é possível confirmar o diagnóstico. Com a confirmação do diagnóstico de paralisia de laringe em cães, o médico responsável por essa análise vai indicar o melhor tratamento para o paciente. “O tratamento mais efetivo é o cirúrgico, mas também é possível tratar paliativamente o cachorro com medicação. Contudo, esse tipo de tratamento só ameniza os sinais e não é considerado tão efetivo”, explica a especialista.

    Como prevenir a paralisia de laringe em cães?

    Embora esse não seja um problema que possa ser totalmente prevenido, alguns cuidados básicos com a rotina do cãozinho podem, sim, ajudar a evitar o desenvolvimento da paralisia de laringe. As dicas da médica veterinária são: “Investir em uma alimentação com ração de qualidade para evitar excessos ou falta de nutrientes, evitar situações que predisponham a ingestão de corpos estranhos que possam lesionar a laringe, evitar situações de trauma na região (como o uso de enforcadores sem o treinamento adequado do tutor)”. Além disso, é sempre muito importante levar o doguinho para consultas regulares com um veterinário.

    Redação: Juliana Melo

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    Próxima matéria

    Coleira antipulgas também protege o cachorro da leishmaniose? Veja o comparativo!

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça
    Pequenos

    Fox Terrier: características físicas, personalidade, cuidados e muito mais... saiba tudo sobre a raça

    Os cães do grupo Terrier fazem sucesso por onde passam, e com o Fox Terrier não é diferente. Ele representa perfeitamente as raças de cachorro desse grupo: é animado, ativo, cheio de energia, habilidoso e, claro, incrivelmente fofo. Muitas pessoas chegam a confundi-lo com o Fox Paulistinha, uma raça de Terrier originária do Brasil que descende do cruzamento do Fox Terrier com outros cães. No entanto, esses dois doguinhos são bem diferentes entre si, especialmente no que diz respeito à pelagem e traços físicos.

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro
    Raças

    Kelpie Australiano: saiba tudo sobre a raça de cachorro

    O que não faltam são raças de cachorro para a gente se apaixonar, e o Kelpie Australiano é só mais um doguinho dessa lista! De origem australiana, esse é um dos poucos cães que foram desenvolvidos no país - mas isso não foi um impedimento para logo depois conquistarem muitos fãs ao redor do mundo. Com um jeitinho bem amigável, brincalhão e inteligente, o Kelpie Australiano - também chamado de Australian Kelpie - tem tudo para ser uma companhia incrível para o seu dia a dia. 

    Saiba tudo sobre a raça Devon Rex: origem, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre a raça Devon Rex: origem, personalidade, cuidados e muito mais

    Pensa em um gatinho brincalhão e cheio de energia: esse é o Devon Rex. Embora essa não seja uma das raças de gato mais populares entre os brasileiros, é praticamente impossível conhecer um Devon Rex e não se apaixonar por ele. Além de ser um grande companheiro, o comportamento do gato desta raça é bastante peculiar e muitas pessoas até chegam a comparar o bichano com um cachorro. Para conhecer mais a fundo este peludinho, é só dar uma olhada no guia que preparamos com tudo que você precisa saber sobre o Devon Rex Cat.

    Ver Todas >

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!
    Saúde animal

    Gato pega cinomose? Descubra a resposta!

    Você já ouviu falar de cinomose em gatos? Muito se sabe sobre a cinomose em cães, doença altamente contagiosa e que traz diversas complicações à saúde do cachorro. Essa condição é temida por muitos tutores de cães, mas também tutores de gatinhos. Existe uma doença conhecida por “cinomose em gatos”, que parece ser exatamente igual à que atinge os cães. Porém, existem muitas dúvidas se esse termo é realmente o mais adequado para se referir a essa condição. Afinal, a cinomose pega em gato ou a doença acontece unicamente com cães? O Patas da Casa te explica tudo sobre a “cinomose em gatos”!

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina
    Saúde animal

    Verme do coração: veterinário tira todas as dúvidas sobre a dirofilariose canina

    Você já ouviu falar em doença do verme do coração? Se você é tutor de cachorro, é bom se preocupar com ela. A dirofilariose é uma doença muito perigosa, que pode afetar órgãos vitais dos cãezinhos e levá-los à morte. Diferente de outras doenças causadas por verminoses, o verme do coração é transmitido pela picada de mosquitos e, por isso, acaba sendo mais incidente no verão. Mas como identificar o verme no coração do cachorro? Dirofilariose tem cura? Como é feito o tratamento? E o mais importante: como manter o pet longe da doença? Descubra tudo sobre verme do coração em cães a seguir.

    Coleira antipulgas e carrapatos: tudo sobre o acessório de gato
    Saúde animal

    Coleira antipulgas e carrapatos: tudo sobre o acessório de gato

    Se você tem um bichinho de estimação, provavelmente já ouviu falar da coleira antipulgas para gatos. Essa é uma forma bem eficaz de proteger os pets contra pulgas, carrapatos e outros parasitas indesejados - e sim, é isso mesmo: quando se trata da coleira antipulgas, cachorro não é o único animal que pode se beneficiar. Embora a maioria dos felinos domésticos tenha menos chances de sofrer com infestações de parasitas, a coleira antipulga também pode ser usada pelos bichanos.

    Doença do carrapato é contagiosa?
    Saúde animal

    Doença do carrapato é contagiosa?

    A doença do carrapato é capaz de atacar todo o organismo do animal, o deixando frágil e debilitado. Por isso, é considerada uma das doenças mais graves que podem afetar um cão. Além da doença do carrapato em cachorro, existe a doença do carrapato em humanos, que causa sintomas parecidos e também é bastante grave. Entender a causa do problema é sempre a melhor maneira de evitar que ele apareça. Como o próprio nome sugere, a doença do carrapato é contagiosa por conta do aracnídeo. 

    Ver Todas >