Comportamento

Rabo de gato: anatomia, curiosidades e significado de cada movimento... tudo sobre a cauda dos felinos

O rabo de gato é uma estrutura fundamental para auxiliar no equilíbrio dos felinos. Saiba mais!
O rabo de gato é uma estrutura fundamental para auxiliar no equilíbrio dos felinos. Saiba mais!

Todo gateiro de plantão sabe que o rabo de gato, além de ser um charme, também é uma parte do corpo que é repleta de significados e curiosidades. Isso porque muitos gatos utilizam a cauda como forma de expressão - por isso, entender a linguagem felina é muito importante para saber como lidar com eles. É com com essa leitura que é possível entender o comportamento de gato e até mesmo saber quando o bichano está feliz ou não. Além disso, o rabo do gato precisa de certos cuidados para evitar problemas, como as fraturas. Para esclarecer tudo que você precisa saber sobre o assunto, o Patas da Casa reuniu as principais informações sobre a cauda de gato. Veja a seguir!

Anatomia do gato: a importância do rabo de gato

Conhecer o corpo do seu gato por inteiro é algo incrível - e necessário também. Você sabia que os felinos têm cerca de 230 a 290 ossos no corpo, enquanto os humanos têm apenas 206? O número de ossos varia de acordo com a raça do gato e a sua estrutura corporal, mas ainda assim a diferença é grande.

A cauda do gato, por exemplo, concentra pelo menos 10% dos ossos do animal. Além do mais, vale destacar que ela é uma continuação da coluna vertebral dos felinos e desempenha algumas funções, principalmente atuando no equilíbrio e na flexibilidade do gato. Não é à toa que os bichanos são famosos por ter uma perspicácia danada na hora de desfilar por aí, né? Mas atenção: certos cuidados são necessários com essa parte do corpo do seu amigo de quatro patas! Problemas na cauda do gato, como fraturas, podem acabar desencadeando outras complicações na saúde dele, sendo a mais comum delas a dificuldade de locomoção.

Rabo: gato não gosta que toquem nessa parte do seu corpo

Por mais que muita gente ache fofo e tenha vontade de "afofar" o rabo do gato, é preciso evitar totalmente esse tipo de comportamento. Os bichanos se sentem extremamente desconfortáveis quando alguém toca nessa parte do seu corpo e isso pode gerar graves traumas e lesões no animal, como as temidas fraturas. Como o rabo de gato nada mais é do que uma extensão da coluna vertebral, o toque pode causar muito incômodo ao bichano. Por isso, o mais recomendado é que as pessoas resistam a essa tentação e evitem ao máximo tocar na cauda do animal.

Fratura no rabo de gato: o que pode causar isso?

Além do toque na cauda, existem diferentes razões que motivam lesões nessa parte do corpo do animal. Como os bichanos adoram estripulias e aventuras em lugares altos, não é difícil imaginar que, em alguns momentos, isso pode acabar dando errado, né? Apesar de toda a destreza e agilidade, acidentes acontecem e isso pode acabar resultando em uma fratura no rabo do gato. Se ele convive com outros animais ou tem o hábito de sair para a rua, brigas podem acabar machucando a cauda também. Além disso, atropelamentos também são comuns nesse cenário de rua. Outras possíveis causas para uma lesão na cauda do gato são pisões ou quando o rabo fica preso em algum lugar.

6 sinais de que o rabo do gato sofreu uma fratura

1) Gato mia muito ou está com um comportamento mais quieto triste;

2) O animal apresenta dificuldade para se locomover;

3) O gato demonstra desequilíbrio ao andar;

4) O rabo do gato está com um formato estranho, como uma espécie de nó;

5) O bichano parou de mexer a cauda repentinamente;

6) O gato está com incontinência urinária ou fecal.

O que fazer ao perceber a cauda do gato fraturada?

