Saúde

Quais as principais causas da cegueira em gatos?

A cegueira em gatos pode ter causas variadas
A cegueira em gatos pode ter causas variadas

A cegueira em gatos é uma condição de saúde que pode ter várias causas, como doenças oculares, hipertensão, tumores e até complicações derivadas de infeções. Os sinais não costumam ser muito claros no início, mas são manifestados com muitas mudanças comportamentais. Por isso, observar a rotina do bichano é fundamental para conseguir identificar precocemente que algo não está bem - principalmente porque naturalmente os felinos não costumam demonstrar que estão incomodados com algo. Quando falamos da cegueira em gatos, muitas dúvidas podem surgir. Como saber se o gato é cego? Cegueira em gatos tem cura? Conversamos com o médico veterinário oftalmologista Thiago Ferreira para esclarecer todas as dúvidas!

O que pode causar cegueira em gatos?

Entre as principais causas da cegueira em gatos estão a hipertensão arterial sistêmica, glaucoma, tumores no olho e complicações derivadas do herpesvírus do tipo 1. Segundo o veterinário Thiago, a hipertensão geralmente é consequência de uma doença renal primária que acomete o gato. O profissional ainda alerta sobre o uso desregulado do antibiótico enrofloxacina, que em muitos casos deixa o gato cego. “Em gatos, a gente não aconselha a aplicação desse antibiótico porque ele causa uma degeneração na retina. Às vezes as pessoas utilizam por ser um antibiótico de fácil acesso, fazendo uma dose que não é recomendada ou desaconselhada por mais que isso seja trazido na bula”, conta o médico veterinário. Além disso, gatinhos filhotes que apresentam falta de taurina também podem desenvolver a degeneração da retina.

Cegueira em gatos tem cura? 

A cegueira causada pelo herpesvírus pode ser reversível em alguns casos. O quadro de descolamento causado pela hipertensão arterial sistêmica só pode ser revertido se for tratado de maneira precoce. Já nos casos de uso indevido de enrofloxacina, falta de taurina, glaucoma e tumores, a cegueira em gatos costuma não ter cura. O gato cego precisa de um suporte especial do tutor para ter mais qualidade de vida: é importante impedir o acesso à rua com a criação indoor, evitar mudar o lugar dos móveis, não assustar o animal e bloquear as escadas da casa. Além disso, uma coleira para gatinhos cegos pode ser necessária para evitar que ele saia batendo nas coisas e se machuque. Esses cuidados são essenciais tanto para o gato cego de um olho quanto para aqueles que não enxergam nada.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

question quiz stamp

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

Question Header Background
question quiz stamp

As crises alérgicas costumam acontecer:

Question Header Background
question quiz stamp

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Question Header Background
question quiz stamp

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Question Header Background
question quiz stamp

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

Question Header Background
question quiz stamp

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

Question Header Background

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Levar o bichano periodicamente ao veterinário é melhor maneira de prevenir a cegueira em gatos
    Levar o bichano periodicamente ao veterinário é melhor maneira de prevenir a cegueira em gatos

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Quais os sinais de que o gato está ficando cego?

    Mas afinal, como saber se o gato é cego? “Um dos principais sinais de que o gato está ficando cego é a pupila dilatada que não responde contra luz, ela fica o tempo todo dilatada, seja com luz forte ou luz fraca”, disse Thiago. O veterinário ainda alerta que gatos de olhos claros, quando apresentam muita pigmentação na parte colorida que não era observada antes pode ser um sinal de tumor dentro do olho. Além desses sinais físicos, existem mudanças comportamentais que os tutores devem ficar atentos. “O gato fica perdido, ele começa a esbarrar nas coisas. À noite o gatinho pode sentir dificuldade de enxergar, coisa que normalmente não acontece. Normalmente eles têm uma visão super boa”, alerta o profissional. Outro sinal que também pode indicar a cegueira em gatos é quando ele não enxerga os objetos, tendo dificuldade para brincar.

    Gato cego: o que fazer?

    O tratamento para evitar a progressão da cegueira vai depender da causa do problema. Portanto, a melhor coisa a se fazer se você desconfia que seu gato está ficando cego é levá-lo ao  veterinário. Só ele poderá diagnosticar o problema para recomendar o tratamento adequado de acordo com o quadro do bichano. Inclusive, a melhor maneira de se prevenir contra a cegueira em gatos é manter as consultas periódicas ao profissional em dia. “As doenças geralmente são bem traiçoeiras nos gatos, principalmente as doenças de retina que não demonstram uma causa externa. Geralmente quando a pessoa nota algo de errado já é tarde. Então nesses casos a melhor maneira é passar por consultas por rotina com oftalmologista, principalmente se estamos falando de gatos idosos”, conta o veterinário oftalmologista.

    Redação: Hyago Bandeira

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Próxima matéria

    Gato obeso: como saber se o seu pet está acima do peso?

