Passeio

Pode passear com cachorro nos dias de muito calor? Qual a melhor forma de fazer isso?

Passear com o cachorro em dias muito quentes requer cuidados especiais. Saiba quais!
Passear com o cachorro em dias muito quentes requer cuidados especiais. Saiba quais!

Passear com cachorro é um momento que estreita laços e ainda faz bem para a saúde, tanto do animal quanto do tutor. Cães precisam de exercícios na rotina para gastar energia e evitar quadros de estresse e ansiedade. Apesar de ser um momento muito prazeroso e necessário, é preciso ter cuidado com a saúde e a segurança do seu animal, principalmente nos dias de muito calor. Com a chegada do verão, é preciso redobrar a atenção: além de não possuírem glândulas sudoríparas para liberar calor, os cachorros transpiram pela salivação e a temperatura corporal deles demora mais para diminuir. Afinal, o que fazer para continuar passeando com o cachorro sem prejudicar a saúde dele? Reunimos as principais informações sobre esse assunto abaixo!

Qual o melhor horário para passear com cachorro?

Os horários mais adequado para passear com o cachorro nos dias de sol são no início da manhã e final da tarde. Ou seja, o recomendável é que o passeio seja feito antes da 10h e depois das 16h, momentos em que a incidência do sol costuma ser mais fraca. Ainda assim, em um país tropical como o Brasil, mesmo nesses horários é possível que o calor esteja muito forte. Logo, é preciso ter cuidados especiais. A principal questão é em relação à temperatura do asfalto, que costuma ficar muito mais quente do que uma calçada normal ou gramados e pode demorar a esfriar, mesmo com o sol mais baixo.

A pata de cachorro é muito sensível e pode queimar ao entrar em contato com um solo muito quente. O recomendado é, antes de sair, fazer a técnica dos 40 segundos. Basta pressionar a palma da sua mão contra o chão por 40 segundos, caso você consiga mantê-la durante esse tempo sem se queimar não há sinais de risco para as patinhas do seu dog.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Fique sempre atento aos sinais que o cachorro apresenta quando está com calor. Leve sempre água para o passeio em dias muito quentes!
    Fique sempre atento aos sinais que o cachorro apresenta quando está com calor. Leve sempre água para o passeio em dias muito quentes!

    Mais Lidas

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?
    Comportamento animal

    Comportamento felino: por que os gatos pedem comida mesmo com o pote cheio de ração?

    Não é segredo para ninguém que os gatos são muito exigentes com alimentação e higiene. E um hábito muito comum observado por todo gateiro é o gato pedindo comida mesmo quando o pote de ração está cheio: eles manifestam a insatisfação com a comida “velha” com muitos miados para chamar a atenção do tutor. Esse é mais um curioso comportamento felino com muitas explicações coerentes por trás.

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos
    Comportamento animal

    Por que os gatos afofam as cobertas e os humanos

    Quem tem um gatinho já deve ter percebido que eles costumam afofar ou “amassar pãozinho” em algumas circunstâncias específicas. Os movimentos lembram uma massagem. Antes de deitar, quando estão no colo do dono ou quando encontram uma coberta fofinha e macia. Se mesmo sem saber porquê eles fazem isso a gente já acha a coisinha mais linda do mundo, imaginem depois de saber? Vem com a gente desvendar!

    Quais os principais cuidados para passear com cachorro no calor?

    Apesar de toda atenção necessária para passear com o cachorro nos dias de muito calor, isso não significa que tem que deixar de caminhar com o animal. Os exercícios diários são fundamentais para manter a saúde e o bem-estar do animal. Por isso, prefira as atividades cedinho ou quando o sol se pôr. As caminhadas em parques e gramados serão mais agradáveis para o pet. 

    Outro ponto importante é em relação a hidratação. Nos dias mais quentes, não basta oferecer água para o cão apenas antes de sair de casa e ao chegar. Leve uma garrafa com água limpa e fresca para o pet beber durante o passeio, mesmo em trajetos mais curtos. Se o cachorro recusar a água, molhe a cabeça e as regiões do pescoço e virilha dele para refrescar. O uso do filtro solar para pets também é muito importante, mesmo que a incidência do sol esteja mais fraca, pois evita queimaduras, dermatite e doenças como o câncer de pele. Mas atenção: o produto precisa ser de uso veterinário.

    A tosa de verão, que deixa a pelos mais curtos, é uma opção para raças específicas, que normalmente já precisam de manutenção na pelagem. Lembre-se que os pelos servem como isolantes térmicos e não fazem com que o cachorro sinta mais calor. Só faça a tosa se ela for recomendada pelo veterinário do seu pet.

    Cachorro com calor: fique atento aos sinais!

    O cachorro com calor costuma apresentar mudanças de comportamento bem visíveis. Caso o animal se recuse a prosseguir com a caminhada e esteja com a respiração muito acelerada, pare com ele na sombra, ofereça água fresca e só retome o passeio quando ele estiver melhor. Se o cachorro ficar ofegante em poucos minutos de caminhada é sinal de que está muito quente e a volta pra casa é a melhor coisa a se fazer. O cachorro babando, com a língua e gengivas pálidas e mucosas cinza-azuladas requer mais atenção e pode precisar de atendimento médico se não voltar ao normal logo.

