Saúde

Parasitas em gatos: como deixar o felino longe desses incômodos?

Os parasitas de gatos mais comuns são as pulgas, carrapatos e os vermes
Os parasitas de gatos mais comuns são as pulgas, carrapatos e os vermes

Apesar de não se falar muito nos parasitas em gatos, essa é uma preocupação que você deve ter constantemente. Mesmo que ele viva dentro de casa e não tenha acesso à rua, o gato pode ser contaminado por pulgas, carrapatos, ácaros e vermes. Esses pequenos invasores se instalam na pele ou no organismo do seu bichano e podem provocar incômodos e até doenças graves. Por outro lado, não é difícil prevenir os parasitas de gatos: basta inserir alguns cuidados na rotina do animal, como remédios e até mudanças na limpeza do ambiente em que ele vive.

Parasitas de gatos: quais são os tipos mais comuns?

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que existem vários tipos de parasitas de gatos que merecem a nossa atenção. Entenda melhor:

- parasitas externos: são aqueles que se alojam no exterior do corpo dos felinos, como pelagem e a própria pele do animal. Pulgas, carrapatos e ácaros (que provocam a sarna) entram nessa categoria;

- parasitas internos: se alojam no interior do organismo e podem atingir diferentes órgãos, como é o caso dos vermes em gatos. A giardíase, por exemplo, é uma doença causada por um protozoário que é considerado um dos principais parasitas intestinais em gatos, e, portanto, trata-se de um parasita interno. 

- parasitas de sangue: como o próprio nome já diz, atingem a corrente sanguínea dos cães, como é o caso da bactéria responsável pela doença do carrapato em gato.

Ácasos são os parasitas de gatos mais comuns

Embora pareçam inofensivos, os ácaros dão mais trabalho do que você imagina. Para começar, existem vários tipos de ácaros e cada um deles pode prejudicar os felinos de uma forma diferente. Algumas doenças que são bastante comuns e que são provocadas por esses parasitas de gatos são a sarna demodécica (sarna negra), sarna notoédrica (escabiose felina), sarna otodécica (ácaro da orelha) e a queiletielose (“caspa ambulante”). A melhor forma de prevenir os tipos de sarna é mantendo o bichano dentro de casa, em um ambiente limpo e arejado, e longe de animais doentes que possam contaminar o seu animal. prevenção desse tipo de parasita Existem alguns produtos indicados para eliminar os parasitas do ambiente. 

Pulgas em gatos: como elas agem e o que fazer para preveni-las?

As pulgas em gatos são um problema muito recorrente e que podem surgir quando menos se espera. Às vezes uma simples ida ao veterinário já é o suficiente para que o seu amigo de quatro patas pegue pulgas, já que esse contato com o mundo exterior deixa os bichanos muito mais vulneráveis a esse tipo de problema. Além de causar muita coceira, esse pequeno parasita de gato também pode trazer várias outras consequências para a saúde do seu amigo, como anemia e dermatites. Para prevenir as pulgas em gatos, a melhor solução sempre vai ser a prevenção com remédios específicos que evitam a proliferação desses parasitas, como a coleira antipulgas para gatos.

Faça o quiz e descubra se você tem alergia a gato!

É só preencher e começar! sem cadastros ou formulários.

Como você fica ao chegar na casa de um amigo que tem um gato?

O que acontece quando se aproxima de gatinhos na rua ou em feiras de adoção?

As crises alérgicas costumam acontecer:

O que acontece quando você fica perto de alguém que está com a roupa cheia de pelos de gato?

Como seu corpo reage ao entrar em contato com um filhotinho de gato na rua?

Quais são os seus sintomas mais comuns durante uma crise alérgica?

O que você faz para melhorar um quadro de alergia?

É bem provável que você tenha alergia a gatos e precise consultar um especialista As crises alérgicas fazem parte da sua rotina, mas será que é por causa dos gatos? Passe livre para ter um gatinho: você não tem alergia aos bichanos!
    Os parasitas em gatos podem causar muitos problemas à saúde e bem-estar do bichano
    Os parasitas em gatos podem causar muitos problemas à saúde e bem-estar do bichano

    Mais Lidas

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!
    Saúde animal

    Cinomose: tem cura, o que é, quais os sintomas, quanto tempo dura... Tudo sobre a doença de cachorro!

    Uma das partes mais difíceis de ter um cachorro em casa é o momento em que eles adoecem — e isso piora quando a doença é das mais sérias, como a cinomose. Causada por um vírus, se não for tratada da forma correta, a cinomose em cães pode ser fatal não apenas para o que foi infectado primeiramente, mas para todos os que estiverem em contato com ele. Para entender um pouco mais sobre o que é cinomose canina, seus sintomas, causa e o tratamento, o Patas da Casa conversou com a veterinária Kelly Andrade, do Paraná. Dê uma olhada, aqui embaixo, nas instruções da profissional!