Atenção é tudo nessas horas! Nem sempre é fácil perceber quando um gato está com o rabo lesionado, mas se você observar algum dos sinais destacados acima, é fundamental procurar um médico veterinário para averiguar a situação. Como o rabo do gato afeta diretamente o equilíbrio e a locomoção do animal, é imprescindível procurar um tratamento adequado o quanto antes. Caso contrário, seu amigo vai continuar sentindo muita dor e desconforto na região. Também é importante frisar que, dependendo do local em que fratura ocorreu, existe a possibilidade de que ela provoque problemas neurológicos no animal.

Já sobre o tratamento, é importante ter em mente que isso vai depender muito do diagnóstico realizado pelo médico. Em casos simples, pode ser que apenas o uso de uma tala seja suficiente para cuidar do seu amigo de quatro patas. Entretanto, em casos mais graves, a cirurgia muitas vezes se torna a melhor solução. Além disso, é fundamental seguir todas as orientações do veterinário para garantir que o seu gatinho vai se recuperar da melhor forma.

Saiba como evitar possíveis fraturas na cauda do gato

Geralmente, as lesões no rabo do gato são derivadas de um fator externo. Por isso, a melhor maneira de evitar que esse tipo de coisa aconteça é tendo alguns cuidados básicos com o animal. Uma das maiores recomendações é não deixar que o seu amigo tenha acesso à rua. Assim, acidentes e confrontos com outros animais podem ser facilmente evitados - e a cauda do gato estará totalmente segura.

Além disso, como já foi dito, não se deve tocar no rabo do gato, nem mesmo se for um carinho ou uma brincadeira. Isso é péssimo e traz muito desconforto para o bichano, portanto, respeite sempre o corpo do animal. Também é importante redobrar a atenção ao caminhar perto do seu pet para não pisar na cauda do gato. Apesar de serem medidas simples e básicas, garantimos que elas podem ajudar bastante a prevenir que acidentes aconteçam com o rabo do gato.

Descubra se você é um cachorro ou um gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

No fim de semana, você é o amigo que...?

As férias estão chegando! Vai viajar?

Chegou a hora de escolher a comida! Quem é você?

Que música você escolhe para arrasar no karaokê?

E sobre seus cuidados de beleza?

Vai ficar em casa com o mozão? Você prefere:

Ihhh, você recebeu uma crítica no trabalho… Como reage?

Você é um cachorro! Você é um gato! Você é um gatorro!
    O rabo de gato é uma ferramenta de linguagem corporal dos felinos
    O rabo de gato é uma ferramenta de linguagem corporal dos felinos
    Rabo: gato pode indicar que está assustado com o movimento da sua cauda
    Rabo: gato pode indicar que está assustado com o movimento da sua cauda
    A cauda do gato é extremamente sensível ao toque. Por isso é importante evitar o contato com essa região
    A cauda do gato é extremamente sensível ao toque. Por isso é importante evitar o contato com essa região
    O rabo do gato parado significa que o animal está relaxado
    O rabo do gato parado significa que o animal está relaxado
    Gato sem rabo: algumas raças, como o Gato Manês, não possuem cauda ou têm o comprimento reduzido
    Gato sem rabo: algumas raças, como o Gato Manês, não possuem cauda ou têm o comprimento reduzido
    O rabo de gato é uma ferramenta de linguagem corporal dos felinos
    Rabo: gato pode indicar que está assustado com o movimento da sua cauda
    A cauda do gato é extremamente sensível ao toque. Por isso é importante evitar o contato com essa região
    O rabo do gato parado significa que o animal está relaxado
    Gato sem rabo: algumas raças, como o Gato Manês, não possuem cauda ou têm o comprimento reduzido

    Mais Lidas

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal
    Cuidados dos animais

    Veja 7 dicas de como acabar com carrapatos no quintal

    O carrapato em cachorro, assim como as pulgas, é uma das principais causas de aborrecimento nos donos de pets. Mesmo usando coleiras ou remédio para carrapato, o animal não está livre de pegar esses parasitas tão incômodos e que podem causar problemas graves. Às vezes, um simples passeio ao ar livre já pode gerar dores de cabeça se o local estiver infestado. Para controle, é importante não só proteger o animal, mas também fazer uma limpeza do ambiente: estudos mostram que os carrapatos podem sobreviver até 200 dias em um lugar sem se alimentar. Pensando nisso, vamos te ensinar como acabar com carrapatos no quintal com ingredientes que você pode ter em casa.

