Saúde

PIF felina: 5 efeitos da doença nos gatos infectados

A PIF em gatos se manifesta de diferentes formas. Saiba quais são os principais efeitos da doença!
A PIF em gatos se manifesta de diferentes formas. Saiba quais são os principais efeitos da doença!

Uma das doenças mais graves que pode atingir os gatos é a Peritonite Infecciosa Felina (PIF). Embora não tenha cura e nem um tratamento específico, o diagnóstico precoce é fundamental para controlar os sinais clínicos do problema e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida do gatinho doente. Por isso, é importante ficar atento quanto aos efeitos da PIF felina para buscar o auxílio de um médico veterinário caso haja qualquer suspeita da doença. A seguir, separamos alguns desses efeitos para você ficar de olho!

PIF felina: a doença pode se manifestar de duas formas diferentes nos gatos

Antes de mais nada, é preciso entender que quando falamos da PIF, gatos podem apresentar a doença de duas formas diferentes: seca ou efusiva (úmida). Cada uma delas atinge os órgãos de maneira específica, sendo que a PIF felina seca é caracterizada pelo aparecimento de nódulos com pus nos órgãos linfáticos; já a úmida acontece com o surgimento de um líquido amarelado na cavidade abdominal e/ou torácica. Mas não adianta tentar descobrir qual é o caso de um gatinho infectado, pois somente um profissional é capaz de realizar o diagnóstico correto e, então, indicar o que deve ser feito para cuidar do seu amigo de quatro patas.

PIF: gatos podem a apresentar dificuldade respiratória como um dos sintomas

Percebeu que seu gatinho está com certa dificuldade para respirar? Cuidado! Embora este sintoma também esteja ligado a outras doenças, como a rinotraqueíte felina ou a asma, a PIF em gatos também pode desencadear problemas de respiração desse tipo. Outros sinais também devem ser observados e o tutor não deve deixar de consultar um veterinário, mas é importante ter em mente que a dificuldade respiratória não é algo comum e que precisa de atenção.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Como seria o seu domingo perfeito?

Como você fica em um dia de chuva?

Como seria a viagem ideal nas férias?

Como você costuma encontrar os amigos?

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Como é a sua rotina matinal?

Como é a sua agenda no fim de semana?

Schnauzer e Shih Tzu são raças muito independentes Golden Retriever e Yorkshire são cães que gostam de curtir a companhia dos humanos Border Collie e Jack Russell Terrier são cheios de energia e amam aventura
    PIF felina: a perda de apetite pode ser observada em um gatinho infectado
    PIF felina: a perda de apetite pode ser observada em um gatinho infectado

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?
    Saúde animal

    Cachorro ofegante: quais problemas o sintoma pode indicar?

    Encontrar o cachorro ofegante não é uma questão incomum na vida dos tutores. Normalmente, os peludos ficam mais cansados depois de um longo passeio ou brincadeiras, mas quando não houve nenhum estímulo é preciso ficar atento. Observe alguns sinais do cachorro ofegante: língua pra fora pode indicar calor ou cansaço, agora se o sintoma estiver acompanhado de tremores ou cachorro com dificuldade de respirar, o ideal é levá-lo imediatamente ao veterinário. Para saber como diferenciar e se há necessidade de buscar ajuda médica, nós conversamos com Ricardo Duarte, que é docente do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário FMU, de São Paulo.

    PIF: doença de gato tende a deixar os felinos mais magros e com falta de apetite

    Seu gatinho parou de alimentar como antes? É importante entender o motivo por trás disso! Às vezes o animal enjoou da ração ou o calor (principalmente no verão) pode ser a causa para um gato sem apetite, mas também não podemos deixar de lado a hipótese disso estar relacionado a alguma doença. A PIF felina, por exemplo, tende a deixar os gatos mais apáticos. Como eles deixam de se alimentar direito, é possível observar perda de peso. É bom ficar de olho!

    Gato com febre pode ser um sinal da PIF felina!

    Identificar um gato com febre não é uma das tarefas mais fáceis.  A temperatura corporal desses animais é naturalmente mais quente do que a humana e normalmente o corpo dele pode chegar a 39º C, sem que isso seja um indicativo de problema. Além disso, os bichanos também tendem a esconder qualquer sinal de desconforto ou mal estar, o que pode dificultar ainda mais. Mas o que pode ser percebido é que o gato fica com um olhar mais triste e cabisbaixo quando está se sentindo febril. A respiração acelerada e nariz, orelhas e patas avermelhadas também podem indicar febre, mas em todo caso é fundamental procurar um veterinário para saber o que está acontecendo de fato.

    Gato com PIF pode sobreviver ou a doença é sempre fatal?

    Infelizmente, a PIF felina não tem cura. O médico veterinário responsável pelo caso vai entrar com tratamentos paliativos para aliviar os sintomas clínicos e evitar possíveis complicações. No entanto, essa é uma medida que serve apenas para prolongar a vida dos gatos infectados e promover mais qualidade de vida para eles. Por outro lado, o bichano pode ser portador do vírus causador da PIF e não desenvolver a doença. É importante manter os check-ups em dia para identificar de forma precoce qualquer problema que possa atingir o animal.

    Redação: Juliana Melo

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    Próxima matéria

    Quais as doenças genéticas de cachorro mais comuns?

    Música para gatos: qual o efeito das canções nos felinos?
    Comportamento

    Música para gatos: qual o efeito das canções nos felinos?