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser
    Saúde animal

    Feridas em cachorro: veja as mais comuns que atingem a pele do animal e o que pode ser

    As feridas em cachorro podem ter muitas causas e é preciso avaliar a gravidade da situação. Se o seu cão surgiu algum arranhão ou machucados de leve depois de brincar muito com outros animais, o melhor é observar, mas se as feridas na pele do cachorro apareceram do nada você precisa ficar atento e buscar ajuda veterinária. Pode ser um caso de dermatite, alergia de contato ou até picada de algum parasita. O Patas da Casa preparou um guia com as feridas de cachorro mais comuns. Vamos conferir?

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?
    Saúde animal

    Gato no cio: de quanto em quanto tempo acontece e quanto tempo dura?

    Gatos são animais conhecidos pelas suas frequentes fugas quando estão no cio, mas você sabe por quê? Sabe a partir de qual idade a fêmea pode ter o primeiro cio? Esse período pode ser bastante estressante para o felino - e também para o dono -, pois o comportamento do animal muda bruscamente. Está preparado e já está ciente de quanto tempo dura o cio do gato? Nessa matéria vamos tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto. Vem com a gente!

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!
    Saúde animal

    Doença do carrapato: sintomas, tratamento, tem cura... Tudo sobre o parasita em cachorros!

    A doença do carrapato é uma das mais conhecidas entre os pais de pet e também uma das mais perigosas para os cachorros. Transmitida pelo carrapato marrom, bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea e os sintomas variam de acordo com o grau da doença e podem causar coloração amarela na pele e mucosas, distúrbios de coagulação, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos e até mesmo a morte do cachorro. Para ajudar a esclarecer dúvidas sobre a doença do carrapato, o Patas da Casa entrevistou a veterinária Paula Ciszewsi, de São Paulo. Confira abaixo!

    Parasitas em gatos: o carrapato também pode ser um problema para os felinos

    Assim como as pulgas, o carrapato em gato também é uma preocupação constante quando temos um animal de estimação. Seja ele gato ou cachorro, ninguém está imune. Por isso, os tutores devem ter bastante atenção para evitar que os bichanos sejam atacados por esses parasitas. Para identificar o problema, é fácil: geralmente o gato começa a se coçar ou demonstrar certa irritação por causa do carrapato grudado nele. Como esses parasitas têm uma cor mais puxada para o marrom, dependendo da cor da pelagem do seu amigo não é tão difícil localizar e remover. Aqui vai uma dica: o carrapato em gato costuma se alojar atrás da orelha ou no pescoço do animal.

    Se o parasita não for removido e estiver infectado, corre o risco de desencadear a doença do carrapato em gato, onde as bactérias e protozoários invadem a corrente sanguínea do animal. Os principais sintomas desta doença são: coloração amarela na pele e mucosas, perda de apetite, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo, sangramento nasal e, em casos mais raros, problemas neurológicos, podendo levar o animal à óbito.

    Para prevenir esse problema, a principal dica é: não deixe seu gato dar as famosas voltinhas pela rua. O contato com outros gatos de rua que tenham carrapato provavelmente vai acabar deixando seu gatinho com carrapato também. É super importante manter o remédio de carrapato do seu gatinho (e se tiver cães também) sempre em dia.

    Vermifugação é a melhor forma de afastar os diferentes tipos de vermes em gatos

    Outros parasitas de gatos são os vermes. Eles podem provocar diversas doenças no organismo do animal, como a giardíase e a dirofilariose em gatos. A primeira é causada pelo parasita Giardia lamblia, que acomete principalmente o trato intestinal dos felinos e deixa o gato com diarreia. É uma doença relativamente comum e que acontece principalmente se o animal tiver contato com objetos ou alimentos contaminados. Além da diarreia, outros sintomas que podem ser observados são gases, vômito, perda de peso e desidratação. Uma das formas de prevenir a giárdia em gatos é com a vacinação.

    a dirofilariose (também conhecido como verme do coração), embora não seja tão comum nos felinos, também precisa de certa atenção, principalmente de quem mora na região litorânea. A transmissão geralmente ocorre por meio de picadas de mosquitos infectados. Os principais sintomas são dificuldade respiratória, prostração, vômito, perda de apetite, desmaios e o gato pode até ter convulsões. Para prevenir essa doença, coleiras com ação repelente podem ser uma boa solução, mas também é possível vermifugar o bichano. Assim, mesmo que ele seja picado, não vai desenvolver a doença. Mas atenção: nesse caso, é importante investir em vermífugos específicos para a dirofilariose. 

