Adoção animal

Preciso doar meu cachorro urgente: 6 motivos para não desistir da adoção

Publicado - 12 Abril 2023 - 15h00

Atualizado - 10 Maio 2024 - 14h37

“Preciso doar meu cachorro urgente, e agora?” Só quem já passou por uma situação do tipo sabe como é doloroso ter que pensar em se desfazer de um animal de estimação. A adoção de cachorro é uma responsabilidade que deveria durar a vida toda, mas nem sempre é o que de fato acontece. Em alguns casos, certas situações podem fazer com que a família precise doar cachorro - seja por motivo de mudança, doença ou até falecimento do tutor.

Nessas horas, é preciso ter muita calma e não se desesperar. Colocar cachorros para adoção é a melhor alternativa de garantir que o animal vai ter a possibilidade de ter um novo lar, mas tudo deve ser feito com cuidado. Veja 6 motivos para não desistir da adoção responsável.

1) Colocar o cachorro para adoção é melhor do que abandoná-lo

Se por algum motivo você está totalmente decidido que quer se desfazer do seu amigo de quatro patas, a melhor maneira de fazer isso é optando pela doação/adoção de cachorro. Tem gente que às vezes, no meio do desespero, acaba abandonando o animal à mercê da própria sorte, mas essa é uma atitude irresponsável e bastante cruel. Mesmo que seja um cão que já está familiarizado com o mundo lá fora, a vida nas ruas é muito difícil e o cachorro fica vulnerável a doenças, acidentes, atropelamentos e outros obstáculos.

Imagem Quiz:Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

Preencha todos os campos para participar.

É só preencher e começar!

Escolha uma opção abaixo

Aliás, poucas pessoas sabem, mas a lei de maus-tratos a animais prevê que o abandono não é apenas um ato de crueldade, mas também um crime, pois é algo que viola o bem-estar dos pets.

2) Devolver cachorro para o abrigo pode ser doloroso para o animal

Adotei um cachorro e quero devolver, será que essa é realmente a melhor solução?” A resposta é não! Depois de pegar um cãozinho de um abrigo, o ideal é que o adotante não o devolva para aquele lugar, mesmo que ele não queira mais ter o cachorro. A maioria das ongs que trabalham com o resgate de animais já lidam com um número muito grande de cães e gatos abandonados. Ter um cachorro “devolvido” compromete o espaço e torna os cuidados ainda mais difíceis.

Além disso, os doguinhos também ficam sentidos com a situação. Afinal, eles “entendem” que voltaram para aquele lugar porque a família não o quis, e pode ser um processo árduo conseguir novos adotantes para o pet. O ideal é que o dono se assegure de encontrar uma outra família para aquele animal.

3) Adoção responsável: cachorro precisa de um lar seguro para viver

É muito importante falar de adoção responsável. Cachorro é uma outra vida que não pode ser descartada como se fosse um objeto. Os cães têm sentimentos e se apegam com facilidade às pessoas, então se a ideia é entregar o animal para a adoção, o antigo tutor precisa se certificar de que existirá uma nova família amorosa e cuidadosa para acolher o doguinho.

Uma forma de fazer isso é divulgando a doação entre pessoas conhecidas nas redes sociais e perguntando para pessoas próximas se elas conhecem alguém interessado em ter um cachorrinho. Assim você consegue garantir que, ao doar cachorro, ele estará em boas mãos e será bem tratado. 
 

cachorros dentro de canil
A adoção de cachorro permite que cães como Dudu encontrem uma família amorosa

4) Ao doar cachorro para alguém conhecido, o processo se torna menos traumático para o cão

Na hora de pensar “quero doar meu cachorro”, o tutor também deve levar em consideração o processo de adaptação do animal a um novo lar (especialmente se ele ficou muito tempo com você). O cachorro sente saudade dos donos e, para não ficar traumatizado, é importante que tudo aconteça de forma gradual. Ou seja, você não pode simplesmente desaparecer da vida do doguinho.