    A atenção deve ser maior ainda com os cachorros que têm o focinho achatado, chamados de braquicefálicos. Nesse caso, o passeio só deve ser feito quando a temperatura estiver mais amena e sem sol. Dentro de casa, ofereça alimentos gelados e água fresca para o pet e deixe que ele desfrute dos ambientes mais frescos, nunca deixando o animal preso em varandas ou cômodos sem ventilação.

    Redação: Hyago Bandeira

     

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    Próxima matéria

    Como funciona a memória dos felinos? Veja curiosidades sobre o cérebro do gato

    5 dicas para amenizar o calor do seu cachorro nos dias mais quentes
    Cuidados

    5 dicas para amenizar o calor do seu cachorro nos dias mais quentes

    Que cachorro sente calor a gente sabe, até porque ignorar o verão é impossível em algumas partes do país. O que muita gente não sabe é como aliviar a situação do cachorro com calor para que ele passe pelos dias e meses mais quentes do ano de forma confortável e sem passar mal. Tosar cachorro não é a única opção de refresco para o seu amigo: dá uma olhada nessas cinco dicas de como você pode amenizar o calor para o animal e fazer com que ele chegue na próxima estação sem sofrer!

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!
    Adestramento

    Cachorro e gato juntos: 8 truques para melhorar a convivência e 30 fotos para você se apaixonar!

    Durante muito tempo, cachorro e gato foram declarados inimigos. Algumas pessoas acreditavam que onde havia um cão não poderia ter um gato e vice-versa. Se antes eles não tinham o hábito de conviver, hoje moram juntos e alguns até são inseparáveis. Mas atenção! Nem sempre os animais se entendem de primeira e o processo de adaptação requer tempo e paciência do tutor para que aprendam a respeitar a presença um do outro. Para você que tem um cãozinho e um gatinho e precisa de ajuda para adaptá-los, separamos oito truques para melhorar a convivência. O adestrador Max Pablo, do Rio de Janeiro, deu algumas dicas e também conversamos com a cat-sitter Nathane Ribeiro, que tem três gatos e já precisou adaptá-los com um cão. Veja o que eles disseram!

    Idade de cachorro: como calcular da melhor forma de acordo com o porte do animal
    Cuidados

    Idade de cachorro: como calcular da melhor forma de acordo com o porte do animal

    Na hora de contabilizar a idade de cachorro, é muito comum que todo mundo faça a multiplicação simples e difundida pelo senso comum que diz que um ano do animal equivale a sete na contagem de tempo humana. Mas você sabia que não é bem assim que a gente consegue dividir as diferentes fases da vida de um cachorro? Na verdade, o que determina a influência da passagem de tempo, para eles, é o porte.

    Coleira para cachorro: qual o melhor tipo para passear e identificar seu pet?
    Passeio

    Coleira para cachorro: qual o melhor tipo para passear e identificar seu pet?

    A coleira para cachorro é um dos primeiros acessórios que você pensa em comprar depois que recebe um cãozinho em casa. Além de ajudar a identificar o animal em diferentes situações e a ensinar a disciplina no dia a dia, ela ainda é essencial para a hora dos passeios, um dos momentos mais esperados pelo seu amigo de quatro patas - mas só depois de todas as vacinas, combinado? De acordo com o tamanho, a personalidade e a finalidade de uso, o modelo de coleira que você precisa comprar muda: dá uma olhada aqui embaixo para descobrir como escolher o ideal para o seu pet!

    Ver Todas >

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier
    Comportamento animal

    9 curiosidades sobre a raça de cachorro Bull Terrier

    O Bull Terrier é uma das raças de cachorro grande mais populares entre os amantes de pet. Seus olhos pequenos, cabeça oval e focinho alongado são inconfundíveis, é quase como uma marca registrada. Com origem e características surpreendentes, é fácil se apaixonar e querer levar um filhote de Bull Terrier para casa. Se você ficou curioso para saber mais desse cãozinho, separamos 9 curiosidades sobre a raça.

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo
    Comportamento animal

    Ensinar cachorro: 6 hábitos que os cães precisam aprender desde cedo

    Depois de adotar um cachorro, é bom ter em mente que nem tudo será diversão. Os aprendizados também devem fazer parte da rotina do animal. Quanto antes os treinos começarem, mais fácil será para o cachorro aprender - e, consequentemente, a convivência com o cãozinho será melhor em todos os sentidos. O adestramento nem sempre precisa ser feito com um profissional.

    Como é a personalidade do Ragdoll?
    Comportamento animal

    Como é a personalidade do Ragdoll?

    O Ragdoll é uma raça de gato gigante que faz muito sucesso, e isso não é só por causa da sua aparência fofinha e felpuda. O que realmente encanta os gateiros é a personalidade do gato Ragdoll, que é muito afetuosa e tranquila. Muitas pessoas até chegam a comparar o bichano a um cachorro, pois além de ser muito brincalhão, o Ragdoll também tem uma dependência maior da sua família humana. 

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino
    Comportamento animal

    Tudo sobre o focinho de gato: anatomia, cuidados e o poderoso olfato felino

    O focinho de gato é uma região que definitivamente chama a atenção de qualquer pessoa, principalmente por causa do seu formato fofinho e da sua delicadeza. No entanto, o que poucas pessoas percebem é que, além de ser muito fofo, o pequeno nariz dos gatos é uma das principais formas de comunicação do animal com o mundo. Mas como funciona o focinho de gato? Por que em alguns casos o nariz do gato fica seco, sendo que normalmente eles são gelados? Quais são os cheiros que o gato não gosta? 

    Ver Todas >