    Cuidar de gato também significa entender o que o seu amigo de quatro patas gosta ou não. Desde petiscos - como as frutas para gatos - até brincadeiras e formas de fazer carinho no animal, é essencial buscar compreender os gostos e o que influencia no comportamento do bichano. Às vezes, o gato acaba ficando muito estressado ou ansioso com alguma coisa, e para contornar esse tipo de situação, a música pode ajudar. “Mas como assim gato gosta de ouvir música?”, é o que você deve estar se perguntando, né? Pois bem, a gente te explica a seguir de que forma as músicas para gatos podem melhorar o bem-estar dos felinos. Dá só uma olhada!

    PIF felina: conheça a Peritonite Infecciosa e saiba como a doença se desenvolve nos gatinhos
    Saúde

    PIF felina: conheça a Peritonite Infecciosa e saiba como a doença se desenvolve nos gatinhos

    Os gatinhos, ao longo da vida, podem se deparar com três doenças muito graves: a FIV (Imunodeficiência Felina - também conhecida como a AIDS felina), a FeLV (Leucemia Felina) e a PIF. A última, conhecida como Peritonite Infecciosa Felina, é menos comum que as outras duas, mas tão prejudicial quanto. A doença também não possui cura e nem tratamento. Quer saber mais sobre essa doença tão prejudicial à saúde dos gatos? Conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro. Chega mais!

    Gangliosidose em gatos: como a doença hereditária se manifesta nos felinos?
    Saúde

    Gangliosidose em gatos: como a doença hereditária se manifesta nos felinos?

    Assim como os humanos, os felinos também podem sofrer com doenças hereditárias. A gangliosidose, por exemplo, é uma das patologias herdadas dos pais mais comuns em gato Siâmes, Korat e Birmanês. Com um desenvolvimento rápido e silencioso, a doença ocorre a partir de um erro na formação do metabolismo lipídico do animal, resultando em problemas neurológicos que podem ser fatais para o seu bichano. Para tirar todas as dúvidas sobre o assunto, conversamos com a veterinária Gabriela Teixeira, que te conta tudo que você precisa saber sobre a gangliosidose em gatos a seguir!

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos
    Saúde

    Esporotricose em gatos: conheça mais sobre essa doença grave que pode atingir os felinos

    A esporotricose em gatos é uma das doenças mais graves que pode atingir os felinos. Isso porque ela evolui muito rápido para a fase disseminada, causando sérios riscos à vida do gatinho. Provocada por um fungo presente em vegetações, a “micose” apresenta feridas bem características na pele do felino, sendo esse um dos principais sintomas da doença. Apesar da complexidade da infecção, o tratamento correto é capaz de curar essa doença de gato. Esporotricose também pode ser prevenida com alguns cuidados específicos no dia a dia do seu felino. Para saber mais sobre a doença, nós conversamos com o médico veterinário Frederico Lima, do Rio de Janeiro.

    Ver Todas >

    Pode dar dipirona para gato? Descubra se o medicamento é permitido e quais são as recomendações
    Saúde animal

    Pode dar dipirona para gato? Descubra se o medicamento é permitido e quais são as recomendações

    O uso da dipirona é algo comum entre os humanos, mas quando recomendada para os animais domésticos pode gerar dúvidas nos tutores. Normalmente receitado para aliviar dores e baixar a febre, o medicamento começou a ser comercializado no Brasil em 1922. A ação anti-inflamatória da dipirona possui poucos efeitos colaterais quando comparada a outros medicamentos.

    Como aumentar a imunidade do cachorro? Qual o impacto na saúde? Saiba tudo sobre o sistema imunológico canino
    Saúde animal

    Como aumentar a imunidade do cachorro? Qual o impacto na saúde? Saiba tudo sobre o sistema imunológico canino

    A saúde do cachorro sempre deve estar em primeiro lugar para quem é pai de pet. Os cachorros tem um sistema imunológico que trabalha desde seu nascimento e vai se desenvolvendo conforme o cão é exposto a patógenos. Assim como nos humanos, alguns fatores externos podem prejudicar o sistema imunológico canino. Situações de estresse, má alimentação, mudanças de clima e baixas temperaturas, por exemplo, podem afetar o sistema imunológico do cãozinho. A defesa desabilitada do organismo do cachorro pode resultar em doenças recorrentes, abatimento e cansaço. Lembre-se que é sempre necessário a avaliação de um médico veterinário de confiança caso seu amigo de quatro patas esteja apresentando sintomas de qualquer doença. Se você quer entender mais como aumentar a imunidade baixa do cachorro e entender melhor o funcionamento do sistema imunológico canino, o Patas da Casa reuniu todas as informações sobre o assunto. Vem dar uma olhada!

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?
    Saúde animal

    Castração de gato: quais os cuidados que você deve ter no pós-operatório?

    A castração de gato é um procedimento cirúrgico que vai muito além de evitar a gravidez indesejada e o possível abandono de animais: ela também é uma forma de cuidar da saúde do seu amigo de quatro patas. No entanto, é comum que muitos tutores se sintam inseguros com a cirurgia, principalmente porque é necessário ter alguns cuidados antes e depois de castrar gato. 

    Cálculo renal em gatos: como se desenvolve? Tem cura? Veterinária explica tudo sobre o problema
    Saúde animal

    Cálculo renal em gatos: como se desenvolve? Tem cura? Veterinária explica tudo sobre o problema

    Não é mistério que os felinos têm certa dificuldade para beber água no dia a dia. A questão é que muitas vezes isso acaba desencadeando vários problemas na saúde do gato, principalmente no sistema urinário, trazendo grande preocupação para os tutores. O cálculo renal em gatos é uma doença mais comum do que se imagina e precisa de alguns cuidados. Por isso, é essencial saber identificar um gato com problema renal para procurar a ajuda de um especialista o quanto antes. 

    Ver Todas >