Uma dica para amenizar esse impacto é adaptar o cachorro com a nova família aos poucos e marcar algumas visitas no início para que o animal não se sinta abandonado. Você também pode deixar uma peça de roupa velha com ele.

5) “Comprei um cachorro e me arrependi, posso devolver?”

Às vezes os tutores não pensam em todas as despesas e responsabilidades que envolvem ter um cachorro, e logo se arrependem. Para quem compra ao invés de adotar, a situação acaba sendo mais delicada porque envolve o custo do próprio pet. Nessas horas, o que fazer? Será que basta simplesmente falar “comprei um cachorro e quero devolver”? Bom, a aceitação da devolução do animal vai depender do lugar onde o pet foi adquirido: alguns podem aceitar, outros não.

A melhor solução continua sendo doar cachorro para alguém de confiança. Mesmo que algum dinheiro seja perdido no processo, pelo menos você garante que o doguinho vai ganhar um novo dono.

6) Meu cachorro não se adaptou comigo, mas pode se adaptar a outras famílias

Às vezes o motivo por que a pessoa quer doar cachorro é por causa de uma adaptação que não deu muito certo. Os cães têm diferentes personalidades e podem se comportar de diferentes maneiras. Alguns são mais energéticos e precisam se exercitar com mais frequência, outros são mais medrosos e desconfiados e podem demorar para se acostumar em um novo lugar. Não importa qual seja o caso, o importante é que os donos tenham paciência e respeito pelo espaço do animal, mas também saibam cuidar das necessidades básicas dele (incluindo estímulos físicos e mentais para evitar um cachorro bagunceiro, por exemplo).

O Dudu é um cachorro que foi resgatado e adotado algumas vezes. O problema é que muitos adotantes o devolveram antes de ele finalmente achar um lar. Vivi Camargos, que é da família que adotou o Dudu, conta um pouco dessa trajetória: “O nosso cachorro havia acabado de falecer. Foi bem de repente, ele não estava doente nem nada. Então todo mundo ficou muito abalado, até que meu irmão - que tava super mal também - ficou sensibilizado quando viu o post sobre o Dudu no Instagram.”

Conforme a tutora relata, a ong levou o cachorro para fazer um teste com a nova família. “Ele já tinha sido devolvido, então a voluntária da ong ficou receosa. Segundo ela, ele tinha dependência emocional e síndrome do abandono muito forte. Ele realmente sente quando alguém sai de casa, chora um pouquinho, mas tá melhorando isso a cada dia. É um cãozinho ótimo, muito bonzinho e afetuoso, então a gente não entende porque ele foi devolvido mais de uma vez.”

Redação: Juliana Melo

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Adote um animal

Fiapo de manga: a nova "raça" de cachorro vira-lata que tem feito sucesso na internet

Há quem diga que vira-lata caramelo representa mais o Brasil do que samba e futebol - não à toa que existem propostas de lei para el...

Cachorro

Cruzamento de cachorro: tudo que você precisa saber sobre o assunto

O cruzamento de cachorro é um assunto que desperta a curiosidade da maioria dos tutores. Enquanto alguns se preocupam em evitar que ...

Gato

Os melhores gatos para famílias com crianças: veja a lista com as 10 raças mais indicadas

Quando se trata de escolher um bichano para as crianças, algumas raças de gato se destacam por serem os companheiros ideais. Com per...

Comportamento

Tem um gato arranhando o sofá? Cientistas identificaram as causas desse comportamento e mostram como fazer o pet parar

Conviver com um gato arranhando o sofá é um problema que vários tutores têm dificuldade de corrigir. Apesar de ser um instinto nato ...

Adote um animal

Nomes para cachorro com a letra A: mais de 100 ideias para nomear o seu pet

Pesquisar e selecionar nomes para cachorro para o mais novo integrante da família é uma das partes mais divertidas do processo de ad...

Adote um animal

Maltês: 12 coisas que você precisa saber antes de ter um

Se você está em busca de um cachorro fofo e cheio de personalidade, o Maltês talvez seja a escolha perfeita. Esperto, dócil e brinca...

Ver todas