Cuidados dos animais

Quais são as plantas tóxicas para cães? E as liberadas? Um guia para ensinar a ter uma casa com jardim e pets

Publicado - 11 Fevereiro 2022 - 16h44

Atualizado - 11 Abril 2024 - 14h35

Quem aposta na combinação ''jardim e pet'' em casa precisa saber quais são as plantas venenosas para cachorros para garantir que o animal não corra nenhum perigo. A medida é necessária porque, dependendo do grau de intoxicação de cada espécie, a ingestão da folha pode ser até fatal! Mas, calma: isso não significa que um cantinho verde está totalmente proibido nas casas ou apartamentos em que um bichinho faz parte da família… A boa notícia é que existem plantas não tóxicas para cães, que permitem a manutenção de um jardim ou decoração de um cômodo sem nenhum risco para o amigo de quatro patas. Confira o guia que o Patas da Casa preparou para explicar tudo sobre o assunto!

Plantas tóxicas para cachorro: conheça as que mais oferecem risco ao pet

Antes de adotar um cachorro, é muito importante preparar o ambiente para que ele tenha segurança e todo o cuidado necessário no novo lar. Esconder objetos perfurantes ou que podem ser engolidos facilmente, instalar tela de proteção para cachorro nas janelas e varandas e garantir um espaço confortável e bem limpinho para a cama e ração estão entre eles. Mas não para por aí: um passo fundamental para um tutor responsável é ficar por dentro das plantas que cachorro não pode comer - assim como das plantas que cachorro pode comer - para que a decoração ou jardim da sua casa não cause nenhuma intoxicação no pet. O risco é ainda maior para quem tem um cachorro filhote, já que eles tendem a mordiscar quase tudo que veem pela frente pela curiosidade e por conta do desconforto causado pela erupção dentária.

Veja lista com as principais plantas venenosas para cachorros

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

  • Jiboia;
  • Azaleia;
  • Prímula;
  • Comigo Ninguém Pode;
  • Copo de Leite;
  • Samambaia;
  • Costela de Adão;
  • Hera;
  • Espada de São Jorge;
  • Tulipa;
  • Violeta;
  • Bico de Papagaio;
  • Folha da Fortuna;
  • Dama da Noite;
  • Lírio;
  • Antúrio;
  • Hibisco;
  • Cheflera;
  • Filodendro.

A listagem acima já funciona como um guia com as principais espécies que não são pet friendly - ou seja, plantas para cachorro. Mas, ainda assim, uma dica para garantir a segurança do animal é sempre ter o cuidado de pesquisar sobre as que você já tem em casa ou deseja comprar para ter certeza de que ela esteja mesmo livre de qualquer risco de toxicidade para o pet.

Quem mora em casa com quintal também precisa ficar atento às espécies plantadas do lado de fora, já que a folha pode cair no espaço interno e, assim, facilitar o contato do cão com ela. E a mesma atenção vale para a hora de passear com o cachorro em locais arborizados, principalmente se ele costuma se aproximar e mordiscar tudo o que encontra na rua..

Dentre as plantas tóxicas para cães em ruas e jardins, estão as seguintes:

  • Cartucheira
  • Lírio
  • Espirradeira
  • Palma de Ramos
  • Hortênsia
  • Camará
  • Mamona
  • Coroa de Cristo

 

plantas tóxicas para cães: cachorro deitado ao redor de plantas
Plantas não tóxicas para cães podem até mesmo contribuir para a saúde dele

Sintomas: vômitos, salivação e coceira podem indicar a ação de plantas tóxicas para cães 

 

Como existem diferentes tipos de plantas tóxicas para cachorros, os sintomas de intoxicação podem variar no efeito e intensidade. Mas alguns são mais comuns - como vômito, desconforto abdominal, diarreia, salivação excessiva, coceira, irritação na cavidade oral, hemorragia, pressão baixa e, nos casos em que atinge o sistema nervoso do cachorro, até mesmo tremores, convulsões e perda de coordenação. 

