close
Saúde

Pênis de gato: tudo sobre o comportamento e fisiologia do órgão reprodutor dos machos

Atualizado · 16 de dezembro de 2021 · 18h18

Publicado · 16/12/2021 · 18h18

O pênis de gato raramente fica exposto
O pênis de gato raramente fica exposto

O pênis de gato é um órgão com diversas particularidades e características extremamente curiosas, principalmente quando comparado a outras espécies de animais. Pode parecer inusitado querer saber mais sobre o pênis de um gato, mas qualquer gateiro precisa entender mais sobre o órgão para decifrar o comportamento do pet e monitorar sua saúde. Saber mais sobre as características do órgão genital do gato macho vai ser essencial para entender como os gatos se produzem, castração, identificar o sexo do animal e a manifestações de doenças na região. O Patas da Casa preparou uma matéria completa para você entender melhor como é o pênis de um gato e tudo que envolve o órgão, de aspectos físicos a comportamentais. Confira abaixo!

Como é o pênis de um gato?

Os felinos costumam ser animais muito reservados e o pênis de gato quase nunca fica exposto. Na maior parte do tempo, o órgão genital fica escondido dentro do prepúcio (parte visível e saliente na base da barriga). Essa realidade faz com que seja difícil que os tutores vejam o pênis de um gato exposto. Geralmente, o gato só não deixa o órgão genital retraído quando está fazendo sua higienização, estando mais relaxado. Apesar disso, algumas doenças na região peniana podem fazer com que o bichano apresente dificuldade para recolher o pênis por conta de inflamações. Portanto, é preciso ficar atento, pois muitas vezes o pênis de um gato exposto é sinal de alguma doença.

Além disso, o gato macho adulto possui pequenos espinhos no pênis que são chamados de espículas. Essa característica, apesar de inusitada, não é presente apenas nos gatos. Muitos primatas e outras espécies de mamíferos também apresentam espículas na região peniana. A particularidade só aparece depois da maturidade sexual do animal. Logo, o filhote de gato não vai apresentar os espinhos. No meio científico, a função dessa característica do pênis de gato ainda é debatida. A maioria da comunidade aponta que os espinhos funcionam como uma forma de estimular a ovulação da fêmea.

Acasalamento: gatos possuem reprodução bem característica

Agora que você sabe que o pênis do felino macho tem espinhos, deve estar se perguntando como acontece a reprodução dos gatos. Quem já viu (ou escutou) dois gatos copulando, já deve ter imaginado que é difícil que o acasalamento de gatos seja motivo de prazer. Por conta dos espinhos no pênis, a reprodução do gato realmente não é muito prazerosa para as fêmeas, que sentem dor durante o ato. Além disso, o comportamento dos machos durante a cópula também costuma ser um pouco violento. A fêmea felina pode tentar fugir do ato, o que faz com que o macho morda as costas da gatinha para garantir a fertilização. Por isso, é comum que ocorra muito barulho durante a reprodução de gatos.

Castrar gato macho é realmente necessário?

Também chamada de orquiectomia, é muito comum que a castração de gato seja motivo de debate entre os tutores. Ao contrário do que muita gente pensa, a cirurgia pouco interfere no pênis de gato. A operação, na verdade, consiste na remoção dos testículos dos felinos e é realizada de forma simples pelo médico veterinário. O bichano se recupera em alguns dias do procedimento, sem apresentar qualquer tipo de problema em suas atividades físicas.

Mas afinal de contas, castrar gato macho é realmente necessário? Os benefícios da castração são diversos, tanto para os machos como para as fêmeas. Uma das principais vantagens da cirurgia é que ela evita fugas, reduzindo o risco de doenças como FIV, FeLV, câncer de testículo e outras complicações do aparelho reprodutor.

Gato castrado marca território?

A castração é responsável por uma série de mudanças no comportamento animal, principalmente aquelas ligadas às questões sexuais. Os gatos não castrados costumam marcar território com xixi, mas será que esse comportamento pode ocorrer após a cirurgia? Apesar de não ser muito comum, é possível que o gato castrado marque território com urina, bigode ou unhas. Os felinos são muito sensíveis a mudanças no ambiente e isso pode fazer com que eles arranhem móveis ou façam xixi fora do lugar devido ao estresse. O comportamento do gato marcando território após a castração pode ser investigado por um profissional.