    Gato mancando: quais as causas e como tratar?
    Saúde

    Gato mancando: quais as causas e como tratar?

    Perceber um gato mancando é uma situação que preocupa diversos tutores. Geralmente, o sintoma indica o gato com dor. Seja por causa de algum machucado na pata ou porque o animal está com algum problema mais sério, como um traumatismo, é preciso analisar a situação e procurar entender as causas por trás disso. O gato mancando pata dianteira ou traseira pode indicar diferentes problemas, e para cada um deles existe um tratamento específico.

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?
    Saúde

    Gata prenha: quais os principais cuidados que você deve ter durante e depois da gestação?

    Com uma gestação de gato à vista, é fundamental que o tutor tome alguns cuidados para que a gravidez da felina transcorra da melhor maneira possível. Mesmo que os gatos sejam animais autossuficientes na maioria dos casos, há diversas tarefas simples, mas essenciais, que você pode fazer para deixar a gata prenha confortável, feliz e tranquila. Após dar à luz, a mamãe e seus gatinhos recém-nascidos continuam precisando de atenção, especialmente se algo fora da normalidade ocorrer e você precisar ligar para o veterinário. Se sua gata está esperando uma ninhada, não se preocupe! O Patas da Casa reuniu as informações necessárias para que você prepare a futura mamãe para a chegada dos filhotes, além de dicas pós-parto. Confira!

    Coceira em gatos: veja as principais causas do problema e como cuidar
    Saúde

    Coceira em gatos: veja as principais causas do problema e como cuidar

    Ver o gato se coçando pode ser uma situação corriqueira e não representar nada demais, mas se começar a acontecer com frequência pode ser um sinal de que algo não vai bem com a saúde do animal. Os problemas com parasitas são bem comuns e mesmo quando os gatos vivem dentro de casa, eles podem acabar sendo contaminados por pulgas, carrapatos e ácaros. Além disso, sarna de ouvido, micoses e alergias alimentares também podem ser o motivo por trás do gato se coçando muito. Entenda mais sobre cada uma dessas causas e como fazer o gato parar de se coçar nessas situações a seguir.

    Vacinas para gatos: a partir de que idade pode tomar, quais são as principais... Tudo sobre imunização!
    Vacinas

    Vacinas para gatos: a partir de que idade pode tomar, quais são as principais... Tudo sobre imunização!

    Assim que adotamos ou compramos um filhote temos que checar se as primeiras doses das vacinas para gatos já foram dadas, saber quando são as próximas ou começar assim que possível. Assim como para humanos, as vacinas para gatos filhotes são essenciais para prevenir doenças transmissíveis, que podem causar sequelas e até mesmo a morte do seu animal.

    Ver Todas >

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?
    Saúde animal

    Lúpus canino: como a doença autoimune em cães se desenvolve e quais as raças mais afetadas?

    Uma doença conhecida entre os humanos que também atinge os nossos amigos de quatro patas é o lúpus em cachorro. Essa doença autoimune em cães acontece quando células saudáveis do organismo atacam a si mesmas, deixando o sistema imunológico canino fragilizado e propenso a contrair diversos problemas de saúde. O lúpus canino não é muito conhecido e nem sempre é fácil detectar os sintomas clínicos.

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos
    Saúde animal

    Sarcoma de aplicação em felinos: veterinária tira todas as dúvidas sobre esse tipo de tumor em gatos

    O sarcoma de aplicação em felinos é um tipo de tumor de pele bastante preocupante e que precisa de muita atenção. Embora não se saiba ao certo qual a causa do problema, o sarcoma de aplicação pode afetar significativamente a saúde do gato e por isso é importante observar qualquer alteração no corpo do animal, especialmente se houver reações inflamatórias em forma de nódulos.

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos
    Saúde animal

    Bexiga do gato: tudo que você precisa saber sobre o trato urinário inferior dos felinos

    A infecção urinária em gatos é um problema muito comum. A bexiga do gato é um dos órgãos mais atingidos por infecções que são capazes de debilitar todo o sistema excretor. Esse órgão com habilidade de expandir seu tamanho é fundamental no bom funcionamento do organismo de um gato, sendo um dos principais responsáveis pela eliminação da urina. Mas você sabe onde fica a bexiga do gato? Ou qual é sua função? E você tem ideia de que doenças mais afetam essa região?

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes
    Saúde animal

    Síndrome de Wobbler: entenda mais sobre a doença que afeta raças de cachorros grandes

    A síndrome de wobbler é uma doença que afeta principalmente raças de cachorro de grande porte. Ela atinge as vértebras e a medula espinhal do cachorro, desencadeando problemas neurológicos e de locomoção. O tratamento precisa ser o mais rápido possível, pois a síndrome de wobbler pode avançar para estágios mais graves e trazer consequências sérias ao animal. .

    Ver Todas >