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato
    Cuidados dos animais

    Os 10 erros mais comuns na hora de cuidar de gato

    Até mesmo os tutores mais experientes podem cometer alguns erros quando o assunto é cuidar de gato. Uma dúvida muito comum, por exemplo, é se a castração de gato é realmente necessária. Além disso, muitos humanos cometem o erro de tratar os felinos como se eles fossem cães, embora eles tenham comportamentos claramente distintos. No geral, os gatos são mais reservados, independentes e valorizam muito sua privacidade, diferente dos cachorros. P

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino
    Cuidados dos animais

    Caixa de areia de gato em apartamento: saiba qual o melhor lugar para colocar o sanitário felino

    A caixa de areia é só um objeto, mas para novos donos de gatos ela pode envolver uma série de dúvidas que ninguém sonhou em ter antes de ter um felino. Desde qual tipo de areia escolher até o tamanho e o formato do objeto, tudo isso influencia na forma como o gato vai usar a caixa. Como não poderia ser diferente, o lugar onde você coloca o sanitário do seu gatinho é primordial para que ele faça o xixi e cocô no lugar certo — principalmente se você mora em apartamentos e tem um espaço limitado. Hoje, o Patas da Casa vai te ajudar a resolver essa questão: dá uma olhada aqui embaixo!

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas
    Cuidados dos animais

    5 motivos pelos quais seu cachorro coça as orelhas

    Mesmo que muitas vezes sejam esquecidas na hora dos cuidados, as orelhas do seu cachorrinho são bem sensíveis e precisam de bastante atenção. De vez em quando, é comum que algum incômodo pontual faça o seu cachorro ficar coçando a orelha, mas quando isso se torna algo frequente e você percebe um incômodo maior no animal, vale a pena ficar atento.

    Rabo: gato utiliza essa parte do corpo para se comunicar

    Uma boa maneira de aprender a interpretar o comportamento do gato é analisando os movimentos da sua cauda. Pode parecer esquisito, mas a verdade é que o rabo do gato é uma das formas que o bichano encontra de se expressar e se comunicar com os humanos. A linguagem corporal felina significa muito, e dependendo da posição e do movimento da cauda de gato, é possível saber se o bichano está de bom humor, assustado ou até mesmo irritado com alguma coisa. Depois que você aprende a interpretar esses sinais, fica muito mais fácil conseguir se comunicar com os felinos.

    Rabo de gato: entenda o que cada movimento pode significar

    - Rabo para cima com pelos baixos

    Se o bichano está com a cauda ereta, mas os pelos estão aparentemente baixos, quer dizer que ele está tranquilo. Essa posição, na verdade, é muito comum e não é motivo para preocupação. Às vezes, é até possível perceber que o rabo do gato está “apontando” para um determinado local.

    - Rabo para cima com pelos eriçados 

    Já quando o gato está com a cauda ereta, mas os pelos também estão para cima, é preciso ter atenção. Isso acontece quando o gato se sente ameaçado por alguma coisa, seja um outro animal ou até mesmo alguma situação - como o banho. Então não se assuste se o bichano tomar uma postura defensiva. O ideal é identificar o motivo disso e tentar acalmar o seu amigo.

    - Rabo de gato com uma curva

    Esse movimento com o rabo normalmente significa que o seu amigo de quatro patas está sob um momento de tensão e não deve ser incomodado. Por algum motivo, ele está se sentindo inseguro e desconfiado. Desta forma, o melhor a se fazer é deixar o gato quieto até que ele volte a se sentir confortável e tranquilo. Pode acontecer, por exemplo, quando há muitas pessoas desconhecidas por perto.

    - Rabo relaxado e com pouco movimentos

    Notou que o seu pet está com o rabo relaxado, parado ou se movimentando muito pouco? Não há com o que se preocupar! Isso quer dizer que o bichano está descansando, mas ainda assim atentos ao que está acontecendo ao redor. É um ótimo momento para chegar bem pertinho do animal e fazer um carinho nele.

