Filhotes

Quais doenças os filhotes de gato têm mais chances de contrair?

Os gatos filhotes são mais sensíveis e precisam de muita atenção com a saúde
Os gatos filhotes são mais sensíveis e precisam de muita atenção com a saúde

Além de preparar a casa para receber o novo companheiro de quatro patas, adotar um gato requer cuidados importantes com a saúde do animal logo no início: vacinas, vermífugo e visitas ao veterinário para checkups são alguns deles. Essa atenção é algo ainda mais essencial quando se trata da adoção de um gato filhote. Afinal, os gatinhos são mais suscetíveis a contraírem certas doenças nos primeiros meses de vida. Para te ajudar neste cuidado, reunimos aqui as principais doenças que o filhote de gato tem mais chances de adquirir e como preveni-las. Chega mais!

1) Rinotraqueíte felina atinge o sistema respiratório do animal

O vírus da rinotraqueíte felina é altamente contagioso e afeta o trato respiratório superior do animal. O gatinho doente deve ser separado dos demais gatos saudáveis, pois a rinotraqueíte é transmitida pelo contato direto e compartilhamento de objetos, como bebedouro e brinquedos. A melhor forma de prevenir que os gatinhos filhotes sejam atingidos pelo vírus é com a vacinação, que é aplicada nas primeiras semanas de vida do animal. A vacina quádrupla felina reduz as chances do felino contrair a rinotraqueíte e outras doenças graves, como a panleucopenia, calicivirose e clamidiose.

2) Vermes em gatos filhotes precisam de atenção

As doenças parasitárias são muito comuns nos primeiros meses de vida dos felinos, já que o sistema imunológico do animal ainda está em desenvolvimento. Os vermes mais comuns que afetam os gatos filhotes são os tipos ascaris e taenias. Os ascaris podem ser contraídos pela amamentação, enquanto os vermes taenias são transmitidos por pulgas. Para prevenir essas doenças, é necessário que o gato seja vermifugado o quanto antes. A vermifugação é indicada antes mesmo do primeiro mês de vida do felino. Os vermes podem causar vômito, diarreia, retardo no crescimento, distensão abdominal e obstrução intestinal.

3) A FIV felina é um perigo para a saúde dos gatos

A FIV em gatos, também conhecida com AIDS felina, é causada pelo vírus imunodeficiência felina. Essa doença pode ser transmitida da mãe para o filhote ou pelo contato com a saliva e secreções de gatos infectados. A FIV felina não tem cura, mas existem tratamentos específicos que garantem mais qualidade de vida para o animal diagnosticado. É importante que o gato filhote seja testado pela doença o quanto antes para, em caso de um resultado positivo, inicie o tratamento adequado nos primeiros meses de vida. O gatinho positivo para doença não pode conviver com outros felinos saudáveis. A FIV em gatos pode ter um período assintomática, mas com o tempo o vírus vai destruindo as células que protegem o organismo contra doenças, infecções e alergias. Dessa forma, em um estágio mais avançado o gato pode ter graves problemas no sistema imunológico.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    O sistema imunológico do gato filhote ainda está se desenvolvendo, o que o torna mais suscetível a contrair algumas doenças
    O sistema imunológico do gato filhote ainda está se desenvolvendo, o que o torna mais suscetível a contrair algumas doenças

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    4) FeLV felina é outra doença grave que precisa de atenção

    A FeLV é considerada a leucemia felina e é uma das piores enfermidades que pode afetar os gatos. O vírus é transmitido pelo contato com secreções e também da mãe para filhote. Ao adotar um gatinho filhote, é necessário que se faça o teste tanto para FIV quanto para FeLV. A leucemia felina tem vários estágios e o filhote positivo para a doença pode desenvolver uma série de problemas ao longo da vida, como hipertermia, anorexia, ferimentos na pele com cicatrização tardia, dentre outros. Diferente da FIV, essa doença pode ser prevenida com vacina quíntupla felina. Mesmo assim, é necessário se certificar que seu gato permaneça em casa: as famosas voltinhas para passear na rua não são recomendadas. !

