close
Saúde

Quais são as sequelas da cinomose mais comuns?

Atualizado em 06 de julho de 2021 às 18h41

Publicado em 06 de julho de 2021 às 18h41

 Descubra quais são as sequelas da cinomose que mais afetam os cães
Descubra quais são as sequelas da cinomose que mais afetam os cães

Uma das doenças mais perigosas que pode afetar um cachorro é a cinomose canina. Os sintomas deixam o animal muito frágil e debilitado, podendo até ser fatal. Além disso, quando o cachorro consegue sobreviver à cinomose, sequelas podem aparecer. O cão precisa lidar com elas ao longo de toda a sua vida, demandando tratamentos e cuidados especiais. As sequelas da cinomose podem ter intensidades diferentes, além de se manifestarem de diversas maneiras. O Patas da Casa te mostra quais as sequelas da cinomose mais comuns e te ajuda a entender como elas são causadas.

Afinal, a cinomose canina tem cura?

Um dos maiores questionamentos sobre a doença é se a cinomose canina tem cura. A verdade é que não existe um remédio específico para combater o vírus causador da enfermidade. Porém, os tratamentos de suporte ajudam a curar os sintomas e impedem que a doença se desenvolva. Mas mesmo quando a cinomose canina consegue ser tratada, o cãozinho pode adquirir sequelas que permanecem com ele pelo resto da vida.

Para deixar sequelas, cinomose canina precisa atingir o estágio mais grave

Nem todos os cachorros ficam com sequelas da cinomose após terminar o tratamento e acabar com todos os sintomas. A cinomose canina possui diferentes estágios. No primeiro, o sistema digestivo é atingido, causando principalmente vômitos e diarreia. No segundo, o vírus ataca o sistema respiratório, tendo como principais sintomas tosse, dificuldade de respirar e até mesmo pneumonia. O terceiro estágio é o mais grave, quando a cinomose canina atingiu um nível bem avançado. Nessa fase, o sistema nervoso do cão é atacado, causando principalmente contrações involuntárias, tremores e convulsões. É exatamente quando o cachorro atinge essa fase que surge a possibilidade da doença deixar sequelas. Cinomose controlada antes do afetar o sistema nervoso é a melhor forma de prevenir as sequelas - além, claro, de manter a vacina do cãozinho sempre em dia.

Faça o teste e descubra qual a personalidade dominante do seu gato!

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Como seu gato reage com a chegada de visitas em casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você está pensando em adotar mais um gatinho. Qual seria a reação do seu felino?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você precisa levar seu gato ao veterinário e na fila ele encontra outro felino. Como ele reage?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato fica incomodado quando as portas de casa ficam fechadas?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta com os outros animais da casa?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Você acabou de chegar em casa depois de muito tempo fora. O seu gato:

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Seu gato deitou em cima da sua cama e dormiu. Qual a sua reação, humano?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seu gato se comporta na hora de se alimentar?

Question Header Background

Gato-humano! Seu gato não perde a oportunidade de estar ao seu lado Gato solitário! Seu gato tem uma personalidade mais quieta e reservada Gato-gato!  Seu gato gosta da companhia de outros felinos Gato curioso! Seu gato está sempre em busca de novas aventuras Gato caçador! Seu gato tem os instintos selvagens mais aflorados
    Cães que sobrevivem à cinomose canina podem sofrer com tremores e convulsões ao longo da vida
    Cães que sobrevivem à cinomose canina podem sofrer com tremores e convulsões ao longo da vida

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    A cinomose canina é uma das doenças de cachorro mais perigosas e sérias, principalmente porque pode afetar cães de todas as idades e raças e é altamente contagiosa. O que causa cinomose é um vírus da família Paramyxovirus, e quando o animal não é tratado da forma correta, a doença pode até ser fatal (não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele). 