    - Rabo com movimentos mais longos

    Por outro lado, se a cauda do gato está se movimentando calmamente como se fosse um aceno, quer dizer que algo despertou a curiosidade do animal naquele ambiente. Tanto é que, além do rabo do gato, é possível notar também o seu olhar atento e curioso àquilo que despertou o seu interesse.

    - Rabo do gato entre as pernas

    A expressão “rabinho entre as pernas” é muito popular e normalmente é associada a arrependimentos no geral. Mas quando se trata dos felinos, o rabo do gato entre as pernas normalmente significa que o animal está triste e deprimido. Por isso, se você notar que o seu bichano anda assim, é importante começar a dar mais atenção para ele e fazê-lo se sentir amado.

    - Rabo de gato para baixo

    Quando o rabo do gato fica para baixo quer dizer que o seu amigo de quatro patas não está legal. Normalmente, indica doenças e problemas de saúde. Se observar outros sinais de apatia, a melhor atitude a ser tomada é levar o bichano ao veterinário para entender o que pode estar acontecendo.

    - Rabo relaxado com movimentos curtos e rápidos

    Isso normalmente acontece quando o animal fica muito empolgado com alguma coisa: seja quando o tutor mostra um brinquedinho novo ou quando oferece uns petiscos para ele. 

    - Rabo de gato mexendo sem parar

    Se o bichano está mexendo o rabo de um lado para o outro incansavelmente, é preciso ter certo cuidado. Isso significa que o animal está de mau humor e não quer ser incomodado. Por isso, nem tente chegar perto dele nessas horas!

    - Rabo do gato colado no corpo

    Esse movimento pode acontecer quando o bichano for pego no colo, de forma que ele “gruda” o rabo junto a sua barriga. Tal posição significa que o gato está nervoso e desconfortável com a situação, e por isso ele acaba tomando essa atitude de “proteger” a barriga, que está vulnerável.

    Gato sem rabo: o que você precisa saber

    Apesar de o rabo de gato ser muito importante para o seu equilíbrio e flexibilidade, não são todos os felinos que podem usufruir de uma longa e bela cauda. Isso porque existem algumas raças de gato que não apresentam essa estrutura da forma que estamos acostumados. Não é à toa que muita gente se refira a elas como raças de gato sem rabo. O gato Manês - ou “Manx cat” - é um grande exemplo disso. Os animais dessa raça, na verdade, podem sofrer com a ausência total do rabo, mas também existem variações em que esses gatos têm rabos bem curtinhos. Isso acaba interferindo na maneira que esses bichinhos andam e, por isso, eles acabaram criando um jeitinho próprio de se locomoverem.

    Redação: Juliana Melo

     

    4 ideias fáceis e baratas para fazer uma cama para cachorro

    Próxima matéria

    4 ideias fáceis e baratas para fazer uma cama para cachorro

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o
    Raças

    Munchkin: curiosidades, origem, características, cuidados e personalidade... tudo sobre o "gato salsicha"

    Gato anão e gato salsicha são algumas denominações usadas para se referir ao Munchkin, um adorável felino com as pernas curtinhas e coluna alongada. A raça de gato não é uma das mais populares do Brasil, mas com certeza chama a atenção pela sua forma física “diferenciada”. Muito doce e cheio de energia, o Munchkin é uma mistura de fofura, inteligência e companheirismo.

    Bobtail Japonês: saiba tudo sobre essa raça de gato com rabo curtinho!
    Raças

    Bobtail Japonês: saiba tudo sobre essa raça de gato com rabo curtinho!

    O Bobtail Japonês tem potencial para ser um dos grandes queridinhos entre os apaixonados por gatos! O felino de aparência exótica e cauda curtinha tem muita energia e é uma ótima companhia para qualquer família. De origem asiática, esse gatinho é super inteligente e ama explorar. Deu vontade de saber mais a respeito dele, né? O Patas da Casa preparou um guia completo sobre a raça e vamos te contar tudo, desde a origem até os cuidados necessários para manter esse pet feliz e saudável.