Quais raças de cachorro mais combinam com você?

É só preencher e começar!

Question Quiz Stamp

Depois do expediente de trabalho na sexta, o que você gosta de fazer?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria o seu domingo perfeito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você fica em um dia de chuva?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como seria a viagem ideal nas férias?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como você costuma encontrar os amigos?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Qual o seu tipo de exercício favorito?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua rotina matinal?

Question Header Background
Question Quiz Stamp

Como é a sua agenda no fim de semana?

Question Header Background

Schnauzer e Shih Tzu são raças mais independentes Golden Retriever e Yorkshire gostam de companhia Border Collie e Jack Russell Terrier são aventureiros
    Observar o pênis de um gato é importante para identificar o surgimento de doenças que comprometem a região
    Observar o pênis de um gato é importante para identificar o surgimento de doenças que comprometem a região

    Mais Lidas

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!
    Comportamento animal

    A cor da pelagem do gato determina a personalidade dele? Veja o que a ciência tem a dizer!

    Gato cinza, branco, preto, laranja, rajado ou com cores misturadas: o que não falta é variedade quando o assunto é a cor do gato. Esse, inclusive, acaba sendo um dos maiores critérios que os tutores usam na hora de adotar um bichano e, acredite se quiser, isso pode ajudar bastante a entender o comportamento do animal no dia a dia. Nem todo mundo sabe, mas é possível definir a personalidade dos gatos pela cor (ou pelo menos chegar muito próximo disso).

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)
    Comportamento animal

    Mordida de gato: 6 coisas que motivam esse comportamento nos felinos (e como evitar!)

    Os felinos não são muito associados com o ato de morder. Diferente dos cachorros, o comportamento é bem menos frequente nos felinos. É justamente por isso que muita gente acaba ignorando as mordidas por subestimar a força do animal e achar que não vai machucar. A mordida de gato não só pode ocorrer por muitos motivos, como também podem causar acidentes. Geralmente, os gatos dão alguns sinais que antecipam a mordida e é importante que você aprenda a reconhecê-los, assim como também entender as razões que levam o felino a ter essa atitude. Preparamos uma matéria completa sobre o assunto, então chega mais e vem entender porque os gatos mordem!

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor
    Comportamento animal

    Como o gato reconhece seu dono? Descubra esse e outros comportamentos da relação de um felino com o tutor

    A companhia dos felinos é uma delícia, mas tem lá seus desafios, principalmente na hora de tentar entender a linguagem dos gatos. Por serem mais reservados, muitos tutores ficam na dúvida se esses animais realmente apreciam a presença dos humanos, se perguntando como os gatos nos veem. Será que eles são capazes de nos entender? Como o gato reconhece seu dono? Como saber se eles gostam da gente? Para tentar desvendar de uma vez por todas alguns dos comportamentos do gato em relação ao seu tutor, preparamos uma matéria bem especial. Vem com a gente e saiba mais sobre o assunto!

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?
    Comportamento animal

    Linguagem canina: por que seu cachorro vira a cabeça quando você fala com ele?

    A linguagem corporal canina é tão expressiva que às vezes é possível entender os cães mesmo que eles não falem. Seja qual for a personalidade do cachorro, todos têm um comportamento canino tão revelador que, só de movimentar as orelhas, já dá para perceber o que o pet sente ou quer. Porém, não são apenas os humanos que compreendem a linguagem de cachorro. Já aconteceu de você falar algo com seu cãozinho e ele, imediatamente, virar a cabeça?

    Quando castrar gato macho?

    A melhor fase para castrar gato macho é sempre uma dúvida recorrente entre os pais de pets. Não existe um consenso sobre a idade certa para castrar os felinos. Entretanto, a recomendação é que a cirurgia seja feita após um ano de vida em gatos machos. O ideal é que o procedimento ocorra próximo da “puberdade felina”. Quanto mais cedo o gato macho é castrado, mais benefícios ele terá ao longo de sua vida. O ideal mesmo é conversar com o médico veterinário que acompanha o pet para saber a melhor hora de realizar a castração.

    Gato macho castrado cruza?