    Redação: Juliana Melo

    Epilepsia em gatos: veterinária tira dúvidas sobre o problema de saúde

    Próxima matéria

    Epilepsia em gatos: veterinária tira dúvidas sobre o problema de saúde

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino
    Raças

    Gato Birmanês: conheça todas as características desse adorável felino

    O Birmanês, que também é conhecido como gato Sagrado da Birmânia, é um animal super dócil e elegante que tem muita história para contar. O gato da Birmânia é descendente de animais que eram venerados como deuses entre o século XV e XVI nos templos budistas do sudeste asiático. Muito sensível, a raça de gato é conhecida pelo companheirismo, já que se apega facilmente à família humana. O gato Birmanês gosta de explorar e é curioso, mas diferente dos outros gatos, ele gosta da estabilidade do chão e não gosta muito de altura.

    Plantas venenosas para gatos: 10 espécies que você deve deixar longe do alcance dos felinos
    Cuidados

    Plantas venenosas para gatos: 10 espécies que você deve deixar longe do alcance dos felinos

    Ter plantas em casa é tudo de bom para dar uma revitalizada no ambiente, deixando-o mais alegre e colorido. Contudo, quem pretende ter um gatinho, ou quem já tem e quer investir em uma vegetação mais natural dentro de casa, precisa ter uma atenção redobrada na hora de escolher as espécies das verdinhas. Existem plantas tóxicas para gatos que representam um verdadeiro perigo para o seu amigo de quatro patas, e é essencial saber quais são elas para evitar qualquer tipo de problema. 

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa
    Raças

    Ragamuffin: características, temperamento, cuidados... conheça essa raça de gato que tem a pelagem longa

    O Ragamuffin é uma raça de gato muito amável e carinhosa. Não muito conhecido no Brasil, o gato ragamuffin se originou a partir do cruzamento com felinos da raça Ragdoll. É considerado um gato gigante e pode chegar até os 9kg. O "Ragamuffin cat" pode ter a pelagem e olhos de diferentes cores. Uma característica marcante é o jeito brincalhão e o fato de amar colo. O Ragamuffin é ideal para famílias com crianças e outros animais.

    Cuidar de gato: qual é a média de gastos mensais com um felino?
    Cuidados

    Cuidar de gato: qual é a média de gastos mensais com um felino?

    Ter um gatinho em casa vai muito além da parte divertida. Isso porque, na prática, adotar um gato requer uma série de responsabilidades e cuidados com o seu novo amigo de quatro patas. Afinal de contas, você quer que ele tenha uma boa qualidade de vida, certo? Por isso, para cuidar de gato, alguns custos devem fazer parte da sua rotina. Para saber mais sobre isso e te ajudar a se planejar financeiramente, preparamos uma matéria com os principais gastos mensais de um gato. Confira!

    Ver Todas >

    Como aumentar a imunidade do gato? Veja algumas dicas!
    Saúde animal

    Como aumentar a imunidade do gato? Veja algumas dicas!

    A preocupação com a saúde dos gatos é inevitável, afinal os bichanos são praticamente como se fossem filhos de quatro patas para os seres humanos. Por isso, além de oferecer uma boa alimentação para esses animais, muitos tutores também procuram por alternativas de como melhorar a imunidade do seu gato para evitar problemas de saúde. Como muitos sabem, a vitamina C é indispensável nessa missão, mas onde ela pode ser encontrada? 

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?
    Saúde animal

    Quais as doenças mais comuns que atingem o sistema digestivo do cachorro?

    O sistema digestivo do cachorro é composto por boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso e ânus e cada um desses órgãos possui uma atividade específica durante a digestão dos alimentos. O problema é que, assim como ocorre com os humanos, os cães também podem sofrer com algumas doenças que atingem o sistema digestivo canino e que são causadas por fatores que variam desde a ingestão de alimentos contaminados até quadros de estresse ou ansiedade. 

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato
    Saúde animal

    Anticoncepcional para gatos: veterinária aponta os perigos da vacina para cio de gato

    Já parou para pensar como ocorre o cruzamento entre os gatos? Os machos sempre estão dispostos a acasalar, mas as fêmeas precisam estar no período do cio para aceitar a aproximação. O primeiro cio costuma ocorrer quando o animal atinge a puberdade, que normalmente é entre o 8º e o 10º mês de vida. Esse costuma ser um período bastante delicado para todos, que precisam já que a gata passa por uma grande carga de estresse. 

    Saúde animal

    "Meu cachorro tem muita fome": quando a fome em excesso passa a ser uma compulsão alimentar?

    Quando se trata da alimentação do cachorro, normalmente a situação que mais aflige os tutores é quando o animal não quer comer ração. Contudo, é importante ter muita atenção se o comportamento do seu amigo for o contrário disso, porque às vezes o cachorro comendo muito é um sinal de compulsão alimentar - o que pode trazer prejuízos para a saúde do pet a longo prazo. 

    Ver Todas >