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos
    Cuidados

    Dente de gato: tudo que você precisa saber sobre a saúde bucal dos felinos

    Embora seja esquecido por alguns tutores, o dente de gato é uma das partes mais importantes dos nossos amigos felinos. Além de exercer um papel fundamental na alimentação do animal, os dentes influenciam também o comportamento do pet, já que com eles o bichano conhece o mundo na “infância” e também aprende a se defender. Por isso, a saúde bucal dos gatos também necessita de cuidados específicos: os dentes precisam se manter saudáveis para exercerem essas funções que moldam toda a vida do bichinho. 

    Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo
    Cuidados

    Pata de cachorro: anatomia, cuidados e curiosidades... saiba tudo sobre essa parte do corpo do seu amigo

    A saúde do cachorro depende de muitos cuidados com o corpo do animal - inclusive com as suas patinhas! São elas que dão todo o suporte necessário para que o cãozinho possa correr, brincar e pular, do jeitinho que eles gostam. Entretanto, muitos tutores não dão a devida atenção a pata de cachorro, e isso pode acabar desencadeando uma série de problemas na região, trazendo muito desconforto para o seu amigo de quatro patas. Pensando nisso, reunimos tudo que você precisa saber sobre essa parte do corpo dos cães: desde cuidados e doenças que podem atingir o local, até curiosidades e truques (como ensinar o cachorro a dar a pata, por exemplo). Confira!

    Ver Todas >

    Audição do gato, anatomia, cuidados e saúde: saiba tudo sobre os ouvidos e orelhas dos felinos!
    Cuidados dos animais

    Audição do gato, anatomia, cuidados e saúde: saiba tudo sobre os ouvidos e orelhas dos felinos!

    Quando se trata da anatomia dos felinos, a orelha de gato é uma das partes mais importantes dos nossos bichanos. E não é para menos, né? Além de ser a grande responsável pela poderosa audição felina, ela é uma das formas mais eficazes que o seu amigo encontra para se comunicar com você. Por esse motivo, essa região é cheia de peculiaridades e exige alguns cuidados específicos para manter a saúde do animal.

    Caixa de areia para gatos aberta ou fechada? Qual modelo é melhor?
    Cuidados dos animais

    Caixa de areia para gatos aberta ou fechada? Qual modelo é melhor?

    Os felinos são extremamente higiênicos e prezam muito pela limpeza. É por isso que um dos itens mais essenciais na rotina deles é a caixa de areia para gatos. Por instinto, esses animais recorrem a ela para fazer suas necessidades e, inclusive, desenvolvem o hábito de enterrar as próprias fezes. Mas na hora de escolher a melhor caixa de areia para gatos, o tutor pode ficar confuso com tantas opções. 

    Filhote de cachorro chorando: 5 motivos que explicam o choro nas primeiras semanas de vida
    Cuidados dos animais

    Filhote de cachorro chorando: 5 motivos que explicam o choro nas primeiras semanas de vida

    Quem é mãe ou pai de pet sabe bem: não há nada mais doloroso do que o som de filhote de cachorro chorando. A vontade é de pegar o bichinho no colo e frisar diversas vezes que você nunca vai deixar nada de mal acontecer a ele. Mas essa é uma situação que pode acabar se tornando repetitiva nas primeiras semanas de vida de um cãozinho, principalmente se ele for acolhido em um novo lar. Então, a preocupação se torna inevitável: qual será o motivo por trás dos filhotes de cachorro chorando? 

    Compensa comprar um tapete higiênico lavável para cachorro?
    Cuidados dos animais

    Compensa comprar um tapete higiênico lavável para cachorro?

    O xixi de cachorro costuma ser uma dor de cabeça para todos os tutores de primeira viagem. É importante ensinar o cachorro como fazer suas necessidades no lugar certo desde cedo. Alguns cães podem ser treinados para fazer xixi e cocô somente na rua (para isso, você vai precisar passear com ele todos os dias, no mínimo duas vezes), mas o recomendado é que o animal também consiga fazer as necessidades em casa. Afinal, uma chuva forte ou um imprevisto pode acabar mudando a rotina de passeios. 

    Ver Todas >