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar
    Saúde animal

    Encontrou sangue nas fezes do cachorro? Veja os problemas que o sintoma pode indicar

    Encontrar sangue nas fezes do cachorro é um sinal de que algo está fora do normal. O cocô com sangue em cachorro é uma questão que deve ser sempre levada a sério. Há diversas razões para isso acontecer, desde um episódio momentâneo - mais simples de resolver - até doenças mais graves - como a gastroenterite hemorrágica ou câncer em cães. 

    As sequelas da cinomose canina são uma resposta aos danos que afetaram os neurônios

    O vírus da cinomose canina atinge a bainha de mielina dos neurônios. Ela é uma capa que protege o axônio (corpo dos neurônios) e acelera a velocidade do impulso nervoso. Quando o vírus ataca e destrói a bainha de mielina, os impulsos têm a velocidade reduzida ou, nos casos ainda mais graves, deixam de ser transmitidos. Isso causa consequências, principalmente, motoras. Com a perda da proteção, o neurônio pode acabar sendo danificado de uma maneira que dificulta a retomada normal de suas funções. Com isso, surgem as sequelas. 

    Quais são as sequelas da cinomose mais comuns?

    As sequelas da cinomose canina geralmente são neurológicas. A mais comum é a mioclonia, que corresponde a espasmos e tremores musculares de forma involuntária. Além da mioclonia, outras sequelas da cinomose que costumam acometer os cães são:

    • Paralisia de membros
    • Dificuldades motoras 
    • Andar desordenado 
    • Tiques nervosos
    • Alteração de equilíbrio 

    Cinomose: sequelas demandam tratamento pelo resto da vida do pet

    A intensidade das sequelas da cinomose podem variar em cada cãozinho. Enquanto alguns casos são mais brandos, outros podem ser bem severos. Seja como for, o cachorro precisará de cuidados e acompanhamento ao longo de toda a vida. O tratamento é feito de acordo com cada tipo e intensidade, de acordo com sua necessidade. Isso vai ajudar a diminuir a gravidade das sequelas da cinomose e auxiliar na reabilitação. Remédios específicos para cada situação podem ser prescritos pelo veterinários e, além disso, terapias passam a fazer parte da rotina do cão. Sessões de fisioterapia e acupuntura, por exemplo, são fundamentais para ajudar na melhora das funções motoras do animal.  É muito importante fazer um acompanhamento frequente com o veterinário para que, mesmo com as sequelas da cinomose, seu cãozinho possa ter uma boa qualidade de vida. 

    Redação: Maria Luísa Pimenta

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Próxima matéria

    Diabete canina: 5 sinais da doença para ficar atento

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?
    Ração

    Ração para cachorro: quais os erros mais comuns na hora de alimentar um cãozinho?

    É normal cometer alguns erros quando se trata da alimentação do cachorro, principalmente no caso de quem nunca teve um bichinho de estimação antes. Com o tempo e as orientações do veterinário, o tutor geralmente aprende o que o cão pode ou não pode comer, qual melhor ração para cachorro e a quantidade certa de comida que deve ser oferecida para o pet no dia a dia. O perigo é quando esses erros continuam acontecendo, porque isso pode acabar prejudicando a saúde do cachorro futuramente.

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão
    Cuidados

    Creche para cachorro: entenda o serviço, quando é necessário e quais são os benefícios para o seu cão

    Os cães são animais que, na maior parte do tempo, não gostam de ficar sozinhos - afinal, antes de serem domesticados, eles viviam livres em matilhas. Com a vida urbana, muitos cães acabam não recebendo os estímulos adequados para gastar energia e socializar com outros animais e pessoas. Para auxiliar a vida do tutor, que nem sempre consegue estar perto de seu pet durante o dia, existem muitas alternativas. Uma delas é a creche para cachorro: uma acomodação diária em que você pode deixar seu amigo em um lugar totalmente adaptado para cães.