    O gato macho castrado cruza mesmo após a cirurgia em algumas situações. Em casos pontuais, o nível de testosterona do animal permanece alto após o procedimento, o que leva ele a querer cruzar. Além disso, a circunstância em que o gato vive também possui muita influência nessa questão. Se o seu filho de quatro patas está convivendo com uma fêmea no cio, por exemplo, é capaz que ele cruze com ela mesmo estando castrado. Apesar disso, a fecundação do óvulo da fêmea não ocorrerá, pois o gato macho castrado não é capaz de produzir o hormônio necessário para isso. A castração de gato pode não ser uma garantia de que o felino não vá cruzar nunca mais, mas assegura que a felina que acasalou com o gato macho castrado não fique prenha. Se o seu gato tem acesso à rua, isso será muito importante para não aumentar o número da população felina que não possui um lar para chamar de seu.

    Gato macho: quais complicações de saúde podem ocorrer no pênis?

    Existem muitas doenças que podem comprometer o aparelho reprodutor masculino dos felinos. Em algumas delas, o pênis de gato pode apresentar reações diferentes da normalidade. Cabe ao tutor ficar atento à área e levar o peludo ao médico veterinário com urgência no caso de qualquer alteração na região. O exame físico, teste laboratorial, ecografia e palpação são essenciais para um diagnóstico preciso para a adoção de um tratamento adequado. As principais doenças que podem comprometer o pênis de um gato são:

    • Fimose: esse problema ocorre quando o felino não consegue colocar o pênis para fora do prepúcio. Apesar da causa em grande parte das vezes ser a própria estrutura da região, o gatinho pode adquirir fimose por conta de outras complicações de saúde. O ideal é levar o felino para ser examinado caso observe lambedura excessiva.

    • Parafimose: esse tipo de complicação de saúde do pênis de gato se caracteriza na incapacidade de retrair o pênis de volta para o prepúcio depois de colocá-lo para fora. Nessa condição, o pênis fica exposto, o que não é normal e pode causar outras complicações.

    • Priapismo: essa doença consiste em uma ereção persistente, mesmo sem qualquer estímulo sexual. O principal sinal desse problema também é o pênis de gato exposto.

    • Inflamação de testículos: essa complicação ocorre principalmente por conta de traumatismos, infecções ou calor e frio excessivo. As características associadas envolvem o inchaço ou inflamação na região genital.

    • Problemas de próstata: geralmente as complicações de saúde que ocorrem na próstata afetam os bichanos de forma grave. Apesar do órgão estar localizado na região abdominal dos gatos, ele faz parte do sistema reprodutor.

    • Criptorquidismo: essa doença é bem comum em felinos machos e se caracteriza por uma falha na descida de um ou dois testículos até o escroto. Geralmente, o problema está associado à predisposição genética e a castração é muito recomendada para evitar que outras complicações se desenvolvam no sistema reprodutor felino.

    • Obstrução por cálculos: as famosas pedras no rim de gato são problemas muito comuns na espécie. Os cálculos podem podem descer para a bexiga e uretra e trazer uma série de complicações. Muitas vezes existe a necessidade de intervenção cirúrgica para tratar o problema.

    Como saber se o gato é macho ou fêmea?

    Você já sabe que o pênis de um gato quase nunca fica exposto e por isso deve estar pensando: como saber se o gato é macho ou fêmea? Para identificar o sexo do animal, basta levantar delicamente o rabo do pet para visualizar o ânus e as estruturas da região. Diferente da fêmea, o gato macho possui um espaço maior entre o ânus e o órgão genital. Nas fêmeas, será possível visualizar a vagina bem próxima do ânus (muitas vezes formando o formato de uma fenda). No gato macho, o espaço é maior por conta dos testículos. Além do pênis de gato, o aparelho reprodutor masculino dos felinos é constituído por:

    • 2 testículos;
    • 2 ductos deferentes;
    • próstata;
    • 2 glândulas bulbo-uretrais;
    • bolsa escrotal;
    • prepúcio.

    Redação: Hyago Bandeira

    Por que cachorro boceja?

    Próxima matéria

    Por que cachorro boceja?

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais
    Raças

    Saiba tudo sobre o gato Himalaia: origem, características, personalidade, cuidados e muito mais

    O gato Himalaia é, sem dúvidas, uma das raças mais queridinhas e desejadas pelos amantes de felinos. Ele reúne em sua genética a mistura de outras duas raças que são muito populares: o gato Persa e o Siamês. Ou seja, é carisma e fofura em dose dupla! Além disso, esse gatinho tem uma personalidade super dócil e tranquila, sendo a companhia perfeita para quem sempre sonhou em ter um bichinho de estimação. Se esse é o seu caso, ou se você já tem um gato do Himalaia e quer conhecer tudo sobre ele, essa matéria vai te ajudar bastante. 