    5) Panleucopenia felina é prevenida com a vacinação nos primeiros meses de vida

    Apanleucopenia felina é uma condição grave e de rápido desenvolvimento no organismo dos gatos. A doença é causada pelo parvovírus, que provoca a diminuição dos glóbulos brancos dos gatos, afetando todo seu sistema imunológico. Apesar da complexidade, a panleucopenia é curável e pode ser combatida com o tratamento correto. O parvovírus não pode ser combatido com antivirais, por isso, para tratar os gatinhos com panleucopenia é necessário o uso de antibióticos de amplo espectro. A vacinação correta nos primeiros meses de vida é fundamental para prevenir a doença nos filhotes.

    Redação: Hyago Bandeira

     

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Próxima matéria

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal
    Ração

    Ração para gatos: quais os melhores tipos para filhotes, castrados, idosos ou com insuficiência renal

    Alimentação é uma das principais preocupações dos donos de gatos. Não só pela quantidade, mas também qualidade. Assim como humanos, cada fase da vida do felino precisa de nutrientes que auxiliem no desenvolvimento do animal, no bem estar e na qualidade de vida. A proporção correta de vitaminas, sais minerais, proteínas e fibras são essenciais para a longevidade do seu gatinho. Para ajudar, vamos especificar os diferentes tipos de ração presentes nos pet shops, supermercados e lojas especializadas.

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!
    Saúde

    Diabetes em gatos: entenda os perigos e como prevenir a doença!

    A diabetes é muito comum entre os humanos, mas você sabia que os felinos também podem sofrer com a doença? A diabetes em gatos é uma doença grave e capaz de atrapalhar a qualidade de vida do felino em vários níveis se não for tratada corretamente. A patologia requer acompanhamento médico, tratamento constante e, muitas vezes, aplicação de insulina diariamente. É um caso específico de endocrinologia, que requer atenção para não prejudicar mais ainda a saúde do animal, principalmente se ele for um gato obeso. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto e aprender a cuidar de gato com a doença, nós conversamos com o médico veterinário Rafael Cunha, do Rio de Janeiro!

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?
    Cuidados

    Gatos: o que é a criação indoor e quais as vantagens?

    Ninguém pode negar: os gatos são verdadeiros fãs da voltinhas noturnas. Mas, como bem sabemos, a rua nem sempre é um lugar seguro e criar o seu bichano em casa pode garantir uma vida mais longa. Por isso, a criação indoor tem se tornado cada vez mais popular entre os gateiros de plantão, uma vez que gatos criados dessa forma podem chegar até o dobro da idade em comparação aos que vivem de forma livre. Para saber mais sobre essa modalidade, o Patas da Casa separou as principais vantagens da criação de gatos indoor. Dá uma olhada!

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!
    Saúde

    Plano de saúde para gatos: quais são as vantagens? Entenda melhor o serviço!

    O plano de saúde para gatos pode ser uma ótima alternativa para quem tem um felino em casa! Os pets fazem parte da família e, como qualquer ente querido, demandam atenção e cuidados especiais. No caso dos gatinhos, essa série de precauções inclui check-ups anuais, vacinas e visitas frequentes ao consultório veterinário. Manter essa rotina saudável não precisa, necessariamente, ser um peso no orçamento.

    Ver Todas >

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia
    Saúde animal

    6 cuidados com gatos para evitar vômitos e diarreia

    O vômito e diarreia em gatos são condições que sempre ligam o alerta nos tutores. Geralmente sintoma de algum outro problema de saúde, o gato vomitando ou com diarreia pode representar tanto uma reação natural do organismo felino quanto uma doença mais grave. O sistema digestivo do gato é sensível e pode ser afetado por uma simples alteração na alimentação. 

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?
    Saúde animal

    Quais são as raças de gato mais propensas à obesidade felina?

    A obesidade em gatos é um problema que precisa de atenção. Geralmente, o quadro não está relacionado à predisposição genética, mas alguns fatores contribuem para o aumento de peso nos felinos. A falta de exercícios físicos e uma alimentação inadequada, por exemplo, são hábitos que podem levar à obesidade. Então se o seu gatinho é muito preguiçoso ou não tem acesso a todos os nutrientes que precisa, é bem provável que ele se torne um gato obeso. 

    Ver Todas >