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno
    Saúde

    Pug com alergia: saiba quais os tipos mais comuns da raça de cachorro pequeno

    Há quem pense que todos os cães enfrentam o mesmo tipo de problemas ao longo da vida, mas não é bem assim. Algumas raças de cachorro têm detalhes muito característicos na anatomia que favorecem o desenvolvimento de condições específicas. Uma prova disso são os casos de alergias em Pugs: por causa das dobrinhas e rugas que têm pelo corpo, eles acabam tendo uma propensão maior a desenvolver diferentes tipos de dermatites alérgicas. Por isso, ao dar as boas-vindas a um Pug na sua casa, o ideal é que você saiba o que pode causar essas alergias e como reagir caso o seu animalzinho apareça com algo do tipo. Hoje, o Patas da Casa vai ao seu socorro: descubra, aqui embaixo, mais sobre esse problema!

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?
    Saúde

    Quais são as doenças de cachorro mais comuns no verão e como evitá-las?

    Com a chegada do verão, é necessário redobrar os cuidados com o cachorro e também com a sua saúde. Os peludos costumam aproveitar bastante essa época, já que os passeios e banhos de mar ou piscina são mais frequentes. No entanto, a mudança de rotina vem acompanhada de uma grande preocupação, que é a proliferação de certas doenças de cachorro que ocorrem nessa época. Otite canina, desidratação e até mesmo infestação de pulgas e carrapatos são problemas bastante comuns no verão. 

    Ver Todas >

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?
    Saúde animal

    Gato com sangue nas fezes: o que fazer?

    Se você reparar seu gato com sangue nas fezes, é importante ficar atento. Essa situação é um sintoma comum a inúmeras doenças que podem afetar o bichano. Ao defecar fezes com sangue, o gato pode estar com uma inflamação no cólon ou até mesmo com um tumor no sistema digestivo. O sangue nas fezes do gato é um sintoma presente até mesmo nas verminoses mais comuns. Seja qual for a causa do gato fazendo fezes com sangue, sempre significa que algo está errado com o animal. 

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação
    Saúde animal

    Cachorro engasgado: veterinária ensina o que fazer nessa situação

    Saber um pouquinho de primeiros socorros veterinários vai ser muito útil se você acha que um cachorro parece engasgado - inclusive, é algo que pode salvar a vida do seu pet nessas horas! Seja porque ele comeu muito rápido ou tentou engolir alguma coisa que não devia, se deparar com um cachorro engasgado em casa é sempre um momento de desespero para qualquer pai de pet. Não saber como resolver essa situação é super comum e, ao mesmo tempo, um hábito perigoso: nunca se sabe quando você vai precisar socorrer o seu amigo em casa. 

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!
    Saúde animal

    Cinomose: sintomas mais comuns da doença. Aprenda a identificar os sinais!

    Os sintomas de cinomose canina são facilmente confundidos com outras doenças de cachorro e infelizmente pode até mesmo levar o animal à morte. Mais comum em filhotes não vacinados, a cinomose é altamente contagiosa e em alguns casos pode deixar sequelas que vão acompanhar o pet por toda a vida. É importante estar atento a qualquer sinal da cinomose em cães que ainda não completaram o calendário de vacinação, pois é uma doença que evolui rapidamente para um quadro grave. Ou seja, é uma situação de emergência!

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir
    Saúde animal

    Giárdia canina: o que é, como tratar e o que fazer para prevenir

    A giárdia canina é uma doença com alta contaminação entre os cães. O cachorro que a contrai sente bastante desconforto no sistema digestivo, com diarreia e vômitos frequentes. Comum principalmente no verão, a giardíase canina pode se apresentar de maneira mais leve ou mais grave. Sem tratamento, a giárdia canina pode matar o cachorro contaminado se ele não receber o tratamento adequado logo no início da infecção. Além disso, a giárdia canina pega em humanos e tem maior chance de atacar filhotes de cachorro. 

    Ver Todas >