    Pênis de cachorro: tudo sobre o comportamento e fisiologia do órgão reprodutor dos machos
    Cachorro

    Pênis de cachorro: tudo sobre o comportamento e fisiologia do órgão reprodutor dos machos

    A castração do cachorro macho costuma ser muito mais simples do que a cirurgia da fêmea, mas quando se trata de comportamento, os machinhos apresentam os mais inusitados. Se você tem um cãozinho, já deve ter passado pela situação de vê-lo colocar o pênis de cachorro para fora. Mas afinal, você sabe por que ele fez isso? Ou por que o cachorro monta na perna das pessoas? Ou até mesmo por que ele lambe as partes íntimas e a de outros cães?

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento
    Idoso

    Gato idoso: tudo que você precisa saber sobre saúde, cuidados, alimentação e mudanças de comportamento

    Com uma média de 16 anos de expectativa de vida, o gato idoso precisa de alguns cuidados específicos para uma velhice tranquila. A fase de vida requer algumas mudanças alimentação do gato, exercícios físicos, brincadeiras e cuidados básicos. A idade mais avançada ainda requer mais visitas ao veterinário, já que o bichano mais velhinho está propenso a desenvolver alguns problemas de saúde, como a Síndrome da Disfunção Cognitiva.

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça
    Raças

    Gato Singapura: tudo que você precisa saber sobre a raça

    Com uma beleza extraordinária, o gato Singapura deixa qualquer um babando. Esse felino de pequeno porte é considerado uma das menores raças de gato que existem. Entretanto, suas características físicas singulares não param por aí: os olhos grandes e expressivos são outra particularidade da raça. Além disso, a raça Singapura possui uma personalidade dócil e amigável. Ficou curioso para conhecer mais sobre essa raça de gato?

    Ver Todas >

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida
    Comportamento animal

    Gato-do-deserto: a raça de gato selvagem que fica com tamanho de filhote durante toda a vida

    O Gato-do-deserto é uma raça de gato selvagem que vista de longe parece um filhote fofinho. Mas se engana quem pensa que essa pode ser uma raça de gato indefesa e carinhosa como os felinos que estamos acostumados. O nome científico dele é Felis Margarita (também chamado de Gato-da-areia Árabe): uma raça de gatos que se esconde no intenso calor diurno e extremo frio noturno de desertos do Oriente Médio. 

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?
    Comportamento animal

    Gato arrepiado: o que o comportamento significa?

    O pelo de gato exerce uma função importante tanto na proteção do corpo e da pele, como também na linguagem corporal felina. Sim, é isso mesmo: mesmo sem um vocabulário, os bichanos são capazes de expressar sentimentos e vontades com movimentos, posições específicas e até mesmo com o estado da pelagem. Se você já viu um gato arrepiado, deve entender do que estamos falando!

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?
    Comportamento animal

    Como treinar cachorro para frequentar locais pet friendly?

    O termo “pet friendly” nunca esteve tão em alta quanto agora. Todo mundo sabe que os cães são grandes companheiros dos humanos e carregam até o título de melhores amigos. Mas, mesmo fazendo parte da nossa família há tanto tempo, foi recentemente que esses pets conquistaram um “espaço” definitivo nos momentos de lazer dos tutores. É aqui que entra a ideia de pet friendly: hotéis, pousadas, restaurantes, shoppings, mercados e vários outros estabelecimentos hoje em dia recebem os peludos de braços abertos (em alguns cidades, como no Rio de Janeiro, é lei!).

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção
    Comportamento animal

    Gatos famosos: conheça os 10 personagens felinos mais icônicos da ficção

    Ao decidir abrir as portas de casa para um bichano, vários tutores se inspiram em nomes de gatos famosos para apelidar o próprio pet. E acredite: existem muitas referências de gatinhos bem populares, principalmente quando entramos no mundo da ficção. Filmes, séries, quadrinhos, gibis, animações: em todos esses cenários é possível encontrar personagens totalmente icônicos.

    Ver Todas >