Em situações extremas, essas plantas venenosas para cachorros podem causar até morte! Por isso, ao menor sinal de desconfiança de que o pet entrou em contato com alguma delas, é muito  importante fugir de truques caseiros - que podem mais atrapalhar que ajudar - e já recorrer a um veterinário. E vale destacar que a medida é necessária ainda que o animal não apresente nenhum sintoma imediato, porque as reações podem aparecer dias depois da intoxicação. Algumas espécies de plantas só oferecem toxicidade quando o consumo é contínuo, enquanto outras têm efeito negativo imediatamente - mas, quando o assunto é a saúde do melhor amigo, melhor exagerar na dose de cuidado do que esperar qualquer ação negativa, não é? 

Na clínica veterinária, com uma bateria de exames necessários, o profissional vai identificar o nível de toxicidade e indicar a ação ideal para reverter o quadro e não afetar em nada o bem-estar do cãozinho. 

E quais são as plantas que cachorro pode comer sem riscos? Confira!

A boa notícia para os donos de pets que não querem abrir mão de uma casa toda decorada com plantinhas ou de um jardim do lado de fora da casa é que também existe uma lista de plantas não tóxicas para cães! Confira a lista com as principais para acertar na hora de comprar as suas: 

  • Alecrim
  • Manjericão
  • Hortelã
  • Capim-limão
  • Tomilho
  • Erva-do-gato
  • Manjerona
  • Sálvia
  • Coentro
  • Salsa
  • Amor Perfeito
  • Bromélia 
  • Lavanda 
  • Malva-Branca
  • Violeta Perfumada
  • Orquídea
  • Camomila
  • Dente de Leão
  • Urtiga
  • Valeriana

Como evitar que o cachorro destrua as plantas ou o jardim da casa?

Ainda que não ofereçam nenhum risco, para que a estética do lado verde da casa não fique comprometida - já que algumas delas, como a violeta perfumada, são muito delicadas e podem ser destruídas facilmente pelas patas dos bichinhos -, o ideal é saber como afastar cachorro das plantas. Nesse caso, a dica é deixar todas elas em lugar alto para impedir o acesso do pet; outro truque é  borrifar água com canela e cravo-da-índia nos vasos, porque esse aroma - nada agradável para cães e gatos - vai evitar que ele tenha curiosidade de mexer por ali - a misturinha serve, ainda, como um repelente para cachorro não roer móveis. Como os cães tendem a não mexer nos lugares em que percebem ''sujeira'', nos jardins, também é uma opção enterrar um pouco das fezes do próprio animal na área. 

E embora a preocupação principal seja fugir dos tipos tóxicos para evitar danos à saúde do cão,  você sabia que existe até indicação de planta para cachorro comer? É que algumas delas são comestíveis e nutritivas, podendo trazer muitos benefícios para o organismo do seu amigo, além de enriquecer a dieta canina com vitaminas e sais minerais. O manjericão, por exemplo, alivia problemas gastrointestinais; o Dente-de-leão, por sua vez, tem efeito diurético e melhora o bom funcionamento do fígado. A urtiga é ótima para combater alergias sazonais, enquanto a valeriana reduz o estresse e estimula o sono. 

Com tantas vantagens que estes tipos oferecem para o seu animalzinho, ao ter uma delas em casa ou no apartamento, nem é necessário pensar em como proteger plantas dos cachorros - afinal, o que poderia ser um veneno acaba se tornando um benefício. Nesses casos, uma boa ideia é aproveitar essas espécies nutritivas e plantar uma grama para cachorro.. Além de garantir muitos benefícios para a saúde do cão, essa medida também é uma ótima forma de permitir que ele se divirta  brincando com diferentes cheiros e texturas no dia a dia.

 

cachorro no quintal com grama para cachorro
Plantar grama para cachorro é opção segura e nutritiva

Saiba como plantar grama para cachorro: 

 

Passo 1 - Escolha as sementes certas: ervas como o manjericão, lavanda, salsa e hortelã estão entre as melhores indicações para fazer uma grama para o cão - já que, além de não serem tóxicas, são muito nutritivas. E se existe planta que cachorro não gosta, provavelmente não é uma delas: o aroma agradável e refrescante vai até ajudar a atrair o interesse do pet! Essas sementes são encontradas em floriculturas e agropecuárias. 

Passo 2 - Prepare o ''terreno'' para o plantio com um vaso médio e um pacote de terra vegetal: preencha o recipiente com terra (aproximadamente 2kg) e deixe cerca de cinco dedos de espaço até o topo do vaso. Em seguida, espalhe as sementes pela terra, deixando um pequeno vão entre um grão e outro. Para finalizar, cubra a semente com mais terra, tendo o cuidado de deixar uns dois dedos de espaço até o topo. 

Passo 3 - Se quiser deixar essa camada superior ainda mais fofinha, o truque é peneirar a terra antes de cobrir as sementes. 

Passo 4 - Deixe o vaso em um lugar com boa iluminação e que permita o contato com o sol. 

Passo 5 - Tenha paciência e foco! Regue a grama todos os dias, pela manhã e no final da parte; assim, dentro de pouco tempo, você já vai ver o resultado. 

Plantou a grama com sucesso e o cãozinho já fez o ''trabalho''? Volte ao passo 1 e preencha, novamente, o vaso com mais terra e sementes. 

Curiosidade: você já ouviu falar ou sabe para que serve a planta nó de cachorro? 

Por mais que  ''cachorro'' apareça na nomenclatura popular, pesquisas mostram que o ser-humano é que pode aproveitar os muitos benefícios da Heteropterys tomentosa A. Juss . - a planta nó de cachorro. Comum nos cerrados de Mato Grosso e Goiás, ela é chamada assim por conta do formato anatômico semelhante ao pênis de um cão. 

Considerada um estimulante do organismo, este tipo de planta oferece benefícios como melhora na memória e na concentração; alívio do esgotamento nervoso; no tratamento de diabetes; para o fortalecimento muscular de crianças e idosos; e funciona até como afrodisíaco. O consumo costuma ser feito fixando as raízes em aguardente ou vinho, em forma de chá ou com um banho de folhas. 

Como ainda não há estudos confirmando se a nó de cachorro faz parte da lista de plantas tóxicas para cães ou se não oferece nenhum tipo de perigo, o ideal é aproveitar todos os seus benefícios para o organismo sem pensar em aproveitá-la na decoração para impedir que o pet tenha contato. 

Redação: Nívia Passos

Edição: Luana Lopes

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Cachorro

Quais são os tipos da doença do carrapato em cachorro? Conheça as características de cada uma

A doença do carrapato em cachorro é um dos maiores temores dos tutores. O que nem todo mundo sabe é que existem diferentes tipos da ...

Cachorro

Como identificar a doença do carrapato em cachorro? Vets recomendam prestar atenção a esses 8 sinais na rotina do pet

A doença do carrapato em cachorro é uma das enfermidades mais perigosas e traiçoeiras que existem no universo canino. Infelizmente, ...

Gato

O gato Bengal é selvagem, híbrido ou doméstico? Curiosidades sobre os instintos da raça que parece um leopardo

O gato Bengal é uma das raças mais exóticas que existem por uma razão simples: eles são bem parecidos visualmente com o leopardo, um...

Adote um animal

8 características do Sphynx, o gato sem pelo

A aparência única e charmosa do Sphynx gera muita curiosidade. Afinal, não é todo dia que a gente encontra um gato sem pelo por aí, ...

Adote um animal

Qual é o maior cachorro do mundo? Conheça 6 raças gigantes que batem recordes no quesito tamanho

Você já se perguntou qual é o maior cachorro do mundo? Existe uma grande variedade de raças com características físicas diferentes, ...

Cachorro

Qual o significado de sonhar com cachorro atacando?

O significado de sonhar com cachorro é muito variado. Não é possível dizer que isso sempre vai representar algo positivo ou negativo...

Ver todas